Nova Lima (MG) Casa no Vale das Araras

Arquitetura : Bruno Santa Cecília - Arquitetos Associados

FOTOS

Com 297 m², casa em MG se ajusta ao terreno acidentado e interage com a natureza

A cidade de Nova Lima, em Minas Gerais, é pontuada de projetos residenciais contemporâneos, principalmente em condomínios fechados. A casa desenhada por Bruno Santa Cecília, do escritório mineiro Arquitetos Associados, é exemplo marcante da boa arquitetura que tem predominado na cidade.

Localizada no Vale das Araras, a residência é escalonada no lote em declive e se distribui em dois pavimentos à partir da rua de acesso principal, de maneira a minimizar a interferência nas áreas remanescentes de vegetação. “O princípio da implantação foi gerar o menor impacto possível no terreno”, explica o arquiteto.

CASA FAZ REFERÊNCIA A NIEMEYER E MENDES DA ROCHA
Veja Álbum de fotos

A organização espacial seguiu estritamente o programa arquitetônico e definiu três conjuntos de necessidades com conformações diferentes para essa residência de 297 m².

1ª parte: área social

A porção social da casa volta-se para a rua - com piso localizado quase no mesmo nível do passeio – e é marcada por uma grande cobertura branca e transversal que parte de um dos limites laterais da construção, envelopa o volume construído e se encerra um piso abaixo, resguardando a parte íntima da casa.

Terraços circundam grande parte desse pavimento no nível da rua, revestidos por pedras portuguesas brutas, que entram polidas na casa e se espalham nas áreas de estar, jantar e cozinha. O exterior e o interior fundem-se através da continuidade do piso em uma clara proposta de integração e os limites, fundamentalmente, só são dados por divisórias de vidro do chão ao teto.

  • Leonardo Finotti/UOL

    Fachada posterior da casa em Nova Lima (MG), desenho salienta o pavimento dos quartos (inferior)

Para complementar a fluidez do espaço, as paredes de alvenaria - assim como a estrutura de concreto aparente - não chega a tocar a cobertura, que segue livre sem interferências.

2ª parte: serviços

O segundo conjunto do programa arquitetônico constitui um núcleo de serviços localizado na porção lateral da casa e em um nível intermediário, entre os pavimentos térreo e inferior.

Formado por dormitório de empregada e lavanderia, essa parte da casa se volta a um pequeno jardim. De acordo com Bruno, a disposição dos planos horizontais e verticais da residência acompanha a topografia do terreno de tal maneira que a vegetação está sempre presente, mesmo que por meio de vistas.

3ª parte: área íntima

O acesso ao piso inferior, dos dormitórios, é feito através de uma escada de madeira que desemboca uma sala íntima, com aberturas para a vegetação presente nos fundos da casa.

Nesse piso, marcado por um assoalho de madeira, organizam-se linearmente dois dormitórios com banheiro comum e uma suíte máster. Todos os espaços estão ligados a um terraço formado por uma cobertura e um piso projetados e voltados para o jardim.

Assim, as extremidades superior e inferior do terraço criam ainda um enquadramento em formato de caixa que destaca todo o volume pintado de vermelho. Segundo o arquiteto, o projeto faz referência a duas obras brasileiras assinadas por grandes nomes: a Casa das Canoas, de Oscar Niemeyer (1953), e a Residência em Catanduva, de Paulo Mendes da Rocha (1979). Em ambas, a topografia define e guia o desenho dos espaços. (Simone Sayegh, do UOL, em São Paulo)

Ficha Técnica
Identificação da obra Casa no Vale das Araras
Localização Nova Lima (MG)
Área Construída 297 m²
Início do Projeto 2008
Conclusão da Obra 2010
Projeto Bruno Santa Cecília, Arquitetos Associados
Colaboradores Ana Fernanda Sasdelli, Caroline Teixeira e Fernanda Rabelo
Projeto de Paisagismo Felipe Fontes
Projeto Estrutural (Concreto) Welington Borges, Consproj
Construção Vinícius Moura
Gerenciamento de Obra Antônio Eduardo
Cálculo Estrutural José Maria de Abreu

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos