Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://mulher.uol.com.br/comportamento/album/2013/05/13/posicao-de-dormir-revela-muito-sobre-voce-e-seu-estado-de-espirito.htm
  • totalImagens: 13
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos: direita
  • timestamp: 20130513070000
    • Comportamento - Equilíbrio [60337];
Fotos
Tudo aquilo que evitamos expor sobre nossas emoções no dia a dia acaba sendo revelado inconscientemente enquanto dormimos, segundo o psicólogo e mestre em cognição e linguagem João Oliveira, autor de "Saiba Quem Está à Sua Frente" (Ed. Wak). "O estado de espírito e até mesmo os traços de personalidade são expostos, porque é o inconsciente está no comando", afirma ele. Identifique, a seguir, qual das posições você tem escolhido para dormir com maior frequência ultimamente e entenda o que ela pode revelar sobre você e seu momento na vida. Por Andrezza Czech, do UOL, em São Paulo Orlando/UOL Mais
De bruços com os braços abertos: relaxante e sem tensões no corpo, a posição revela que os grandes problemas diários não afetam de maneira relevante o sono dessa pessoa, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo, autor de "Linguagem Corporal: Técnicas para Aprimorar Relacionamentos Pessoais e Profissionais" (Ed. Summus). "Quanto mais abertos estiverem os braços e mais relaxada a pessoa estiver, mais extrovertida ela é e maior sua facilidade de se relacionar e fazer amizades", diz. Quem dorme nessa posição, geralmente, é ousado, mas pode ser internamente nervoso e não gostar de críticas ou situações extremas, segundo pesquisa realizada pelo professor Chris Idzikowski, diretor do instituto britânico de pesquisa do sono Sleep Assessment and Advisory Service, que analisou as seis principais posições do sono e suas relações com a personalidade Orlando/UOL Mais
De bruços com as mãos embaixo do rosto: pode significar que a pessoa está passando por um momento muito delicado em sua vida, segundo o psicólogo e mestre em cognição e linguagem João Oliveira, autor de "Saiba Quem Está à Sua Frente" (Ed. Wak). "É alguém que gostaria de expor suas verdades, mas teme que possa ser prejudicado. O medo impera no dia a dia", afirma. Para o doutor em semiótica Rubens Kignel, autor do livro "O Corpo no Limite da Comunicação" (Ed. Summus) tendemos a dormir de barriga para baixo quando algo nos ameaça, pois, assim, protegemos nossos órgãos principais e mais vulneráveis, como o coração Orlando/UOL Mais
Posição fetal: essa é a postura mais frequente entre as pessoas, adotada por 41% dos mil participantes da pesquisa sobre posições do sono e personalidade realizada pelo professor Chris Idzikowski. Segundo o estudo, a posição fetal revela pessoas que passam a impressão de serem duronas, mas sensíveis interiormente. Podem ser tímidos quando conhecem alguém, mas logo relaxam. Como sinaliza proteção, a posição também pode ser reflexo de uma preocupação com o momento em que vive ou a necessidade de ser apoiada pelos demais, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "Em alguns casos, a pessoa está diante de um conflito pontual e não sabe como resolver", afirma. Para o mestre em cognição e linguagem João Oliveira, além de busca por afeto, a posição revela insegurança. "As pressões do cotidiano podem gerar ansiedade e a carência de afeto leva a uma necessidade de acolhimento", afirma Orlando/UOL Mais
Barriga para cima com os braços cruzados: deitar-se com o abdome para cima, com as pernas próximas umas às outras e os braços em cima do peito e cruzados são sinais de proteção, de acordo com o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "Quanto mais cruzados estiverem os braços, mais defensiva é a pessoa", afirma. Segundo ele, se, além disso, as mãos estiverem fechadas, é sinal de que a pessoa passa por momento de extrema tensão em sua vida Orlando/UOL Mais
Barriga para cima e mãos entrelaçadas atrás da cabeça: a típica posição de quando se dá um cochilo em uma rede na praia também costuma ser usada na cama quando se está mais tranquilo, disposto e sem receios. As pessoas que costumam dormir assim gostam de contatos informais e de fazer amizades, têm alto nível de autoconfiança e tendência a serem folgadas, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "É alguém que gosta de liderar e manter o domínio sobre tudo que ocorre ao seu redor. Costuma se considerar superior do que os demais e, em alguns casos, pode ser arrogante", diz. Essa autoconfiança, segundo ele, muitas vezes leva ao desejo de ser o centro das relações e à imposição de sua vontade sobre todos. "É uma pessoa teimosa e que sabe atingir os objetivos que traça", diz Camargo Orlando/UOL Mais
Barriga para cima e braços abertos: segundo pesquisa do especialista em sono Chris Idzikowski, pessoas que dormem desse modo são ótimos amigos, porque estão sempre dispostos a ouvir e a oferecer ajuda. O estudo mostrou que elas geralmente não gostam de ser o centro das atenções. Para o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo, a posição é frequente entre pessoas que têm facilidade de manter contatos com aqueles que estão ao seu redor, são receptivas e sabem agir com equilíbrio, mas que sentem necessidade de dominar as situações. Segundo ele, expor o abdome é sinal de confiança. "Quanto mais aberta a pessoa fica na cama, mas relaxada está, sinal de que sabe lidar com as tensões diárias e não leva preocupações para a cama", diz ele Orlando/UOL Mais
Barriga para cima e braços ao longo do corpo: são pessoas geralmente quietas e reservadas, que fogem da agitação e impõem a si e aos outros padrões elevados, segundo pesquisa do professor Chris Idzikowski, diretor de um centro de pesquisa sobre o sono em Londres. O psicólogo João Oliveira também acredita que se trata de alguém organizado e altamente rígido consigo mesmo. "A austeridade pode ser a sua marca principal. Essas pessoas acabam sofrendo muito com a realidade bagunçada que têm de enfrentar todos os dias. Geralmente são muito caladas, pois temem se expor", afirma. Dormir com os pés unidos e as mãos coladas ao corpo também costuma revelar um alto grau de tensão, o que significa que a pessoa nem sempre relaxa diante das mais diversas situações do cotidiano e tende a levar a vida muito a sério, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "É alguém que não gosta de conflitos e tende a ser constante em suas posições", diz Orlando/UOL Mais
De lado com as mãos para frente: são pessoas abertas, mas que podem ser desconfiadas e cínicas, segundo pesquisa do especialista em sono Chris Idzikowski. O estudo mostra também que elas costumam demorar para tomar decisões mas, quando tomam, dificilmente mudam de ideia. Segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo, é alguém com bom controle das emoções e que sabe manter a distância entre os demais. A posição dos braços pode ser interpretada como alguém de personalidade sonhadora, que deseja alcançar algo em sua frente. Para o psicólogo João Oliveira, trata-se de uma pessoa que se coloca à frente das outras, provavelmente invadindo o espaço alheio, e não teme consequências Orlando/UOL Mais
De lado com os braços ao longo do corpo: são pessoas sociáveis, porém podem ser ingênuas e se deixarem levar facilmente, segundo pesquisa do professor Chris Idzikowski. Para o especialista em linguagem corporal João Oliveira, é uma pessoa organizada e altamente rígida consigo. Para o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo, a posição mostra que a pessoa é tensa e um pouco rígida. Se houver muita tensão muscular nos braços e pernas, é sinal de dificuldade para relaxar diante dos fatos mais simples do cotidiano. "Como ela não relaxa durante a noite, a tensão do período noturno é levada para os relacionamentos cotidianos", afirma Camargo Orlando/UOL Mais
Cobrindo todo o corpo: pode estar fazendo quase 40 graus, mas a pessoa não consegue dormir sem estar coberta até a cabeça, levando o lençol até o próprio rosto e deixando apenas o nariz de fora? Isso é sinal de uma busca extrema por proteção, de acordo com especialistas em linguagem corporal. Segundo o psicólogo e mestre em linguagem corporal João Oliveira, trata-se de alguém que vive um misto de medo e carência em excesso na vida Orlando/UOL Mais
Dormir agarrado ao travesseiro: pode ser sinal de que a pessoa vive um momento que necessita de apoio e carinho e se sente insegura, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. Abraçar o próprio corpo ao dormir ou até mesmo bicho de pelúcia também têm o mesmo significado. "Essa pessoa se sente sozinha no mundo e, mesmo tendo alguém ao seu lado, não se julga compreendido e aceito", afirma o psicólogo e mestre em linguagem corporal João Oliveira Orlando/UOL Mais
Esparramado pela cama na diagonal: sozinho ou acompanhado, é alguém que faz questão de ocupar o maior espaço possível da cama e acaba dormindo deitado na diagonal. "Quem gosta de utilizar todos os espaços possíveis da cama geralmente é extrovertido e confiante", afirma o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. Em alguns casos, segundo ele, pode ser sinal de alguém que não tem noção de limites e sente dificuldade de respeitar o espaço dos demais Orlando/UOL Mais

Posição de dormir revela muito sobre você e seu estado de espírito

Mais álbuns de Comportamento x

Veja mais: LINGUAGEM CORPORAL AJUDA A SEDUZIR , SAIBA O QUE O PAPEL DE PAREDE DO SEU COMPUTADOR DIZ SOBRE VOCÊ

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE COMPORTAMENTO



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos