Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/album/2011/05/12/quartos-de-bebe-e-crianca.htm
  • totalImagens: 219
  • fotoInicial: 0
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
Fotos
O dormitório com 12 m², planejado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira, é dedicado a dois meninos e tem camas personalizadas graças às almofadas bordadas com os nomes das crianças. Duas caixas encaixadas ao vão do criado-mudo (entre os leitos) são identificadas por marcadores, "para garantir ordem e a individualidade de cada um", explica Nogueira. A composição cromática do espaço foi pensada a partir dos tons dos revestimentos João Ribeiro/ DivulgaçãoMais
Para este quarto de trigêmeos (dois meninos e uma menina) com 16 m², a arquiteta Silvana Lara Nogueira partiu de um conceito simétrico, deixando os berços dos meninos encostados às paredes laterais e o da menina no centro. O "cantinho" feminino foi setorizado com duas cortinas do tipo dossel fixadas à parede e laços amarelos nos protetores de berço. O mobiliário é da Q&E Bebê, o carpete é lavável e as luminárias de teto propiciam luz indireta para não ofuscar as crianças Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Aline Curvello Katz adotou tons fechados de azul e vermelho e muita madeira natural, para o quartinho de gêmeos (meninos), com 12 m². "Para bebês, a cômoda e o armário podem ser os mesmos, desde que a organização determine o espaço dedicado aos pertences de cada um", diz a arquiteta. Neste quarto, berços e cômoda são da Q&E Bebê Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
O quarto disponível para os trigêmeos era pequeno, detinha apenas 9 m², e foi um desafio para a arquiteta Silvana Lara Nogueira idealizar um projeto funcional. Como não sobrou espaço para armário, Nogueira optou por berços com grandes gavetas inferiores, onde - além da cômoda - estão guardados os pertences dos meninos. Os berços são telados para deixar o visual mais leve e os tons suaves, usados no papel de parede e no mobiliário, dão a sensação de amplitude ao ambiente Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
Por conta do pequeno espaço, a arquiteta Silvana Lara Nogueira dispôs sobre a cômoda o trocador único para os três bebês. Uma estante livreiro, hoje tem função decorativa, "mas será recolocada em uma altura que as crianças alcancem, assim que elas crescerem e tiverem livrinhos", explica a arquiteta. (...) Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
(...) No cantinho que restou, foi acomodada uma mini-poltrona bergère, além de uma mesinha e um abajur, que dão conforto à mamãe durante a amamentação Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
No quartinho para trigêmeos, projetado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira, a identificação de cada uma das três criança se dá pelo monograma bordado nos enxovais (Bavette) Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
O tecido azul, onde se lê uma poesia sobre "as ondas do mar", recobre a parede da antiga varanda incorporada ao quarto de gêmeos com 14 m² e foi o ponto de partida para a decoração. "Complementei o ambiente com elementos na cor vermelha, criando um ar marítimo e deixando o quartinho unissex", diz a designer de interiores Alessandra Amaral DivulgaçãoMais
Na varanda integrada ao quarto do casal de gêmeos, com projeto da designer de interiores Alessandra Amaral, foi instalada a poltrona de amamentação, além do trocador com duas gavetas, dois cestos para roupa suja e das prateleiras de apoio DivulgaçãoMais
Como o espaço era reduzido (10 m²), a arquiteta Christiane Roy preferiu remover o armário existente no quarto do casal de gêmeos e encostar os dois berços a uma das paredes, para que a mãe tivesse fácil acesso na hora de colocá-los e de os retirar. Para personalizar os móveis, o protetor do berço do menino é azul e o da menina, rosa. Para aproveitar os metros livres, há nichos em uma parede, e uma poltrona de amamentação na extremidade oposta Beto Assis/ DivulgaçãoMais
Na parede oposta aos berços, a arquiteta Christiane Roy previu a grande bancada com gavetas e dois trocadores que facilitam o trabalho da mamãe e sua auxiliar. Entre os nichos e o móvel está um baú com assento. O centro do quarto com piso de tacos de madeira ficou livre para brincadeiras Beto Assis/ DivulgaçãoMais
O painel laqueado com nichos espelhados e frisos é o elemento chave do projeto do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris para o quarto de duas gêmeas recém-nascidas, com 13,73 m² de área. Ali está acoplada a sanca iluminada que propicia luz indireta ao ambiente. Os berços em madeira foram dispostos lado a lado, para que as pequenas possam interagir quando crescerem um pouquinho Leandro Farchi/ DivulgaçãoMais
Neste quarto com 10 m² para um casal de gêmeos e a babá, a marcenaria foi uma aliada do projeto da arquiteta Andréa Parreira. Os berços feitos sob medida encaixaram-se nos vãos que também abrigam prateleiras e são separados pelo gaveteiro. No centro do ambiente, há uma cômoda com trocador. Os móveis foram desenvolvidos para o acompanhar o crescimento das crianças: posteriormente, os berços serão substituídos por mini-camas, encaixadas nos mesmos vãos DivulgaçãoMais
Desenvolvido pelos arquitetos Carmen Mansor, Fernando Azevedo e Tiza Kann, este quarto com 17 m², para duas meninas em idade escolar, é puro estímulo. A intenção foi aguçar os sentidos usando cores fortes e inventando essa brincadeira das camas em forma de cabanas, afirmam os profissionais. No ambiente, algumas áreas são compartilhadas como a escrivaninha e os nichos para brinquedos. O mobiliário é da Q&E Bebê; o papel de parede, da Orlean; e as luminárias coloridas, da Lumini Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
Os arquitetos André Leite e Bruna Ximenes criaram um dormitório moderno, funcional e prático com 16,40 m² para dois meninos. "A base do ambiente é a mesma. E a personalidade de cada um está representada nos detalhes", diz Ximenes. O criado-mudo é comum, mas os móveis com gaveteiro e nichos, individuais, marcam o território de cada um. O mobiliário é da Q&E Bebê e o enxoval, da Casa Mineira Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
A área de de estudos do dormitório para meninos gêmeos, assinado por André Leite e Bruna Ximenes, é duplicada graças aos módulos da Q&E Bebê. Embaixo das bancadas, os arquitetos colocaram dois baús que também auxiliam na organização do quarto Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
No quarto projetado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira para meninos gêmeos, parte das paredes recebeu papel estampado por mapas. Mais módulos pendurados e uma cômoda são utilizados para organizar objetos e brinquedos João Ribeiro/ DivulgaçãoMais
BR DivulgaçãoMais
No projeto assinado pela a designer de interiores Alessandra Amaral para um casal de gêmeos, a bancada de estudos é compartilhada, mas cada qual possui uma cadeira. "Cada criança deve ter seus próprios acessórios (lápis, canetas e cadernos) para que se organize e se concentre melhor nos estudos", ensina a profissional DivulgaçãoMais
A marcenaria inteligente (Portal da Madeira) é o ponto alto deste projeto assinado pelos arquitetos Marcello Sesso e Débora Dalanezi, em um quarto com 7,6 m², para dois meninos de oito anos. Elevada, uma das camas deixa a área abaixo de si livre para nichos e brinquedos. "Esse recurso cria espaço útil para brincar e estudar, além de facilitar o 'layout' de dormitórios pequenos", diz Dalanezi. Uma bancada de estudos, dupla, percorre toda a parede lateral sob a janela Bruno Cocozza/ DivulgaçãoMais
As camas do tipo dossel, da Casa Pronta, levam romantismo e proporcionam privacidade ao quarto (30 m²) de duas meninas adolescentes assinado pela arquiteta Zize Zink, que através das cores diferenciou os espaços Luís Gomes/ DivulgaçãoMais
Quando as irmãs gêmeas adolescentes desejam privacidade, elas abaixam a porta de enrolar que divide o dormitório amplo e compartilhado. A ideia é da arquiteta Zize Zink Luís Gomes/ DivulgaçãoMais
No quarto idealizado pela arquiteta Zize Zink para duas adolescentes gêmeas, a área de estudos é individual e respeita um mesmo desenho Luís Gomes/ DivulgaçãoMais
As arquitetas Ana Paula Seabra e Suzana Fonseca, do escritório SIB Fonseca, criaram este quarto para a Mostra Quartos & Etc. para meninos que gostam esportes radicais e não querem mais um dormitório com "ar de criança". Com 16 m², o ambiente foi racionalizado através da cama sobreposta, que conta ainda com um leito extra, embutido, e dedicado aos amigos. No projeto, o canto de estudos é compartilhado Rodrigo Zorzi/ DivulgaçãoMais
Para abrigar os pertences de dois garotos gêmeos, as arquitetas Ana Paula Seabra e Suzana Fonseca recorreram a estantes que podem ser modificadas por novos acessórios ou com a simples troca de lugar das plataformas e nichos existentes Rodrigo Zorzi/ DivulgaçãoMais
Nesta proposta de um quarto compartilhado por duas gêmeas adolescentes, as arquitetas Mariana e Fernanda Mattos interligaram o espaço com 23 m² através do closet, o que gerou maior intimidade para as meninas. Para demarcar a área de estudos e racionalizar o cômodo, a marcenaria foi usada como aliada. O papel de parede e as cores dos acessórios e da cadeira personalizam o espaço de cada garota. Na foto, a parte do quarto de uma das gêmeas... Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
... nele, a identidade visual se estende à parede da TV, onde o nicho foi revestido com o mesmo papel de parede usado na cabeceira da cama Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
A porta de correr se fecha quando as irmãs querem total privacidade. O "layout" dos dormitórios quase separados é o mesmo, o que muda é a temática e as cores do papel, da roupa de cama e do abajur escolhida pelas arquitetas Mariana e Fernanda Mattos. Na foto, a parte do quarto de uma das gêmeas... Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
No projeto para o quarto de gêmeas adolescentes, as arquitetas Mariana e Fernanda Mattos interligaram os espaços privativos através do closet compartilhado Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
... nele, a identidade visual se estende à parede da TV, onde a linguagem do restante do cômodo é reproduzida Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
Este quarto com 20 m² para gêmeas adolescentes foi idealizado pela arquiteta Carla Barranco, para a mostra "Casa Pronta" e ganhou camas do tipo dossel. No ambiente, as cores são as mesmas para os móveis das duas irmãs e as identificações das usuárias fica por conta das iniciais bordadas nas almofadas. O projeto abusou dos matizes intensos e das estampas Maria Gabriela Rossa Drewes/ DivulgaçãoMais
A bancada de estudos no projeto da arquiteta Carla Barranco para a mostra Casa Pronta é compartilhada e delimitada pelo nicho rosa choque. O tampo do móvel se abre trazendo versatilidade à proposta. As cadeiras amarelas e as prateleiras azuis se contrapõem ao papel de parede vermelho Maria Gabriela Rossa Drewes/ DivulgaçãoMais
As gêmeas de sete anos queriam um quarto que lembrasse os filmes de princesas, então a designer Graziela Garavati, responsável pelo projeto do espaço com 12 m², idealizou a cabeceira em marcenaria laqueada que remete ao capitonê e usou cristais Swarovski no lugar de botões. As flores estilizadas do papel de parede repetem-se no lustre e na arandela de ferro. O enxoval dá o toque final, com almofadas feitas artesanalmente de fitas de cetim e de tricô J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
Desde pequenos os gêmeos dividiam o mesmo quarto. Com 11 anos e uma mudança da família para um apartamento maior, cada irmão ganhou sua própria suíte. Porém, a designer de interiores Sumaya Bichir, desenvolveu um mesmo "layout" para os 10 m² de cada quarto e mudou apenas as cores e os acabamentos. A cama foi disposta encostada à parede, que recebeu painel quadriculado e papel (Alamanda). No piso, foi instalado u porcelanato com efeito amadeirado DivulgaçãoMais
No quarto de um dos gêmeos decorado por Sumaya Bichir, a marcenaria foi fundamental para racionalizar o espaço. A bancada de estudos tem armários embaixo e acopla o painel para a TV. Nichos e a prateleira organizam o espaço. E o armário com portas de vidro traz mais leveza ao ambiente DivulgaçãoMais
Desde pequenos os gêmeos dividiam o mesmo quarto. Com 11 anos e uma mudança da família para um apartamento maior, cada irmão ganhou sua própria suíte. Porém, a designer de interiores Sumaya Bichir, desenvolveu um mesmo "layout" para os 10 m² de cada quarto e mudou apenas as cores e os acabamentos. No segundo dormitório, o papel é listrado e o painel é menos recortado. Note que a roupa de cama segue o mesmo padrão da do irmão, apenas a almofada acompanha a tonalidade da parede DivulgaçãoMais
Para diferenciar do quarto do irmão, Sumaya Bichir desenhou os nichos sobre bancada sem ângulos retos e instalou três módulos de armários. Em ambos os cômodos a iluminação acompanha o perímetro do ambiente, surtindo em uma luz geral homogênea DivulgaçãoMais
Criado pela arquiteta e urbanista Magaly Gentil, este quarto de bebê de 24 m² recebeu papel de parede listrado e carpete com relevo "pied de poule", em tons bem claros. A base foi ideal para acomodar os móveis em estilo provençal: cama, berço, roupeiro e cadeira com pintura grofatto, detalhes de madeira trabalhada e recortes com palhinha. O toque moderno do ambiente fica por conta da iluminação sob as prateleiras Esdras Guimarães / DivulgaçãoMais
No quarto de bebê, assinado pela arquiteta Ana Andrade, os tacos de madeira deixam o ambiente mais aconchegante DivulgaçãoMais
O Quarto Bebê, criado por Gustavo Rocha, tem estilo provençal e o branco como cor base. Pontuações em vermelho queimado e o revestimento de concreto, com círculos em tamanhos diversos iluminados cenicamente, dão personalidade ao ambiente. A Casa Cor Interior SP fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, na rua Hide Maluf 400, em Piracicaba. Outras informações: www.casacor.com.br/interiorsp DivulgaçãoMais
A Suíte do Bebê, assinada por Silvana Fontoura, quer transmitir um "ar principesco" através da linha predominantemente provençal e romântica associada à combinação das cores branco, dourado e vermelho. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
O Quarto do Bebê, assinado por Trissia Moraes, recebeu revestimento para a parede adamascado e perolado e um painel de madeira. No teto rebaixado descata-se um nicho circular com um lustre feito com flores. A mostra Morar Mais por Menos Campo Grande segue em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no Rádio Clube Cidade - Rua Padre João Crippa, 1280, na capital sul-mato-grossense Gilson Barbosa/ DivulgaçãoMais
O Quarto do Menino, planejado pelas arquitetas Patrícia Matos e Ana Cecília Lima, é multicolorido e inspirado em blocos de montar. Destaque para a cama com pés de acrílico com iluminação em led RGB, que muda de cor. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 1º de dezembro de 2013, na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
O Quarto do Menino, planejado pelas arquitetas Patrícia Matos e Ana Cecília Lima, é multicolorido e inspirado em blocos de montar. Destaque para a cama com pés de acrílico com iluminação em led RGB, que muda de cor. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 1º de dezembro de 2013, na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
Para este quarto (nove metros quadrados) de um menino com sete anos, que deveria acomodar brinquedos e um espaço para estudos e diversão, foi escolhida uma bicama. A arquiteta Cristiane Schiavoni, responsável pelo projeto, acoplou os leitos à marcenaria que aproveitou cada centímetro disponível com armários, gavetões, estante e escrivaninha Wagner Silveira/ DivulgaçãoMais
O projeto do móvel idealizado para o quarto de um menino de sete anos, pela arquiteta Cristiane Schiavoni, aproveitou o vão entre as camas para dispor gavetas de diversos tamanhos. Na sequência do mobiliário está o armário que vai do piso ao teto e possui três portas Wagner Silveira/ DivulgaçãoMais
Do lado oposto à bicama do quarto de um garoto de sete anos está a estante com nichos e gavetas. Com rodinhas, a escrivaninha acopla-se ao móvel. O projeto do dormitório é assinado por Cristiane Schiavoni Wagner Silveira/ DivulgaçãoMais
O beliche, o criado-mudo com rodizio e a estante em nichos são soluções que ajudam a otimizar os compactos quartos infantis. Veja que cama de baixo possui rodízios que possibilitam novas configurações no espaço (nove metros quadrados) quando necessário. O projeto é da arquiteta Adriana Coelho para a Hits Cacá Bratke/ DivulgaçãoMais
A Área Infantil deixa livros e gibis à mão da criançada e conta com uma mesa com uma árvore estilizada. O projeto é assinado por Leila Bittencourt e Fernanda Casagrande. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Em clima de parque de diversões, a Área Infantil tem 60 m², abriga parede de escalada e uma grande cabana de dois andares, feita de réguas de pinho, com direito a escorregador em forma de tubo. O projeto é assinado por Leila Bittencourt e Fernanda Casagrande. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
"Pieza de guagua, volver al inicio 1983-2013", criado por María José Tagle e Gabriela Balboltín, é um espaço de brincadeiras. Um quarto para crianças com direito a árvores, bichos e um céu estralado (sobre a cama, à direita). A Casa Cor Chile fica em cartaz até dia 10 de novembro de 2013, na Avenida Las Condes 11.755, em Santiago DivulgaçãoMais
A mistura de cores clássicas e de texturas - nas borseries, adornos de parede e tecidos - criam uma Suíte do Bebê incomum. O ambiente, assinado pelas designers de interiores Marília Summers e Andréa Micherif, tem referências francesas. Dividida em duas mostras, a 19ª Casa Cor Bahia segue até dia 03 de novembro de 2013 nos estacionamentos do Shopping Iguatemi, em Salvador, e do Boulevard Shopping, em Feira de Santana Xico Diniz/ DivulgaçãoMais
Casa Cor MG - 2013: O Quarto de Bebê, projetado pela arquiteta Flávia Zambelli Peixoto, possui paredes revestidas por tecido de toque aveludado e aparência estofada. Além do revestimento, destaque para o berço de metal com acabando dourado, equipado com dossel e cortinado de seda DivulgaçãoMais
Casa Cor MG - 2013: O Quarto de Bebê, projetado pela arquiteta Flávia Zambelli Peixoto, possui paredes revestidas por tecido de toque aveludado e aparência estofada. Além do revestimento, destaque para o berço de metal com acabando dourado, equipado com dossel e cortinado de seda, além da luminária de chão com ares de lustre e composta por pecinhas de cristal DivulgaçãoMais
Para o quarto do bebê, no apartamento em Perdizes, zona oeste de São Paulo, as arquitetas Débora Stefanelli e Pérola Machado desenvolveram alguns móveis sob medida, na cor branca. Para "aquecer" o ambiente, foram empregados o o tapete em tom azul escuro e a poltrona de madeira (Dpot) Bernardo Paglia/ DivulgaçãoMais
O Quarto do Bebê foi projetado pela arquiteta Larissa Dias, no ambiente as linhas retas e as simetrias se misturam às peças clássicas e femininas. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
Apaixonado por música, um dos filhos do casal reservou um espaço de seu quarto para bateria, guitarra e violão, instrumentos que também estão desenhados na parede. A cama alta tem dois gavetões coloridos na parte inferior. O projeto da Casa Urbana é da arquiteta Paula Bittar Sergio Scripilliti/ DivulgaçãoMais
A Suíte do Filho, criada por Samara Barbosa e Michele Krauspenhar, tem como inspiração as histórias de pirata. A peça mais interessante do ambiente é a cama em formato de barco. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
Keyla Kinder assina a Suíte do Bebê, pensada para um garotinho e inspirada na aviação. Destaque para o papel de parede e para a luminária (um pedacinho, à dir.) em formato de nuvem. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
Papel de parede que imita palha, ilustração, estofamento em capitonê e espelhos ajudam a compor a Suíte da Filha, assinada por Aline Antoniassi. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
O projeto do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris para o quarto de um bebê partiu da cor branca, usada nos móveis e painéis que conferem ao ambiente um ar claro e de tranquilidade. Os vasos de flores, confeccionadas em tecido, proporcionam um charme feminino ao ambiente DivulgaçãoMais
Para deixar os móveis de estilo mais leves, a arquiteta Zize Zink optou por laqueá-los em um laranja pastel. A cor suave e alegre regeu o restante da ambientação do quarto de bebê. Algumas pequenas doses de azul marinho quebram o excesso de doçura do laranja DivulgaçãoMais
abre do álbum casa cor com ambientes de bebês, crianças e adolescentes Leonardo Soares/UOLMais
Ao invés de uma cabeceira convencional, a arquiteta Clélia Regina Ângelo (www.cleliareginaangelo.com.br), criadora do espaço ?Suíte do Menino?, optou pelo painel retroiluminado de gesso acartonado, revestido com papel de parede estampado de tijolos na cor cinza, a mesma da parede de tecido atrás da cama. ?Tecido, papel de parede e tapete listrado criam uma base neutra que poderia compor um quarto de um adulto?, afirma o designer Marcel Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Integrada ao quarto, a área de recreação dispõe de um patamar acarpetado com sofá e TV, que é valorizado pela iluminação em fita de LED. Laranja, amarelo e azul, cor que predomina no papel de parede do filme de animação Monstros S.A., deixam o ambiente mais descontraído. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Segundo Marcel Steiner, o sofá embutido em caixas de madeira ou alvenaria confere ao espaço uma atmosfera dos anos 70 e 80. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
O closet, que também faz parte da ?Suíte do Menino?, dispõe de cabideiro iluminado com fita de LED, prateleiras que funcionam como luminárias e gavetas com sistema ?Touch to Open?, que podem ser abertas com um toque, sem a necessidade de puxador. ?A ideia dos ganchos para pendurar os bonés é bacana e funcional?, diz Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Pintados de amarelo e laranja, cores predominantes na decoração, os caixotes de madeira abrigam bolas para esporte de diferentes modalidades Leonardo Soares/UOLMais
O mancebo amarelo organiza e deixa à mostra mochilas e sacolas do menino. Persianas e cortinas de tecido azul e verde filtram a luz que vem de fora e conferem aconchego ao canto de estudos da suíte. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Parte do banheiro do menino foi revestida com porcelanato impresso com desenhos juvenis. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Com formas simples e depuradas, as louças e metais sanitários pretos conferem um tom mais arrojado e menos infantil ao banheiro. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Próximo a parede de escalada, o tatame sobre o piso laminado serve para absorver impactos em caso de eventuais quedas. A parede faz parte da área de recreação da suíte do menino Leonardo Soares/UOLMais
Vista aproximada da parede de escalada, cuja sobriedade do cinza é quebrada pelo agarras coloridas de alpinismo Leonardo Soares/UOLMais
A dupla de arquitetos Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, do Decoradornet (www.decoradornet.com.br) optou por tons neutros ao criar o ?Quarto do Bebê?. A parede revestida com mantas de tricot cinza, cortina e piso de madeira de demolição brancos compõem um cenário atemporal, que poderá perdurar por mais tempo no quarto infantil. ?Gosto do piso branco e da ideia de incorporar patamares ao espaço?, afirma o decorador Marcel Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Bonecos e brinquedos ficam armazenados em cestas artesanais de feltro suspensas, cuja altura é regulada por um sistemas de roldanas que tem como manivelas pedais de bicicleta. ?É uma ideia bem legal, desde que o pé-direito do espaço seja generoso como o deste quarto?, acrescenta Marcel Steiner. (www.decoradornet.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
O emblemático edifício do MASP, projetado por Lina Bo Bardi, inspirou a dupla de arquitetos na criação do berço do bebê, feito na cor preta. ?No berço, evite os protetores cortinados e fique atento à altura do colchão. Opte pelos travesseiros com revestimentos antialérgicos e dê preferência aos edredons ao invés de cobertores e mantas de lã?, explica a pediatra Patrícia Salles. (www.decoradornet.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Os arquitetos escolheram como poltrona de amamentação uma cadeira de madeira que foi customizada com uma corda rosa flúor. A volumetria do armário suspenso é valorizada pela iluminação linear proporcionada pela fita de LED. ?A arara foi pensada para dar a criança acesso às roupas, o que é bem funcional?, afirma Marcel Steiner. À direita, o jardim vertical, que ocupa uma das paredes do ambiente. ?As plantas podem fazer parte do quarto do bebê, desde que estejam em um local de difícil acesso às crianças Leonardo Soares/UOLMais
Preenchida com bolinhas rosas feitas pela Elo7, a piscina de bolinhas ocupa uma área idealizada para abrigar uma cama infantil no futuro. (www.decoradornet.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Projetada pela arquiteta Renata Coppola (www.renatacoppola.com.br) para uma adolescente ?ligada em moda?, a ?Suíte da Menina? exibe uma variedade de cores, estampas e texturas. Aplicado na parede, o papel de parede azul se mistura com o piso de madeira de demolição, carpete, móveis espelhados, laqueados e metálicos. No teto, o papel de parede listrado, emoldurado pelo forro em microcimento resinado, que se estende à parede do canto de leitura, ao fundo Leonardo Soares/UOLMais
O excesso de cores e estampas é marcante na ?Suíte da Menina?. O papel de parede azul metalizado e texturizado serve de fundo para o móvel espelhado e a luminária com cúpula estampada de flores. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
A suíte também incorpora tecnologia de ponta, como o painel de vidro inteligente sobre a cama, que serve como tela para projeção de imagem. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
A imagem também pode ser vista do lado oposto do vidro, onde fica o banheiro da adolescente. Com o toque de um botão, o vidro se torna opaco, garantindo privacidade. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Aficionada por balé, a adolescente que inspirou Renata Coppola na criação da suíte dispõe ainda de um canto para a dança, com barra, o espelho, o tablado e a boneca estilizada em escala real. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
A madeira de demolição também está presente no banheiro da adolescente, onde a boneca em escala real repousa em uma elegante banheira. A área de banho é revestida por pastilhas de zamac, liga metálica composta de zinco, alumínio e magnésio. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
No canto da leitura da menina, a lareira metálica de formas depuradas contrasta com as texturas do papel de parede, que mimetiza trama de cestaria, e com o painel de madeira criado pelo artista plástico Henrique Rodrigues. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Mais uma vez, o despojamento formal, representado pela mesa de vidro, é associado ao orgânico e sinuoso, marcantes na poltrona Rigel Slim, da Artefacto. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Nada de neutralidade. A arquiteta Camila Rosa (www.camilarosa.arq.br) explora o lúdico ao máximo no ?Quarto da Bagunça?, um espaço colorido e delicado feito para ser explorado pelas crianças. De frente para um palquinho, onde as pequenas podem brincar de teatro, o tapete rosa e os almofadões funcionam como poltronas para assistir às apresentações. ?Foi o espaço de que mais gostei?, afirma o decorador Marcel Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Luminária pendente com lâmpadas de bulbos, suspensas por fios entrelaçados Leonardo Soares/UOLMais
?Crianças gostam de se enfiar em nichos como estes?, diz o decorador Marcel Steiner, se referindo às portas de diversos tamanhos que dão acesso a um lugar ?secreto?. De lá, as meninas podem subir para um mezanino por meio de um alçapão. Feita de madeira, a construção também dispõe de um palquinho para apresentações. (www.camilarosa.arq.br) Leonardo Soares/UOLMais
No ?Quarto da Bagunça?, um pilar serve como estante para livros infantis, que são fixados à estrutura por meio de velcros. (www.camilarosa.arq.br) Leonardo Soares/UOLMais
Desenhados pela arquiteta como nichos coloridos, os beliches do ?Quarto da Bagunça?, idealizado pela arquiteta Camila Rosa para uma casa de veraneio, atendem às filhas e convidadas. ?Os beliches precisam ter grades de proteção?, alerta a pediatra Patrícia Salles.(www.camilarosa.arq.br) Leonardo Soares/UOLMais
O livro ?20.000 mil Léguas Submarinas? serviu de inspiração para o arquiteto Edson Lorenzzo (www.lorenzzo.com.br) criar o ?Play Room?, espaço de 70 m2 onde a iluminação indireta azul, proporcionada por LEDs, proporcionam uma atmosfera de fundo do mar. Dentre os elementos que se destacam no espaço estão uma mesa em forma de polvo e um piso interativo, em que uma projeção de peixes e estrelas do mar respondem aos movimentos dos pés das crianças Leonardo Soares/UOLMais
?Mezaninos criam mundinhos que agradam às crianças?, afirma o decorador Marcel Steiner. No mezanino do ?Play Room?, uma grande tela revela às crianças cenas do fundo do mar. (www.lorenzzo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Luz noturna de LED multicolor com potência de 1W; R$ 6,56, da G20 DivulgaçãoMais
Luminária Nightlux com três LEDs e potência de 0,6W; R$ 50, da OSRAM DivulgaçãoMais
Luz noturna com LED e potência de 1W; R$ 9,90, da Key West DivulgaçãoMais
Luminária em formato de sorvete, comporta lâmpada de até 15W; R$ 89,90, na Imaginarium DivulgaçãoMais
Luz noturna fluorescente com potência de 1W; R$ 14,90, da DNI DivulgaçãoMais
Luz noturna de LED com sensor e potência de 1W; R$ 32,90, da Radar Shop DivulgaçãoMais
Luz noturna fluorescente com potência de 1W; R$ 6,90, da Key West DivulgaçãoMais
Luminária em formato de bloco de anotação alimentada por USB, inclui duas cores de cúpula: vermelha e branca; R$ 115, na O Segredo do Vitório DivulgaçãoMais
Luz noturna de LED; R$ 54,90, da Safety 1st DivulgaçãoMais
Luz noturna com sensor e potência de 7W; R$ 14,97, da Startec DivulgaçãoMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Inspirada pela animação Monstros S.A, a arquiteta Clélia Regina Angelo projetou a Suíte do Menino. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Inspirada pela animação Monstros S.A, a arquiteta Clélia Regina Angelo projetou a Suíte do Menino. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Inspirada pela animação Monstros S.A, a arquiteta Clélia Regina Angelo projetou a Suíte do Menino. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
No quarto de criança, é importante garantir a circulação que permite a locomoção do carrinho e pode ser aproveitada para as brincadeiras, como no projeto de Maithiá Guedes. Para os bebês que estão começando a engatinhar, é preciso evitar móveis "escaláveis" Carlos Piratininga/DivulgaçãoMais
Neste quarto de menina, idealizado por Cris Schiavoni, as prateleiras mais baixas para os brinquedos de maior uso dão autonomia à criança Wagner Silveira/DivulgaçãoMais
No quarto infantil, projetado por Cristiane Schiavoni, os módulos com rodízios liberam o vão da bancada que tem altura adequada para uma criança. Aqui, a circulação também foi privilegiada Paulo Pereira/DivulgaçãoMais
Para o quarto do menino, a designer Vanessa Guimarães usou o papel de parede Robô para criar uma atmosfera divertida, com referências ao espaço. O revestimento faz parte Coleção Infantário (marca Bobinex), assinada pela profissional DivulgaçãoMais
Para os aficionados pelo universo dos quadrinhos, que tal compor uma parede com telas que retratam as histórias dos super-heróis? O quatro Heroes, assinado por Adriana Coelho e Ana Claudia Camargo, foi decorado com os produtos da Hits DivulgaçãoMais
Para decorar o quarto de bebê, a designer Vanessa Guimarães criou um patchwork com papéis de parede da coleção Infantário, da Bobinex, na parede (à esq.) DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Marcia Brunello na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Marcia Brunello na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Silvana Nogueira na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Silvana Nogueira na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Silvana Nogueira na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
Cores nos móveis: no quarto de criança, a tonalidade vibrante do vermelho ficou por conta da estante em módulos e do pufe, peças com design do Meu Móvel de Madeira DivulgaçãoMais
A cortina colorida foi feita com o mesmo tecido do jogo de cama que envolve o berço. Nesse caso, as cores vivas é que imprimem a atmosfera infantil ao quarto do bebê. O projeto é da empresa Tapa na Casa Erika VerginelliMais
Quarto da Nina Menina desenhado po Patrícia Morganti. A mostra Morar Mais por Menos RJ segue até dia 4 de novembro de 2012, na Av. Epitácio Pessoa, 4.866, Rio de Janeiro DivulgaçãoMais
Quarto dos Gêmeos assinado por Bia Muniz e Karla Gaby. A mostra Morar Mais por Menos RJ segue até dia 4 de novembro de 2012, na Av. Epitácio Pessoa, 4.866, Rio de Janeiro DivulgaçãoMais
Quarto de Bebê para Menina projetado por Renata Zanatta. A mostra Morar Mais por Menos RJ segue até dia 4 de novembro de 2012, na Av. Epitácio Pessoa, 4.866, Rio de Janeiro DivulgaçãoMais
Quarto de Bebê para Menino assinado por Ana Caminha, Loana Goldschimidt e Carla Cotrim. A mostra Morar Mais por Menos RJ segue até dia 4 de novembro de 2012, na Av. Epitácio Pessoa, 4.866, Rio de Janeiro DivulgaçãoMais
A arquiteta Liana Santana assina a Suíte do Bebê inspirada na região de Provence, na França. A 14ª Casa Cor CE segue até dia 20 de novembro de 2012, na Praça Portugal, em Fortaleza Esdras Guimarães/ DivulgaçãoMais
O quarto das meninas, no andar superior, é apenas uma das cinco suítes de que dispõe a Casa Tabatinga, no litoral paulista, com projeto de Selma Tammaro. Destaque para os banquinhos junto aos pés das camas, que servem de apoio a roupas e objetos Gui Morelli/ DivulgaçãoMais
Patricia Matos, Ana Cecília Lima e Margarida Benetti desenharam a Suíte das Princesas. A Casa Cor Pará, edição 2012, segue em cartaz até dia 25 de novembro. A mostra tem lugar na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém Dilermando Cabral Jr./ Divulgação Mais
Na foto, um dos quatro quartos dedicados à família e dispostos na ala íntima da casa. Destaque para o papel de parede com dinossauros. A casa NB, em Nova Lima (MG), tem projeto de Alexandre Brasil e Paula Zasnicoff, do escritório Arquitetos Associados Leonardo Finotti/ UOLMais
O projeto de interiores do Apartamento Vila Nova Conceição, assinado por Maurício Karam, previu - para o quarto de criança - uma estante de livros formando nichos iluminados com lâmpadas fluorescentes embutidas nas cavas superiores internas. A força da luz não é à toa: a biblioteca serve como um grande abajur para o ambiente Sergio Israel/ DivulgaçãoMais
A criança de apenas três anos, muito autêntica, quis participar com Maurício Karam da concepção de seu quarto: foram aplicadas molduras de polipropileno coladas (Espaço Paper) à meia-parede (inferior), em linguagem clássica e complementada pelo tensai (Espaço Paper). A cama, de princesa, tem dossel e está enfeitada com pintura personalizada de parede - listras e corações - no lugar da cabeceira (Miss Atelier) Sergio Israel/ DivulgaçãoMais
O Apartamento dos Filhos, criado pela arquiteta Marise Marini, divide os 32 m² disponíveis em living, um quarto para o menino de 16 anos e outro para a menina de 14 anos (foto), além de um banheiro que atende aos dois dormitórios. A Casa Cor RJ vai de 03 de outubro a 19 de novembro de 2012, no Rio de Janeiro DivulgaçãoMais
O Apartamento dos Filhos, criado pela arquiteta Marise Marini, divide os 32 m² disponíveis em living, um quarto para o menino de 16 anos (foto) e outro para a menina de 14 anos, além de um banheiro que atende aos dois dormitórios. A Casa Cor RJ vai de 03 de outubro a 19 de novembro de 2012, no Rio de Janeiro DivulgaçãoMais
Com luz "filtrada" e suave, a designer de interiores Rafaela Simão cria o Quarto de Bebê em estilo provençal e com características delicadas. A Casa Cor MG fica em cartaz até 16 de outubro de 2012, em Belo Horizonte DivulgaçãoMais
A Suíte do Bebê é assinada pela engenheira e designer de interiores Ana Valéria Valle e pela arquiteta e designer de interiores Vanessa von Glehn. No ambiente de 54 m² predominam as cores suaves e há detalhes inspirados no estilo neoclássico. A Casa Cor Brasília fica aberta ao público de 29 de setembro a 06 de novembro de 2012 DivulgaçãoMais
Quarto do Bebê criado por Élian Pérsia e Gabriela Hoepers para a Morar Mais por Menos em Belo Horizonte, Minas Gerais (16/08 a 30/09/2012): detalhes simples compostos por materiais reutilizados são o diferencial do ambiente, entre eles os porta-objetos feitos com tubos de PVC e as gaiolas transformadas em arandelas Gustavo Xavier/ DivulgaçãoMais
Sala de Brincar criada por Daniela Bakker e Dinane Lima para a 6ª edição da Morar Mais, em Brasília (14/08 a 23/09/2012): o amarelo em diversos tons é combinado aos móveis lúdicos e aos brinquedos multicores Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
O Quarto das Crianças, assinado por Nazareth Pinheiro para a 6ª edição da Morar Mais, em Brasília (14/08 a 23/09/2012), apresenta um espaço alegre e multicolorido para o divertimento infantil. Destaque para a piscina de bolinhas encaixada ao tablado Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Mariana Paula Souza criou a Suíte da Criança para uma menina de 8 anos. O quarto de 32m² tem espaço para brincar, estudar, se arrumar e até desfilar DivulgaçãoMais
Quarto dos gêmeos assinado por Gui Rodrigues. A mostra Morar Mais por Menos abre suas portas em 26 de outubro de 2011, na Casa do Candango, na 603 Sul, em Brasília. A exposição, que fica em cartaz até 04 de dezembro, tem lugar na cidade desde 2007. Na edição deste ano são 35 ambientes que oferecem soluções para o décor que "cabem no bolso". Os ingressos custam R$ 30. Mais informações no site do evento ou pelo telefone (61) 3242-4789 Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
Suíte do bebê pensada pela arquiteta Ana Virginia Furlani. A Casa Cor Ceará chega a sua 13ª edição. A mostra fica em cartaz de 06 de outubro a 22 de novembro de 2011 em uma construção do século 19, na praia de Iracema, em Fortaleza. Além da área oferecida pelo edifício antigo, a exposição conta com 180m² da "Casa do Futuro", um anexo de estruturas metálicas. A casa Cor Ceará funciona de terça a domingo, das 16h às 22h. Os ingressos custam, em média, R$ 34. Mais informações, no site do evento DivulgaçãoMais
Quarto do bebê projetado pelas arquitetas Fernanda Menosso Raitani e Rose Raitani. A mostra Morar Mais Por Menos fica em cartaz de 06 de outubro à 15 de novembro de 2011, na Rua Kellers, 520, em Curitiba, Paraná. A exposição de arquitetura, decoração, design de interiores e paisagismo tem como tema o consumo consciente e a sustentabilidade. Nessa linha, o evento incentiva o uso da bicicleta como forma de diminuir o impacto ambiental causado pela utilização de carros, bem como propõe o emprego de materiais "reutilizados" em móveis e objetos. São 58 ambientes "que cabem no bolso", projetados por mais de 90 profissionais. Os ingressos custam R$ 24, em média. Mais informações no site da Morar Mais DivulgaçãoMais
Quarto das crianças projetado pelas designers de interiores Juliana Neves de Castro, Luciana Nasajon e Mabel Graham Bell. A 21ª edição da Casa Cor Rio tem lugar no Palacete Linneo de Paula Machado, em Botafogo. O prédio do século 19, em estilo renascentista francês, foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) e teve seu telhado em ardósia, vitrais, pisos em parquê, colunas e azulejos restaurados pela equipe da Casa Cor Rio. A mostra fica em cartaz de 04 de outubro à 16 de novembro de 2011 e reúne 86 profissionais e 54 ambientes. Os ingressos custam, em média, R$ 35. Mais informações no site do evento DivulgaçãoMais
Quarto das crianças projetado pelas designers de interiores Juliana Neves de Castro, Luciana Nasajon e Mabel Graham Bell. A 21ª edição da Casa Cor Rio tem lugar no Palacete Linneo de Paula Machado, em Botafogo. O prédio do século 19, em estilo renascentista francês, foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) e teve seu telhado em ardósia, vitrais, pisos em parquê, colunas e azulejos restaurados pela equipe da Casa Cor Rio. A mostra fica em cartaz de 04 de outubro à 16 de novembro de 2011 e reúne 86 profissionais e 54 ambientes. Os ingressos custam, em média, R$ 35. Mais informações no site do evento DivulgaçãoMais
Quarto do bebê criado pela arquiteta e designer de interiores Tatiana Lopes. A 21ª edição da Casa Cor Rio tem lugar no Palacete Linneo de Paula Machado, em Botafogo. O prédio do século 19, em estilo renascentista francês, foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) e teve seu telhado em ardósia, vitrais, pisos em parquê, colunas e azulejos restaurados pela equipe da Casa Cor Rio. A mostra fica em cartaz de 04 de outubro à 16 de novembro de 2011 e reúne 86 profissionais e 54 ambientes. Os ingressos custam, em média, R$ 35. Mais informações no site do evento DivulgaçãoMais
Suíte dos Trigêmeos desenhada por Beto Tozi. A Casa Cor Campinas fica em cartaz de 22 de setembro a 30 de outubro de 2011. A edição deste ano tem lugar no prédio do antigo Hospital Santa Isabel, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc). São 45 ambientes distribuídos em cerca de 14 mil m². Os ingressos custam, em média, R$ 30. Mais informações no site da Casa Cor Campinas Tácito Carvalho e Silva/ DivulgaçãoMais
Suíte do Bebê assinada por Mariana Sabino. A Casa Cor Brasília chega a sua 20ª edição. São 65 ambientes internos e externos projetados por 97 arquitetos, paisagistas, decoradores e designers de interiores. O evento fica em cartaz de 14 de setembro a 25 de outubro de 2011, no Espaço Eletronorte, na 904 Sul. Os ingressos custam, em média, R$ 40. Mais informações através do site da Casa Cor ou pelo telefone (61) 3248-6902 Reinaldo Haruo/ DivulgaçãoMais
Quarto do Bebê criado por Marcia Matos e João Conceição para a exposição "Morar Mais por Menos". A 8ª edição carioca da mostra fica em cartaz de 31 de agosto à 09 de outubro de 2011, na sede da Pequena Cruzada, na Lagoa. São 75 ambientes distribuídos em 2.100m² de área construída e 1.800m² de área externa. Os ingressos custam em torno de R$ 25. Mais informações pelo site ou pelo telefone (21) 2512-2412 DivulgaçãoMais
Quarto dos Bebês Gêmeos projetado por Nayara Macedo para a exposição "Morar Mais por Menos". A 8ª edição carioca da mostra fica em cartaz de 31 de agosto à 09 de outubro de 2011, na sede da Pequena Cruzada, na Lagoa. São 75 ambientes distribuídos em 2.100m² de área construída e 1.800m² de área externa. Os ingressos custam em torno de R$ 25. Mais informações pelo site ou pelo telefone (21) 2512-2412 DivulgaçãoMais
Quarto do Bebê assinado por Michele Luz. A 17ª edição da Casa Cor MG reúne 56 ambientes, assinados por mais de 80 profissionais. O evento fica em cartaz de 20 de agosto a 04 de outubro de 2011 em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os ingressos custam, em média, R$ 40. Informações pelo site da mostra ou pelo telefone (31) 3245-1968 Jomar Bragança/DivulgaçãoMais
Quarto do Bebê assinado por Michele Luz. A 17ª edição da Casa Cor MG reúne 56 ambientes, assinados por mais de 80 profissionais. O evento fica em cartaz de 20 de agosto a 04 de outubro de 2011 em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os ingressos custam, em média, R$ 40. Informações pelo site da mostra ou pelo telefone (31) 3245-1968 Jomar Bragança/DivulgaçãoMais
Quarto do Bebê assinado por Michele Luz. A 17ª edição da Casa Cor MG reúne 56 ambientes, assinados por mais de 80 profissionais. O evento fica em cartaz de 20 de agosto a 04 de outubro de 2011 em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os ingressos custam, em média, R$ 40. Informações pelo site da mostra ou pelo telefone (31) 3245-1968 Jomar Bragança/DivulgaçãoMais
Quarto de Brincar da Neta, projetado pela arquiteta Letícia Costa Vieira. A Casa Cor Espírito Santo fica em cartaz de 16 de agosto a 27 de setembro de 2011. A exposição que reúne 51 profissionais e 36 ambientes tem lugar na rua Constante Sodré, nº 1313, Praia do Canto, Vitória. Os ingressos custam, em média, R$ 30 Rocio Fotografia/DivulgaçãoMais
Quarto de Brincar da Neta, projetado pela arquiteta Letícia Costa Vieira. A Casa Cor Espírito Santo fica em cartaz de 16 de agosto a 27 de setembro de 2011. A exposição que reúne 51 profissionais e 36 ambientes tem lugar na rua Constante Sodré, nº 1313, Praia do Canto, Vitória. Os ingressos custam, em média, R$ 30 Rocio Fotografia/DivulgaçãoMais
Suíte do Bebê criada por Patrícia Davel. A Casa Cor Espírito Santo fica em cartaz de 16 de agosto a 27 de setembro de 2011. A exposição que reúne 51 profissionais e 36 ambientes tem lugar na rua Constante Sodré, nº 1313, Praia do Canto, Vitória. Os ingressos custam, em média, R$ 30 Rocio Fotografia/DivulgaçãoMais
Suíte do Bebê criada por Patrícia Davel. A Casa Cor Espírito Santo fica em cartaz de 16 de agosto a 27 de setembro de 2011. A exposição que reúne 51 profissionais e 36 ambientes tem lugar na rua Constante Sodré, nº 1313, Praia do Canto, Vitória. Os ingressos custam, em média, R$ 30 Rocio Fotografia/DivulgaçãoMais
Inspirada em uma "casa na árvore" a suíte do menino, assinada pelo escritório Rocha Andrade Arquitetura, tem 55m², um túnel, escorregador e uma parede de escalada. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Criado pelas arquitetas Éllen Cavalcanti e Paula Ferraz, o quarto da estudiosa é um ambiente para uma menina estudar, se divertir e receber as amiguinhas. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
A cidade de Provence, na França, inspira o quarto da menina, assinado por Maite Maiani. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
O quarto da menina, criado por Maite Maiani, tem predomínio de tons pastéis. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
O quarto da menina tem 43 m² e é inspirado no estilo provençal francês.O ambiente foi criado por Maite Maiani para a Casa Kids, que acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
O quarto da menina tem 43 m² e é inspirado no estilo provençal francês.O ambiente foi criado por Maite Maiani para a Casa Kids, que acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Com ares românticos, o quarto da menina, criado por Maite Maiani, é um espaço confortável e aconchegante para brincar e desenvolver sua criatividade. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
No painel ripado folheado em madeira do quarto da estudiosa, destaca-se um nicho em formato de nuvem. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Cris Paola e Dani Barella são as responsáveis pela suíte do bebê. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Semáforo gigante, pufes, brinquedos escandinavos e produzidos com PVC fazem parte da decoração da suíte do bebê, assinada pela dupla Cris Paola e Dani Barella. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
O semáforo gigante dá tom descontraído à área de banho da suíte do bebê, assinada por Cris Paola e Dani Barella. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
A estante no formato da letra "A" é um dos destaques do quarto da estudiosa, criado pelas arquitetas Éllen Cavalcanti e Paula Ferraz. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Bem colorido, o quarto da estudiosa foi criado pelas arquitetas Éllen Cavalcanti e Paula Ferraz. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Inspirada em uma "casa na árvore" a suíte do menino, assinada pelo escritório Rocha Andrade Arquitetura, tem 55m², um túnel, escorregador e uma parede de escalada. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Apesar dos tons terrosos, os profissionais do escritório Rocha Andrade Arquitetura garantem que a suíte do menino mantém-se lúdica e convidativa à diversão. A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
O escritório Rocha Andrade Arquitetura criou a suíte do menino inspirada em uma "casa na árvore". A Casa Kids acontece paralelamente à Casa Cor SP. A mostra dá ênfase aos ambientes infantis e ao universo lúdico e pode ser visitada até 12 de julho de 2011, no Jockey Club de São Paulo. Há programações especiais para a criançada aos fins de semana Marco Pinto/UOLMais
Suíte do Bebê assinada por Karen Godoy para a 18ª edição da Casa Cor Paraná, aberta ao público de 10 de junho a 19 de julho de 2011, em Curitiba Heuler Andrey/UOLMais
Suíte da Menina criada pelo trio Andréia Rocha Turin, Helena Rolim de Moura e Letícia Rolim de Moura para a 18ª edição da Casa Cor Paraná, aberta ao público de 10 de junho a 19 de julho de 2011, em Curitiba Heuler Andrey/UOLMais
Com 17m² a suíte da menina de oito anos foi pensada para uma garotinha romântica, mas também tecnológica. O espaço foi criado pela arquiteta Priscila Rassi para a 15ª Casa Cor Goiás, em Goiânia. A mostra fica em cartaz de 13 de maio a 21 de junho na Avenida T-2, nº 299, no Setor Bueno da capital do estado Ricardo Lima/ DivulgaçãoMais
Estreando na Casa Cor Goiás, as arquitetas Larissa Mafra e Marina Bastos assinam a suíte do bebê. A proposta para o ambiente de 16m² foi unir a tecnologia e a modernidade com influências do estilo clássico provençal. A 15ª Casa Cor Goiás é realizada em Goiânia. A mostra fica em cartaz de 13 de maio a 21 de junho Ricardo Lima/ DivulgaçãoMais
No quarto do menino, sobre a mini-cama da Tok&Stok foram colocados seis nichos produzidos pela marcenaria Detalhe e Entalhe com freijó natural e com acabamento de laca branca. A cortina de enrolar é da TPS. No piso foi colocado carpete da Carpet Express Gui Morelli / DivulgaçãoMais
Os adesivos da Coisas da Dóris aplicados na parede dão o tom infanto-juvenil ao quarto, que recebeu papel de parede lavável Tony Cunha / DivulgaçãoMais
O segundo quarto foi idealizado para pré-adolescentes. Aqui, o cortineiro de gesso libera nas laterais um vão para as prateleiras da Florense. A iluminação estratégica no nicho contribui para a luz difusa Tony Cunha / DivulgaçãoMais
Os adesivos da Coisas da Dóris aplicados na parede dão o tom infanto-juvenil ao quarto, que recebeu papel de parede lavável Tony Cunha / DivulgaçãoMais
A composição em listras feita com fitas de papel reciclado pela artista Malu Knoblauch foge do lugar comum e acompanha as tendências. Afinal, os pais são modernos e o quarto de 16,53 m² do bebê, idealizado pelas arquitetas Maria Paula Giuliano e Patrícia Varago, reflete as suas preferências, a exemplo da coleção de carrinhos e dos móveis da Cameretta, com grade de tecido e acabamento em tinta atóxica. DivulgaçãoMais
Para deixar o quarto de 14 m² funcional e com personalidade, as arquitetas Silvia Franchini e Priscila Baliu desenharam a maioria dos móveis. Assim, o pórtico que emoldura o berço também guarda os objetos do bebê. O lambri atrás do trocador abriga nichos para brinquedos; e o gaveteiro com rodízio apoia o trocador, o berço e a amamentação, aliás feita em uma na moderníssima poltrona Charles Eames, da Brentwood. DivulgaçãoMais
Para deixar o quarto de 14 m² funcional e com personalidade, as arquitetas Silvia Franchini e Priscila Baliu desenharam a maioria dos móveis. Assim, o pórtico que emoldura o berço também guarda os objetos do bebê. O lambri atrás do trocador abriga nichos para brinquedos; e o gaveteiro com rodízio apoia o trocador, o berço e a amamentação, aliás feita em uma na moderníssima poltrona Charles Eames, da Brentwood. DivulgaçãoMais
Prestes a sair do berço, o menino ganhou um quarto de 17 m² no novo apartamento. A arquiteta Suzy Melo aproveitou o berço e a cômoda, complementando com armários Ornare e cubos porta-brinquedos sob medida, prevendo o espaço da futura cama. A faixa listrada contorna o ambiente que recebeu tapete emborrachado no piso com motivo de pista de corrida, reproduzido na parede. DivulgaçãoMais
Assim como sugere aos clientes, na hora de mobiliar o quarto de seu bebê a arquiteta Maria Fernanda Rodrigues, da MF Arquitetos, aproveitou os móveis da família. "Eles contam histórias e trazem lembranças", diz. Assim, o ambiente de 16 m² tem berço, cômoda e nichos que já serviram aos sobrinhos da arquiteta. As poltronas da mãe foram reformadas e o criado-mudo do seu quarto de criança recebeu pintura envelhecida DivulgaçãoMais
Nada de caricaturas comerciais que invadem a TV para o quarto de 14 m² deste garotão. A arquiteta Noemi Yasuraoka escolheu personagens simples e reais que estimulam a brincadeira e a infância. Para evitar a poeira e crises de alergia, o espaço foi revestido com piso laminado, tem pintura em acrílico acetinado e foi decorado com poucos objetos. Os móbiles são de papel marche e os adesivos da Geckostickers. DivulgaçãoMais
A composição em listras feita com fitas de papel reciclado pela artista Malu Knoblauch foge do lugar comum e acompanha as tendências. Afinal, os pais são modernos e o quarto de 16,53 m² do bebê, idealizado pelas arquitetas Maria Paula Giuliano e Patrícia Varago, reflete as suas preferências, a exemplo da coleção de carrinhos e dos móveis da Cameretta, com grade de tecido e acabamento em tinta atóxica. DivulgaçãoMais
A composição em listras feita com fitas de papel reciclado pela artista Malu Knoblauch foge do lugar comum e acompanha as tendências. Afinal, os pais são modernos e o quarto de 16,53 m² do bebê, idealizado pelas arquitetas Maria Paula Giuliano e Patrícia Varago, reflete as suas preferências, a exemplo da coleção de carrinhos e dos móveis da Cameretta, com grade de tecido e acabamento em tinta atóxica. DivulgaçãoMais
Nada de caricaturas comerciais que invadem a TV para o quarto de 14 m² deste garotão. A arquiteta Noemi Yasuraoka escolheu personagens simples e reais que estimulam a brincadeira e a infância. Para evitar a poeira e crises de alergia, o espaço foi revestido com piso laminado, tem pintura em acrílico acetinado e foi decorado com poucos objetos. Os móbiles são de papel marche e os adesivos da Geckostickers. DivulgaçãoMais
As cores azul e branco desmistificaram a ideia de que menina é sinônimo de rosa. Foi o intuito da arquiteta Christina Hamoui quando aceitou o desafio de uma mãe contemporânea de projetar o quarto de 18,5 m² para as gêmeas. Os berços de madeira laqueada da Q&E Bebê são atóxicos e complementados pelos dossel e mosqueteiro. Para dar aconchego, carpete Santa Mônica no piso. DivulgaçãoMais
As arquitetas Cristina Barbara e Milena Purchio capricharam nos detalhes deste quarto de apartamento. Apesar de enxuto, o espaço de 8,4 m² comportou, além do berço, cômoda, poltrona, mesa lateral e um recamiê com medidas especiais (1,70 m x 0,70 m), que serve como cama de apoio. Tudo Q&E Bebê. Os móveis de madeira maciça receberam uma laca verde, destacando-se no fundo creme. DivulgaçãoMais
Mantendo o estilo flea market do resto da casa, o arquiteto Vitor Penha lançou mão de barganhas antigas para mobiliar o ultra-romântico quarto da nenê, um espaço de 10 m². Penha garimpou em antiquários e feirinhas o berço de ferro e o armário de madeira, que foram restaurados. O tema floral repete-se no protetor de berço, no pendente bola e no mosqueteiro. DivulgaçãoMais
Para fugir do tradicional rosinha ou azulzinho e criar uma atmosfera de tranquilidade para o bebê, a arquiteta Débora Aguiar optou por delicados tons de lavanda combinados com o off-white como fundo neste quarto. Mobiliado com a tradicional fórmula berço, cômoda-trocador e sofá-cama, o ambiente de 9 m² tem as paredes revestidas de lambris de madeira e papel de parede estampado, que facilitaram o encaixe das prateleiras. DivulgaçãoMais
Assim como sugere aos clientes, na hora de mobiliar o quarto de seu bebê a arquiteta Maria Fernanda Rodrigues, da MF Arquitetos, aproveitou os móveis da família. "Eles contam histórias e trazem lembranças", diz. Assim, o ambiente de 16 m² tem berço, cômoda e nichos que já serviram aos sobrinhos da arquiteta. As poltronas da mãe foram reformadas e o criado-mudo do seu quarto de criança recebeu pintura envelhecida DivulgaçãoMais
Inspiradas na paixão do pai pelo polo e nas origens francesas da mãe, as arquitetas Lilian Bittar e Raquel Salgado projetaram o quarto de 13,5 m² com detalhes masculinos, em tons sóbrios. O papel de parede xadrez com barrado dá suporte ao mobiliário da Q&E Bebê e ao quadro de camisetas polo (do pai e do filho). Os cestos e o cavalinho de madeira também remetem ao esporte e aos campos franceses. DivulgaçãoMais
Para fugir do tradicional rosinha ou azulzinho e criar uma atmosfera de tranquilidade para o bebê, a arquiteta Débora Aguiar optou por delicados tons de lavanda combinados com o off-white como fundo neste quarto. Mobiliado com a tradicional fórmula berço, cômoda-trocador e sofá-cama, o ambiente de 9 m² tem as paredes revestidas de lambris de madeira e papel de parede estampado, que facilitaram o encaixe das prateleiras. DivulgaçãoMais
Para fugir do tradicional rosinha ou azulzinho e criar uma atmosfera de tranquilidade para o bebê, a arquiteta Débora Aguiar optou por delicados tons de lavanda combinados com o off-white como fundo neste quarto. Mobiliado com a tradicional fórmula berço, cômoda-trocador e sofá-cama, o ambiente de 9 m² tem as paredes revestidas de lambris de madeira e papel de parede estampado, que facilitaram o encaixe das prateleiras. DivulgaçãoMais
Prestes a sair do berço, o menino ganhou um quarto de 17 m² no novo apartamento. A arquiteta Suzy Melo aproveitou o berço e a cômoda, complementando com armários Ornare e cubos porta-brinquedos sob medida, prevendo o espaço da futura cama. A faixa listrada contorna o ambiente que recebeu tapete emborrachado no piso com motivo de pista de corrida, reproduzido na parede. DivulgaçãoMais
No quarto das meninas, uma proposta em rosa e lilás. Retalhos de patchwork decoram o painel da cabeceira, feito pela própria decoradora com uma prancha de MDF coberta por manta acrílica, e a ajuda de um grampeador de tapeceiro. A colcha de matelassê em patchwork e o tapete de tear são da Cinerama. A cortina lilás é um sári indiano, a rosa, é um voil. O lustre de cristais é da Urban e a parede foi pintada com tinta Lukscolor, referência LKS 704 DivulgaçãoMais

Quartos de bebê e criança

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE CASA E DECORAÇÃO



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos