Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/album/2011/05/12/quartos.htm
  • totalImagens: 914
  • fotoInicial: 0
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
Fotos
A atmosfera suave e intimista invade o dormitório do casal que tem cabeceira ocupando toda a extensão da parede, assim como a bancada em frente à cama Leonardo Finotti/UOLMais
O dormitório principal repete o padrão arquitetônico da ala social da casa Flotanta. Sua característica principal são aberturas frontais totais mediadas por portas-camarão (venezianas) que integram o ambiente à varanda e ao entorno. Na Costa Rica, o projeto é de Benjamin Garcia Saxe Andres Garcia Lachner/ DivulgaçãoMais
Na suíte menor, portas de bambu separam o banheiro do dormitório. A luz natural é intensificada por aberturas zenitais. De frente para o Pacífico da Costa Rica, a arquitetura da casa Flotanta é assinada por Benjamin Garcia Saxe Andres Garcia Lachner/ DivulgaçãoMais
O quarto e banheiro (à dir.) são integrados na casa de campo "Escape", com 37 m² (internos), situada próximo à cidade de Chetek, Wisconsin (EUA). A cama, os criados-mudos, as arandelas e os armários da bancada da pia são fabricados em madeira, assim como a própria estrutura da construção móvel Canoe Bay/DivulgaçãoMais
Com 52 m², o projeto "Escape" foi pensado como uma casa de campo, ideal para um solteiro ou um casal sem filhos. No quarto cabe somente uma cama, dois criados-mudos e as arandelas dispostas nas laterais da cabeceira. A versão original da construção móvel fica em Wisconsin (EUA) Canoe Bay/DivulgaçãoMais
Projetado pelo arquiteto Rodrigo Fagá, o Loft do Publicitário é uma "caixa" monocromática em negro, realçada por cores empregadas em algumas peças do mobiliário e em objetos decorativos como por exemplo, na cortina plissada e alaranjada. A parede atrás da cama (à dir.), composta por tijolos escuros, dá um ar urbano ao espaço. A primeira edição da Casa Cor Alagoas fica em cartaz até dia 11 de maio de 2014, na Rua Aristeu de Andrade, 256, em Maceió. Outras informações: www.casacor.com.br/alagoas Luiz Eduardo Vaz/DivulgaçãoMais
O dormitório com 12 m², planejado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira, é dedicado a dois meninos e tem camas personalizadas graças às almofadas bordadas com os nomes das crianças. Duas caixas encaixadas ao vão do criado-mudo (entre os leitos) são identificadas por marcadores, "para garantir ordem e a individualidade de cada um", explica Nogueira. A composição cromática do espaço foi pensada a partir dos tons dos revestimentos João Ribeiro/ DivulgaçãoMais
Para este quarto de trigêmeos (dois meninos e uma menina) com 16 m², a arquiteta Silvana Lara Nogueira partiu de um conceito simétrico, deixando os berços dos meninos encostados às paredes laterais e o da menina no centro. O "cantinho" feminino foi setorizado com duas cortinas do tipo dossel fixadas à parede e laços amarelos nos protetores de berço. O mobiliário é da Q&E Bebê, o carpete é lavável e as luminárias de teto propiciam luz indireta para não ofuscar as crianças Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Aline Curvello Katz adotou tons fechados de azul e vermelho e muita madeira natural, para o quartinho de gêmeos (meninos), com 12 m². "Para bebês, a cômoda e o armário podem ser os mesmos, desde que a organização determine o espaço dedicado aos pertences de cada um", diz a arquiteta. Neste quarto, berços e cômoda são da Q&E Bebê Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
O quarto disponível para os trigêmeos era pequeno, detinha apenas 9 m², e foi um desafio para a arquiteta Silvana Lara Nogueira idealizar um projeto funcional. Como não sobrou espaço para armário, Nogueira optou por berços com grandes gavetas inferiores, onde - além da cômoda - estão guardados os pertences dos meninos. Os berços são telados para deixar o visual mais leve e os tons suaves, usados no papel de parede e no mobiliário, dão a sensação de amplitude ao ambiente Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
Por conta do pequeno espaço, a arquiteta Silvana Lara Nogueira dispôs sobre a cômoda o trocador único para os três bebês. Uma estante livreiro, hoje tem função decorativa, "mas será recolocada em uma altura que as crianças alcancem, assim que elas crescerem e tiverem livrinhos", explica a arquiteta. (...) Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
(...) No cantinho que restou, foi acomodada uma mini-poltrona bergère, além de uma mesinha e um abajur, que dão conforto à mamãe durante a amamentação Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
No quartinho para trigêmeos, projetado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira, a identificação de cada uma das três criança se dá pelo monograma bordado nos enxovais (Bavette) Adriana Barbosa/ DivulgaçãoMais
O tecido azul, onde se lê uma poesia sobre "as ondas do mar", recobre a parede da antiga varanda incorporada ao quarto de gêmeos com 14 m² e foi o ponto de partida para a decoração. "Complementei o ambiente com elementos na cor vermelha, criando um ar marítimo e deixando o quartinho unissex", diz a designer de interiores Alessandra Amaral DivulgaçãoMais
Na varanda integrada ao quarto do casal de gêmeos, com projeto da designer de interiores Alessandra Amaral, foi instalada a poltrona de amamentação, além do trocador com duas gavetas, dois cestos para roupa suja e das prateleiras de apoio DivulgaçãoMais
Como o espaço era reduzido (10 m²), a arquiteta Christiane Roy preferiu remover o armário existente no quarto do casal de gêmeos e encostar os dois berços a uma das paredes, para que a mãe tivesse fácil acesso na hora de colocá-los e de os retirar. Para personalizar os móveis, o protetor do berço do menino é azul e o da menina, rosa. Para aproveitar os metros livres, há nichos em uma parede, e uma poltrona de amamentação na extremidade oposta Beto Assis/ DivulgaçãoMais
Na parede oposta aos berços, a arquiteta Christiane Roy previu a grande bancada com gavetas e dois trocadores que facilitam o trabalho da mamãe e sua auxiliar. Entre os nichos e o móvel está um baú com assento. O centro do quarto com piso de tacos de madeira ficou livre para brincadeiras Beto Assis/ DivulgaçãoMais
O painel laqueado com nichos espelhados e frisos é o elemento chave do projeto do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris para o quarto de duas gêmeas recém-nascidas, com 13,73 m² de área. Ali está acoplada a sanca iluminada que propicia luz indireta ao ambiente. Os berços em madeira foram dispostos lado a lado, para que as pequenas possam interagir quando crescerem um pouquinho Leandro Farchi/ DivulgaçãoMais
Neste quarto com 10 m² para um casal de gêmeos e a babá, a marcenaria foi uma aliada do projeto da arquiteta Andréa Parreira. Os berços feitos sob medida encaixaram-se nos vãos que também abrigam prateleiras e são separados pelo gaveteiro. No centro do ambiente, há uma cômoda com trocador. Os móveis foram desenvolvidos para o acompanhar o crescimento das crianças: posteriormente, os berços serão substituídos por mini-camas, encaixadas nos mesmos vãos DivulgaçãoMais
Desenvolvido pelos arquitetos Carmen Mansor, Fernando Azevedo e Tiza Kann, este quarto com 17 m², para duas meninas em idade escolar, é puro estímulo. A intenção foi aguçar os sentidos usando cores fortes e inventando essa brincadeira das camas em forma de cabanas, afirmam os profissionais. No ambiente, algumas áreas são compartilhadas como a escrivaninha e os nichos para brinquedos. O mobiliário é da Q&E Bebê; o papel de parede, da Orlean; e as luminárias coloridas, da Lumini Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
Os arquitetos André Leite e Bruna Ximenes criaram um dormitório moderno, funcional e prático com 16,40 m² para dois meninos. "A base do ambiente é a mesma. E a personalidade de cada um está representada nos detalhes", diz Ximenes. O criado-mudo é comum, mas os móveis com gaveteiro e nichos, individuais, marcam o território de cada um. O mobiliário é da Q&E Bebê e o enxoval, da Casa Mineira Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
A área de de estudos do dormitório para meninos gêmeos, assinado por André Leite e Bruna Ximenes, é duplicada graças aos módulos da Q&E Bebê. Embaixo das bancadas, os arquitetos colocaram dois baús que também auxiliam na organização do quarto Rodrigo Trevisan/ DivulgaçãoMais
No quarto projetado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira para meninos gêmeos, parte das paredes recebeu papel estampado por mapas. Mais módulos pendurados e uma cômoda são utilizados para organizar objetos e brinquedos João Ribeiro/ DivulgaçãoMais
BR DivulgaçãoMais
No projeto assinado pela a designer de interiores Alessandra Amaral para um casal de gêmeos, a bancada de estudos é compartilhada, mas cada qual possui uma cadeira. "Cada criança deve ter seus próprios acessórios (lápis, canetas e cadernos) para que se organize e se concentre melhor nos estudos", ensina a profissional DivulgaçãoMais
A marcenaria inteligente (Portal da Madeira) é o ponto alto deste projeto assinado pelos arquitetos Marcello Sesso e Débora Dalanezi, em um quarto com 7,6 m², para dois meninos de oito anos. Elevada, uma das camas deixa a área abaixo de si livre para nichos e brinquedos. "Esse recurso cria espaço útil para brincar e estudar, além de facilitar o 'layout' de dormitórios pequenos", diz Dalanezi. Uma bancada de estudos, dupla, percorre toda a parede lateral sob a janela Bruno Cocozza/ DivulgaçãoMais
As camas do tipo dossel, da Casa Pronta, levam romantismo e proporcionam privacidade ao quarto (30 m²) de duas meninas adolescentes assinado pela arquiteta Zize Zink, que através das cores diferenciou os espaços Luís Gomes/ DivulgaçãoMais
Quando as irmãs gêmeas adolescentes desejam privacidade, elas abaixam a porta de enrolar que divide o dormitório amplo e compartilhado. A ideia é da arquiteta Zize Zink Luís Gomes/ DivulgaçãoMais
No quarto idealizado pela arquiteta Zize Zink para duas adolescentes gêmeas, a área de estudos é individual e respeita um mesmo desenho Luís Gomes/ DivulgaçãoMais
As arquitetas Ana Paula Seabra e Suzana Fonseca, do escritório SIB Fonseca, criaram este quarto para a Mostra Quartos & Etc. para meninos que gostam esportes radicais e não querem mais um dormitório com "ar de criança". Com 16 m², o ambiente foi racionalizado através da cama sobreposta, que conta ainda com um leito extra, embutido, e dedicado aos amigos. No projeto, o canto de estudos é compartilhado Rodrigo Zorzi/ DivulgaçãoMais
Para abrigar os pertences de dois garotos gêmeos, as arquitetas Ana Paula Seabra e Suzana Fonseca recorreram a estantes que podem ser modificadas por novos acessórios ou com a simples troca de lugar das plataformas e nichos existentes Rodrigo Zorzi/ DivulgaçãoMais
Nesta proposta de um quarto compartilhado por duas gêmeas adolescentes, as arquitetas Mariana e Fernanda Mattos interligaram o espaço com 23 m² através do closet, o que gerou maior intimidade para as meninas. Para demarcar a área de estudos e racionalizar o cômodo, a marcenaria foi usada como aliada. O papel de parede e as cores dos acessórios e da cadeira personalizam o espaço de cada garota. Na foto, a parte do quarto de uma das gêmeas... Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
... nele, a identidade visual se estende à parede da TV, onde o nicho foi revestido com o mesmo papel de parede usado na cabeceira da cama Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
A porta de correr se fecha quando as irmãs querem total privacidade. O "layout" dos dormitórios quase separados é o mesmo, o que muda é a temática e as cores do papel, da roupa de cama e do abajur escolhida pelas arquitetas Mariana e Fernanda Mattos. Na foto, a parte do quarto de uma das gêmeas... Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
No projeto para o quarto de gêmeas adolescentes, as arquitetas Mariana e Fernanda Mattos interligaram os espaços privativos através do closet compartilhado Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
... nele, a identidade visual se estende à parede da TV, onde a linguagem do restante do cômodo é reproduzida Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
Este quarto com 20 m² para gêmeas adolescentes foi idealizado pela arquiteta Carla Barranco, para a mostra "Casa Pronta" e ganhou camas do tipo dossel. No ambiente, as cores são as mesmas para os móveis das duas irmãs e as identificações das usuárias fica por conta das iniciais bordadas nas almofadas. O projeto abusou dos matizes intensos e das estampas Maria Gabriela Rossa Drewes/ DivulgaçãoMais
A bancada de estudos no projeto da arquiteta Carla Barranco para a mostra Casa Pronta é compartilhada e delimitada pelo nicho rosa choque. O tampo do móvel se abre trazendo versatilidade à proposta. As cadeiras amarelas e as prateleiras azuis se contrapõem ao papel de parede vermelho Maria Gabriela Rossa Drewes/ DivulgaçãoMais
As gêmeas de sete anos queriam um quarto que lembrasse os filmes de princesas, então a designer Graziela Garavati, responsável pelo projeto do espaço com 12 m², idealizou a cabeceira em marcenaria laqueada que remete ao capitonê e usou cristais Swarovski no lugar de botões. As flores estilizadas do papel de parede repetem-se no lustre e na arandela de ferro. O enxoval dá o toque final, com almofadas feitas artesanalmente de fitas de cetim e de tricô J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
Desde pequenos os gêmeos dividiam o mesmo quarto. Com 11 anos e uma mudança da família para um apartamento maior, cada irmão ganhou sua própria suíte. Porém, a designer de interiores Sumaya Bichir, desenvolveu um mesmo "layout" para os 10 m² de cada quarto e mudou apenas as cores e os acabamentos. A cama foi disposta encostada à parede, que recebeu painel quadriculado e papel (Alamanda). No piso, foi instalado u porcelanato com efeito amadeirado DivulgaçãoMais
No quarto de um dos gêmeos decorado por Sumaya Bichir, a marcenaria foi fundamental para racionalizar o espaço. A bancada de estudos tem armários embaixo e acopla o painel para a TV. Nichos e a prateleira organizam o espaço. E o armário com portas de vidro traz mais leveza ao ambiente DivulgaçãoMais
Desde pequenos os gêmeos dividiam o mesmo quarto. Com 11 anos e uma mudança da família para um apartamento maior, cada irmão ganhou sua própria suíte. Porém, a designer de interiores Sumaya Bichir, desenvolveu um mesmo "layout" para os 10 m² de cada quarto e mudou apenas as cores e os acabamentos. No segundo dormitório, o papel é listrado e o painel é menos recortado. Note que a roupa de cama segue o mesmo padrão da do irmão, apenas a almofada acompanha a tonalidade da parede DivulgaçãoMais
Para diferenciar do quarto do irmão, Sumaya Bichir desenhou os nichos sobre bancada sem ângulos retos e instalou três módulos de armários. Em ambos os cômodos a iluminação acompanha o perímetro do ambiente, surtindo em uma luz geral homogênea DivulgaçãoMais
O Quarto do Casal, um projeto das arquitetas Jaidete Ferreira e Jacqueline Ferreira, traz elementos rústicos e clássicos, combinados às cores neutras. Destaque para a cabeceira acolchoada que segue até o forro e é ladeada por espelhos. A 17ª edição da Casa Cor Pernambuco fica em cartaz até dia 27 de abril de 2014, em novo local, o casarão na orla da praia de Piedade, na Av. Beira Mar, 1320, em Jaboatão dos Guararapes. Outras informações: www.casacor-pe.com.br Felipe Araújo/DivulgaçãoMais
Desenhada por Célia Beatriz Tabosa, a Suíte do Filho foi pensada para um adolescente que gosta de música e quadrinhos. O ambiente possui parte das paredes revestidas por HQs. A 17ª edição da Casa Cor Pernambuco fica em cartaz até dia 27 de abril de 2014, em novo local, o casarão na orla da praia de Piedade, na Av. Beira Mar, 1320, em Jaboatão dos Guararapes. Outras informações: www.casacor-pe.com.br Felipe Araújo/DivulgaçãoMais
Kika Baptista assina a Suíte da Filha, pensada para uma jovem mulher que mora na casa dos pais. A proposta romântica com salpicos retrô se apropria de elementos modernos, como a projeção de imagens pessoais na parede. No ambiente, a meia parede que faz as vezes de cabeceira e parte do teto são recobertos com estamparia floral. A Casa Cor Pernambuco fica em cartaz até dia 27 de abril de 2014, na Av. Beira Mar, 1320, em Jaboatão dos Guararapes. Outras informações: www.casacor-pe.com.br Felipe Araújo/DivulgaçãoMais
Uma das suítes recebeu ambientação em cores neutras, como o cinza do cimento queimado da parede e o bege escuro da cortina. O toque de brilho fica por conta do dourado da luminária criada pelo designer Tom Dixon. No mais, é só olhar pela janela e relaxar. A cobertura Rio Design Leblon tem projeto de reforma assinado pelo escritório House in Rio Júlio César Guimarães/ UOLMais
Na suíte máster, destaca-se a total integração entre banheiro e dormitório, com a área do box inserida no espaço do quarto, ao lado da cama. Ali, o tapete de seixo telado, da Ekko Revestimentos, dá um toque original ao conjunto. A cobertura Rio Design Leblon tem projeto de reforma assinado pelo escritório House in Rio Júlio César Guimarães/ UOLMais
Este quarto (7 m²), assinado pela designer Elvira Monteiro para uma mulher romântica, ganhou a base branquinha. "A proposta foi brincar com as texturas, para não deixar o ambiente sem vida e monótono", explica a designer. O projeto inclui papel de parede bem claro e molduras de quadros de tamanhos e modelos diferentes, algumas delas com espelho. O estilo provençal do conjunto é reforçado pela cabeceira trabalhada com fundo de palhinha Carolina Gonzalez/ DivulgaçãoMais
Leveza e aconchego, típicos das casas provençais, marcam o dormitório de casal (35 m²). O teto inclinado revestido por lambris brancos e com madeiramento aparente e o piso de canela de demolição (Ouro Velho) acentuam o ar "cottage" (casa de campo). O tecido floral (Celina Dias) na roupa de cama, no revestimento do banco e nos quadros da parede dão o toque campestre J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
Criado pela arquiteta e urbanista Magaly Gentil, este quarto de bebê de 24 m² recebeu papel de parede listrado e carpete com relevo "pied de poule", em tons bem claros. A base foi ideal para acomodar os móveis em estilo provençal: cama, berço, roupeiro e cadeira com pintura grofatto, detalhes de madeira trabalhada e recortes com palhinha. O toque moderno do ambiente fica por conta da iluminação sob as prateleiras Esdras Guimarães / DivulgaçãoMais
Da banheira é possível aproveitar da bela vista para o entorno da casa N, através de uma janela alta e pequena - um dos recortes laterais do telhado -, o que oferece privacidade ao banho. A mobília para o banheiro foi executada pela Smartwood e desenhada pelo escritório alemão 4a Architekten, responsável pelo projeto de reforma da residência, que fica em Moscou, Rússia Dmitry Chebanenko/ DivulgaçãoMais
A suíte do casal, no primeiro pavimento da casa N, é um espaço íntimo de privacidade e recolhimento. Completo, o dormitório é francamente aberto à banheira e conta com sala de ducha - esta separada por porta de correr de vidro jateado - e closet. O projeto integrador de reforma é do escritório alemão 4a Architekten Dmitry Chebanenko/ DivulgaçãoMais
O pavimento mais alto da casa N, em Moscou (Rússia), acomoda dois quartos infantis e um banheiro. As paredes e o forro em drywall são "únicos", uma vez que acompanham o recorte do telhado e, portanto, favorecem a experiência de um pé direito alto. A pintura - inclusive da viga estrutural e aparente do telhado - é branca e o piso é de carvalho "esbranquiçado". O projeto de reforma é assinado pelo escritório alemão 4a Architekten Dmitry Chebanenko/ DivulgaçãoMais
Nos quartos das crianças, paredes de drywall são preenchidas com isolante térmico e pintadas com tinta acrílica branca. As portas são de madeira, assim como o piso (carvalho), tratado para atingir um tom mais claro, esbranquiçado. E, assim como os rebaixos de gesso nos forros, a parede recebe iluminação embutida, com os discos de LED das linhas Scotty e Spock, da Modular. O projeto de arquitetura para a reforma da casa N foi desenvolvido pelo escritório alemão 4ª Architekten Dmitry Chebanenko/ DivulgaçãoMais
Nos quartos das crianças, paredes de drywall são preenchidas com isolante térmico e pintadas com tinta acrílica branca. As portas são de madeira, assim como o piso (carvalho), tratado para atingir um tom mais claro, esbranquiçado. E, assim como os rebaixos de gesso nos forros, a parede recebe iluminação embutida, com os discos de LED das linhas Scotty e Spock, da Modular. O projeto de arquitetura para a reforma da casa N foi desenvolvido pelo escritório alemão 4ª Architekten Dmitry Chebanenko/ DivulgaçãoMais
O pavimento mais alto da casa N, em Moscou (Rússia), acomoda dois quartos infantis e um banheiro. As paredes e o forro em drywall são "únicos", uma vez que acompanham o recorte do telhado e, portanto, favorecem a experiência de um pé direito alto. A pintura - inclusive da viga estrutural e aparente do telhado - é branca e o piso é de carvalho "esbranquiçado". O projeto de reforma é assinado pelo escritório alemão 4a Architekten Dmitry Chebanenko/ DivulgaçãoMais
No quarto do casal, as arquitetas Roberta Moura, Paula Faria e Luciana Mambrini apostaram em uma decoração neutra, pincelada pelo colorido das almofadas, do abajur e do pufe amarelo. O apartamento alugado, com 220 m², fica no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro (RJ) Juliano Colodeti/ MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
Ainda no quarto do casal do apartamento no bairro do Leblon, Rio de Janeiro (RJ), o móvel na cor azul combina com o papel de parede aplicado ao painel da TV. Quem assina o projeto de interiores é o trio de arquitetas Roberta Moura, Paula Faria e Luciana Mambrini Juliano Colodeti/MCA Estúdio/DivulgaçãoMais
No quarto de bebê, assinado pela arquiteta Ana Andrade, os tacos de madeira deixam o ambiente mais aconchegante DivulgaçãoMais
O Espaço Erótico do Casal, assinado por Chico e Syl Stefanovitz, é inspirado no livro" Cinquenta Tons de Cinza". No ambiente há objetos e obras de arte com apelo sensual, um grande armário antigo, uma grande cama (1,8 m x 2,95 m) com dossel e papel de parede francês com conotação erótica. A Casa Cor Interior SP fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, na rua Hide Maluf 400, em Piracicaba. Outras informações: www.casacor.com.br/interiorsp DivulgaçãoMais
O Quarto Bebê, criado por Gustavo Rocha, tem estilo provençal e o branco como cor base. Pontuações em vermelho queimado e o revestimento de concreto, com círculos em tamanhos diversos iluminados cenicamente, dão personalidade ao ambiente. A Casa Cor Interior SP fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, na rua Hide Maluf 400, em Piracicaba. Outras informações: www.casacor.com.br/interiorsp DivulgaçãoMais
Jaina Masciarelli, Gabriela Chaddah, Manoela Serafini e Carol Rodrigues desenvolveram a Suíte da Noiva. O ambiente tem piso vinílico amadeirado, lustre de cristais e parede revestida por espelho. A Casa Cor Interior SP fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, na rua Hide Maluf 400, em Piracicaba. A mostra já passou pela cidade, em 2008, além de Araraquara (2006), São José do Rio Preto (2007) e Sorocaba (2009). Outras informações: www.casacor.com.br/interiorsp DivulgaçãoMais
Elisa Leme de Arruda e Lízia Zani Jorge Florindo assinam o Quarto do Jovem Cavaleiro. No ambiente, o quadro que retrata um corcel branco ganha destaque pelo uso do papel de parede listrado. A Casa Cor Interior SP fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, na rua Hide Maluf 400, em Piracicaba. A mostra já passou pela cidade, em 2008, além de Araraquara (2006), São José do Rio Preto (2007) e Sorocaba (2009). Outras informações: www.casacor.com.br/interiorsp DivulgaçãoMais
A Suíte do Casal, criada por Carla Mateuzzo e Roberta Ruschel, possui uma das paredes com revestimento em placas que têm aparência de concreto e, como elemento de maior atração, um pendente Nonno (ao lado da cama). A Casa Cor Interior SP fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, na rua Hide Maluf 400, em Piracicaba. A mostra já passou pela cidade, em 2008, além de Araraquara (2006), São José do Rio Preto (2007) e Sorocaba (2009). Outras informações: www.casacor.com.br/interiorsp DivulgaçãoMais
Kleyton Dayve e Nícia Graziani criaram o Quarto de Vestir Masculino e o Banheiro Masculino. No ambiente, revestimentos para parede em padrão xadrez, adamascado e listrado se misturam às cores neutras (marrom, branco e preto) e à inusitada guarnição da passagem, feita com tubos de PVC cortados. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
A Suíte da Jovem é assinada por Rafaela Lourenço. A inspiração vem do "Faça Você Mesmo" e modificou elementos feitos de materiais pouco nobres e peças "descartáveis". Chama a atenção no décor a poltrona (à esq.) revestida com uma mistura de tecidos e o conjunto de pendentes feitos de "gaiolinhas" (à dir.). A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
A Suíte do Bebê, assinada por Silvana Fontoura, quer transmitir um "ar principesco" através da linha predominantemente provençal e romântica associada à combinação das cores branco, dourado e vermelho. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
O Quarto do Casal, criado por Alex Rosa, Emerson Lima, Fernanda Mendes e Janaina Mendonça, é baseado em cores sóbrias e possui uma das paredes revestida por espelhos. Um dos destaques do projeto é um painel em vidro transparente (refletido no espelho) que além de dividir o ambiente, serve como telão. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
A Suíte do Rapaz, criada por Rômulo Salvino, tem "rasgos" iluminados que garantem uma ambientação interessante e leve ao ambiente. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
O Quarto de Vestir e o Banheiro Feminino, criados por Raíssa Fonseca e Fabíola Araújo, têm paredes com aspecto de concreto e um painel geométrico com recortes (ao fundo). Destaque para os elementos de madeira e na cor laranja, que aquecem o ambiente. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ DivulgaçãoMais
O dormitório de um dos filhos possui ambientação que viabiliza a organização de todos os equipamentos, objetos e jogos na bancada e nas prateleiras. Com acesso direto ao jardim com deck e mesas de madeira, o espaço recebe iluminação natural e ventilação através de porta de correr. A Casa G+A tem projeto original de Lemos e Corona e reforma do escritório Stuchi&Leite Projetos Ana Mello/ UOLMais
No Quarto do Casal Contemporâneo, Andrea Tomasi, Diogo Motter e Izabella Mercante criaram um ambiente com diversas texturas e materiais. Há concreto, madeira (no teto), um revestimento que se assemelha a tijolos aparentes pintados de branco e, até, porções de alvenaria que podem ser "escondidas" por persianas. A mostra Morar Mais por Menos Campo Grande segue em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no Rádio Clube Cidade - Rua Padre João Crippa, 1280, na capital sul-mato-grossense Gilson Barbosa/ DivulgaçãoMais
Painéis de MDF revestem parte das paredes do Quarto de Hotel, criado por Jakeline Terto e Jean Pierre Marsala. A mostra Morar Mais por Menos Campo Grande segue em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no Rádio Clube Cidade - Rua Padre João Crippa, 1280, na capital sul-mato-grossense Gilson Barbosa/ DivulgaçãoMais
Diferentes cores e painéis de madeira compõem as paredes do Quarto do Artista criado por Rafael Abuchahla. A mostra Morar Mais por Menos Campo Grande segue em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no Rádio Clube Cidade - Rua Padre João Crippa, 1280, na capital sul-mato-grossense Gilson Barbosa/ DivulgaçãoMais
O Quarto do Bebê, assinado por Trissia Moraes, recebeu revestimento para a parede adamascado e perolado e um painel de madeira. No teto rebaixado descata-se um nicho circular com um lustre feito com flores. A mostra Morar Mais por Menos Campo Grande segue em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no Rádio Clube Cidade - Rua Padre João Crippa, 1280, na capital sul-mato-grossense Gilson Barbosa/ DivulgaçãoMais
O Loft do Rapaz foi projetado pelo arquiteto Laíldo Mendes e se baseia em cores claras e nas peças decorativas e lembranças de viagens do morador. Na foto, o quarto. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 1º de dezembro de 2013, na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
O Quarto do Menino, planejado pelas arquitetas Patrícia Matos e Ana Cecília Lima, é multicolorido e inspirado em blocos de montar. Destaque para a cama com pés de acrílico com iluminação em led RGB, que muda de cor. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 1º de dezembro de 2013, na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
O Quarto do Menino, planejado pelas arquitetas Patrícia Matos e Ana Cecília Lima, é multicolorido e inspirado em blocos de montar. Destaque para a cama com pés de acrílico com iluminação em led RGB, que muda de cor. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 1º de dezembro de 2013, na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
O Studio do Empresário, criado pelas arquitetas Raíssa Bonna Colares e Kamilla Baleixo, foi equipado com móveis rústicos e madeira de ipê de reflorestamento e a cabeceira da cama serve como anteparo para a mesa de jantar. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 1º de dezembro de 2013, na Av. Conselheiro Furtado, 100, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
CASA COR CAMPINAS: Dilermando Cabral Jr./ DivulgaçãoMais
Para este quarto (nove metros quadrados) de um menino com sete anos, que deveria acomodar brinquedos e um espaço para estudos e diversão, foi escolhida uma bicama. A arquiteta Cristiane Schiavoni, responsável pelo projeto, acoplou os leitos à marcenaria que aproveitou cada centímetro disponível com armários, gavetões, estante e escrivaninha Wagner Silveira/ DivulgaçãoMais
O projeto do móvel idealizado para o quarto de um menino de sete anos, pela arquiteta Cristiane Schiavoni, aproveitou o vão entre as camas para dispor gavetas de diversos tamanhos. Na sequência do mobiliário está o armário que vai do piso ao teto e possui três portas Wagner Silveira/ DivulgaçãoMais
Do lado oposto à bicama do quarto de um garoto de sete anos está a estante com nichos e gavetas. Com rodinhas, a escrivaninha acopla-se ao móvel. O projeto do dormitório é assinado por Cristiane Schiavoni Wagner Silveira/ DivulgaçãoMais
No projeto desta quitinete, o arquiteto Gustavo Calazans mostra como usar a parede em favor da organização. Ele fixou nas superfícies prateleiras e até um mezanino. Para montar o closet, utilizou sistemas modulados prontos. Sustentada por um cavalete e nichos sobrepostos, a bancada ajuda a manter a ordem local. Além de funcionar como sofá, a cama de caixotes embute caixas para armazenamento. O ambiente foi desenvolvido para a Leroy Merlin Cacá Bratke/ DivulgaçãoMais
O beliche, o criado-mudo com rodizio e a estante em nichos são soluções que ajudam a otimizar os compactos quartos infantis. Veja que cama de baixo possui rodízios que possibilitam novas configurações no espaço (nove metros quadrados) quando necessário. O projeto é da arquiteta Adriana Coelho para a Hits Cacá Bratke/ DivulgaçãoMais
Ana Lúcia Jucá assina a Suíte Principal do Apartamento de Temporada, com predomínio de cores e materiais clássicos: marrons, beges, preto, vidro, pedra e madeira. Destaque para a chaise Rio de Janeiro (em primeiro plano), assinada por Oscar Niemeyer. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Bernardo Schor e Rogério Antunes assinam a Suíte do Homem. O ambiente tem os tons de areia e cinza como base da decoração. O destaque da área de dormir é a cama king size Sliced, de Guilherme Torres, composta por módulos confeccionados por uma combinação de densidades de látex. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Bernardo Schor e Rogério Antunes assinam a Suíte do Homem. No ambiente, a estante com prateleiras assimétricas dá movimento à composição. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
A cama (Finish), toda forrada em tecido, é a vedete da Suíte do Executivo, no Apartamento Corporativo, assinada por Bruno Carvalho e Camila Avelar. Revestimentos e peças do mobiliário são estruturadas em madeira clara. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Poucos focos de luz no teto, luminárias de piso e arandelas criam um jogo de luz e sombra na Suíte do Visitante, assinada por Dani Parreira. No ambiente em tons bege e fendi, com interferência de preto e cinza nos detalhes, a parede atrás da cabeceira possui ripas de madeira iluminadas posteriormente. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
A Suíte Máster, criada por Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge, é decorada em tons de cinza, fendi e madeira. A cabeceira da ampla cama é feita de couro ecológico. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
A Suíte da Cobertura é um projeto de Gisele Taranto. No ambiente com paredes cinza, uma cama confortável tem cabeceira acolchoada e revestida por tecido xadrez. Destaque para a arandela com braço móvel. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Juliana Neves de Castro, Luciana Nasajon e Mabel Graham Bell assinam a Suíte do Hóspede. No espaço, fitas de LED foram colocadas em locais estratégicos (atrás da cabeceira) e, no teto, a iluminação é direcionada para o forro revestido por madeira. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
A Área Infantil deixa livros e gibis à mão da criançada e conta com uma mesa com uma árvore estilizada. O projeto é assinado por Leila Bittencourt e Fernanda Casagrande. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Em clima de parque de diversões, a Área Infantil tem 60 m², abriga parede de escalada e uma grande cabana de dois andares, feita de réguas de pinho, com direito a escorregador em forma de tubo. O projeto é assinado por Leila Bittencourt e Fernanda Casagrande. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
Madeira em abundância e tecidos em tons terrosos fazem a ambientação que remete às tendas suntuosas de países distantes da Suíte do Casal, projetada por Lila May Bueno. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
A Ala dos Adolescentes, criada por Mariana Dornelles, Fillipi Sartori e Luciana Arnaud, tem um quarto para os meninos. Nela, chama a atenção as estruturas gradeadas de metal, onde estão afixados desde skates até a TV. O equipamento ainda dá apoio a uma das duas camas (à dir.). No ambiente o ar é um tanto "industrial". A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
A Ala dos Adolescentes, criada por Mariana Dornelles, Fillipi Sartori e Luciana Arnaud, conta com um quarto para uma menina. No espaço, o papel de parede é floral e a cama possui dossel. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
The Loft, criado por Paula Neder, possui cores vibrantes pinceladas sobre a base cinza. Na área dedicada ao dormitório, a parede atrás da cama possui um exuberante painel com estampa de flores e pássaros. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
O trio azul, off-white e branco faz a ambientação da Suíte da Mulher, de Pedro Paranaguá. Na parede de fundo, o revestimento é feito com cerâmica da Ekko, que lembra um tecido delicado e rendado. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
O trio azul, off-white e branco faz a ambientação da Suíte da Mulher, de Pedro Paranaguá. As cores compõem também o closet. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
O Apartamento do Hóspede é uma criação de Roberta Devisate. Nos ambientes predominam as cores neutras, pontuadas por uma paleta que vai do cinza ao nude e do grafite ao cru. O preto aparece em objetos e móveis. A 23ª edição da Casa Cor Rio segue até 18 de novembro de 2013, na Av. dos Flamboyants, 500, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro DivulgaçãoMais
"Pieza de guagua, volver al inicio 1983-2013", criado por María José Tagle e Gabriela Balboltín, é um espaço de brincadeiras. Um quarto para crianças com direito a árvores, bichos e um céu estralado (sobre a cama, à direita). A Casa Cor Chile fica em cartaz até dia 10 de novembro de 2013, na Avenida Las Condes 11.755, em Santiago DivulgaçãoMais
Cores claras e uma atmosfera de calmaria marcam o quarto "Solo mía...", de Dominique Brinck e María José Hederra. Destaque para a mesa de cabeceira feita com uma bobina para fiação. A Casa Cor Chile fica em cartaz até dia 10 de novembro de 2013, na Avenida Las Condes 11.755, em Santiago DivulgaçãoMais
No "Cubic Microdepartamento", assinado por Bárbara Fernández, a face onde é possível adaptar um home office (foto anterior), esconde também a cama embutida. A Casa Cor Chile fica em cartaz até dia 10 de novembro de 2013, na Avenida Las Condes 11.755, em Santiago DivulgaçãoMais
A suíte máster da Casa Bola, assinada por Eduardo Longo, fica localizada no segundo piso da construção esférica com oito metros de diâmetro. A cama tem formato orgânico e, assim como grande parte do mobiliário, está incorporada à estrutura principal da obra Leandro Moraes/ UOLMais
Uma das escotilhas espalhadas pela Casa Bola leva luz à suíte máster, localizada no segundo piso da esfera-residência. A casa "dos Jetsons" tem um ar futurista, mesmo atualmente. O projeto do arquiteto Eduardo Longo, porém, data dos anos 1970 Leandro Moraes/ UOLMais
Na suíte máster, à direita, é possível ver um dos armários/ estantes que são "camuflados" por cortinas. À esquerda, está a entrada para o banheiro. O ambiente da Casa Bola, criada pelo arquiteto Eduardo Longo, lembra uma cabine de navio Leandro Moraes/ UOLMais
No primeiro piso da Casa Bola estão os quartos de solteiro/ hóspedes. Os cômodos são "interligados" por uma janela do tipo escotilha com abertura pivotante. O equipamento ajuda na ventilação e na iluminação dos espaços Leandro Moraes/ UOLMais
Na imagem, um dos quartos de solteiro/ hóspedes da Casa Bola, assinada por Eduardo Longo. Assim como grande parte do mobiliário, a cama e as prateleiras do cômodo são integradas ao corpo construtivo da residência Leandro Moraes/ UOLMais
A mistura de cores clássicas e de texturas - nas borseries, adornos de parede e tecidos - criam uma Suíte do Bebê incomum. O ambiente, assinado pelas designers de interiores Marília Summers e Andréa Micherif, tem referências francesas. Dividida em duas mostras, a 19ª Casa Cor Bahia segue até dia 03 de novembro de 2013 nos estacionamentos do Shopping Iguatemi, em Salvador, e do Boulevard Shopping, em Feira de Santana Xico Diniz/ DivulgaçãoMais
Gabriela Viveiros assina a Suíte do Casal. No ambiente aconchegante e ameno, o nicho de vidro que abriga um jardim funciona como um "quadro vivo" e um elemento que garante o relaxamento. Dividida em duas mostras, a 19ª Casa Cor Bahia segue até dia 03 de novembro de 2013 nos estacionamentos do Shopping Iguatemi, em Salvador, e do Boulevard Shopping, em Feira de Santana Xico Diniz/ DivulgaçãoMais
No quarto do Loft, criado por Luciana Paraíso, a cabeceira é texturizada e o criado-mudo tem revestimento espelhado. Dividida em duas mostras, a 19ª Casa Cor Bahia segue até dia 03 de novembro de 2013 nos estacionamentos do Shopping Iguatemi, em Salvador, e do Boulevard Shopping, em Feira de Santana Xico Diniz/ DivulgaçãoMais
O quarto com tapetes étnicos e forro revestido por uma trama de fibras naturais é uma criação de Priscila Diniz. Destaque para as paredes com aspecto Tie Dye. Dividida em duas mostras, a 19ª Casa Cor Bahia segue até dia 03 de novembro de 2013 nos estacionamentos do Shopping Iguatemi, em Salvador, e do Boulevard Shopping, em Feira de Santana Xico Diniz/ DivulgaçãoMais
O generoso closet da suíte do casal possui armários distribuídos em toda a extensão das paredes paralelas, além de prático espelho que reflete o banheiro dos proprietários. A Casa FP, em BH, foi projetada pelo arquiteto João Diniz Leonardo Finotti /UOLMais
Ampla e agraciada com intensa luminosidade natural, a suíte do casal possui terraço voltado para a Lagoa da Pampulha e janelão com vista para a vegetação dos arredores. O piso em cimento contrasta com o ambiente monocromático e "clean". A Casa FP, em Belo Horizonte (MG), foi projetada pelo arquiteto João Diniz Leonardo Finotti /UOLMais
Casa Cor MG - 2013: Foi pensando na década de 1950 que a arquiteta Eduarda Corrêa projetou a Suíte do Casal. No ambiente, obras de Roberto Burle Marx e a arandela com duplo foco se destacam na base de tons neutros DivulgaçãoMais
Casa Cor MG - 2013: Foi pensando na década de 1950 que a arquiteta Eduarda Corrêa projetou a Suíte do Casal. No ambiente, o painel curvo e ripado é a peça chave, já que dialoga com a residência projetada por Oscar Niemeyer na década de 1950 onde a Casa Cor MG deste ano se realiz DivulgaçãoMais
Casa Cor MG - 2013: O Quarto de Bebê, projetado pela arquiteta Flávia Zambelli Peixoto, possui paredes revestidas por tecido de toque aveludado e aparência estofada. Além do revestimento, destaque para o berço de metal com acabando dourado, equipado com dossel e cortinado de seda DivulgaçãoMais
Casa Cor MG - 2013: O Quarto de Bebê, projetado pela arquiteta Flávia Zambelli Peixoto, possui paredes revestidas por tecido de toque aveludado e aparência estofada. Além do revestimento, destaque para o berço de metal com acabando dourado, equipado com dossel e cortinado de seda, além da luminária de chão com ares de lustre e composta por pecinhas de cristal DivulgaçãoMais
Casa Cor MG - 2013: As designers de interiores Fabíola Constantino e Patrícia Pires projetaram o Quarto Feninino (ou o quarto da estudante de fotografia). Com ambientação baseada em tons delicados, o espaço possui uma poltrona Sérgio Rodrigues (à dir.) e fotos impressas em papel alemão Hahnemühle e tecido DivulgaçãoMais
A belíssima vista da avenida Paulista pode ser apreciada de todos os espaços. Inclusive no dormitório que foi decorado com lambris e quadro de Tomas Ianelli. A cama baixa e os criados-mudos de madeira, da Segatto, foram combinados ao abajur - feito à partir de uma ânfora londrina do século 19 - e aos mini-conteineres da Firma Casa, que apoiam a televisão. O designer de interiores Oscar Mikail assina o projeto de reforma deste apartamento com vista para a avenida Paulista Thiago Travesso/ DivulgaçãoMais
O projeto de reforma deste apartamento, assinado pelo designer de interiores Oscar Mikail, incluiu a instalação de um closet na suíte do proprietário. Em laminado branco, o quarto de vestir possui portas com vidro e espelho, prateleiras e gavetas, além de uma janela, que favorece a entrada de luz e ventilação naturais Thiago Travesso/ DivulgaçãoMais
No AP 1.211, a cama também é estruturada em marcenaria (Art Mad) com pintura laqueada preta, desenhada pelo arquiteto Alan Chu, e cabeceira revestida em lona. A cadeira Chair One é uma criação do designer Konstantin Grcic, enquanto a arandela BL6, comprada na Scandinavia Designs, foi desenhada por Robert Dudley Best Djan Chu/ DivulgaçãoMais
A decoração da suíte do casal é definida por uma base branca aliada aos detalhes em cores sóbrias. O abajur (Lumini) de linhas modernas se destaca sobre o criado-mudo. As arquitetas Débora Stefanelli e Pérola Machado assinam o projeto de reforma e interiores do apartamento em Perdizes, zona oeste de São Paulo Bernardo Paglia/ DivulgaçãoMais
Para o quarto do bebê, no apartamento em Perdizes, zona oeste de São Paulo, as arquitetas Débora Stefanelli e Pérola Machado desenvolveram alguns móveis sob medida, na cor branca. Para "aquecer" o ambiente, foram empregados o o tapete em tom azul escuro e a poltrona de madeira (Dpot) Bernardo Paglia/ DivulgaçãoMais
Com 36 m², o Quarto da "It Girl" é assinado pelas arquitetas Renata Ciccarini e Vilmara Januzzi. O espaço tem apelo clássico e emprega matizes intensos como o bordô e o dourado. Substituindo os abajures, os compactos lustres em cristal âmbar iluminam as mesas de cabeceira de madeira escura. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
O ator Juliano Cazarré, o Ninho da novela "Amor à Vida", inspirou a Suíte do Rapaz criada pelas arquitetas Letícia Pires e Mayara Kassiê. Com 34 m², o espaço tem cama instalada sobre plataformas de madeira e painel de ecoresina (à dir.) que separa o quarto do banheiro. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
O Quarto do Bebê foi projetado pela arquiteta Larissa Dias, no ambiente as linhas retas e as simetrias se misturam às peças clássicas e femininas. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
A Suíte do Casal possui 43,95 m² e é assinada pela arquiteta Bárbara Paiva. A laca bege é a base do ambiente, além do piso de madeira bambu, do papel de parede perolado e dos detalhes metálicos e espelhados. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
A Casa Cor 2013 é realizada no antigo prédio do Jornal de Brasília e essa foi a principal inspiração da designer de interiores Patrícia Tavares ao projetar o Refúgio do Jornalista. Com 50 m², o espaço tem base de cores neutras e um painel estruturado em metal vazado (à dir.). A 22ª edição da mostra na capital federal fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A exposição tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635). Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
Os 46 m² do Studio da Blogueira são assinados pela arquiteta e designer de interiores Thaciana Silveira. O espaço é neutro com pontos de cor, adamascados e recortes orgânicos. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Walléria Teixeira assina o Quarto Hotel com 90 m² e predomínio de tons de bege, fendi e branco. No ambiente peças em metal dourado e painéis de marcenaria ganham destaque. A 22ª edição da Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 05 de novembro de 2013. A mostra tem lugar no Setor das Indústrias Gráficas (SIG Quadra 01, lote 635), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Daniel Mira/ DivulgaçãoMais
No projeto da arquiteta Izabella Lessa, as portas brancas do armário distinguem-se pelo discreto friso. Os pontos de luz no forro, planejados por Maneco Quinderé, criam volumetria no ambiente que teve o piso, em travertino bruto, protegido pelo confortável tapete Avanti, também de cor clara Denílson Machado/ MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
Combinando harmonicamente as cores claras do papel de parede da Orlean, das cortinas e da mesinha lateral, o quarto de 20 m² ganhou a cabeceira em couro da Emporio Beraldim em um tom mais fechado, no projeto da arquiteta Izabella Lessa. Executada por Iole Mendonça, ela cobre a parede de ponta a ponta e faz fundo para a escrivaninha em madeira Denílson Machado/ MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
Os objetos coloridos destacam-se nos nichos da marcenaria branca, executada pela CA e idealizada pela arquiteta Izabella Lessa. O trabalho em matelassê da colcha quebra com a homogeneidade do tom do tecido Denílson Machado/ MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
Com 16,5 m², este quarto projetado pela AHGA Arquitetura ficou mais amplo graças aos tons claros aplicados. A parede foi pintada de bege e o piso recebeu tacão de cumaru. Destaque para o rodapé laqueado com 50 cm de altura e para a cortina romana branca. Veja que a iluminação indireta atrás da marcenaria delimita visualmente os nichos. Já os spots equipados com minidicróica e o módulo quádruplo com dicróicas, ambos acoplados ao forro de gesso, enfatizam certas peças e criam a iluminação geral Henry Lopes/ DivulgaçãoMais
Na projeto do escritório AHGA Arquitetura o destaque fica por conta da parede atrás da cama. Nela, a cabeceira estofada se apoia sobre o papel de parede da Petit Décor decorado com arabescos em tons "off-white". Nas laterais, as faixas de espelho distribuem a luz e dão a sensação de amplitude ao ambiente. Os criados-mudos em tom mais quente, de madeira, dão mais aconchego ao quarto Henry Lopes/ DivulgaçãoMais
O trabalho de marcenaria em branco, neste projeto do escritório AHGA Arquitetura, otimizou a área com apenas 16,5 m². A estrutura "engana" o olhar e cria a sensação de que o ambiente é maior. Veja que a parede pintada em um tom mais escuro, mas pastel (sob a janela), e o aparador amadeirado rompem com a monotonia do branco Henry Lopes/ DivulgaçãoMais
O contraste entre o branco e o bege e a iluminação embutida no rasgo da cortina definem o desenho irregular do quarto com apenas 12 m². O projeto da Camila Klein para este dormitório previu uma cama em madeira escura a fim de se criar um contraste com o piso laminado claro. O nicho, também iluminado na parede sobre o leito, recebeu espelho e amplia sutilmente a sensação de espaço Bruno Netto/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Mayra Lopes recorreu à combinação branco, tons pastel e madeira para compor os 12 m² do dormitório de casal. Destaque para a cortina rolô, atrás da cama, delicadamente estampada e "emoldurada" por espelhos. O elemento, que lembra um recorte de parede revestido por papel, tem o intuito de esconder a janela mal posicionada. As capas de travesseiro mantêm a opção por desenhos miúdos e delicados, que dá o tom romântico ao quarto Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
O jogo de texturas e volumes marcam o projeto da arquiteta Mayra Lopes para este quarto de casal. O forro trabalhado em gesso embute os pontos de luz indireta e acomoda a cortina farta e pregueada. Por sua vez, o aparador em madeira apoia equipamentos de áudio e vídeo e ainda acopla a banqueta. Os dois quadros ao lado do monitor de TV "pincelam" com tom quente a proposta decorativa Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
Neste quarto de 24,5 m², a arquiteta Mayra Lopes recorreu ao branco, ao bege e ao amadeirado para compor a cartela de cores. Na parede atrás da cama, o papel com arabescos compõe com a cabeceira e os criados na cor uísque. No piso, o tapete felpudo em bege mais escuro leva acolhimento e protege o piso em tacão de ipê Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Mayra Lopes recorreu a tons neutros para este quarto (15 m²), cuja cabeceira em laminado remete ao desenho da madeira. A escultura de parede, sobre o leito, se destaca na composição e é ladeada por dois pendentes que substituem os abajures. A roupa de cama estampada bege clara dá o toque romântico ao dormitório Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
Para dividir as áreas de vestir e de relaxamento, a arquiteta Mayra Lopes instalou a divisória vazada e em tom delicado. O quarto com 15 m² possui cabeceira baixa em laminado e tem seus cridos-mudos livres por dispensar abajures, substituídos por pendentes Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
Em contraponto aos tons claros, o arquiteto Walter Fagundes recorreu à cabeceira de madeira, da Index Brasil Design, que aquece este quarto de uma casa de praia. O mesmo material foi empregado na porta do armário, que ganhou detalhe circular para manter o interior arejado, criando uma composição geométrica no espaço. Para quebrar a simetria do ambiente, o projeto previu dois quadros, em um dos cantos, e luminárias diferentes em cada lado da cama Martin Szmick/ DivulgaçãoMais
Para romper com o branco da cama e o creme na colcha, o projeto do arquiteto Walter Fagundes recorreu às estampas: a cadeira em linhas clássicas, por exemplo, foi modernizada com tecido estampado por desenho geométrico, composto com dois tipos de azul e o verde. Já os rolos, posicionados junto à cabeceira, receberam revestimento floral com fundo claro. À esquerda, a despretensiosa cortina foi executada pela Index Brasil Design em tecido de tonalidade amena Martin Szmick/ DivulgaçãoMais
Para quebrar com a monotonia do branco e marcar o desenho do telhado, no ambiente decorado por Viviane Dinamarco, manteve-se parte da estrutura da cobertura em tom de madeira. As paredes receberam, acima dos painéis de madeira (borseries), tinta na cor areia e a lareira com frontão em mármore travertino foi combinada com o revestimento da cadeira e do "récamier" (Artefacto). As obras de arte em diferentes tamanhos e formatos dão movimento e vida ao espaço Celina Germer/ DivulgaçãoMais
Amplo, o quarto com 35 m², idealizado pela designer Viviane Dinamarco, ficou bem mais aconchegante graças à madeira - deixada aparente nas vigas do forro, na cama da Etel Carmona e no piso - e aos tons crus e neutros, especificados nas cortinas, na manta e no couro do banco. O criado espelhado (à esq.) atua como um curinga, refletindo a coloração do ambiente e se adequando à decoração Celina Germer/ DivulgaçãoMais
O quarto de 16 m² com paredes e piso claros ficou maior graças ao painel de cabeceira em mármore travertino romano, destacado pela iluminação cênica feita com mangueira de luz e minidicróicas, que compõe com as listras da roupa de cama na vertical. As portas de correr piso-teto do armário Florense com filetes metálicos reforçam a sensação de amplitude. Proposta assinada pelo arquiteto Daniel Kalil Marcelo Magnani/ DivulgaçãoMais
Para proporcionar maior conforto ao usuário na área da cabeceira, a arquiteta Andréa Parreira aplicou o couro. No forro, que também faz papel de cortineiro, lâmpadas dicroicas foram embutidas contribuindo para a iluminação, junto com as luminárias acopladas à cabeceira, sobe os criados-mudos Marcos William/ DivulgaçãoMais
Com apenas 6 m², este dormitório de hóspedes recebeu tratamento especial por parte da arquiteta Ana Andrade. Para se parecer com um quarto de hotel, recebeu papel de parede que destaca o branco da cama, do forro e dos quadros, e harmoniza a composição em tons neutros das almofadas. Arandelas de um lado da cama e abajur do outro garantem a assimetria do desenho Renata Fontana/ DivulgaçãoMais
Apaixonado por música, um dos filhos do casal reservou um espaço de seu quarto para bateria, guitarra e violão, instrumentos que também estão desenhados na parede. A cama alta tem dois gavetões coloridos na parte inferior. O projeto da Casa Urbana é da arquiteta Paula Bittar Sergio Scripilliti/ DivulgaçãoMais
A suíte máster possui uma saída com portas de correr que dá acesso a um dos pátios "recortados" na casa que denominada por eles. No ambiente, o piso é feito de assoalho de perobinha e a luminária Lumière é da Lumini. O projeto de reforma da casa paulistana é do escritório AR Arquitetos Leonardo Finotti/ UOLMais
A suíte do casal, que tem 60 m², tem saída para um dos pátios através de portas corrediças de vidro. No ambiente, a estante é feita de e tem oito metros de comprimento. Os quartos da casa dos Pátios ficam concentrados no pavimento superior da residência. O projeto de reforma da casa paulistana é do escritório AR Arquitetos Leonardo Finotti/ UOLMais
Hellen Caroline Giacomitti assina o Loft de um Piloto. Acinzentado, o ambiente teve projeto luminotécnico elaborado, com destaque para o pendente, ao lado da cama, com oito luminárias LED em forma de disco (à dir.). A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
O Loft da Advogada, projetado pela arquiteta Renata Mueller, tem 30 m². Um dos truques adotados para aumentar a sensação de espaço foi a instalação de um espelho sobre a cama. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
A Suíte do Filho, criada por Samara Barbosa e Michele Krauspenhar, tem como inspiração as histórias de pirata. A peça mais interessante do ambiente é a cama em formato de barco. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
Keyla Kinder assina a Suíte do Bebê, pensada para um garotinho e inspirada na aviação. Destaque para o papel de parede e para a luminária (um pedacinho, à dir.) em formato de nuvem. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
Denise Leal Ribas e Carolina Leal Ribas criaram a Suíte Master a partir do uso da madeira, pedra, água e tecidos naturais como o linho e o algodão. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
Papel de parede que imita palha, ilustração, estofamento em capitonê e espelhos ajudam a compor a Suíte da Filha, assinada por Aline Antoniassi. A 20ª Casa Cor PR fica em cartaz até 15 de setembro de 2013, na Sede Social União Juventus (rua José Izidoro Biazetto, nº 1.000), em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana/ Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
CASA COR BOLÍVIA Manoel Guimarães/ DivulgaçãoMais
O estilo "navy" aparece nos quartos de hóspedes, cada um de uma cor. O vermelho tem tecidos da Regatta e roupa de cama com motivos náuticos da Casa Almeida. Camas e luminárias receberam pátina branca. A Casa Iporanga teve o projeto de reforma assinado pela designer de interiores Marília de Campos Veiga Ricardo Breda/ DivulgaçãoMais
A versão azul do quarto de hóspedes aposta no estilo "navy", com tecidos Ragatta e roupa de cama com motivos náuticos da Casa Almeida. A Casa Iporanga teve o projeto de reforma assinado pela designer de interiores Marília de Campos Veiga Ricardo Breda/ DivulgaçãoMais
O dormitório do casal tem uma atmosfera intimista e elegante, com cama em madeira de demolição executada pela Takae Arte em Móveis. Os tons neutros do piso de cerâmica, do tapete e da roupa de cama Casa Almeida entram na sintonia do forro patinado em branco. Duas amplas janelas permitem a entrada de luminosidade natural abundante. A Casa Iporanga teve o projeto de reforma assinado pela designer de interiores Marília de Campos Veiga Ricardo Breda/ DivulgaçãoMais
O tema náutico aparece no dormitório do casal, com barcos estampados no tecido das almofadas e nos quadros da Moldura Minuto. A Casa Iporanga teve o projeto de reforma assinado pela designer de interiores Marília de Campos Veiga Ricardo Breda/ DivulgaçãoMais
Neste quarto de adolescente, a cama com dossel é recoberta por tecido jacquard com estampa estilo ikat na cor carbono, que harmoniza com o restante da decoração. O projeto é das arquitetas Maria Claudia e Maria Paula Brasil, da Maria Brasil Arquitetura DivulgaçãoMais
No projeto das designers de interiores Eliane Birchal e Maíra Franco, em parceria com a loja Villa Maria, o dossel em voal confere delicadeza e graça ao quarto de uma menina DivulgaçãoMais
Esta cama com dossel, feita de madeira ebanizada, é uma versão moderna do móvel medieval. O quarto de casal foi projetado pela designer de interiores Paola Ribeiro DivulgaçãoMais
Projetado pelo arquiteto Bruno Batistela, da Kwartet Arquitetura, o dormitório de menina ganha ares de quarto de princesa. A cama é feita em madeira laqueada e o voal que recobre o móvel é de algodão DivulgaçãoMais
O dossel sobre a cama, feito com shantung de seda e adornado com pequenos cristais, confere um clima romântico ao dormitório de casal projetado pela arquiteta Adriana Lima. O tecido é preso em varões cromados fixados ao teto e compõe tanto com a colcha quanto com a cortina DivulgaçãoMais
Em vez da tradicional armação, os véus que envolvem esta cama partem do recorte feito no forro de gesso e do painel revestido com papel de parede que imita tecido. A iluminação embutida é feita com corda luminosa. O projeto é da arquiteta Caroline Froeder Seferin DivulgaçãoMais
Na casa de veraneio projetada pelo arquiteto David Bastos, a cama com dossel integra o quarto do casal. Feito de cumaru, o dossel é recoberto por tule, tecido leve cuja trama tem minúsculas abertura que deixam passar o ar, mantendo o leito DivulgaçãoMais
No dormitório infantil projetado pela arquiteta Adriana Lima, a releitura dos antigos dosséis mescla os estilos provençal e moderno, e resulta numa atmosfera que lembra os contos de fadas. O dossel é feito em gesso com arabescos em acrílico recortado a laser DivulgaçãoMais
A cama com dossel de freijó confere aconchego ao dormitório da casa de praia de uma jovem empresária. As cortinas em tule dão leveza, além de serem de fácil manutenção. O projeto é do arquiteto David Bastos DivulgaçãoMais
Inspirado no filme "O Artista", o quarto de casal, projetado pelo arquiteto Max Mello, tem atmosfera requintada. A cama com dossel foi fabricada em madeira laqueada branca e as cortinas de linho arrematadas com seda preta Jomar Bragança/DivulgaçãoMais
No quarto desta casa de praia, a cama com dossel faz alusão a bangalôs. O móvel é feito em madeira certificada pintada de branco e as cortinas são de voal. O projeto é da arquiteta Luciana Tomas, em parceria com a Sherwin-Williams DivulgaçãoMais
A cama com dossel em peroba rosa de demolição tem cortinas de voal branco. O projeto é de Jorge Garcia, proprietário da loja Trapiche Carioca DivulgaçãoMais
No projeto da arquiteta Kity Achilles, a ideia era compor um quarto sóbrio. No ambiente, a cama de madeira laqueada em preto brilhante contrastou com as cortinas de linho branco DivulgaçãoMais
Cama com dossel, feita em MDF pintada acabamento laqueado em branco; R$ 1.399; cortina em voal, R$ 450. As peças são vendidas separadamente na Croft House (www.crofthouse.com.br). Preços pesquisados em julho de 2013 e sujeitos a alterações DivulgaçãoMais
Cama Venet para casal em madeira maciça com acabamento em pintura; R$ 1.450; dossel Venet para cama de casal em madeira maciça com acabamento em pintura, R$ 425. As peças são vendidas separadamente na Tok&Stok de São Paulo (www.tokstok.com.br). Preços pesquisados em julho de 2013 e sujeitos a alterações DivulgaçãoMais
Cama Dossel com casinha em MDF com acabamento laqueado branca; R$ 1.599; cortina em voal, R$ 479. As peças são vendidas separadamente na Croft House (www.crofthouse.com.br). Preços pesquisados em julho de 2013 e sujeitos a alterações DivulgaçãoMais
Cama Princesas Disney - Belle, em MDF pintada na cor branca; R$ 1.099, na Mobly (SAC: 0800 940 0326). Preço pesquisado em julho de 2013 e sujeito a alterações DivulgaçãoMais
Cama Saint Martin com dossel, pintada em laca branca; R$ 7.740, na Q&E Quartos (www.qequartos.com.br). Preço pesquisado em julho de 2013 e sujeito a alterações DivulgaçãoMais
No projeto do decorador Leonardo Di Caprio, o closet do apartamento de 310 m² possui suportes para bolsas na parede e um porta-joias em forma de cubo mágico. Os objetos ajudam a organizar e facilitam a visualização dos acessórios, além de dar graça ao ambiente Alain Brugier/DivulgaçãoMais
No apartamento dúplex, em São Conrado (RJ), a suíte do casal possui um closet (ao fundo), com portas de correr de vidro que o integram ao dormitório. O projeto de reforma e interiores do imóvel é de autoria da arquiteta Izabela Lessa MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
O projeto de reforma e interiores, assinado pela arquiteta Izabela Lessa, interligou dois apartamentos transformando-os em um dúplex, de 600 m², localizado em São Conrado (RJ). No quarto de um dos filhos dos proprietários, a decoração é inspirada no cenário praiano MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
No segundo andar do apartamento dúplex, em São Conrado (RJ), ficam os dormitórios. No quarto da filha do casal, a arquiteta Izabela Lessa projetou uma decoração mais lúdica MCA Estúdio/ DivulgaçãoMais
O dormitório de casal, projetado pelo arquiteto Gustavo Calazans, explora os grafismos em preto e branco no tapete listrado e no papel de parede de motivo pied de poule. A utilização do futon preto como cabeceira da cama é uma solução econômica e confortável. A combinação P&B, sempre em alta, confere requinte e modernidade a qualquer ambiente DivulgaçãoMais
O projeto do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris para o quarto de um bebê partiu da cor branca, usada nos móveis e painéis que conferem ao ambiente um ar claro e de tranquilidade. Os vasos de flores, confeccionadas em tecido, proporcionam um charme feminino ao ambiente DivulgaçãoMais
Inspirado no filme ?Tron?, o quarto de um adolescente tem predomínio da cor azul. Os desenhos do papel de parede furta-cor dão movimento ao ambiente; o revestimento melamínico de alto brilho do móvel de TV (feito de MDF) confere profundidade ao cômodo criado pelo arquiteto Rico Mendonça Mariana Boro/DivulgaçãoMais
Para deixar os móveis de estilo mais leves, a arquiteta Zize Zink optou por laqueá-los em um laranja pastel. A cor suave e alegre regeu o restante da ambientação do quarto de bebê. Algumas pequenas doses de azul marinho quebram o excesso de doçura do laranja DivulgaçãoMais
abre do álbum casa cor com ambientes de bebês, crianças e adolescentes Leonardo Soares/UOLMais
Ao invés de uma cabeceira convencional, a arquiteta Clélia Regina Ângelo (www.cleliareginaangelo.com.br), criadora do espaço ?Suíte do Menino?, optou pelo painel retroiluminado de gesso acartonado, revestido com papel de parede estampado de tijolos na cor cinza, a mesma da parede de tecido atrás da cama. ?Tecido, papel de parede e tapete listrado criam uma base neutra que poderia compor um quarto de um adulto?, afirma o designer Marcel Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Integrada ao quarto, a área de recreação dispõe de um patamar acarpetado com sofá e TV, que é valorizado pela iluminação em fita de LED. Laranja, amarelo e azul, cor que predomina no papel de parede do filme de animação Monstros S.A., deixam o ambiente mais descontraído. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Segundo Marcel Steiner, o sofá embutido em caixas de madeira ou alvenaria confere ao espaço uma atmosfera dos anos 70 e 80. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
O closet, que também faz parte da ?Suíte do Menino?, dispõe de cabideiro iluminado com fita de LED, prateleiras que funcionam como luminárias e gavetas com sistema ?Touch to Open?, que podem ser abertas com um toque, sem a necessidade de puxador. ?A ideia dos ganchos para pendurar os bonés é bacana e funcional?, diz Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Pintados de amarelo e laranja, cores predominantes na decoração, os caixotes de madeira abrigam bolas para esporte de diferentes modalidades Leonardo Soares/UOLMais
O mancebo amarelo organiza e deixa à mostra mochilas e sacolas do menino. Persianas e cortinas de tecido azul e verde filtram a luz que vem de fora e conferem aconchego ao canto de estudos da suíte. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Parte do banheiro do menino foi revestida com porcelanato impresso com desenhos juvenis. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Com formas simples e depuradas, as louças e metais sanitários pretos conferem um tom mais arrojado e menos infantil ao banheiro. (www.cleliareginaangelo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Próximo a parede de escalada, o tatame sobre o piso laminado serve para absorver impactos em caso de eventuais quedas. A parede faz parte da área de recreação da suíte do menino Leonardo Soares/UOLMais
Vista aproximada da parede de escalada, cuja sobriedade do cinza é quebrada pelo agarras coloridas de alpinismo Leonardo Soares/UOLMais
A dupla de arquitetos Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, do Decoradornet (www.decoradornet.com.br) optou por tons neutros ao criar o ?Quarto do Bebê?. A parede revestida com mantas de tricot cinza, cortina e piso de madeira de demolição brancos compõem um cenário atemporal, que poderá perdurar por mais tempo no quarto infantil. ?Gosto do piso branco e da ideia de incorporar patamares ao espaço?, afirma o decorador Marcel Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Bonecos e brinquedos ficam armazenados em cestas artesanais de feltro suspensas, cuja altura é regulada por um sistemas de roldanas que tem como manivelas pedais de bicicleta. ?É uma ideia bem legal, desde que o pé-direito do espaço seja generoso como o deste quarto?, acrescenta Marcel Steiner. (www.decoradornet.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
O emblemático edifício do MASP, projetado por Lina Bo Bardi, inspirou a dupla de arquitetos na criação do berço do bebê, feito na cor preta. ?No berço, evite os protetores cortinados e fique atento à altura do colchão. Opte pelos travesseiros com revestimentos antialérgicos e dê preferência aos edredons ao invés de cobertores e mantas de lã?, explica a pediatra Patrícia Salles. (www.decoradornet.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Os arquitetos escolheram como poltrona de amamentação uma cadeira de madeira que foi customizada com uma corda rosa flúor. A volumetria do armário suspenso é valorizada pela iluminação linear proporcionada pela fita de LED. ?A arara foi pensada para dar a criança acesso às roupas, o que é bem funcional?, afirma Marcel Steiner. À direita, o jardim vertical, que ocupa uma das paredes do ambiente. ?As plantas podem fazer parte do quarto do bebê, desde que estejam em um local de difícil acesso às crianças Leonardo Soares/UOLMais
Preenchida com bolinhas rosas feitas pela Elo7, a piscina de bolinhas ocupa uma área idealizada para abrigar uma cama infantil no futuro. (www.decoradornet.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Projetada pela arquiteta Renata Coppola (www.renatacoppola.com.br) para uma adolescente ?ligada em moda?, a ?Suíte da Menina? exibe uma variedade de cores, estampas e texturas. Aplicado na parede, o papel de parede azul se mistura com o piso de madeira de demolição, carpete, móveis espelhados, laqueados e metálicos. No teto, o papel de parede listrado, emoldurado pelo forro em microcimento resinado, que se estende à parede do canto de leitura, ao fundo Leonardo Soares/UOLMais
O excesso de cores e estampas é marcante na ?Suíte da Menina?. O papel de parede azul metalizado e texturizado serve de fundo para o móvel espelhado e a luminária com cúpula estampada de flores. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
A suíte também incorpora tecnologia de ponta, como o painel de vidro inteligente sobre a cama, que serve como tela para projeção de imagem. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
A imagem também pode ser vista do lado oposto do vidro, onde fica o banheiro da adolescente. Com o toque de um botão, o vidro se torna opaco, garantindo privacidade. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Aficionada por balé, a adolescente que inspirou Renata Coppola na criação da suíte dispõe ainda de um canto para a dança, com barra, o espelho, o tablado e a boneca estilizada em escala real. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
A madeira de demolição também está presente no banheiro da adolescente, onde a boneca em escala real repousa em uma elegante banheira. A área de banho é revestida por pastilhas de zamac, liga metálica composta de zinco, alumínio e magnésio. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
No canto da leitura da menina, a lareira metálica de formas depuradas contrasta com as texturas do papel de parede, que mimetiza trama de cestaria, e com o painel de madeira criado pelo artista plástico Henrique Rodrigues. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Mais uma vez, o despojamento formal, representado pela mesa de vidro, é associado ao orgânico e sinuoso, marcantes na poltrona Rigel Slim, da Artefacto. (www.renatacoppola.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
Nada de neutralidade. A arquiteta Camila Rosa (www.camilarosa.arq.br) explora o lúdico ao máximo no ?Quarto da Bagunça?, um espaço colorido e delicado feito para ser explorado pelas crianças. De frente para um palquinho, onde as pequenas podem brincar de teatro, o tapete rosa e os almofadões funcionam como poltronas para assistir às apresentações. ?Foi o espaço de que mais gostei?, afirma o decorador Marcel Steiner Leonardo Soares/UOLMais
Luminária pendente com lâmpadas de bulbos, suspensas por fios entrelaçados Leonardo Soares/UOLMais
?Crianças gostam de se enfiar em nichos como estes?, diz o decorador Marcel Steiner, se referindo às portas de diversos tamanhos que dão acesso a um lugar ?secreto?. De lá, as meninas podem subir para um mezanino por meio de um alçapão. Feita de madeira, a construção também dispõe de um palquinho para apresentações. (www.camilarosa.arq.br) Leonardo Soares/UOLMais
No ?Quarto da Bagunça?, um pilar serve como estante para livros infantis, que são fixados à estrutura por meio de velcros. (www.camilarosa.arq.br) Leonardo Soares/UOLMais
Desenhados pela arquiteta como nichos coloridos, os beliches do ?Quarto da Bagunça?, idealizado pela arquiteta Camila Rosa para uma casa de veraneio, atendem às filhas e convidadas. ?Os beliches precisam ter grades de proteção?, alerta a pediatra Patrícia Salles.(www.camilarosa.arq.br) Leonardo Soares/UOLMais
O livro ?20.000 mil Léguas Submarinas? serviu de inspiração para o arquiteto Edson Lorenzzo (www.lorenzzo.com.br) criar o ?Play Room?, espaço de 70 m2 onde a iluminação indireta azul, proporcionada por LEDs, proporcionam uma atmosfera de fundo do mar. Dentre os elementos que se destacam no espaço estão uma mesa em forma de polvo e um piso interativo, em que uma projeção de peixes e estrelas do mar respondem aos movimentos dos pés das crianças Leonardo Soares/UOLMais
?Mezaninos criam mundinhos que agradam às crianças?, afirma o decorador Marcel Steiner. No mezanino do ?Play Room?, uma grande tela revela às crianças cenas do fundo do mar. (www.lorenzzo.com.br) Leonardo Soares/UOLMais
No Loft Real Park, com projeto de reforma do arquiteto Diego Revollo, a proposta de integração chega ao máximo na suíte do proprietário. Ali, tudo é interligado, inclusive o banheiro que teve a parede demolida e foi incorporado ao quarto. O concreto aparece no revestimento da banheira, da Bricolagem Brasil, e, também nesta parte da residência, o cinza predomina. O toque de cor está na luminária de mesa Diesel para a Lumini Alain Brugier/ DivulgaçãoMais
No Loft Real Park, com projeto de reforma do arquiteto Diego Revollo, a proposta de integração chega ao máximo na suíte do proprietário. Ali, tudo é interligado, inclusive o banheiro que teve a parede demolida e foi incorporado ao quarto. O concreto aparece no revestimento da banheira, da Bricolagem Brasil, e, também nesta parte da residência, o cinza predomina. O toque de cor está na luminária de mesa Diesel para a Lumini Alain Brugier/ DivulgaçãoMais
Luz noturna de LED multicolor com potência de 1W; R$ 6,56, da G20 DivulgaçãoMais
Luminária Nightlux com três LEDs e potência de 0,6W; R$ 50, da OSRAM DivulgaçãoMais
Luz noturna com LED e potência de 1W; R$ 9,90, da Key West DivulgaçãoMais
Luminária em formato de sorvete, comporta lâmpada de até 15W; R$ 89,90, na Imaginarium DivulgaçãoMais
Luz noturna fluorescente com potência de 1W; R$ 14,90, da DNI DivulgaçãoMais
Luz noturna de LED com sensor e potência de 1W; R$ 32,90, da Radar Shop DivulgaçãoMais
Luz noturna fluorescente com potência de 1W; R$ 6,90, da Key West DivulgaçãoMais
Luminária em formato de bloco de anotação alimentada por USB, inclui duas cores de cúpula: vermelha e branca; R$ 115, na O Segredo do Vitório DivulgaçãoMais
Luz noturna de LED; R$ 54,90, da Safety 1st DivulgaçãoMais
Luz noturna com sensor e potência de 7W; R$ 14,97, da Startec DivulgaçãoMais
Dentro do conceito "open space", os profissionais Andrea Pontes e Matteo Nunziati usaram no quarto e no banheiro do Loft do Italiano as mesmas tonalidades nas paredes e o mesmo piso de madeira de tauari, o que dá uma maior sensação de integração entre os ambientes. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Dentro do conceito "open space", os profissionais Andrea Pontes e Matteo Nunziati usaram no quarto e no banheiro do Loft do Italiano as mesmas tonalidades nas paredes, o que dão uma maior sensação de integração entre os ambientes. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Pensado para um homem solteiro e elegante, o Estúdio do Executivo, proposta de Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli, tem quarto decorado com cores neutras, com um toque oriental. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Pensado para um homem solteiro e elegante, o Estúdio do Executivo, proposta de Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli, tem quarto decorado com cores neutras, com um toque oriental. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Para a mostra, o escritório In House Designer de Interiores desenhou um loft multifuncional para um casal. Apesar da decoração em cores neutras, o quarto é marcado por um mix de texturas. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
No Loft Urbano, de autoria do escritório In House Designer de Interiores, uma parede separa o banheiro do quarto de casal, proporcionando maior privacidade. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
No quarto da Casa de Praia, projeto de Roberto Migotto, se destacam as tonalidades do azul nos móveis, no tapete em formas geométricas e, em especial, no degradê da parede. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Projetado para uma pessoa solteira, o Studio 02 tem suíte, cozinha gourmet, living e área de lazer, todos integrados. Em destaque, o quarto com mobiliário desenhado pelo arquiteto Francisco Calio. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Projetado para uma pessoa solteira pelo arquiteto Francisco Calio, o Studio 02 tem suíte, cozinha gourmet, living e área de lazer, todos integrados. Em destaque, o quarto com mobiliário desenhado pelo profissional. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Com inspiração nos velejadores e suas casas à beira mar, a arquiteta Selma Tammaro escolheu os tons de madeira para a decoração do quarto, ambiente do Chalé do Velejador. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Com inspiração nos velejadores e suas casas à beira mar, a arquiteta Selma Tammaro escolheu os tons de madeira para a decoração do quarto, ambiente do Chalé do Velejador. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Para a Suíte, Consuelo Jorge criou uma colmeia em gesso, em tonalidades de verde e de cinza, para obter o revestimento impactante aplicado ao teto. A 3ª Mostra Black fica aberta à visitação até dia 9 de julho de 2013, nos cinco últimos andares da torre anexa ao shopping JK Iguatemi, em São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Na Suíte sem paredes, de autoria de Consuelo Jorge, banheiro e quarto ocupam o mesmo espaço com 50 m². A 3ª Mostra Black fica aberta à visitação até dia 9 de julho de 2013, nos cinco últimos andares da torre anexa ao shopping JK Iguatemi, em São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
No ambiente Hotel Black, assinado por Guilherme Torres, o teto feito de bambu é combinado à parede com revestimento de efeito tridimensional. A cama (à frente) foi desenvolvida pelo escritório do arquiteto. A 3ª Mostra Black fica aberta à visitação até dia 9 de julho de 2013, nos cinco últimos andares da torre anexa ao shopping JK Iguatemi, em São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Para a decoração do Quarto do Casal, Marina Linhares usou tons neutros que deixam o ambiente leve e aconchegante. Em primeiro plano, a mesa Etel, com nicho para os livros, assinada por Claudia Moreira Sales. A 3ª Mostra Black fica aberta à visitação até dia 9 de julho de 2013, nos cinco últimos andares da torre anexa ao shopping JK Iguatemi, em São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Para a decoração do Quarto do Casal, Marina Linhares usou tons neutros que deixam o ambiente leve e aconchegante. A 3ª Mostra Black fica aberta à visitação até dia 9 de julho de 2013, nos cinco últimos andares da torre anexa ao shopping JK Iguatemi, em São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A dupla Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen, da empresa DecoradorNet, criaram o Quarto do Bebê. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Pensado para uma jovem conectada à moda e beleza, o Loft da Blogueira é de autoria da arquiteta Adriana Noya. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Inspirada pela animação Monstros S.A, a arquiteta Clélia Regina Angelo projetou a Suíte do Menino. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Inspirada pela animação Monstros S.A, a arquiteta Clélia Regina Angelo projetou a Suíte do Menino. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Inspirada pela animação Monstros S.A, a arquiteta Clélia Regina Angelo projetou a Suíte do Menino. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Quem assina a Casa Weekend é a dupla Olegário de Sá e Gilberto Cioni. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A proposta da arquiteta Marília Caetano para a mostra é o ambiente Quarto dos Hóspedes. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Loft do Casal, de 120 m², projetado por Denise Barretto. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A única a optar pela temática "famosos", a arquiteta Simone Goltcher homenageia Fátima Bernardes e Willian Bonner com a Suíte do Casal. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A única a optar pela temática "famosos", a arquiteta Simone Goltcher homenageia Fátima Bernardes e Willian Bonner com a Suíte do Casal. Para a decoração clássica, as cores neutras foram harmonizadas com elementos amadeirados. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A única a optar pela temática "famosos", a arquiteta Simone Goltcher homenageia Fátima Bernardes e Willian Bonner com a Suíte do Casal. Para a decoração clássica, as cores neutras foram harmonizadas com elementos amadeirados. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O arquiteto Léo Shehtman projetou o Loft One. Para quebrar com a monocromia cinzenta, o dossel sobre a cama tem iluminação inusitada. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
No Loft do Publicitário, assinado pela dupla Antonio Ferreira Junior e Mario Celso Bernardes, em frente à cama, fica disposta a banheira. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Espaço Deca, projetado pelo arquiteto Sig Bergamin, no seu retorno à mostra após sete anos de ausência. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
A Casa Inteligente, de 300 m², criada por Jóia Bergamo. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Espaço para um Homem Moderno é de autoria da arquiteta Ana Maria Vieira Santos. Em destaque, o quarto com fachada envidraçad e vista para a Avenida Lineu de Paula Machado. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
O Quarto da Bagunça, criado pela profissional Camila Rosa. A 27ª Casa Cor SP segue até dia 21 de julho de 2013, no Jockey Club de São Paulo Katia Kuwabara/ UOLMais
Nos quartos da Casa Boaçava, em São Paulo, as paredes ganharam chapas de gesso acartonado recheadas com lã mineral para melhorar as condições termoacústicas. O projeto é de autoria dos arquitetos do escritório Una, Cristiane Muniz, Fábio Valentim, Fernanda Barbara e Fernando Viégas Leonardo Finotti/UOLMais
A arquiteta Helena Rocha desenvolveu o projeto do Loft do Casal, de 55 m². A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, de Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Sidney Kair/DivulgaçãoMais
As arquitetas Maria Fernanda Gevaerd e Bianca Ribeiro assinam o projeto do Quarto da Menina, de 17 m². A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, de Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
As arquitetas Maria Fernanda Gevaerd e Bianca Ribeiro assinam o projeto do Quarto da Menina, de 17 m². A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, de Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
Com a temática "bike", a arquiteta Caroline Oenning Rodrigues e a designer de interiores Celita Pickler Oenning projetaram o Quarto do Menino. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
Com a temática "bike", a arquiteta Caroline Oenning Rodrigues e a designer de interiores Celita Pickler Oenning projetaram o Quarto do Menino. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
O acabamento em capitonês na cabeceira da cama e dos pufes se destacam no Quarto de Hóspedes, projeto das arquitetas Cristine Ângelo Boing e Fernanda Carlin da Silva. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
No Quarto de Hóspedes, projeto das arquitetas Cristine Ângelo Boing e Fernanda Carlin da Silva, a estante com iluminação indireta fica à frente da parede revestida com tijolos rústicos patinados. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
A Suíte Master é de autoria dos arquitetos Luiz Fernando Zanoni e Thaís Zimmermann. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
Pensada para as chamadas "it girls", fãs assumidas do mundo fashion, a Suíte da Moça foi desenhada pelas arquitetas Isabela Faraco e Graziele de Souza. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
No destaque, o quarto do Loft do Marchand, criado pelos arquitetos Marila Filártiga e Beto Gebara. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Lio Simas/DivulgaçãoMais
O quarto do Loft de 59 m², de estilo contemporâneo, desenhado pela arquiteta Cibeli Spolti. A Casa Cor Santa Catarina, pela primeira vez, acontece simultaneamente em Florianópolis e na Praia Brava, em Itajaí. As duas sedes do evento apresentam, no total, 45 ambientes até 30 de junho de 2013 Sidney Kair/DivulgaçãoMais
O Quarto de Casal, projeto da arquiteta e lighting designer Rafaela de Castro, é um espaço aconchegante, decorado em cores claras e neutras. Um dos destaques do ambiente é a cama reclinável, que permite uma posição confortável para ler, ver televisão, dormir ou simplesmente relaxar. A 17ª Casa Cor Goiás, que abre as edições do ano da franquia no país, segue até dia 25 de junho de 2013, no Setor Marista, em Goiânia Edgar César/DivulgaçãoMais
A área de spa do Quarto de Casal, projeto da arquiteta e lighting designer Rafaela de Castro. A 17ª Casa Cor Goiás, que abre as edições do ano da franquia no país, segue até dia 25 de junho de 2013, no Setor Marista, em Goiânia Edgar César/DivulgaçãoMais
Desenvolvido pelo designer de interiores Nando Nunes, o Quarto da Moça foi pensado para uma jovem que preza pelo luxo nos detalhes e possui interesse em moda. A 17ª Casa Cor Goiás, que abre as edições do ano da franquia no país, segue até dia 25 de junho de 2013, no Setor Marista, em Goiânia Edgar César/DivulgaçãoMais
No apartamento Corredor da Vitória 2, com projeto de interiores do arquiteto Sidney Quintela, o quarto com decoração nas cores cinza e marrom tem painel e nicho em marcenaria (Detalhe) e cortinas Única Xico Diniz/DivulgaçãoMais
Com 10,32 m², esta suíte foi idealizada pelo arquiteto Robson Gonzales para a Equipotel, baseada no módulo de referência de 0,80 x 1,20 m para comportar as manobras de um cadeirante e até de um carrinho de bebê, se for o caso DivulgaçãoMais
No detalhe da suíte projetada pelo arquiteto Robson Gonzales, a bancada de trabalho deixa o vão livre de 73 cm que permite o encaixe com conforto de uma cadeira de rodas DivulgaçãoMais
No quarto de criança, é importante garantir a circulação que permite a locomoção do carrinho e pode ser aproveitada para as brincadeiras, como no projeto de Maithiá Guedes. Para os bebês que estão começando a engatinhar, é preciso evitar móveis "escaláveis" Carlos Piratininga/DivulgaçãoMais
Neste quarto de menina, idealizado por Cris Schiavoni, as prateleiras mais baixas para os brinquedos de maior uso dão autonomia à criança Wagner Silveira/DivulgaçãoMais
No quarto infantil, projetado por Cristiane Schiavoni, os módulos com rodízios liberam o vão da bancada que tem altura adequada para uma criança. Aqui, a circulação também foi privilegiada Paulo Pereira/DivulgaçãoMais
O quarto da casa de Rich e Janice Sands em Boulder, no estado do Colorado, nos EUA. A residência do casal compartilha o mesmo lote com outras duas construções Robert Reck/The New York TimesMais
No quarto do apartamento do casal Alexandra Cunningham e Seth Cameron, em Nova York, a estante de livros feita pelo designer britânico Peter Marigold é composta por nichos assimétricos James Ransom/The New York TimesMais
Detalhe do quarto de Josephine, uma das filhas do casal Edsel e Eleanor, cuja residência dos anos 20 pode ser visitada em Detroit, nos Estados Unidos Eduardo Vessoni/ UOLMais
Os quartos dos filhos de Edsel Ford, na residência dos anos 20 em Detroit, nos Estados Unidos, foram projetados também pelo designer industrial Walter Dorwin Teague Eduardo Vessoni/ UOLMais
Criado por Maya Mac Lean, o ambiente Suite Matrimonial (quarto do casal) tem decoração clássica. A Casa Cor Bolívia estreia em um antigo casarão, construído pelo italiano Mario Bonino nos anos 1950 em Santa Cruz de la Sierra. São 40 ambientes expostos de 23 de abril a 19 de maio de 2013 Alvaro Mier/ DivulgaçãoMais
Para o quarto do menino, a designer Vanessa Guimarães usou o papel de parede Robô para criar uma atmosfera divertida, com referências ao espaço. O revestimento faz parte Coleção Infantário (marca Bobinex), assinada pela profissional DivulgaçãoMais
Para os aficionados pelo universo dos quadrinhos, que tal compor uma parede com telas que retratam as histórias dos super-heróis? O quatro Heroes, assinado por Adriana Coelho e Ana Claudia Camargo, foi decorado com os produtos da Hits DivulgaçãoMais
Para decorar o quarto de bebê, a designer Vanessa Guimarães criou um patchwork com papéis de parede da coleção Infantário, da Bobinex, na parede (à esq.) DivulgaçãoMais
Uma das paredes do quarto de um menino de 14 anos, apaixonado por música, foi decorado pela arquiteta Maithiá Guedes com discos e capas de LPs. O uso de espelhos dá uma sensação de amplitude ao ambiente de 10 m² Carlos Piratininga/ DivulgaçãoMais
Para a parede do quarto do casal, as designers de interiores Ana Karina Chaves e Klazina Norden, da AKinteriores, criaram um painel de cobogó, peça vazada de construção, feita de gesso e pintada DivulgaçãoMais
No quarto do casal, a arquiteta Mayra Lopes escolheu um papel de parede (Wallpaper) em uma tonalidade que combina com os tons de madeira e laca presentes no ambiente. No centro está a peça da Arte Aplicada, desenvolvida pelo artista plástico Cássio, em aço e pintura automotiva, com cortes que lembram rendas DivulgaçãoMais
No andar superior, o painel de caviúna, original dos anos 60, revestiu a parede da cabeceira e determinou o uso de madeiras e cores mais claras nos ambientes íntimos. O projeto de reforma do duplex na Alameda Campinas, em São Paulo, é assinado por Maurício Arruda Fran Parente/ DivulgaçãoMais
O quarto do casal tem espaço para trabalho e, à esquerda, está o closet. No ambiente, o piso é laminado (Pergo) e a marcenaria leva frejó laminado na bancada, combinado com laca branca das prateleiras e do gaveteiro. De acordo com a arquiteta Crisa Santos, como a bancada era longa, foi preciso adaptá-la a uma lâmina de ferro que faz a sustentação da peça Lucas Fonseca/ DivulgaçãoMais
Os proprietários do apartamento no Real Parque, em São Paulo, queriam cama baixa. O móvel foi desenhado pela arquiteta Crisa Santos para acomodar um colchão comum e teve execução (Mobília Brasil) feita com compensado naval revestido por lâminas de carvalho branco americano e cabeceira em couro Lucas Fonseca/ DivulgaçãoMais
Com estrutura de MDF e ferragens Blum, este closet (6 m²), idealizado e feito sob medida pelas arquitetas Andrea Lucchesi e Carolina Razuk, é integrado ao banheiro através da abertura de vidro. Nos rasgos do forro foi embutida a iluminação que tem efeito difuso Fran Parente/ DivulgaçãoMais
O diferencial do closet (8,10 m²), planejado sob medida pela arquiteta Deborah Roig, é o revestimento em camurça das portas frontais com puxadores cromados. Para facilitar a visão na hora de vestir, ela revestiu as portas laterais com espelhos. Repare que as portas são de correr para economizar espaço e que o projeto inclui uma bancada Marco Antônio/ DivulgaçãoMais
Integrado ao dormitório pela porta de correr espelhada e o piso de madeira, o closet (5 m²) assinado pela arquiteta Mayra Lopes tem sistema modulado, da Ornare, em MDF com acabamento laminado e ferragens da Blum Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
Com armários distribuído nas duas paredes, de um lado, o closet acomoda os pertences femininos e, de outro, os masculinos. O ambiete projetado pela arquiteta Mayra Lopes conta com tapete que dá maior conforto aos usuários. Ao fundo, o projeto otimizou o espaço com a instalação de um porta cintos Marcelo Scandaroli/ DivulgaçãoMais
Com 29 m², o closet criado pela da arquiteta Ana CarolinaTrabasso para a 3ª Mostra Polo Design é o sonho de consumo de muitas mulheres. Amplo, o ambiente funciona como um espaço para o "relax" e de convivência. Executado pela Blanco Design, o cômodo tem painel de fundo e base em MDF, enquantos as prateleiras e gavetas em laca acetinada laranja são distribuídas de maneira irregular J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
No closet, criado pela arquiteta Ana Carolina Trabasso para a 3ª Mostra Polo Design (2012), há um espaço dedicado aos cuidados de beleza, com espelho em estilo veneziano que quebra com a predominância das linhas retas do mobiliário J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
Projetado segundo o desenho da arquiteta Selma de Sá, este closet com mobiliário em MDF integra-se ao dormitório pelo piso de madeira e através da porta de correr Victor Affaro/ DivulgaçãoMais
Mobiliado com armários desenvolvidos pelo escritório Selma de Sá, executados sob medida em marcenaria, o espaço (17,80 m²) também funciona como a antessala do banheiro. Espelhos revestem a parede e a maioria das portas de correr, enquanto os puxadores são barras de alumínio e as ferragens, Blum Victor Affaro/ DivulgaçãoMais
Ao fundo do closet de Selma Sá, a penteadeira é equipada com várias gavetinhas e é revestida por laminado, assim como o armário lateral. Veja a vitrine pensada especialmente para joias e bijus e as bandejas que organizam perfumes e maquiagens. Para dar confortor e criar um contraponto decorativo, a cadeira de madeira contrasta com os tons claros Victor Affaro/ DivulgaçãoMais
O closet com 12 m² está instalado na passagem para a suíte e conta com armários espelhados e nichos. O espaço foi idealizado sob medida pela arquiteta Maithiá Guedes Carlos Piratininga/ DivulgaçãoMais
O closet com 12 m² está instalado na passagem para a suíte e conta com armários espelhados e nichos. O espaço foi idealizado sob medida pela arquiteta Maithiá Guedes Carlos Piratininga/ DivulgaçãoMais
Assinado pela arquiteta Maithiá Guedes, o closet do casal tem 28 m² e é dividido em espaços distintos "para senhor" e "para senhora", interligados por uma passagem onde está a penteadeira e a estante de bolsas. O espaço foi estruturado com sistema de armários modulado, em laca, revestido internamente por laminado Carlos Piratininga/ DivulgaçãoMais
No centro do closet (12,94 m²), projetado pelo arquiteto Gustavo Motta, está uma ilha com cubas e gaveteiros. Note: na parte frontal, as portas de correr dos armários são espelhadas. Revestidaspor vidro serigrafado, as portas dos armários laterais possuem dobradiças e foram executadas pela SCA em parceria com a Cinex. As ferragens são da Blum e piso de cumaru de demolição é da Recoma Inês Antich/ DivulgaçãoMais
Este closet (40 m²), pensado pela MW Arquitetura para uma cliente que adora se produzir, tem sistema de armários que combina os feitos sob medida a outros modulados, respectivamente, da Acácio Marcenaria e da Ornare. Os organizadores são feitos de madeira pintada, mesclando as cores "off white" e marrom escuro, além de combinar acabamentos fosco e brilhante. No piso há um tapete da Santa Mônica e o escritório não instalou portas a fim de facilitar a visualização das peças Ary Diesendruck/ DivulgaçãoMais
O closet, idealizado pelo escritório MW Arquitetura, atende a uma cliente que possui uma grande quantidade de acessórios, como essa coleção de óculos que fica disposta em miniganchos Ary Diesendruck/ DivulgaçãoMais
A bancada da Ornare foi adotada pelo projeto do escritório MW Arquitetura. A escolha se deu pela quantidade e variedade de divisórias que possibilita a organização de acessórios diversificados e em grande quantidade Ary Diesendruck/ DivulgaçãoMais
Constituído por módulos em MDF, o espaço projetado pela arquiteta Andréia Carla Médice tem 9,60 m². O closet possui piso de carpete em cor delicada, ilha para acessórios ao centro e, ao lado, o armário com porta de abrir com acabamento em laminado e espelho J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
Dividido em duas áreas, o closet (17 m²) projetado por Samy e Ricky Dayan tem estrutura de MDF, portas com acabamento espelhado ou em melamina e puxadores de aço Luis Gomes/ DivulgaçãoMais
Para acomodar os acessórios, Samy e Rick Dayan criaram o painel revestido em couro, com prateleiras em pau ferro e MDF branco. Repare na iluminação mista que permite a visualização das peças Luis Gomes/ DivulgaçãoMais
Com planta irregular, esta área do closet assinado por Samy e Rick Dayan também tem armários, nichos e sapateiras pensadas sob medida Luis Gomes/ DivulgaçãoMais
Com 12,96 m², o espaço criado pela arquiteta Teresa Simões tem mobiliário executado sob medida em MDF, revestido por laca branca e equipado com ferragens da Blum. O projeto previu porta de correr e gavetas com frente transparente para melhor visualização das roupas J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
No closet, assinado pela arquiteta Teresa Simões, foi previsto um canto para trabalho com escrivaninha e prateleiras para livros e CDs. Sobre o piso de madeira, o tapete deixa o ambiente mais aconchegante J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
O closet - planejado para uma menina por Giselle Macedo, arquiteta, e Patrícia Covolo, artista plástica -, com 17,50 m² de área, destaca-se pelo revestimento de parede da Wallpaper em coloração delicada e pela ilha central com gavetões e vitrine para acessórios. O espaço é mobiliado com sistema de armários executados pela Ornare João Ribeiro/ DivulgaçãoMais
Desenhado pela Plano Espaço Arquitetura para um executivo, este closet é divido em dois ambientes e foi executado sob medida com módulos da Kitchens em MDF revestido de melamina padrão madeira. Com portas de correr, o mobiliário racionaliza o espaço reservando área para a ilha central que acomoda complementos e o banquinho de madeira. Sobre o piso, o tapete felpudo leva maior conforto ao usuário DivulgaçãoMais
Desenhado pela Plano Espaço Arquitetura para um executivo, este closet é divido em dois ambientes e foi executado sob medida com módulos da Kitchens em MDF revestido de melamina padrão madeira. Com portas de correr, o mobiliário racionaliza o espaço reservando área para a ilha central que acomoda complementos e o banquinho de madeira. Sobre o piso, o tapete felpudo leva maior conforto ao usuário DivulgaçãoMais
Idealizado pela arquiteta Crisa Santos, o closet tem apenas 3 m² e recebeu armários sob medida para melhor aproveitamento do espaço. O ambiente conta ainda com um canto para a penteadeira equipada com espelho veneziano Lucas Fonseca/ DivulgaçãoMais
A arquiteta Luciana Bicheri aproveitou os 7,30 m² de área mobiliando o closet com peças sob medida feitas de compensado revestido por laminado que imita a textura do couro J. Vilhora/ DivulgaçãoMais
O closet feminino, idealizado pelo arquiteto Luis Navarro, está em um amplo apartamento, mede 24,30 m² e foi constituído em MDF laqueado. Para atender as necessidades da moradora, gavetas com corrediças telescópicas e frente transparente, além de sapateira, muitas prateleiras e espaço para as roupas longas foram incluídos no projeto DivulgaçãoMais
Para uma melhor visualização dos calçados, o arquiteto Luis Navarro embutiu um sistema de iluminação atrás das prateleiras do amplo closet com 24,30 m² DivulgaçãoMais
Sob medida, o armário projetado pelo arquiteto Marcelo Rosset foi produzido pela Kitchens para um closet de 9 m². Em MDF, o móvel é revestido por laminado melamínico nos padrões madeira (frente) e cinza (fundo) e possui ferragens da Blum. O organizador foi projetado para armazenar roupas e sapatos por tipologia e, nas prateleiras superiores, há espaço reservado para malas e pastas Marcos Antonio/ DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Gabriela Prado, Eliane Zogbi e Veridiana Tobar na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Marcia Brunello na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Marcia Brunello na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Maria Brasil na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
ambiente de Marina Linhares na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Silvana Nogueira na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Silvana Nogueira na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
quarto de Silvana Nogueira na 17ª Mostra Q&E Quartos Fabio Zanzeri/DivulgaçãoMais
No mesmo projeto de decoração do apartamento em Londrina (PR), assinado pelo arquiteto Guilherme Torres, a decoração do quarto com referências étnicas conta com parte da parede revestida na cor alaranjada intensa, com estampas em tons do amarelo que combinam à peça decorativa, ao centro DivulgaçãoMais
Tudo azul! Esta foi a tonalidade escolhida por uma adolescente para a decoração de seu quarto. Para não ficar cansativo ao olhar, a arquiteta Andréa Parreira optou pela cor predominante, em um tom mais claro, somente nas paredes, deixando os móveis com acabamento na cor branca DivulgaçãoMais
Cores nos móveis: no quarto de criança, a tonalidade vibrante do vermelho ficou por conta da estante em módulos e do pufe, peças com design do Meu Móvel de Madeira DivulgaçãoMais
As formas suaves da poltrona Valdés contrastam com as linhas retas da construção. Nas suítes, os generosos panos de vidro permitem que a paisagem e a iluminação invadam os ambientes. o projeto das Casas del Horizonte são de autoria do arquiteto Cristián Undurraga, em Zapallar, Chile Leonardo Finotti/ UOLMais
A cortina colorida foi feita com o mesmo tecido do jogo de cama que envolve o berço. Nesse caso, as cores vivas é que imprimem a atmosfera infantil ao quarto do bebê. O projeto é da empresa Tapa na Casa Erika VerginelliMais
Poltrona, almofadas e a cadeira da penteadeira foram revestidas com o mesmo tecido floral, para combinar com os móveis de inspiração provençal deste quarto projetado pela arquiteta Silvia Costa Barros DivulgaçãoMais
O quadro posto sobre a cabeceira da cama levou colorido ao quarto e harmonizou com a porta do cômodo e as almofadas. O projeto é do arquiteto Flavio Castro DivulgaçãoMais
A cama Violeta (Delia Beru), em couro preto, tem cabeceira móvel que sobe e desce. No quarto, a porta camarão é formada por quatro folhas venezianas para maior privacidade e tem como complemente os com fechamentos em vidros emoldurados por estruturas metálicas que, na maioria dos casos, se voltam para a piscina. A imagem da cama reflete sobre um guarda-corpo de vidro laminado com 1,1 m de altura, instalado por dentro da porta de correr. A arquitetura da casa AM é assinada por Monica Drucker Leonardo Finotti/ DivulgaçãoMais
O dormitório de Matheus Mazzafera é confortável e sóbrio,