Casacos e jaquetas militares são ótimas opções para os dias frios

Ricardo Oliveros
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    O trench coat é uma peça cara, mas que pode durar décadas sem sair de moda. Considere como um investimento, já que combina com diferentes estilos e situações

    O trench coat é uma peça cara, mas que pode durar décadas sem sair de moda. Considere como um investimento, já que combina com diferentes estilos e situações

Com a chegada do inverno, é hora de começar a pensar em peças mais quentes. A inspiração militar aparece como grande tendência na forma de “trench coats”; jaquetas modelo “bomber” e “perfecto”; casacos de marinheiro estilo “peacoat”. As denominações em língua estrangeira demonstram a origem inglesa ou americana das peças que se tornaram clássicos do guarda-roupa masculino ao redor do mundo. Conheça mais sobre a história de cada uma e acerte nas combinações para ganhar a batalha contra o frio.

“Trench coat” foi criado para guerra, eternizado pelo cinema e vai bem com tudo
O trench coat (casaco de trincheira, em inglês) surgiu em 1879 quando Thomas Burberry criou um casaco de gabardine, um tipo especial de tecido confortável e resistente à chuva. Seu primeiro cliente foi o exército britânico, que encomendou as peças para os soldados que lutaram nas trincheiras (daí o nome "trench") na Primeira Guerra Mundial.

Veja peças e combinações com diferentes de casacos
Veja Álbum de fotos

O cinema colaborou muito para o sucesso entre civis deste tipo de casaco. A figura mais emblemática que usou um “trench coat” foi o personagem Rick Blaine, interpretado por Humphrey Bogart em "Casablanca" (1942). Das histórias em quadrinhos, saiu o personagem Dick Tracy, detetive criado por Chester Gould em 1931.  Warren Beatty, dirigiu e atuou na versão feita para o cinema em 1990, tendo Madonna como a personagem Breathless Mahoney, uma sedutora cantora de uma boate comandada por um chefão do crime. Uma das características mais marcantes de Dick Tracy é seu “trench” de cor amarela.

Como usar: é um casaco de uso externo e deve ser retirado quando em ambientes internos. Ele tem modelagem maior, para que sirva sobre paletós e casacos e pode ser longo, médio ou curto. Lembre-se que se for combinar com terno ou costume, ele deve ser mais comprido que o paletó.

Apesar de ser uma peça cara, por ser um clássico, o “trench” sofreu poucas alterações no seu desenho original, e pode durar décadas no seu armário. Mesmo sendo um item tradicional, ele é versátil e combina com a maioria das roupas, inclusive jeans e camiseta, numa versão esportiva que pode ser aproveitada pelos mais jovens.

Jaqueta aviador ganha versões mais modernas em couro, nylon e moletom
A jaqueta aviador foi criada por Leslie Irvin que projetou, desenhou e fabricou o primeiro modelo. Batizado de A1, era feito de couro, fechado com zíper, e tinha punho e cintura ajustados, para que o vento e o frio não atrapalhassem os pilotos de avião, já que naquela época as aeronaves eram abertas. Em 1917, a Força Aérea dos EUA adotou a jaqueta que passou a ser conhecida como “bomber” (bombardeiro, em inglês). Em 1931, a Marinha criou a sua própria versão de jaqueta para os pilotos locados nos porta-aviões, a G1.

No cinema, não faltaram personagens memoráveis que usaram jaqueta aviador como os personagens vividos por Tom Cruise em “Ases Indomáveis” (1986) e Arnold Schwarzenegger em “Sexto Dia” (2000). Uma curiosidade é que a jaqueta usada por Harrison Ford na série "Indiana Jones" é uma mistura do clássico modelo A2 com uma jaqueta de James Dean.

Como usar: as versões em couro preto ou marrom, sem gola de pele, são as mais clássicas atualmente e podem ser usadas com calça de alfaiataria e camisa para momentos casuais e com jeans, malha e camiseta para sair para dançar, ir a um restaurante informal e bares.

Para este inverno, as marcas apostaram na atualização do modelo, propondo novas cores como cinza, e colocando capuz em versões mais esportivas em sarja e moletom. Para os dias com vento e chuva, pode-se optar pela versão de nylon impermeável.

Como ela tem elástico na parte de baixo, homens com barriga devem ter cuidado com este tipo de jaqueta, por causa do efeito estufado que ela tem quando fechada. Para estes casos, é melhor optar pelo modelo “biker” (motociclista, em inglês) que não tem elásticos nos punhos e nem na barra.

  • Divulgação

    Modelo atual de jaqueta perfecto criada pela Triton

A jaqueta perfecto não é somente para motoqueiros
A jaqueta perfecto foi idealizada em 1928 por Schott Bros, uma empresa familiar de imigrantes russos aberta em 1913 em Nova York. Ela proporcionava proteção ao corpo, no caso de um acidente, e foi distribuída diretamente aos motociclistas por meio do fabricante das motos Harley Davidson. Em 1925, a Schott Bros introduziu blusões com zíper no lugar de botões, e em 1930 passou a vender jaquetas de couro para os pilotos da Força Aérea americana.

Com o fim da Segunda Guerra, os militares que não se adaptaram ao terno e gravata formaram gangues de motociclistas como os “The Booze Fighters” (os precursores dos Hell’s Angels). Foram seguidos por milhares de outros jovens na América do Norte, e depois em Londres e em vários lugares da Europa, eternizados por Marlon Brando no filme “O Selvagem da Motocicleta” (1954).

Como usar: é uma peça esportiva, mas marcas internacionais apostaram em um novo jeito de combiná-la com calça e camisas sociais. Se você quiser manter o espírito rock’n’roll, no melhor estilo Ramones, aposte na velha e boa calça jeans com camiseta e uma bota ou coturno de couro.

“Peacoat” é um casaco de marinheiro e foi incorporado ao guarda-roupa masculino
Você pode não conhecer  este casaco pelo nome, mas já deve ter visto algum ou mesmo ter um no seu armário. O “peacoat” parece um sobretudo curto, com lapelas bem largas e usado transpassado com fileiras de botões dos dois lados da frente.

Apesar de “pea” em inglês significar ervilha, vem da palavra holandesa “pije”, um tecido de lã grossa, fabricado desde o século 16 e usado por marinheiros da Holanda e que se tornaram comuns nas marinhas europeias pela capacidade de proteção da chuva e ventos em alto-mar.

Como usar: o “peacoat” por causa de seu desenho limpo aceita combinações de maneira casual elegante com calça de alfaiataria e camisa social, ou mais esportiva, com jeans e camiseta. Uma maneira moderna de usar é misturar peças clássicas como colete e gravata borboleta combinadas a uma calça jeans.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos