Estabeleça uma rotina para que a lição de casa não seja um martírio para filhos e pais

Gabriela Horta*
Do UOL, em São Paulo

Não tem jeito, a maioria das crianças enfrenta a hora da lição de casa como um martírio. Tem justificativa: com a variedade de estímulos disponíveis por perto –TV, computador, videogame, a conversa dos irmãos brincando no quarto ao lado–, é claro que uma lista de exercícios de matemática, por exemplo, acaba caindo para o final da escala de preferências.

Tornar esse momento menos dramático passa por pais e filhos compreenderem que aquilo que o professor indica para ser feito em casa é tão importante quanto prestar a devida atenção ao conteúdo ensinado durante a aula.

“É o momento em que o aluno, sozinho, entrará em contato com a matéria e perceberá realmente quais as dificuldades que tem, suas principais dúvidas, para depois resolver com o professor", afirma a pedagoga Andressa Ruiz, orientadora pedagógica do Colégio Franciscano Nossa Senhora do Carmo, de São Paulo. "No colégio, a gente costuma dizer que aula dada é aula estudada."

Vera Lucia Cassandro, coordenadora educacional e pedagógica da educação infantil da Mary Ward, outra escola paulistana, afirma que, além de colaborar para a assimilação do assunto, a lição de casa também desenvolve na criança responsabilidade e autonomia. "Mais do que realizar a tarefa, o aluno tem de fazer com capricho, não amassar a folha e, por fim, entregar na data determinada. É um desafio". E como tal, quando vencido, traz confiança e maturidade.

Obrigação, não punição

Apesar de exigir dedicação, concentração e um tempo longe das atividades preferidas, a hora de fazer a lição de casa pode passar com mais tranquilidade, sem ser um pesadelo na vida do estudante e dos pais. Mas, para que isso aconteça, além do bom planejamento da escola –para não sobrecarregar os alunos com um volume de lições superior ao que eles podem cumprir–, a criança tem de ser orientada e assistida por um adulto em casa. "O momento não pode ser chato, tem de ser agradável. A lição não pode ser punitiva, mas tem de ter obrigatoriedade", declara Vera Lucia, do Mary Ward.

Ainda segundo a coordenadora pedagógica e educacional, cada criança tem um desempenho particular e cabe aos pais avaliar, a partir da observação do rendimento dela, a maior ou menor necessidade de acompanhamento. Em linhas gerais, é possível estabelecer que, dos quatro aos dez anos, é imprescindível que um adulto supervisione de perto a realização da tarefa. A partir dos 11, pode-se flexibilizar um pouco a postura, mas Vera Lucia afirma que é importante estar por perto na hora do dever para ajudar em eventuais dúvidas. Também é fundamental checar se a criança fez a lição. Se perceber que ela pulou muitos exercícios, é bom investigar o porquê.

A seguir, confira dicas das especialistas ouvidas por UOL Gravidez e Filhos para você ajudar seu filho a se organizar na hora da lição de casa:

Horário

Estabeleça um horário fixo para a criança fazer as lições todos os dias. A rotina é importante para que ela se acostume com o dever. A decisão final é dos pais, mas não custa nada consultá-la sobre o período que ela gostaria de dedicar aos estudos. De repente, vale preservar a hora que passa aquele desenho que ela gosta na TV ou a hora que a turma do prédio se reúne para brincar. Seja justo.

Também leve em conta que cada indivíduo tem um período do dia em que rende melhor. Observe a produtividade de seu filho no horário reservado para a lição e, se preciso, mude. Mas não esqueça: não importa o horário determinado, ele tem de ser cumprido e fixo.

Local

Ter um canto de estudos na casa facilita a concentração da criança. Tenha em mente que precisa ser um lugar tranquilo, limpo e confortável, que não tenha fluxo de pessoas nem muitos estímulos. Em uma mesa cheia de brinquedos e enfeites, a criança vai se distrair. Se estiver perto da televisão ligada ou do computador, idem. Às vezes, seu filho pode cometer erros na lição não porque tenha dificuldade, mas por se dispersar durante sua execução.

Organização

Ajude a criança a organizar o material de estudos no local da lição. Se ela tiver tudo o que precisa ao alcance, vai concluir a tarefa mais rápido. Se precisar da tesoura e ela estiver guardada na mochila da escola, no andar de cima da casa, até chegar lá, ela pode encontrar o cachorro pelo caminho, parar na frente da TV... Com tudo organizado, não há necessidade de levantar do lugar. Ela tem de sentar, saber o que tem de fazer e executar sem pressa.

Outro fator que influencia de forma negativa na concentração é a postura. Quando a criança fica buscando uma posição confortável na cadeira, acaba se distraindo. O ideal é que ela se sente corretamente, usando o encosto da cadeira para apoiar as costas e tenha um apoio para os pés não ficarem pendurados. Conforto é essencial.

Acompanhamento e orientação

É responsabilidade da criança fazer a tarefa, mas é papel do adulto supervisioná-la. Esteja por perto, apoie e se mostre disponível. Isso não significa fazer a lição por ela nem ficar o tempo todo do lado.

Se seu filho disser que terminou a lição, peça para ver. A criança também quer compartilhar com o adulto aquilo que sabe, o que aprendeu. Se faltou responder a alguma coisa, veja onde está a dúvida, peça para ele contar para você como o professor ensinou em sala de aula. Nesse exercício de recapitulação, a dúvida pode se resolver naturalmente.

Se notar que a dificuldade é muito grande em uma atividade, fique de olho. Pode ser que o aluno não esteja prestando atenção na aula ou tenha dificuldade de determinada matéria. Vale uma conversa com o professor para saber como está o rendimento da criança na escola. É necessário ponderar se outro tipo de acompanhamento se fará necessário, como aulas de reforço. Quando os pais se envolvem, o processo fica bastante produtivo e natural.

Pausas

Se a criança cansar, pode parar um pouco? Pode, sim. É indicado que ela pare por 40 minutos, até uma hora, para descansar. Nesse tempo, pode brincar, ver um desenho, mas não pode deixar de retomar a tarefa depois, o que tem de ficar bem claro.

*Colaborou Fernanda Alteff



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos