Lavar os cabelos corretamente é um dos segredos para ter fios saudáveis e bonitos

Isabela Leal
Do UOL, em São Paulo

  • Thinkstock

    Você lava seus cabelos corretamente? Veja as dicas do especialista e compare com seus hábitos

    Você lava seus cabelos corretamente? Veja as dicas do especialista e compare com seus hábitos

O prosaico hábito de lavar corretamente os cabelos é mais do que um ato de higiene. Utilizar xampu e condicionador adequados ao tipo de fio e tomar alguns cuidados simples como não aplicar condicionador no couro cabeludo e alternar diferentes marcas de xampu pode significar sim a garantia de fios saudáveis, fortes e bonitos. Isso não é balela, não. Quem afirma é o médico dermatologista e tricologista Adriano Almeida, Diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo e professor da Fundação Pele Saudável, que há dez anos se dedica a tratar do cabelo e do couro cabeludo. A seguir, ele destaca alguns aspectos que fazem a diferença – entre um cabelo bem tratado e outro nem tanto – quando o assunto é a forma de lavar e cuidar dos fios no banho.

UOL: Os tipos de cabelo da brasileira são os mais variados: cacheado, liso, ondulado, seco, oleoso, normal, tingido etc. Sendo assim, o que se deve priorizar ao escolher um xampu? Por exemplo, quem tem fios com coloração deve optar por produtos que retém a cor ou que sejam adequados para a textura do fio?
Adriano Almeida, tricologista: Os xampus devem ser escolhidos de acordo com a principal necessidade do cabelo. Uma mulher com cabelo tingido, porém oleoso (o que é raro, já que as colorações normalmente ressecam), deve optar por um xampu para cabelos oleosos ou até para cabelos normais. Se não for oleoso, não há dúvidas, o xampu mais adequado é aquele específico para os fios tingidos, que têm ingredientes hidratantes em sua fórmula, já que o cabelo tingido quando fica muito seco se torna mais susceptível à quebra.

Alternar as marcas de xampus e condicionadores é importante ou devemos ficar sempre com aquele que deixa os fios mais sedosos e bonitos?
O truque de alternar as marcas é muito útil para evitar o embaraço e a quebra dos fios. O ideal é utilizar um xampu e condicionador em uma lavagem e outra marca na lavagem seguinte, isto é, escolher duas marcas de sua preferência e alternar nas lavagens. Pois o cabelo adquire a carga elétrica do xampu e usando sempre o mesmo (sem mudar) o fio tende a fica eletrizado (arrepiado e indisciplinado), o que dificulta o penteado e o deixa muito mais frágil.

Tem problema lavar os cabelos todo dia?
É indicado lavar o cabelo em dias alternados. Assim se preserva o manto hidrolipídico dos fios, isto é, a gordura natural produzida pelo organismo que auxilia a proteção da haste capilar. Pessoas que fazem atividade física diariamente ou que transpiram muito, trabalham em ambientes com muita poeira e outros fatores que sujam os fios, é mais indicado lavar diariamente. Nesse caso, não tem muita saída.

Existe uma maneira certa de lavar os cabelos?
O ideal é, com os cabelos molhados, espalhar uma quantidade proporcional de xampu em todo o couro cabeludo, sem exageros. Se o cabelo for comprido é necessário aplicar um pouco de xampu no comprimento. O movimento das mãos pode ser em garra ou circular, não importa, desde que o produto seja bem distribuído, mas sempre com a ponta dos dedos nunca com a unha para não agredir o couro cabeludo. Se houver irritação, a região fica mais susceptível a infecções.

O xampu de limpeza profunda é necessário mesmo? Com que frequência deve ser usado?
Também chamado de anti-resíduos, esse tipo de xampu está longe de ser uma frescura. Ele remove partículas depositadas nos fios por conta de xampus, condicionadores, leave-in, finalizadores e até protetor solar. Esse acúmulo de resíduos no dia a dia pode deixar o fio opaco ou eletrizado fazendo com que o cabelo, mesmo limpo, fique sem brilho e difícil de pentear. O ideal é usar a cada sete dias (principalmente as apaixonadas por produtos finalizadores) ou a cada 15 dias, para quem não sobrecarrega os fios de cosméticos. Cabelos tingidos devem ser lavados com xampu anti-resíduo com um intervalo maior de tempo, a cada 15 dias, já que ele remove parte (ainda que pequena) da coloração. Importante: ao contrário do que muita gente pensa, pode-se usar condicionador depois do xampu de limpeza profunda.

Por que o condicionador não deve ser aplicado no couro cabeludo?
Porque esse contato favorece o aumento de oleosidade que quando é excessiva, além de incômoda, pode causar mau cheiro e até doenças como a dermatite seborreica (caspa) que tem sua incidência aumentada no inverno pela associação da água quente com o uso mais frequente dos condicionadores. Em cabelos muito oleosos ele deve ser evitado, pois favorece a dermatite seborreica (caspa) e o aumento de oleosidade acompanhado de prurido (coceira). O condicionador deve ser usado após o xampu, apenas no comprimento do cabelo, e agir por aproximadamente três minutos. Em seguida é preciso enxaguar bem, nunca se deve deixar o condicionador nos cabelos, caso contrário, o fio ficará muito gorduroso e com tendência, de novo, à caspa e a adesão de partículas invisíveis que tiram o brilho do cabelo.

O leave-in, utilizado diariamente, causa algum dano para o cabelo?
Não. Os finalizadores de tratamento, como antifrizz, creme para pentear, creme sem enxágue, sérum para pontas duplas, etc. blindam os fios preservando o balanço, a saúde e a força. O mecanismo é o seguinte: eles agem como uma película protetora que protege o fio contra poluição e sol, além de selar as pontas (nem todos fazem isso, mas a maioria faz) evitando a fragilidade do cabelo, Mas atenção: o uso desses produtos atrai partículas invisíveis que estão no ar, que se depositam no fio, fazendo com que o cabelo perca seu brilho com mais facilidade. Por isso, quem usa finalizador com frequência deve utilizar xampu de limpeza profunda semanalmente.

As máscaras de tratamento são mais eficazes do que os condicionadores?
Por ter maior concentração de ativos, a máscara de tratamento tem um poder de hidratação maior que o dos condicionadores, o que é essencial para os cabelos, principalmente os mais ressecados e danificados. Ela deve ser usada de acordo com a necessidade específica do cabelo – para nutrir, hidratar, dar emoliência, reter a cor, ou até mesmo para controlar a oleosidade e o volume – de uma a duas vezes por semana, dependendo do nível de desgaste. Muitas máscaras têm suas propriedades potencializadas quando os fios são aquecidos (com touca térmica ou toalha quente) após sua aplicação. Bastam 15 minutos de calor e pronto, é só enxaguar.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos