Troque as almofadas e mude a cara do ambiente; saiba como combinar cores e materiais

Karine Serezuella
Do UOL, em São Paulo

As almofadas podem ser grandes aliadas quando se quer mudar a cara de um ambiente sem muito custo. A simples troca desses elementos pode trazer outro ar à decoração e deixar sua casa mais aconchegante. Aprenda como usá-las na sala e no quarto e como combinar as cores e diferentes materiais.

Misture cores e materiais

Não tenha medo de errar nas combinações de cores. A designer de interiores Viviane Dinamarco diz que as tendências são os tons terrosos, mas também vale apostar no amarelo, no laranja, nos vermelhos - do claro ao “cereja” -, nos matizes de verde (do claro ao oliva) e nos azuis intensos. Mas lembre-se que “a combinação das cores depende da proposta do ambiente”, como afirma Dinamarco.

Veja os diferentes modelos e formatos de almofadas
Veja Álbum de fotos

Se os estilos forem o clássico ou o contemporâneo, combine tons sóbrios, como bege e cinza, com outros vibrantes e quentes. Se a proposta for romântica, use os pastel. “Já para uma proposta moderna, tendendo para o minimalismo, a dica é uma cor neutra com detalhe de corda”, diz a designer.

O local também influencia na hora de escolher a cor e o material. A casa de praia pede matizes claros e tecidos mais leves. Já no campo as almofadas revestidas com veludo, linho rústico e camurça são as mais indicadas.

  • Getty Images

    Misture as texturas, mas mantenha os tons

Dinamarco também aconselha misturar materiais, sempre pensando na proposta conceitual do ambiente. Como tendência, utilize o crochê, couro, cordas, pelo, franjas e macramê (uma especie de trama com nós). “Pontue com uma ou duas peças que sejam mais chamativas, junto com outras mais neutras”, sugere.

A designer de interiores Marília Veiga recomenda optar por tecidos como a lã em cores mais quentes para o inverno. No verão, as tramas mais leves caem melhor. “Quanto à combinação, você pode misturar lisas com estampadas ou com texturas, o que promove um efeito interessante”, completa.

Na sala

A almofada é um item fundamental na decoração da sala e pode trazer aconchego e identidade ao ambiente. Escolha as confortáveis, porque além de decorar, as almofadas serão usadas. “As medidas da capa devem ser as mesmas do enchimento, não deixe tecido sobrando”, orienta Marília Veiga.

A cor e o tecido do sofá geralmente determinam a escolha das almofadas. Numa sala com sofá e tapete em tom neutro fica mais fácil brincar com as cores e estampas. Se o tapete for muito colorido, desconsidere a cor do sofá. A designer de interiores, Viviane Dinamarco, recomenda usar na almofada um tom degradê ou uma cor que estiver no tapete.  “Esqueça crochê, macramê e paetês porque estarão fora desse contexto”. Quanto à cortina, como a maioria tem cor neutra, não se preocupe em combinar.

  • Getty Images

    As almofadas podem mudar a decoração. As da foto deveriam ter capas mais bem ajustadas e por quê não apostar em cores para um efeito divertido?

Em um sofá de até dois metros de largura, coloque em um dos lados uma almofada grande (60 x 60 cm). Na frente dela, uma de 50 x 50 cm e no meio do móvel, uma com medidas 20 x 60 cm. Caso o sofá tenha mais de dois metros de largura, use duas peças em cada extremidade e uma no meio.

No quarto

Veiga explica que, no quarto, é preciso promover uma “conversa” entre as almofadas e a roupa de cama. Não pode ser aleatório. “Tratando-se de roupa de cama, tenha colchas com os respectivos jogos de capas para as almofadas”, sugere. Para quem gosta de dois travesseiros (quatro, se a cama for de casal),  a dica é diminuir o número de almofadas.

A largura da cama também influencia na quantidade de unidades. Dinamarco ensina a compor com quatro almofadas na cama de casal: coloque uma nas dimensões do travesseiro, encostada em outra, de mesmo tamanho, formando um par. Finalize com uma menor (40 x 40 cm) no meio das duplas.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos