Homens também fingem orgasmo; entenda por que eles fazem isso

Cléo Francisco
Do UOL, em São Paulo

Poucas mulheres sabem disso, mas o fato é que, embora seja mais difícil para eles, os homens também têm condições de fingir um orgasmo. "Elas têm lubrificação mais intensa, mas não têm ejaculação, portanto, não precisam mostrar evidências. Isso torna mais fácil para elas fingirem”, afirma o urologista e sexólogo Celso Marzano, explicando a diferença das atuações feitas por ambos. Mas isso não significa que o sexo masculino não possa interpretar. Duas motivações são as principais: a primeira, não assumir que não conseguiu gozar; a segunda, poupar-se para continuar o sexo, fingindo que está pronto para uma segunda transa na sequência (que, na verdade, é a primeira).

Para psicóloga e sexóloga Carla Cecarello, há um grande desconhecimento sobre como acontece o clímax masculino, o que faz com que as pessoas confundam orgasmo com ejaculação.

"Orgasmo é sensação cerebral desencadeada por estímulo do genital. A mensagem é enviada para o cérebro e o orgasmo ocorre. A ejaculação é uma consequência disso", diz a sexóloga.

Mas o homem pode ter orgasmo seco. "Ocorre com treino ou por um problema chamado ejaculação retrógrada, quando ejacula para dentro da bexiga", diz Carla.

O ginecologista e andrologista Lister Salgueiro dá mais detalhes sobre o assunto. "Excitação, ereção, ejaculação e orgasmo são independentes. Um homem pode ter excitação e não ter ereção. Ou ter ereção e não ejacular. Ou ainda ejacular e não ter um orgasmo".


Os homens, de acordo com o médico, precisam ter o máximo controle do corpo para conseguir, se a intenção é segurar o gozo, pois há uma fase da excitação que é voluntária e outra involuntária. "Há um ponto em que, se ele chegar, não consegue mais evitar. Todo homem é assim. Com a excitação vem a ereção e, depois, contrações que promoverão a ejaculação e o orgasmo. O homem que finge precisa saber controlar sua excitação e segurar a ejaculação. E não é qualquer um que consegue isso", diz Marzano.

Os integrantes da ala masculina que conseguem fingir precisam, além de ser bons atores e ter domínio sobre o corpo, de rapidez depois do ato sexual (e estar usando preservativo, é claro). "O homem faz caras e bocas e finge que gozou. Depois, pega a camisinha rapidamente, dá um nozinho e não deixa a parceira verificar. E, normalmente, não há mesmo razão para ela fazer isso", afirma Oswaldo Rodrigues Jr., psicólogo e terapeuta sexual do Instituto Paulista de Sexualidade.

Por que homens simulam um orgasmo?

O primeiro motivo que pode levar um homem a fingir é o de não mostrar o orgulho ferido por não ter conseguido cumprir o papel que era esperado dele. "Ele tem receio de demonstrar que não chegou lá e decepcionar a parceira. Às vezes, ele nem sente tanta vontade de fazer sexo, mas se obriga a ir para a relação que para ele já se tornou algo burocrático e previsível", explica Margareth dos Reis, psicóloga, terapeuta sexual e de casais do Instituto H. Ellis. 

A pressão social para que os homens impressionem sempre é grande. "Eles não podem demonstrar que não ficaram satisfeitos com a situação ou que não é bom amante. Há uma obrigação cultural e social em cima deles. E todo mundo sabe que, para as mulheres, chegar ao clímax é um pouco mais difícil, às vezes", fala Carla Cecarello.

  • 3436
  • true
  • http://mulher.uol.com.br/comportamento/enquetes/2012/06/27/voce-homem-ja-fingiu-um-orgasmo.js

Eles também podem fingir, simplesmente, para evitar ter de discutir o relacionamento. "O homem já pode ter passado por situações em que não ejaculou e foi cobrado pela parceira. Para evitar discussões, mentem", diz Oswaldo. Mas ele sugere outro motivo para a mentira masculina: dar à mulher a ideia de que são amantes incríveis e insaciáveis. "Depois de simular que ejaculou, um homem pode retomar a relação na sequência, como se fosse uma segunda vez. Ele pode estar interpretando o papel de que está sempre preparado par fazer sexo", afirma.

Mas há, ainda, outras razões, segundo Marzano. "Pode ser aquele cara que quer sair logo da situação, que está fazendo sexo por obrigação e até por dinheiro. E há, ainda, situações como no sexo casual, que podem ter começado bem, mas depois não 'dá liga'. Para terminar logo, ele finge", afirma o médico. Qualquer que seja o motivo, os especialistas são unânimes em dizer que fingir orgasmo sempre será algo negativo. "O homem perde a oportunidade. Escolhe não ter prazer e faz de conta que está tendo. Está agindo contra si mesmo", afirma Oswaldo Rodrigues. 

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos