Informações sobre o álbums
  • editoria:Decoração
  • galeria: Quartos de bebê: sofisticados, modernos, românticos
  • link: http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/album/quartos_bebe_album.htm
  • totalImagens: 18
  • fotoInicial: 1
  • imagePath: http://c.imguol.com/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:direita
  • timestamp: 20120307184737
    • quarto de bebê e criança [30614];
    • decoração [18997];
Fotos
As arquitetas Cristina Barbara e Milena Purchio capricharam nos detalhes deste quarto de apartamento. Apesar de enxuto, o espaço de 8,4 m² comportou, além do berço, cômoda, poltrona, mesa lateral e um recamiê com medidas especiais (1,70 m x 0,70 m), que serve como cama de apoio. Tudo Q&E Bebê. Os móveis de madeira maciça receberam uma laca verde, destacando-se no fundo creme. Divulgação Mais
As cores azul e branco desmistificaram a ideia de que menina é sinônimo de rosa. Foi o intuito da arquiteta Christina Hamoui quando aceitou o desafio de uma mãe contemporânea de projetar o quarto de 18,5 m² para as gêmeas. Os berços de madeira laqueada da Q&E Bebê são atóxicos e complementados pelos dossel e mosqueteiro. Para dar aconchego, carpete Santa Mônica no piso. Divulgação Mais
Para fugir do tradicional rosinha ou azulzinho e criar uma atmosfera de tranquilidade para o bebê, a arquiteta Débora Aguiar optou por delicados tons de lavanda combinados com o off-white como fundo neste quarto. Mobiliado com a tradicional fórmula berço, cômoda-trocador e sofá-cama, o ambiente de 9 m² tem as paredes revestidas de lambris de madeira e papel de parede estampado, que facilitaram o encaixe das prateleiras. Divulgação Mais
Para fugir do tradicional rosinha ou azulzinho e criar uma atmosfera de tranquilidade para o bebê, a arquiteta Débora Aguiar optou por delicados tons de lavanda combinados com o off-white como fundo neste quarto. Mobiliado com a tradicional fórmula berço, cômoda-trocador e sofá-cama, o ambiente de 9 m² tem as paredes revestidas de lambris de madeira e papel de parede estampado, que facilitaram o encaixe das prateleiras. Divulgação Mais
Para fugir do tradicional rosinha ou azulzinho e criar uma atmosfera de tranquilidade para o bebê, a arquiteta Débora Aguiar optou por delicados tons de lavanda combinados com o off-white como fundo neste quarto. Mobiliado com a tradicional fórmula berço, cômoda-trocador e sofá-cama, o ambiente de 9 m² tem as paredes revestidas de lambris de madeira e papel de parede estampado, que facilitaram o encaixe das prateleiras. Divulgação Mais
Inspiradas na paixão do pai pelo polo e nas origens francesas da mãe, as arquitetas Lilian Bittar e Raquel Salgado projetaram o quarto de 13,5 m² com detalhes masculinos, em tons sóbrios. O papel de parede xadrez com barrado dá suporte ao mobiliário da Q&E Bebê e ao quadro de camisetas polo (do pai e do filho). Os cestos e o cavalinho de madeira também remetem ao esporte e aos campos franceses. Divulgação Mais
Assim como sugere aos clientes, na hora de mobiliar o quarto de seu bebê a arquiteta Maria Fernanda Rodrigues, da MF Arquitetos, aproveitou os móveis da família. "Eles contam histórias e trazem lembranças", diz. Assim, o ambiente de 16 m² tem berço, cômoda e nichos que já serviram aos sobrinhos da arquiteta. As poltronas da mãe foram reformadas e o criado-mudo do seu quarto de criança recebeu pintura envelhecida Divulgação Mais
Assim como sugere aos clientes, na hora de mobiliar o quarto de seu bebê a arquiteta Maria Fernanda Rodrigues, da MF Arquitetos, aproveitou os móveis da família. "Eles contam histórias e trazem lembranças", diz. Assim, o ambiente de 16 m² tem berço, cômoda e nichos que já serviram aos sobrinhos da arquiteta. As poltronas da mãe foram reformadas e o criado-mudo do seu quarto de criança recebeu pintura envelhecida Divulgação Mais
Nada de caricaturas comerciais que invadem a TV para o quarto de 14 m² deste garotão. A arquiteta Noemi Yasuraoka escolheu personagens simples e reais que estimulam a brincadeira e a infância. Para evitar a poeira e crises de alergia, o espaço foi revestido com piso laminado, tem pintura em acrílico acetinado e foi decorado com poucos objetos. Os móbiles são de papel marche e os adesivos da Geckostickers. Divulgação Mais
Nada de caricaturas comerciais que invadem a TV para o quarto de 14 m² deste garotão. A arquiteta Noemi Yasuraoka escolheu personagens simples e reais que estimulam a brincadeira e a infância. Para evitar a poeira e crises de alergia, o espaço foi revestido com piso laminado, tem pintura em acrílico acetinado e foi decorado com poucos objetos. Os móbiles são de papel marche e os adesivos da Geckostickers. Divulgação Mais
A composição em listras feita com fitas de papel reciclado pela artista Malu Knoblauch foge do lugar comum e acompanha as tendências. Afinal, os pais são modernos e o quarto de 16,53 m² do bebê, idealizado pelas arquitetas Maria Paula Giuliano e Patrícia Varago, reflete as suas preferências, a exemplo da coleção de carrinhos e dos móveis da Cameretta, com grade de tecido e acabamento em tinta atóxica. Divulgação Mais
A composição em listras feita com fitas de papel reciclado pela artista Malu Knoblauch foge do lugar comum e acompanha as tendências. Afinal, os pais são modernos e o quarto de 16,53 m² do bebê, idealizado pelas arquitetas Maria Paula Giuliano e Patrícia Varago, reflete as suas preferências, a exemplo da coleção de carrinhos e dos móveis da Cameretta, com grade de tecido e acabamento em tinta atóxica. Divulgação Mais
A composição em listras feita com fitas de papel reciclado pela artista Malu Knoblauch foge do lugar comum e acompanha as tendências. Afinal, os pais são modernos e o quarto de 16,53 m² do bebê, idealizado pelas arquitetas Maria Paula Giuliano e Patrícia Varago, reflete as suas preferências, a exemplo da coleção de carrinhos e dos móveis da Cameretta, com grade de tecido e acabamento em tinta atóxica. Divulgação Mais
Para deixar o quarto de 14 m² funcional e com personalidade, as arquitetas Silvia Franchini e Priscila Baliu desenharam a maioria dos móveis. Assim, o pórtico que emoldura o berço também guarda os objetos do bebê. O lambri atrás do trocador abriga nichos para brinquedos; e o gaveteiro com rodízio apoia o trocador, o berço e a amamentação, aliás feita em uma na moderníssima poltrona Charles Eames, da Brentwood. Divulgação Mais
Para deixar o quarto de 14 m² funcional e com personalidade, as arquitetas Silvia Franchini e Priscila Baliu desenharam a maioria dos móveis. Assim, o pórtico que emoldura o berço também guarda os objetos do bebê. O lambri atrás do trocador abriga nichos para brinquedos; e o gaveteiro com rodízio apoia o trocador, o berço e a amamentação, aliás feita em uma na moderníssima poltrona Charles Eames, da Brentwood. Divulgação Mais
Prestes a sair do berço, o menino ganhou um quarto de 17 m² no novo apartamento. A arquiteta Suzy Melo aproveitou o berço e a cômoda, complementando com armários Ornare e cubos porta-brinquedos sob medida, prevendo o espaço da futura cama. A faixa listrada contorna o ambiente que recebeu tapete emborrachado no piso com motivo de pista de corrida, reproduzido na parede. Divulgação Mais
Prestes a sair do berço, o menino ganhou um quarto de 17 m² no novo apartamento. A arquiteta Suzy Melo aproveitou o berço e a cômoda, complementando com armários Ornare e cubos porta-brinquedos sob medida, prevendo o espaço da futura cama. A faixa listrada contorna o ambiente que recebeu tapete emborrachado no piso com motivo de pista de corrida, reproduzido na parede. Divulgação Mais
Mantendo o estilo flea market do resto da casa, o arquiteto Vitor Penha lançou mão de barganhas antigas para mobiliar o ultra-romântico quarto da nenê, um espaço de 10 m². Penha garimpou em antiquários e feirinhas o berço de ferro e o armário de madeira, que foram restaurados. O tema floral repete-se no protetor de berço, no pendente bola e no mosqueteiro. Divulgação Mais

Quartos de bebê: sofisticados, modernos, românticos

Mais álbuns de Casa e Decoração x

Veja mais: TEXTO SOBRE TENDÊNCIAS

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE CASA E DECORAÇÃO

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos