Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/album/2013/03/26/incremente-a-pascoa-das-criancas-com-brincadeiras-veja-ideias.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130326081500
    • Infância - Geral [62966]; Infância - Brincar e Aprender [62903];
Fotos
Que tal nesta Páscoa, comemorada neste domingo, 31, ir além de presentear as crianças com ovos de chocolate? A data pode servir de pretexto para uma série de brincadeiras. A seguir, você confere dez ideias de jogos educativos especialmente desenvolvidos para a festividade. Se você brincar junto, a diversão será completa! | Por Ludmilla Ortiz Paiva - Do UOL, em São Paulo. Consultoria: Patricia Passoni, sócia e diretora artística da Casa do Brincar, de São Paulo (SP) Paola Saliby/UOL Mais
Ovos pintados: cozinhe tantos ovos quantas forem as crianças que vão participar. Se a turma é formada por três ou mais integrantes, proponha um sorteio de amigo-secreto. Assim que os ovos esfriarem, dê um ovo com casca para cada criança e peça a ela que faça um desenho bem colorido. Depois que todos os ovos estiverem pintados, é feita a revelação do amigo-secreto: os ovos pintados viram presentes. Dica: use corantes alimentícios para pintar. Eles podem ser feitos com caldo de beterrana e de cenoura, por exemplo. Assim, as crianças poderão comer os ovos cozidos depois da brincadeira. Para aquelas com mais de oito anos, a tinta pode ser atóxica e não comestível. Nesse caso, faça um furo na base do ovo e retire a clara e a gema antes da brincadeira Paola Saliby/UOL Mais
Corrida dos ovos: separe uma colher de sopa e um ovinho de chocolate para cada participante. Defina o local da saída e a linha de chegada da corrida. Cada jogador deve colocar o cabo da colher na boca e equilibrar o ovo no talher. É preciso carregar o ovo sem deixá-lo cair durante todo o circuito. Quem usar as mãos é desclassificado! No fim, todos ganham os ovinhos que carregaram, mas o vencedor pode ganhar um ovo de chocolate maior. Separe ovos extras para o prêmio, caso um caia da colher e seja pisoteado, por exemplo. A brincadeira é válida para quase todas as idades, e a competição com prêmio pode ser realizada com crianças maiores. Ela ajuda a desenvolver a coordenação motora e o senso de espaço do jogador Paola Saliby/UOL Mais
Caça aos ovos: crianças pequenas, de até sete anos, ficam encantadas com essa brincadeira. Na noite da véspera do domingo de Páscoa, quando seu filho estiver dormindo, faça pegadas de coelho pela casa, indicando caminhos para os ovos de chocolate, que devem estar escondidos no fim das trilhas. Para fazer as pegadas, coloque as pontas dos quatro dedos da mão, exceto o mindinho, em um prato com farinha de trigo. Em seguida, faça pegadas pelo chão da casa. Se a farinha não fixar, acrescente um pouco de água, até ela ganhar uma consistência pastosa. Para as crianças maiores, escreva pistas em pedaços de papel que levam a outras pistas escondidas, até a pista final, que revela onde o ovo está escondido Paola Saliby/UOL Mais
Coelho na toca: é como a dança das cadeiras. Você vai precisar de bambolês –um para cada participante– e de uma área grande, como um quintal. Coloque os bambolês no chão. Um adulto pode ser o líder da brincadeira ou uma criança mais velha. O líder pede para que todos fiquem dentro dos seus bambolês. No momento em que gritar "coelho sai da toca!", todos devem sair dos bambolês e correr ou dançar em volta de todos e não apenas do seu lugar original. Enquanto isso, o líder retira um dos bambolês. Assim que gritar "coelho volta para a toca", todos devem voltar. Quem não conseguir entrar em um bambolê deixa a brincadeira, até restar um vencedor. Você pode colocar músicas enquanto os coelhos estão dançando fora da toca e tirar o som quando o líder grita para voltarem. Assim a brincadeira ficará mais dinâmica e desafiadora Paola Saliby/UOL Mais
Dança com ovos: você pode usar ovos cozidos ou, se quiser mais bagunça, ovos de chocolate. Divida a turma em pares. Cada par ganha um ovo. Coloque uma música e peça para que as duplas dancem segurando os ovos sem usar as mãos. Testa com testa, por exemplo: as duplas devem colocar o ovo entre as duas testas e dançar. Ou barriga com barriga –o ovo fica entre as barrigas dos jogadores. A dupla que deixar o ovo cair sai da brincadeira. No fim, todos ganham ovos de chocolate e o par vencedor leva como prêmio um ovo maior Paola Saliby/UOL Mais
Pompom do coelho: você vai precisar de um cronômetro (ou relógio), uma folha grande de papel, materiais para desenhar (como giz de cera e canetinhas), fita crepe, uma venda ou um pedaço de pano escuro e um chumaço de algodão. Peça ajuda das crianças para desenhar um coelho no pedaço de papel. No lugar do rabo, grude a fita crepe enrolada, com sua parte colante para fora. Pendure o papel em uma parede e divida as crianças em dois times. Coloque a venda em uma das crianças, dê a ela o algodão e gire-a três vezes. Assim que disser "já!", a criança deve ser orientada pelas outras da sua equipe a grudar o algodão no local onde está a fita crepe, no desenho da parede. Ganha o time que cumprir a tarefa em menos tempo. "A brincadeira ajuda a melhorar o senso de direção e a inteligência espacial", diz Patrícia Passoni Paola Saliby/UOL Mais
Corre, coelho!: a corrida de sacos de batata pode ser adaptada para a corrida dos coelhos de Páscoa. Indicada para três ou mais crianças a partir de seis anos. É preciso ter um saco de tecido para cada participante. Você pode comprar TNT em lojas de tecidos ou papelarias e costurá-lo ou usar fronhas velhas. Marque a linha de chegada e a de saída. Cada participante coloca as pernas dentro do saco, ficando com o tronco de fora. Quando for dada a largada, cada um deve avançar pulando, segurando o saco com as mãos. Quem cruzar primeiro a linha de chegada vence. Essa brincadeira é ideal para gramados ou praia, para evitar impacto na hora de pular (e amaciar possíveis quedas), mas também dá para fazer no playground da área externa do prédio ou na pracinha perto de casa Paola Saliby/UOL Mais
Batucada da ninhada: sabe aqueles ovinhos de plástico e cápsulas que vêm em brindes de chocolates ou brinquedos? Podem ser usados para criar chocalhos de diferentes tipos. Chame as crianças para fazer os instrumentos com você. O legal é colocar objetos diferentes dentro dessas cápsulas para a criança compreender melhor que tipo de som cada objeto gera dentro do chocalho. Vocês podem usar areia, arroz, pedrinhas, feijão... Essa brincadeira funciona muito bem entre os menores de seis anos. Só não se esqueça de lacrar muito bem as cápsulas! Paola Saliby/UOL Mais
Planta da Páscoa: as embalagens de ovos de Páscoa geram muito lixo e você pode falar sobre isso e inspirar uma consciência ecológica nas crianças de uma maneira lúdica. As bases de plástico dos ovos de chocolate, por exemplo, podem virar vasos para uma brincadeira que crianças de todas as idades adoram: plantar feijão no algodão. Dê um feijão e um pedaço de algodão para cada criança. Peça para que elas molhem o algodão com água e coloquem-no dentro da base do ovo, com o feijão por cima. Diga que elas devem cuidar do feijão, deixando o algodão sempre molhado, mas sem encharcar. Em alguns dias, a muda de feijão vai nascer e ela pode ser replantada em um vaso com terra. A brincadeira ainda pode fazer com que os mais velhos reflitam sobre paciência e ansiedade. O feijão vai demorar alguns dias para nascer e a criança vai ter de esperar Paola Saliby/UOL Mais
Lobo, coelho e caçador: você vai precisar de pedaços de papel e caneta. Reúna uma turma de quatro ou mais participantes com idades a partir de sete anos. Escreva em um pedaço de papel a palavra "lobo". Em outro, a palavra "caçador". Nos papéis restantes, escreva "coelho". Sentem-se em círculo e distribua os papéis. Ninguém pode revelar que papel tirou na brincadeira. Quem saiu com "lobo" deve piscar para os outros participantes. Se o participante é um coelho e o lobo piscar para ele, o coelho deve dizer que foi pego e sair da brincadeira. Se o participante é um caçador, ele pode capturar o lobo e vencer o jogo. A brincadeira termina se todos os coelhos saírem ou se o caçador capturar o lobo. Lembrando que os coelhos não devem ajudar o caçador e muito menos o lobo! A brincadeira é perfeita para despertar a atenção, a percepção visual (treina-se muito a visão periférica) e a concentração Paola Saliby/UOL Mais

Incremente a Páscoa das crianças com brincadeiras; veja ideias

Mais álbuns de Gravidez e filhos x

Veja mais: DESENHO , EXERCÍCIOS PARA PAIS E FILHOS , CABANINHA , HORTA , IOGA , CIRCO

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL MULHER

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos