O cultivo em fachadas é mais simples do que parece, embeleza a cidade e é bom para a dieta

Juliana Nakamura
Do UOL, em São Paulo

O uso de espécies vegetais para ornamentar paredes e muros é um hábito antigo que acompanha a história do paisagismo. Mas nos últimos anos, especialmente porque o crescimento das cidades afastou o homem do contato com a natureza e reduziu as áreas disponíveis para o verde, vem se intensificando o desenvolvimento de tecnicas para implantação de jardins verticais.

Com o apoio de tecnologia e inovações, como sistemas de irrigação automatizados e substratos mais leves, essas propostas diferem, em muito, dos antigos muros cobertos por trepadeiras plantadas no chão. Normalmente compostos por módulos que podem ser de material cerâmico, plástico de engenharia ou metal, essas novas fachadas verdes demandam menos manutenção. Tais soluções também possibilitam o cultivo em áreas reduzidas e a combinação de diferentes variedades vegetais, inclusive aromáticas, flores exóticas, ervas e hortaliças.

Veja exemplos de fachadas verdes e eco-eficientes
Veja Álbum de fotos

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos