Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://mulher.uol.com.br/comportamento/album/2013/05/16/veja-sete-erros-de-salve-jorge-que-voce-pode-evitar-na-vida-real.htm
  • totalImagens: 8
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos: direita
  • timestamp: 20130516071000
    • Comportamento - Equilíbrio [60337]; Comportamento - Família [29226]; Comportamento - Relacionamentos [11842]; Comportamento - Vida no Trabalho [45028];
Fotos
A autora da novela "Salve Jorge", Gloria Perez, teve de conviver com duras críticas ao longo dos últimos meses. Atores insatisfeitos, piadas sobre furos de continuidade e no roteiro, queixas sobre a falta de consistência no perfil dos personagens e histórias mal contadas foram alguns dos equívocos apontados por críticos de TV e telespectadores. UOL Comportamento, então, tirou sete erros da trama para que sirvam de exemplo para você, que não quer cometer deslizes na vida real. Por Heloísa Noronha, do UOL, em São Paulo Montagem Mais
IMPRESSIONAR-SE COM APARÊNCIAS - Praticamente o elenco inteiro se rendeu ao charme e à elegância da vilã Lívia Marini (Claudia Raia). Ela ludibriou Morena (Nanda Costa), Lucimar (Dira Paes), Antonia (Letícia Spiller) e até o advogado Stenio (Alexandre Nero), que por hábito da profissão deveria exercitar com mais frequência a desconfiança. "Infelizmente, muita gente costuma associar a boa aparência a caráter. Numa sociedade em que o "ter" vem se sobrepondo ao "ser", esse engano tem sido cada vez mais comum. As pessoas ficam encantadas com o carisma da pessoa e se deixam enganar", diz a psicóloga Suzy Camacho TV Globo/ Matheus Cabral Mais
FECHAR UM NEGÓCIO SEM GARANTIAS - Apesar de não ser tão requintada quanto a sócia de maldades Lívia Marini (Claudia Raia), Wanda (Totia Meirelles) sempre demonstrou uma lábia imbatível. Seu bom papo e o sorriso aberto levaram Antônia (Letícia Spiller) a assinar um contrato movida pela empolgação. "Ela nem desconfiou se as palavras de Wanda correspondiam às suas atitudes, se havia coerência no discurso. Além de não ler direito o documento, não pesquisou nem checou os antecedentes da empresa para verificar se cairia em uma cilada", diz Suzy Camacho. Antônia ainda brigou com o marido, Celso (Caco Ciocler), quando ele pediu referências da empresa a qual a mulher se associaria. "Ouvir a opinião alheia, em circunstâncias como essa, é fundamental, principalmente de gente com mais experiência", completa Suzy TV Globo/Montagem UOL Mais
IDEALIZAR UMA PESSOA - Aisha (Dani Moreno) passou a novela inteira procurando sua mãe biológica. Em certo momento, foi induzida a pensar que era filha de Wanda (Totia Meirelles) e até ajudou a vilã a sair da cadeia. Quando soube que, na verdade, sua mãe é Delzuite (Solange Badim), entrou em estado de choque. O principal motivo é o fato de a família ser pobre e morar no Complexo do Alemão. "Ao descobrir suas origens, ela entendeu que aquele universo de pobreza faz parte de sua identidade, mesmo que isso seja indesejável", conta a psicóloga Raquel Fernandes Marques. Para a psicoterapeuta Sandra Samaritano, a decepção da moça tem mais a ver com a expectativa criada. "Ela elaborou na cabeça a imagem de uma mãe ideal. E Wanda preencheu melhor os pré-requisitos do que Delzuite, por isso a frustração", diz. Manter as expectativas em um nível muito elevado (seja em questões pessoais, profissionais ou afetivas) costuma provocar desilusão Raphael Dias/Divulgação-TV Globo Mais
ENCERRAR BRIGAS NA CAMA - Na chuva, na igreja, no morro ou no motel, Morena (Nanda Costa) e Théo (Rodrigo Lombardi) passaram boa parte de "Salve Jorge" discutindo para, logo em seguida, resolver as picuinhas transando. Na trama de Glória Perez, segundo críticos, o sexo arrebatador foi a maneira de disfarçar a falta de química entre os protagonistas e a dificuldade de inventar diálogos convincentes para os dois. Mas se na telinha o recurso serviu para pontuar as reconciliações do casal, na vida real a tática não deve ser empregada com frequência. "Ainda que a raiva funcione como um detonador da libido e proporcione momentos maravilhosos, acalmá-la na cama é apenas uma forma momentânea de passar por cima dos problemas. Ele continuarão lá, à espera de solução", declara Sandra Samaritano Divulgação/TV Globo Mais
COLOCAR O FILHO EM SEGUNDO PLANO - No início de "Salve Jorge", Morena (Nanda Costa) se comportava como uma mãe solteira guerreira e batalhadora, capaz de qualquer coisa pelo filho, Junior (Luiz Felipe Mello). Ao longo da novela, porém, a personagem foi negligenciando cada vez mais o garoto, colocando seu amor por Théo (Rodrigo Lombardi) à frente de tudo. Quando sua segunda filha nasceu, não foi diferente. "Muitas mulheres se esquecem que as relações amorosas podem ser efêmeras, mas que o relacionamento com um filho é um vínculo eterno. E o afeto construído na primeira infância é fundamental para que a criança cresça com boa autoestima e se sinta querida, amada e valorizada", explica Suzy Camacho Brainpix Mais
NÃO PEDIR AJUDA NA HORA CERTA - Lucimar (Dira Paes) trabalhou para a delegada Helô (Giovanna Antonelli) e Stenio (Alexandre Nero) e sempre manteve com os dois uma relação baseada na cordialidade e na confiança. Um dos muitos questionamentos que o público de "Salve Jorge" fez durante os últimos meses foi: por que Morena (Nanda Costa) demorou tanto para revelar sobre o tráfico humano à Dona Helô? Quando voltou ao Brasil com drogas no estômago, por exemplo, preferiu abrir o jogo para Lívia Marini (Claudia Raia). E quando estava hospedada com a família de Demir (Thiago Abravanel) passou um longo tempo conversando com a investigadora pela internet monossilabicamente. Artimanhas de teledramaturgia à parte (sem enrolação não existe novel), na vida real não pedir ajuda num momento crucial, e para uma pessoa-chave, pode ser fatal. De acordo com a psicoterapeuta Sandra Samaritano, ficar de braços cruzados, principalmente se tratando de assuntos profissionais, é uma falta de atitude que pode enterrar uma carreira promissora. "Muitas pessoas não agem por medo, mesmo sabendo que podem confiar no outro. Pedir ajuda significa lutar, enfrentar uma situação. O medo, para alguns, é mais cômodo", diz. Divulgação/TV Globo Mais
INCLUIR A MÃE NA RELAÇÃO - Théo (Rodrigo Lombardi), que está na lista de mocinhos mais criticados da história das novelas, já começou a trama de um modo equivocado: morando com a mãe, Áurea (Suzana Faini), apesar de ser um homem maduro e com prestígio profissional. Sua pior atitude, porém, foi levar as namoradas para viver com a sogra e permitir que ela interferisse em seus dois relacionamentos, com Morena (Nanda Costa) e Érica (Flávia Alessandra). "Ele é mesmo o príncipe encantado moderno, já que nos contos de fadas os príncipes sempre moram com os pais", brinca a psicóloga Raquel Fernandes Marques. "Mas, para construir uma relação, o casal precisa de um espaço só seu. Mesmo porque é na convivência diária que vão se entender e se conhecer melhor. Assim, na prática, não recomendo imitar a atitude de Théo", diz ela Divulgação/TV Globo Mais

Veja sete erros de "Salve Jorge" que você pode evitar na vida real

Veja mais: FAMOSOS E ANÔNIMOS DEFINEM O QUE É UMA FAMÍLIA FELIZ , O QUE É LIBERDADE? VEJA O QUE ARTISTAS DISSERAM

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE COMPORTAMENTO



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos