Psicólogos ensinam como ter mais prazer e melhorar a vida sexual

GISELA RAO
Colaboração para o UOL

Sim, as pesquisas são otimistas e revelam que o Brasil possui um dos maiores índices de satisfação sexual do mundo. Uma pesquisa realizada por uma marca de preservativos, feita com 26 mil pessoas de 26 países, comprova: 80% dos brasileiros são felizes na cama.

Mas por que 20% dos entrevistados não se sentem satisfeitos sexualmente? “Esse tema é amplo e as causas podem ser muitas, mas um dos principais motivos para essa insatisfação é o preconceito que muitos têm em relação ao sexo”, diz a psicóloga Márcia Atik, de Santos (SP), especialista em sexualidade e terapia de casal.

Problemas de saúde, traumas emocionais e insatisfação com a aparência também são alguns fatores que impedem a satisfação sexual.

Esse é o caso de Marília*, de 32 anos. “Minha autoestima não anda muito boa e acho que isso interfere bastante no meu desejo. Sempre estive acima do peso, mas depois do casamento engordei cerca de 10 kg. Nas duas últimas vezes que tentei fazer sexo com meu marido, ele não “funcionou”. Aí, pronto, minha autoestima foi parar no chão”, lamenta.  

Nessas situações, o ideal é procurar ajuda profissional para resolver questões emocionais que vão além do sexo.

Já Rodrigo*, de 26 anos, se sente constrangido e prefere não revelar suas fantasias sexuais. “Não me sinto à vontade com todos os meus desejos. Gosto de algumas coisas e não assumo para minha namorada. Tenho vergonha de mim mesmo, e com vergonha não dá pra ser feliz na cama”, diz.

De acordo com a psicóloga, outro ponto negativo é o comportamento passivo de algumas mulheres, que acham que só o homem é capaz de lhes dar prazer. E isso, é claro, limita as possibilidades de se sentirem satisfeitas na cama.

“Minha sugestão para lidar com a insatisfação e melhorar a vida sexual é reconhecer que somos responsáveis por nosso próprio prazer. Temos de assumir para nós mesmos os nossos desejos e o que nos faz bem e dividir isso com o outro. Se não soubermos identificar o que nos dá prazer, temos de buscar a resposta por meio do diálogo e do autoconhecimento”, orienta Márcia.

O psicólogo Cyro Leão, especialista em vínculo afetivo-sexual, ensina cinco maneiras de ter mais prazer e melhorar a vida sexual.

1. Falar sobre suas fantasias
Antes de revelar os desejos sexuais, o casal deve conversar e livrar-se de pré-conceitos. Usar a criatividade e abrir-se para o novo pode aumentar a satisfação sexual, mas não deixe de respeitar seus limites e suas vontades.
2. Praticar novas posições sexuais
Há vários livros que ensinam novas posições, como o “Kama Sutra” (Ed. Vitória Régia), da terapeuta sexual Anne Hoper. Durante a prática, é fundamental manter o bom humor. Arrisque-se: procure experimentar as posições sexuais mais difíceis e divirta-se!
3. Fazer uma massagem erótica
Faça massagens em diferentes partes do corpo, como pernas, coxas e pés. Os movimentos devem ser suaves e circulares para aumentar a sensação de relaxamento. Quando terminar, será a sua vez de receber a massagem.
4. Experimentar transar em lugares diferentes
Chega de fazer sexo só em casa e no motel. Explore um lugar novo a cada semana. Vale o elevador, a escada de incêndio e outros locais inusitados.
5. Perguntar o que fazer para agradar
Durante o sexo, pergunte ao outro e mostre como gosta de receber carícias e ser estimulado. Desse jeito, as chances de errar e desagradar serão poucas.

*Os nomes foram alterados para preservar a identidade dos entrevistados.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos