Preço do metro quadrado mais caro de SP chega a cerca de R$ 8,5 mil

  • Renato Stockler/ Folha Imagem

    Apartamentos de alto padrão na rua Curitiba, no Ibirapuera, em São Paulo

    Apartamentos de alto padrão na rua Curitiba, no Ibirapuera, em São Paulo

SÃO PAULO - Com preço 245,46% maior que o do bairro mais barato de São Paulo, a região do Ibirapuera/Vila Nova Conceição, localizado na zona sul da cidade de São Paulo, tem o metro quadrado mais valorizado do município em agosto, segundo revela o índice Fipezap, elaborado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômica) e pela Zap Imóveis.

De acordo com o levantamento, o preço do metro quadrado de um apartamento no Ibirapuera-Vila Nova Conceição chegou a R$ 8.519,50, 33% mais caro do que o preço médio do metro quadrado apurado na cidade, de R$ 5.667 no oitavo mês do ano.

A região do Jardim Paulistano foi a segunda mais valorizada de São Paulo, com o preço de R$ 8.482 o metro quadrado. Paraisópolis é a área mais em conta - R$ 2.466 o metro quadrado -, conforme é possível observar na tabela a seguir:

Maiores e menores valores de metro quadrado em São Paulo
Bairro Maiores preços Bairros Menores preços
Ibirapuera - Vila Nova Conceição R$ 8.519 Cangaíba -Eng. Goulart R$ 2.780
Jardim Paulistano R$ 8.482 Itaquera R$ 2.765
Fazenda Morumbi - Jóquei Clube R$ 7.780 Artur Alvim R$ 2.709
Chácara Itaim R$ 7.579 São Miguel Paulista R$ 2.619
Vila Olímpia R$ 7.519 Paraisópolis R$ 2.466
Fonte: Fipe/Zap Imóveis

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, a diferença entre o preço médio do metro quadrado apurado no oitavo mês do ano (R$ 6.912) e o valor mais caro da cidade (de R$ 15.919, no Leblon) é de 130,31%.

Na capital fluminense, os bairros mais caros, além do Leblon, são Ipanema (R$ 14.659), Lagoa (R$ 12.796), Gávea (R$ 11.461) e Jardim Botânico (R$ 10.839).

Os bairros de Anchieta e Guadalupe, por outro lado, estão entre os mais baratos da cidade, com o metro quadrado em R$ 927 e R$ 984, respectivamente.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos