Nova Lima (MG) Casa no Vale das Araras

Arquitetura : Bruno Santa Cecília - Arquitetos Associados

FOTOS

Com 297 m², casa em MG se ajusta ao terreno acidentado e interage com a natureza

A cidade de Nova Lima, em Minas Gerais, é pontuada de projetos residenciais contemporâneos, principalmente em condomínios fechados. A casa desenhada por Bruno Santa Cecília, do escritório mineiro Arquitetos Associados, é exemplo marcante da boa arquitetura que tem predominado na cidade.

Localizada no Vale das Araras, a residência é escalonada no lote em declive e se distribui em dois pavimentos à partir da rua de acesso principal, de maneira a minimizar a interferência nas áreas remanescentes de vegetação. “O princípio da implantação foi gerar o menor impacto possível no terreno”, explica o arquiteto.

CASA FAZ REFERÊNCIA A NIEMEYER E MENDES DA ROCHA
Veja Álbum de fotos

A organização espacial seguiu estritamente o programa arquitetônico e definiu três conjuntos de necessidades com conformações diferentes para essa residência de 297 m².

1ª parte: área social

A porção social da casa volta-se para a rua - com piso localizado quase no mesmo nível do passeio – e é marcada por uma grande cobertura branca e transversal que parte de um dos limites laterais da construção, envelopa o volume construído e se encerra um piso abaixo, resguardando a parte íntima da casa.

Terraços circundam grande parte desse pavimento no nível da rua, revestidos por pedras portuguesas brutas, que entram polidas na casa e se espalham nas áreas de estar, jantar e cozinha. O exterior e o interior fundem-se através da continuidade do piso em uma clara proposta de integração e os limites, fundamentalmente, só são dados por divisórias de vidro do chão ao teto.

  • Leonardo Finotti/UOL

    Fachada posterior da casa em Nova Lima (MG), desenho salienta o pavimento dos quartos (inferior)

Para complementar a fluidez do espaço, as paredes de alvenaria - assim como a estrutura de concreto aparente - não chega a tocar a cobertura, que segue livre sem interferências.

2ª parte: serviços

O segundo conjunto do programa arquitetônico constitui um núcleo de serviços localizado na porção lateral da casa e em um nível intermediário, entre os pavimentos térreo e inferior.

Formado por dormitório de empregada e lavanderia, essa parte da casa se volta a um pequeno jardim. De acordo com Bruno, a disposição dos planos horizontais e verticais da residência acompanha a topografia do terreno de tal maneira que a vegetação está sempre presente, mesmo que por meio de vistas.

3ª parte: área íntima

O acesso ao piso inferior, dos dormitórios, é feito através de uma escada de madeira que desemboca uma sala íntima, com aberturas para a vegetação presente nos fundos da casa.

Nesse piso, marcado por um assoalho de madeira, organizam-se linearmente dois dormitórios com banheiro comum e uma suíte máster. Todos os espaços estão ligados a um terraço formado por uma cobertura e um piso projetados e voltados para o jardim.

Assim, as extremidades superior e inferior do terraço criam ainda um enquadramento em formato de caixa que destaca todo o volume pintado de vermelho. Segundo o arquiteto, o projeto faz referência a duas obras brasileiras assinadas por grandes nomes: a Casa das Canoas, de Oscar Niemeyer (1953), e a Residência em Catanduva, de Paulo Mendes da Rocha (1979). Em ambas, a topografia define e guia o desenho dos espaços. (Simone Sayegh, do UOL, em São Paulo)

Ficha Técnica
Identificação da obra Casa no Vale das Araras
Localização Nova Lima (MG)
Área Construída 297 m²
Início do Projeto 2008
Conclusão da Obra 2010
Projeto Bruno Santa Cecília, Arquitetos Associados
Colaboradores Ana Fernanda Sasdelli, Caroline Teixeira e Fernanda Rabelo
Projeto de Paisagismo Felipe Fontes
Projeto Estrutural (Concreto) Welington Borges, Consproj
Construção Vinícius Moura
Gerenciamento de Obra Antônio Eduardo
Cálculo Estrutural José Maria de Abreu


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos