Crie uma varanda gourmet em casa, mesmo com pouco espaço

Karine Serezuella
Do UOL, em São Paulo

  • João Ribeiro/Divulgação

    As arquitetas Giselle Macedo e Patrícia Covolo priorizaram a circulação no projeto desta varanda gourmet

    As arquitetas Giselle Macedo e Patrícia Covolo priorizaram a circulação no projeto desta varanda gourmet

Bem comum aos novos empreendimentos, a varanda gourmet ganha destaque entre os ambientes da casa por ser um espaço de convívio e lazer para a família. Em geral, a estrutura e a decoração do local oferecem condições para o preparo de uma boa refeição e uma agradável receptividade às visitas. Dessa maneira, transformar essa área na "queridinha" da casa não é difícil, mesmo se você dispõe de poucos metros quadrados.

Elementos essenciais

Como em qualquer cômodo da residência, o projeto da varanda ou terraço gourmet deve primeiramente atender às necessidades dos moradores, sempre considerando a dimensão do espaço disponível. Porém, neste ambiente social cozinhar e comer são os determinantes de todo o resto.

Veja os projetos de varandas gourmet
Veja Álbum de fotos

Para o preparo dos alimentos, uma área livre para a instalação de uma bancada equipada com, ao menos, uma cuba e cooktop elétrico é essencial. Além dela, uma mesa para as refeições, com cadeiras confortáveis, se mostra indispensável. "A mesa deve estar próxima a bancada de trabalho para que se mantenha o contato entre comensais e o cozinheiro em perfeita harmonia", explica a designer de interiores, Patrícia Pasquini.

Meu imóvel não previa uma área gourmet. E agora?

Os novos empreendimentos geralmente já estão adaptados à "moda" da varanda gourmet, reservando um espaço amplo para este fim, com possibilidade de integração aos ambientes internos. Mas se seu imóvel não dispõe à princípio desta área, não se preocupe. É possível transformar a varanda ou terraço convencional neste ambiente social para refeições.

Para as arquitetas Giselle Macedo e Patrícia Covolo, se houver um ponto de água e outro de energia elétrica, a adaptação da varanda gourmet fica mais fácil. Mas ainda que o ambiente não disponha ligações hidráulicas e elétricas, um cantinho apenas para a finalização das refeições pode ser previsto, sugerem Macedo e Covolo.

  • Divulgação

    Uma opção é instalar uma pequena bancada com cooktop como no projeto da arquiteta Patricia Pasquini

Por sua vez, a arquiteta Clarissa Strauss aponta uma ressalva à aplicação de um projeto de reforma elaborado em apartamentos mais antigos. "Coifas ou dutos poderão interferir nas fachadas e se esses elementos não foram inicialmente previstos no conceito do edifício, dificilmente o condomínio permitirá a execução". Por isso, é importante que um conselho do prédio aprove a reforma e que a viabilidade de execução seja analisada por uma empresa de engenharia.

Poucos m²

Se os metros quadrados não são um limitador ao projeto completo do ambiente gourmet, há grande gama de possibilidades como uma bancada de apoio com cuba, uma churrasqueira ou grelha, frigobar ou bancada frigorífica, além de máquina de gelo, chopeira, um fogão ou cooktop, adega e até mesmo forno para pizza.

Agora se o espaço é reduzido, ao invés de uma bancada do tipo ilha, no centro do ambiente, opte por posicioná-la junto à parede, equipe-a somente com um cooktop e se restrinja a uma mesa redonda para refeições. Outra saída à falta de metragem é usar a cozinha principal como área de suporte para o preparo das refeições: na varanda gourmet, ficam apenas um charmoso aparador - onde a comida pode receber os toques finais - e a mesa com poucos lugares.

Strauss ainda propõe: "acredito que numa área de dois metros e meio por cinco metros se consiga ter uma pequena churrasqueira, uma área mínima de bancada com uma cuba e uma mesa redonda  para quatro pessoas". Para dar uma sensação de amplitude ao local, uma boa ideia é usar como peça decorativa um espelho na parede que reflita a paisagem externa.

Nesta dimensão restrita, é imprescindível ter bom senso ao escolher o mobiliário e adequá-lo ao tamanho do ambiente. "Não congestione a varanda com muitos móveis para privilegiar a circulação das pessoas", recomenda Pasquini.

  • Demian Golovaty/Divulgação

    Na varanda assinada por Fernanda Marques, vasos com temperos na bancada, ao alcance do "chef"

Dê lugar ao verde

Reservar espaço ao verde em varandas gourmet ajuda a deixar o local mais agradável e aconchegante. Em um ambiente muito pequeno, tire proveito das paredes e pendure vasos, criando um painel vertical. Uma opção é plantar ali as ervas que podem ser usadas como temperos durante o preparo da comida. Além do fácil acesso ao cozinhar, algumas plantas como alecrim e manjericão perfumam o espaço.

Entretanto, em varandas mais amplas, não fique apenas nos vasos pequenos. Você pode até plantar espécies de médio e grande porte como uma bela jabuticabeira!

Decoração e manutenção

Em linhas gerais, a decoração da varanda gourmet deve acompanhar o estilo dos demais ambientes da casa, porém Macedo e Covolo sugerem o uso de peças coloridas, móveis em fibra ou madeira mais rústica e vasos com flores e plantas. Para elas, estes elementos transmitem maior descontração e informalidade.

Utensílios para um churrasco com estilo
Veja Álbum de fotos

Uma opção para manter uma "conversa" com os outros cômodos da casa é instalar na varanda o mesmo piso interno da sala, dando unidade aos ambientes. Para possibilitar mais aconchego ao espaço social, uma boa sugestão é a instalação de um sistema de som ambiente e iluminação indireta.

Se a dimensão do espaço permitir, projete armários e gavetas para guardar os aparelhos de jantar, talheres, jogos americanos e guardanapos. "Você não precisar ir buscar na cozinha toda vez que for fazer uma refeição na varanda, é mais prático e confortável ter tudo a mão no dia a dia", diz Pasquini.

Além da praticidade, pense na manutenção do ambiente gourmet. Se seu apartamento é novo e já foi projetado com esta área social específica, provavelmente o condomínio permitirá o uso de "janelões" de vidro, protegendo a varanda das intempéries. O fechamento facilitará (e muito) a limpeza e preservação do mobiliário.

A luminosidade direta do sol sobre os tecidos e a madeira dos móveis e do piso pode danificá-los com o passar do tempo. "Normalmente indico a colocação de persianas do tipo rolo e de películas de proteção para o vidro que eliminam quase por completo os raios nocivos UVA e UVB", aconselha Strauss.

Caso a varanda não tenha a proteção do vidro, escolha móveis de fibras sintéticas ou de madeira teca e prefira os tecidos impermeáveis, específicos para áreas externas, pois são materiais de alta durabilidade, que resistem bem ao tempo (chuva, vento e sol).

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos