Como compor um painel de fotos na parede? Não quero usar placa de cortiça nem imãs

Marcel Steiner

Marcel Steiner

  • Getty Images

    Uma boa ideia para compor um painel de fotos é usar fios de barbante presos na parede<br> e pendurar as fotos com pregador de roupa. Fica fácil de renovar e dá um efeito divertido

    Uma boa ideia para compor um painel de fotos é usar fios de barbante presos na parede<br> e pendurar as fotos com pregador de roupa. Fica fácil de renovar e dá um efeito divertido

Paredes com fotos tornaram-se um recurso bastante usado na decoração. Mas quase sempre são sem graça e de gosto duvidoso. Expor fotografias pessoais são um ótimo jeito de deixar a casa com mais personalidade, desde que feito de maneira elegante e sem obviedades. Confira abaixo algumas dicas para criar uma parede de fotos bacana, explorando a organização das peças e as molduras.

Coleção

Não existe quantidade mínima de fotografias para uma parede. Caso você tenha uma foto de bom tamanho, já é possível ter uma parede mais simpática na sala. Porém, pequenos formatos exigem quantidade. É a união que faz a força. E também não existe quantidade máxima. A parede é que define quantas fotos podem ser penduradas.

Para aqueles que ainda não têm nenhuma fotografia ampliada e deseja começar a imprimi-las, a dica é a seleção. Fotos de recém-casados podem ser bem cansativas. A novidade tem prazo de validade. E ninguém aguenta ficar olhando para o mesmo assunto por mais de alguns meses. A velha história da piada que perde a graça.

  • Getty Images

    Emoldurar as fotos com diferente molduras
    e montar uma composição na parede valoriza
    as fotos e facilita a visualização de cada uma

Fotos de casais na cabeceira da cama são muito óbvias. O mesmo vale para fotos de família no corredor. Aliás, corredores de passagem são os lugares menos indicados para expor fotografias. Se você gosta das fotos, por que deixá-las em um local onde ninguém vê? Não há regras para seleção. A dica é usar a criatividade. Escolha fotos de que você gosta, sem a obrigação de serem do mesmo tema, como lua de mel ou domingo no parque.

Um bom começo é selecionar três fotos legais e aplicar o mesmo filtro para gerar unidade de linguagem. Existem muitos programinhas de computador simples de usar que fazem esse trabalho. E até empresas de fotos digitais que também oferecem esse serviço. Em seguida, imprima as imagens do mesmo tamanho e coloque a mesma moldura nas três. Dependendo do tamanho do quadro, escolha uma parede e pendure na altura dos olhos.

Exposição

Gosto de fotos iguais e de mesmo tamanho. Juntar na mesma parede fotos de diferentes formatos e tamanhos é mais difícil. Mas se você quer fugir do comum e tentar algo diferente, o resultado fica mais interessante. Se você gosta de fotografia e já tem uma pequena coleção, o ideal é colocar tudo na mesma superfície, usando molduras diferentes. A diversidade de cores e acabamentos deixa o ambiente mais rico, além de mais despojado.

O segredo da montagem dos quadros na parede é a disposição. Quanto mais próximas umas das outras, melhor. Fotos pequenas e afastadas são um desastre em qualquer parede. Esse é o grande erro da maioria das pessoas. O ideal é que as fotos não fiquem a mais de 10 centímetros umas das outras.

Alem da distância entre elas, é importante haver um eixo para a fixação. Isto é, crie uma linha imaginária na parede e disponha os quadros ao longo dela. Para não errar, o melhor é usar a lógica ortogonal. Para quatro peças pequenas: duas em cima e duas embaixo. Quatro grandes: uma ao lado da outra.

Molduras e luz

Quanto mais simples a moldura, melhor. Gosto de molduras pretas, brancas ou de madeira clara, com foto no sanduíche de vidro. Esse é um jeito de evitar grandes erros. Claro que não existem regras. E cada um tem um gosto diferente. Fotografias sem molduras também ficam bacanas, apenas coladas em uma estrutura de compensado.

Além da moldura, é preciso se preocupar com a iluminação. Spots direcionados a quadros com vidro refletem a luz e impedem a boa visualização das fotos. O ideal é que a lâmpada seja direcionada a uma superfície próxima ao quadro. E caso a foto não tenha vidro nenhum, um spot direcionado resolve a questão.

Marcel Steiner

Marcel Steiner é designer de interiores e mestre em história e crítica da arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos