Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://mulher.uol.com.br/comportamento/album/2013/09/11/para-ser-excitante-nao-precisa-ser-porno-veja-selecao-de-filmes-quentes.htm
  • totalImagens: 43
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos: direita
  • timestamp: 20130911085600
    • Comportamento - Sexo [11804];
Fotos
"Lovelace" revela a história real da estrela de "Garganta Profunda", Linda Lovelace, famosa por suas habilidades no sexo oral. Amanda Seyfried interpreta Linda e revelou, em uma entrevista à revista "Vanity Fair", que morreu de rir durante a gravação de uma cena de sexo feita com um pirulito. O filme tem pré-estreia marcada para 13 de setembro de 2013 (São Paulo e Rio de Janeiro). Por Clara Monteiro, do UOL, em São Paulo Reprodução Mais
"Boogie Nights - Prazer Sem Limites" reconstitui a história da indústria de entretenimento pornô nas décadas de 1970 e 1980, na Califórnia, a partir da trajetória de um rapaz cujos dotes o transformam em um astro dos filmes do ramo. A produção recebeu três indicações ao Oscar, incluindo de melhor roteiro original Reprodução Mais
Sophia Loren está deslumbrante como a prostituta Filumena de "Casamento à Italiana", em que contracena com Marcello Mastrioanni. Ele faz o papel de um homem de negócios que enrola Filumena a vida toda, mantendo-a como amante, até que ela tem um plano Getty Images Mais
"O Segredo de Brokeback Mountain": Ang Lee narra a história dos caubóis apaixonados com delicadeza e alta tensão sensual. Apesar o tema central ser uma paixão proibida pela homossexualidade, vista então como um tabu intransponível, o filme toca em pontos comuns a qualquer amor impossível e mostra como o desejo é capaz de encontrar uma forma de se realizar, a despeito de qualquer repressão Reprodução Mais
Inicialmente banido de vários países, como Alemanha e Estados Unidos, "O Império dos Sentidos" escandalizou as plateias no final dos anos 1970 com cenas reais de sexo para contar a história da entrega completa aos desejos por parte de um empresário e sua amante. A obsessão dos dois se manifesta na experimentação sexual sem limites, até o desfecho trágico Reprodução Mais
"A Bela da Tarde" mistura drama e erotismo ao contar a história de uma jovem dona de casa, interpretada pela bela Catherine Deneuve, que não consegue ter prazer com o marido, mas encontra satisfação sexual ao trabalhar como prostituta em um bordel de luxo todas as tardes Reprodução Mais
"O Pecado Mora ao Lado" discute, com o humor do grande cineasta Billy Wilder e a presença magnética de Marilyn Monroe na tela, a tentação da traição depois de alguns anos de casamento. É dele uma das cenas mais sensuais (e famosas) do cinema: para se refrescar de um verão escaldante em Nova York, Marilyn espera o vento do metrô levantar seu vestido branco Reprodução Mais
Foi nos bastidores da filmagem de "Sr. e Sra. Smith" que Brad Pitt, embora comprometido, não resistiu aos encantos de Angelina Jolie. A tensão sexual entre os dois, que interpretam marido e mulher contratados para assassinar um ao outro, é evidente. "A disputa de poder torna a relação deles mais atraente", diz a terapeuta sexual Carla Cecarello Reprodução Mais
"Cleópatra": o tórrido romance entre Elizabeth Taylor e Richard Burton marcou os bastidores de uma produção tumultuada, que estourou o orçamento inúmeras vezes para contar com suntuosidade jamais vista a história da rainha do Egito e da sedução feminina ligada ao poder Reprodução Mais
"Uma Rua Chamada Pecado" foi indicado a 12 Oscar e ganhou 4. A sexualidade à flor da pele de Stanley tornou o ator Marlon Brando conhecido do grande público e a interpretação de Vivien Leigh, da frágil Blanche que esconde um passado misterioso, rendeu um Oscar à atriz Reprodução Mais
"Beleza Americana" trata dos desejos sexuais reprimidos na vida no subúrbio, entre eles o do homem que não transa mais com a mulher e se torna obcecado pela jovem vizinha, papel de Mena Suvari, que protagoniza a inesquecível cena em que aparece coberta de pétalas de rosa Reprodução Mais
A tônica sensual de "Vicky Cristina Barcelona" é dada pelo triângulo amoroso formado por Scarlett Johansson, Penélope Cruz, premiada com o Oscar de coadjuvante pelo papel, e seu marido na vida real, o sexy Javier Bardem, que interpreta o artista Juan Antonio Reprodução Mais
Embora feito para adolescentes, a cinessérie adaptada de livros "Crepúsculo" teve um apelo inesperado entre as mulheres de 30 e 40 anos. A explicação? A tensão sexual que nasce a partir do retrato do amor romântico e platônico entre o mocinho Robert Pattinson e Kristen Stewart, namorados na vida real enquanto gravavam os filmes Reprodução Mais
"O Último Tango em Paris": o drama, classificado pela proeminente crítica norte-americana Pauline Kael como "o filme erótico mais poderoso já feito", rendeu ao diretor italiano Bernardo Bertolucci um processo por obscenidade na Itália. Marlon Brando é um viúvo em crise existencial que se envolve com uma jovem parisiense em uma relação marcada pelo vazio emocional e pelo sexo sem limites. "A polêmica cena da manteiga é um clássico do erotismo no cinema", avalia Carol Teixeira, autora do blog "A Obscena Senhorita C" Reprodução Mais
"Clube da Luta" tem homens em busca da retomada da própria masculinidade envolvidos em reuniões secretas onde entram em combate. De quebra, há testosterona pura na interpretação de Brad Pitt, que contracena com Edward Norton Reprodução Mais
A sensualidade romântica dá lugar à luta pela vida com as transformações sociais de "E o Vento Levou", estrelado por Vivien Leigh e Clark Gable. Embora não tenham se dado bem nos bastidores, a dupla de atores convence como a inicialmente mimada Scarlet O'Hara e o conquistador Rhett Butler, que vivem a saga entre tapas e beijos Reprodução Mais
Baseado em uma história real, "Educação" tem uma adolescente brilhante (e entediada com a vida no subúrbio) seduzida por um homem cosmopolita com o dobro de sua idade. Entre restaurantes finos, viagens a Paris e visitas a clubes noturnos, ele a inicia em uma vida muito mais excitante do que jamais sonhara Reprodução Mais
Embora seja do final da década de 1970, "Grease: Nos Tempos da Brilhantina" revê a inocência com toque de malícia dos relacionamentos entre os jovens dos anos 1950. A química entre John Travolta e Olivia Newton-John se revela a cada cena de dança do musical Reprodução Mais
Aclamado pela crítica, "Pulp Fiction: Tempo de Violência", filme que colocou Quentin Tarantino no mapa de Hollywood, tem entre as dezenas de tramas a atração entre o gângster Vincent Vega e Mia Wallace, mulher do temido chefe dele. A tensão sexual entre o par atinge seu máximo quando os dois dançam em um concurso de um restaurante --e é abruptamente interrompida por um incidente inesperado Reprodução Mais
Em meados dos anos 1990, "Entrevista com o Vampiro" trouxe de volta às telas os personagens que sempre foram símbolo de sedução. Entre os muitos temas expressos na saga centenária do sedutor Lestat e do hesitante Louis, há o dilema da criança vampira, interpretada por Kirsten Dunst, que nunca vai crescer e está impedida de experimentar a sexualidade Reprodução Mais
Apesar das cenas explícitas, o independente "Shortbus" (do diretor John Cameron Mitchell, famoso por "Hedwig") cruza com leveza e humor os dilemas de vários nova-iorquinos que se encontram em um clube noturno conhecido pelas performances artísticas e eróticas. Ousado, o filme é uma tentativa de discutir sexualidade, psicologia e política sem amarras Reprodução Mais
"Moulin Rouge: Amor em Vermelho" reencena, no ritmo frenético e luxuriante do diretor Baz Luhrmann, o dia a dia do famoso cabaré parisiense, salpicado com músicas que marcaram a história do pop. Como trama central, o amor proibido entre a prostituta Satine, papel de Nicole Kidman, e o poeta vivido por Ewan McGregor Reprodução Mais
"Lua de Fel", do polêmico diretor Roman Polanski, retrata um relacionamento doentio entre um casal que envolve outro jovem casal, aparentemente equilibrado, em um jogo de sedução e destruição. No papel de Nigel, o então quase desconhecido Hugh Grant, antes de estourar com "Quatro Casamentos e um Funeral" (e muito antes de ser pego com uma prostituta em um carro em Hollywood) Reprodução Mais
"Os Sonhadores", de Bernardo Bertolucci (que também dirigiu "O Último Tango em Paris"), aborda um tema polêmico com delicadeza: o triângulo amoroso formado por um casal de irmãos franceses e um amigo americano. Como pano de fundo, a Paris do fim da década de 1960 e o fervilhante clima do movimento estudantil. "É uma história densa que, com Bertolucci, fica poética e sensual", define Carol Teixeira, autora do blog A Obscena Senhorita C. Reprodução Mais
Drama e paixão se misturam em "Traídos pelo Desejo", história de Fergus, um ex-terrorista que, cumprindo uma promessa feita a um refém, procura a namorada deste em Londres depois de um trágico acidente. Uma reviravolta surpreendente, embalada pela bela canção "The Crying Game", se dá depois que Fergus conhece Dil Reprodução Mais
"Perdas e Danos" mergulha na complexidade da atração e na inevitabilidade do desejo ao retratar um importante membro do governo britânico que se envolve com a noiva do próprio filho Reprodução Mais
"Don Juan de Marco" mescla o clássico personagem que amava as mulheres, criado por Lord Byron, a uma trama atual vivida por Marlon Brando e o sex symbol Johnny Depp, eleito duas vezes o homem mais sexy do mundo pela revista norte-americana "People" Reprodução Mais
"Casablanca" deixou sua marca na história do romantismo com o amor proibido entre Ilsa e Rick, papéis de Ingrid Bergman e Humphrey Bogart. O clima entre o casal só esquenta ao longo do filme e do dilema de Rick, que deve ajudar o marido de Ilsa a escapar dos nazistas. Tudo ao som da clássica "As Time Goes By" Reprodução Mais
A trilogia formada por "Antes do Amanhecer", "Antes do Anoitecer" e o recente "Antes da Meia-Noite" discute todas as possibilidades de um relacionamento a partir de um encontro fortuito ocorrido entre o norte-americano Jesse e a francesa Celine em uma viagem de trem. Romantismo, sensualidade e debates sobre relacionamento se misturam nos cultuados filmes, dirigidos por Richard Linklater Reprodução Mais
"Dirty Dancing - Ritmo Quente" narra o envolvimento entre uma adolescente (Jennifer Grey) e um professor de dança (Patrick Swayze) em uma colônia de férias nos anos 1960. O viés sensual fica por conta da dança. "Ele domina esta arte, o que revela segurança e é muito cativante para as mulheres", fala Carla Cecarello, terapeuta sexual e presidente da Associação Brasileira de Sexualidade Reprodução Mais
"Gilda" combina uma trama noir no submundo do crime à sensualidade explosiva de Rita Hayworth, imortalizada na cena, apontada como uma das mais sexy do cinema, em que a estrela canta e faz um striptease (mas tirando apenas uma luva) Getty Images Mais
A obsessão romântica de Gatsby por Daisy é o mote de "O Grande Gatsby", romance com ares de tragédia, mas de toques suntuosos, baseado na obra do escritor norte-americano F. Scott Fitzgerald. Na versão de 2013, dirigida por Baz Luhrmann, os papéis centrais são de Leonardo DiCaprio e Carey Mulligan Reprodução Mais
Baz Luhrmann já havia escalado Leonardo DiCaprio para atuar ao lado de Claire Danes, em "Romeu + Julieta", que transporta para o século 1920 a paixão irrefreável e o amor impossível dos jovens imortalizados por William Shakespeare. A trilha sonora é cheia de joias pop, como "When Doves Cry", de Prince Reprodução Mais
"Flores Raras" reconta o romance turbulento e intenso entre a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (Gloria Pires) e a poeta norte-americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto), em pleno Rio de Janeiro dos anos 1950. A cena de sexo, delicada, foi uma experiência inédita para ambas atrizes Divulgação Mais
"Johnny e June" mostra a atração entre os cantores Johnny Cash e June Carter, que se conheceram e se apaixonaram quando ainda eram casados com outras pessoas. A trilha sonora, com as poderosas cancões de Johnny Cash, e companheirismo da dupla na vida pessoal e profissional, são uma boa fonte de inspiração para os casais Reprodução Mais
"O Libertino" reconstitui a vida de John Wilmot, Conde de Rochester, poeta e incansável perseguidor do prazer. Johnny Depp, eleito duas vezes o homem mais sexy do mundo pela revista "People", foi bastante elogiado por sua interpretação do papel principal Reprodução Mais
Embora acusado de ser pouco fiel à história real, "Contos Proibidos do Marquês de Sade" retrata o período em que o famoso aristocrata e escritor, cuja obra cunhou o termo "sádico", ficou internado em um sanatório. O papel do Marquês rendeu uma indicação ao Oscar para o ator Geoffrey Rush Reprodução Mais
Em "Crash - Estranhos Prazeres", o cineasta David Cronenberg trouxe à tona uma parafilia polêmica, retratando um grupo de pessoas que tem prazer ao fazer sexo em cenas de acidentes de carros. As cenas explícitas dividiram a crítica: o filme obteve elogios pela ousadia do tema, mas também foi mal avaliado pelo conteúdo forte. "O prazer se manifesta das formas mais inusitadas possíveis", comenta o psicólogo Breno Rosostolato. "Mas alguns são socialmente questionáveis" Reprodução Mais
"Choke - No Sufoco" tem como personagem principal um viciado em sexo em recuperação. Com certa leveza, o filme, baseado na obra do escritor Chuck Palahniuk, retrata o universo dos adictos. "É uma abordagem da compulsão sexual feita de forma bem-humorada", diz Breno Rosostolato, psicólogo e professor Reprodução Mais
"Instinto Selvagem" lançou Sharon Stone ao estrelato com a cruzada de pernas mais polêmica do cinema. A loira interpreta uma suspeita de assassinatos em série e Michael Douglas, que na vida real enfrentou problemas de compulsão sexual, vive o policial que deve investigá-la. A química entre os dois é palpável. "Sharon Stone é a personificação do poder da mulher como objeto sexual", avalia Carol Teixeira, autora do blog A Obscena Senhorita C. Reprodução Mais
"Bruna Surfistinha" leva às telas a história real da prostituta que começou um blog, lançou um livro baseado nele e ganhou as telas na pele de Deborah Secco. Novamente, o destaque é o fetiche da prostituta, "uma mulher que realiza todos os desejos e fantasias que um homem pode ter", define o psicólogo clínico Breno Rosostolato Reprodução Mais
Para discutir a traição, "De Olhos Bem Fechados" retrata a jornada noite adentro de um médico, perturbado após uma confissão de sua mulher, para conhecer um universo de práticas sexuais pouco convencionais e seus protagonistas. Os papéis principais foram interpretados por Tom Cruise e Nicole Kidman, casados de verdade à época. Foi o último filme do cultuado diretor Stanley Kubrick Reprodução Mais
Em "9 Canções", um casal mantém um relacionamento quentíssimo ao longo de uma temporada de shows de rock. As cenas pornográficas tiveram sexo de verdade entre os atores. Para um crítico britânico, a produção "parece visualmente um pornô, mas tem clima de filme de amor". Para Carol Teixeira, autora do blog A Obscena Senhorita C., o filme é mais excitante que qualquer pornô. "É muito real e remete a uma intimidade sexual que todos já vivemos", diz Reprodução Mais

Para ser excitante não precisa ser pornô; veja seleção de filmes quentes

Veja mais: DICAS DE SEXO , POSIÇÕES PARA SUPERAR OBSTÁCULOS , POMPOARISMO , EXPLORE OS PONTOS ERÓGENOS

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE COMPORTAMENTO



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos