Detetive mulher ensina a decifrar atitudes de homem infiel

RENATA RODE
Colaboração para o UOL

  • Getty Images

    Se o homem começa a ficar mais vaidoso e bem vestido de repente, fique alerta: este é um dos principais indícios de que ele pode estar traindo

    Se o homem começa a ficar mais vaidoso e bem vestido de repente, fique alerta: este é um dos principais indícios de que ele pode estar traindo

Quem encontra Dalila*, morena alta e magra, em plena forma aos 47 anos, não imagina qual é a sua profissão. A moça - de apresentação elegante e postura segura - apresenta-se para nossa reportagem: “sou detetive há 20 anos”. Ela é a única mulher de uma equipe de seis homens que trabalha fixamente na Academia Federal de Investigação, uma agência de investigações situada na Bahia.

Nascida em São Paulo, a detetive vive atualmente em Salvador, cidade que, segundo ela, é uma das campeãs em estatísticas de adultério no país. “Ocupou por três anos consecutivos o topo da lista das cidades em que há mais traições, mas este ano está perdendo para Minas Gerais, já que lá os casos vêm aumentando bastante”, comenta. Por se tratar de uma cidade litorânea, com muita freqüência de turistas e opções variadas de entretenimento, a capital baiana acaba se tornando cenário de envolvimentos extraconjugais facilmente.

Formada em administração de empresas, Dalila é especialista em serviços de inteligência e detetive profissional com foco em casos de adultério. Com bagagem no assunto, ela dá cinco dicas infalíveis de mudança comportamental que entregam o homem infiel:

  1. Ele fica mais vaidoso, preocupa-se com perfume e roupas, além de estar com barba e corte de cabelo em dia.
  2. Quando toca o celular, procura sair de perto da esposa para atender, inventa histórias sobre trabalho para ligações completamente fora do horário comercial ou simplesmente não atende a chamada.
  3. Começa a trabalhar demais em outros horários, com muitas reuniões que vão até bem mais tarde e até viagens.
  4. Começa a desprezar a esposa e a tratá-la mal, regula dinheiro para a casa e reclama de outros problemas domésticos.
  5. Não procura a esposa para fazer sexo ou mantém relações com ela apenas de vez em quando.

Mudança de comportamento

  • Getty Images

A detetive aponta uma mudança de comportamento entre os sexos bastante pertinente. “Hoje a agência é mais procurada por homens. A proporção é de 60 homens para 40 mulheres, e essa atitude revela um dado interessante: as mulheres estão traindo mais”, explica. Desde a emancipação feminina, elas vêm procurando ter os mesmos direitos que os homens e ficaram tão independentes que se tornaram exigentes demais em tudo.

 

“Traí no casamento quando meu marido passou a ser meu irmão mesmo. Não fazíamos sexo há algum tempo e o desejo foi desaparecendo. Então procurei fora o que não tinha dentro de casa. Conheci alguém e saíamos para satisfazer nossas vontades sexuais, porque ele, também casado, não tinha sexo ativo com a mulher. Ambos sabíamos que era sexo e só. Chego até a arriscar que minha traição melhorou meu casamento, já que, plena sexualmente, eu dava mais atenção e carinho aos meus afazeres como esposa”, diz R.M., 32 anos, designer gráfica.

R.M. diz que nunca ninguém descobriu nem desconfiou de nada. Dalila afirma que isso é comum porque mulheres são sempre vaidosas, preocupam-se com detalhes e em não deixar rastros, diferentemente de homens, que são mais descuidados. “Um dos grandes indícios de que um homem está traindo é que ele começa a ficar mais vaidoso e bem vestido”, avisa.

Fidelidade não tem fórmula
Para a especialista, as estatísticas não mentem: 90% dos clientes que procuram a agência trazem a desconfiança da traição e em quase 80% dos casos ela é confirmada por meio de fotos, gravações e até flagrantes. “É claro que tanto para a mulher quanto o homem essa situação é muito desagradável, mas só comprovamos o adultério com provas e evidências muito fortes. Em anos de profissão, me lembro de um caso inusitado. Investigamos por quase três meses um homem que frequentava um motel uma vez por semana e locava a mesma suíte por duas horas. Instalamos aparelhos camuflados no quarto e descobrimos que ele mantinha relações semanais com uma boneca inflável que levava na bolsa”, revela.

Para a nossa especialista, não existe fórmula de fidelidade. “Quando um dos dois não está bem na relação e quer trair, trai. Não tem jeito. Mesmo que o casal ande junto o tempo todo, trabalhe junto, o outro vai dar um jeito para uma escapadinha. O ideal é manter o relacionamento saudável e o sexo ativo. Feito isso, só resta rezar e, claro, ficar atenta às evidências”, finaliza Dalila.

Quer evitar? Siga as dicas de um homem
No blog http://tudosobrehomens.wordpress.com você encontra diversas fórmulas escritas por um homem para evitar o transtorno. Confira algumas:

  • Sexo, sexo e mais sexo: sim, mulheres! Sexo é a chave para manter o homem fiel (tá bom, amor também), mas como a gente sabe que homem que ama também trai e que você não quer carregar o peso da traição, não custa nada fazer amor com mais frequência.
  • Fidelidade exposta: seja fiel e pareça fiel. Não adianta nada ser fiel, se você não deixa isso bem claro. O Orkut mesmo é uma grande mostra disso: se você fica adicionando todo mundo que pede, já gera desconfiança, por mais que não tenha nada a ver. O mesmo vale para o MSN.
  • Satisfaça: dentro do possível, realize as vontades dele, tais como ir a um jogo de futebol ou satisfazer uma fantasia sexual. Não custa nada e garante fidelidade.


*Dalila, a detetive, utilizou um nome fictício para preservar sua identidade profissional

 

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos