Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/album/2012/03/07/quartos.htm
  • totalImagens: 1000
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
Fotos
O branco e os tons de cinza predominam na composição da suíte principal. A obra de arte na parede pertence à família proprietária da casa de campo em Bragança Paulista (SP). A decoração é um projeto do arquiteto Otto Felix MCA Estudio/ Denilson Machado/ Divulgação

Mais
Assim como nos outros ambientes internos, nessa suíte, a parede recebeu cimento queimado e o piso, um acabamento em madeira. Com uma varanda privativa, o dormitório possui também uma mesa que compõe um espaço para home office. O projeto de reforma da cobertura no Rio de Janeiro (RJ) tem assinatura do escritório InTown Denilson Machado/ MCA Estudio/ Divulgação

Mais
Os dormitórios são fechados com folhas de correr de madeira cumaru e portas corrediças de vidro. O interior dos dormitórios também exibe o piso de cimento queimado e o concreto armado estrutural das paredes e da laje. A casa das Duas Vigas tem arquitetura de Yuri Vital Nelson Kon/ Divulgação

Mais
Em uma das suítes da casa de campo no interior de SP, a cabeceira em madeira (nogueira), com acabamento brilhante, recebeu nichos para acomodar os livros. O dormitório com cortinas de linho está conectado ao jardim da residência decorada pelo arquiteto Maurício Karam Sérgio Israel/ Divulgação

Mais
O arquiteto Maurício Karam desenhou uma cabeceira em madeira ebanizada para esta suíte na casa de campo no interior paulista. O dormitório com cortina de linho está conectado ao jardim da residência por uma porta corrediça Sérgio Israel/ Divulgação

Mais
Acima da cabeceira em couro, a parede foi revestida com tecido (algodão) em tom bege claro. Ainda para a decoração da suíte máster, o arquiteto Maurício Karam escolheu espelhos em chapa de ferro envelhecida e uma poltrona em couro marrom. O ambiente com terraço privativo fica no pavimento superior desta casa de campo Sérgio Israel/ Divulgação

Mais
Uma das suítes de hóspedes segue o conceito "country chique" adotado no restante da casa de campo. No dormitório, o arquiteto Maurício Karam empregou criados-mudos antigos, feitos de madeira e palha, e uma cabeceira em couro, desenhada sob medida Sérgio Israel/ Divulgação

Mais
Como se nota neste dormitório, a proposta de decoração do arquiteto Maurício Karam foi unir materiais rústicos como couro e madeira para um estilo "country chique". A casa de campo no interior de São Paulo fica em um terreno de 3.880 m² e conta com 16 cômodos, entre eles, cinco suítes Sérgio Israel/ Divulgação

Mais
Os dormitórios de hóspedes, no pavimento inferior, foram criados nos anos 30. Apesar de estarem abaixo do nível de acesso da casa, são bem iluminados com suas grandes janelas-balcão. O piso é de pedra mineira e a mobília reúne camas, baús e penteadeiras de estilo colonial.O projeto de restauro do casarão em Itatiba é do arquiteto Leonardo Junqueira Bob Toledo/ Divulgação

Mais
Casa Cor Ceará 2016 Esdras Guimarães/Divulgação

Mais
Casa Cor Ceará 2016 - A parede da cabeceira do Quarto do Casal, assinado por Beatriz Miranda, esbanja personalidade com o painel de madeira cortada à laser. A estrutura cria um marcante efeito escultural, além de enaltecer o pé-direito alto, original da casa Esdras Guimarães/Divulgação

Mais
Tons de azuis predominam no suíte principal da casa de praia em Camaçari (BA). No dormitório, o arquiteto Sidney Quintela combinou a cabeceira em capitonê com o papel de parede floral Xico Diniz/ Divulgação

Mais
Casa do Obama - A suíte principal, que será ocupada por Barack e Michelle Obama, conta com uma ótima iluminação natural e é decorada ao estilo campestre, inspirado nas moradas rurais britânicas. A cama ampla e convidativa está ladeada por duas cômodas ebanizadas. O detalhe delicado fica pela forma floral do espaldar da cadeira (à esq.), repetida no plafon Reprodução/www.mcfadden-group.com

Mais
Casa do Obama - Durante os oito anos como primeira-dama, Michelle Obama vestiu modelos assinados pelos melhores e mais cobiçados estilistas. Para guardá-los após o mandato do marido, ela tem à disposição este closet espaçoso Reprodução/www.mcfadden-group.com

Mais
Casa do Obama - Um dos nove quartos da casa foi pensado especialmente para as filhas adolescentes de Barack Obama: Malia e Natasha. Assim como no quarto dos pais, este cômodo combina elementos leves e com aspecto rústico, a exemplo da cômoda (à dir.). Destaque para o nicho abaixo da janela que acomoda objetos e livros Reprodução/www.mcfadden-group.com

Mais
Para as suítes da casa em Florianópolis a preferência pelos tons neutros permanece, mas as referências são mais clássicas e há algumas estampas. O projeto de arquitetura e de interiores é de Luiz Maganhoto e Daniel Casagrande Roger Dipold/ Divulgação

Mais
A paleta de cores escolhida para as suítes é neutra e alia tons de cinza e fendi às superfícies espelhadas. No cantino de leitura, ao fundo, um pendente de cristal se destaca sobre a mesa. A casa em Balneário Camboriú (SC) foi projetada pelos profissionais do escritório EB Arquitetura R. R. Rufino/Divulgação

Mais
Em uma casa concebida para uma família que adora receber, a suíte dos hóspedes foi decorada com cores neutras e mobiliário que privilegia o conforto. O local teve como inspiração os quartos de hotéis butique e foi desenvolvida pelos profissionais do EB Arquitetura R. R. Rufino/Divulgação

Mais
O quarto das crianças tem um ar provençal, com tons suaves e muita madeira. O destaque vai para as seis camas capazes de acomodar os filhos do casal e alguns amigos. O projeto de arquitetura e de interiores da casa no campo é assinado por Dado Castello Branco Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Nesta casa de campo projetada pelo arquiteto Dado Castello Branco, a suíte do casal conta com uma atmosfera elegante e serena dada pelo papel de parede (Paper) listrado e as cortinas de linho, que deixam a ambientação mais atual Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Revestimentos neutros também predominam na suíte do casal, que conta com um home theater. A combinação entre recamier em linhão, tapete de camurça e cortinas de linho confere uma atmosfera acolhedora e tranquila ao dormitório. A residência Hibiscos conta com 1.200 m² de área construída e interiores projetados pela arquiteta Estela Netto Jomar Bragança/Divulgação

Mais
Na residência Hibiscos, o quarto da filha foi projetado com a intenção de alinhar uma atmosfera mais romântica com peças de design atemporal: o destaque vai para o papel de parede adamascado e para o conjunto de arandelas (à esq.). A casa, desenhada pela arquiteta Myrna Porcaro, teve interiores projetados por Estela Netto Jomar Bragança/Divulgação

Mais
Casa Cor Rio 2016 - Um ambiente para esquecer do tempo: esse é o Quarto do Casal, de Adriana Valle e Patricia Carvalho. A leveza é conseguida pela paleta de cores que emprega o branco, o cinza e o azul com delicadeza. O painel espinha de peixe em madeira clara, por sua vez, emoldura a cama Olho Interni, de Isabelle Demari, e o móvel antigo de Arnaldo Danemberg (à dir.), que virou um criado-mudo André Nazareth/Divulgação

Mais
Casa Cor Rio 2016 - O cinza pode ter destaque até mesmo em ambientes mais descontraídos, como o Quarto do Neto, de Tatiana Lopes e Tatiana Mendes. A cor aparece na laca aplicada ao nicho da cama, projetada pelas arquitetas, que fica nada sisuda se combinada à madeira clara e ao jogo de LEDs que ilumina as estantes internamente André Nazareth/Divulgação

Mais
Para explorar ao máximo a área de 14 m² do apartamento, a arquiteta Consuelo Jorge idealizou uma parede/ estante de MDF (à esq.) que se movimenta a partir de trilhos fixados na laje. Conforme a posição, a divisória revela o quarto (foto), onde é possível montar uma cama de casal, ou a sala de jantar e o escritório Raphael Briest/Divulgação

Mais
Casa Cor Rio 2016 - A amplitude da área interna do loft é garantida pela uniformidade de teto e paredes, revestidos com ripas de madeira montadas horizontalmente. A iluminação natural, valorizada pelas janelas de vidro, também favorece a sensação de que o ambiente é maior, enquanto as luzes artificiais focadas ou indiretas aumentam o aconchego André Nazareth/Divulgação

Mais
Os dormitórios da casa Gozu dão continuidade ao uso de tons escuros e ares rústicos dos acabamentos internos, em madeira ou aço corten metálico-avermelhado. Na cabeceira da cama e no piso e em parte dasparedes predomina o pinho, mas atrás da TV foi usada pedra bruta. A típica casa de campo foi projetada pela equipe de arquitetos do OPUS, coletivo colombiano Isaac Ramirez/Divulgação

Mais
Casa Cor PE - 2016: o Quarto do Casal, projetado por Ana Cristina Cunha, aproveita as várias possibilidades da madeira: dos painéis adornados por arandelas circulares (à esq.), às réguas na parede ao fundo com continuidade no teto, como também no aparador com os pés em metal dourado, desenhado por Jader Almeida, posicionado aos pés da cama Felipe Araújo/Divulgação

Mais
O dormitório do Bento foi inspirado na fazenda dos avós, no Mato Grosso do Sul, e conta até com galinhas e cavalos de brinquedo. Para criar um ambiente ainda mais aconchegante, a blogueira Lucila Turqueto fez desenhos a mão livre na parede e criou um degradê esverdeado. A estrutura em forma de casa, sobre a cama, é outro detalhe charmoso do quartinho Fabiano Cerchiari/UOL

Mais
Casa Cor Paraíba 2016 - As linhas do semi-árido paraibano inspiraram a divisória metálica do Quarto do Casal, pensado por Germana Terceiro Neto e Milena Regis. A estrutura montada junto à janela tem como base o desenho dos cactos xique-xique, comuns na região. O padrão é repetido na cabeceira estofada da cama, prolongada até o teto Lyssandro Silveira/Divulgação

Mais
Com metragem enxuta, a suíte ganhou amplitude com a introdução de espelhos nas laterais da cama, sobre os criados-mudos. O projeto de interiores para este apê habitado por uma universitária foi realizado pelos arquitetos do escritório Conrado Ceravolo, em São Paulo Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
O quarto do rapaz tem visual aconchegante e contemporâneo com superfícies claras, cabeceira de carvalho americano e pinceladas de cor nas almofadas e no quadro. O imóvel pertence a um jovem economista e foi projetado pelos arquitetos do escritório Conrado Ceravolo, em São Paulo Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
Casa Cor MG 2016 - Na Suíte da Estilista, de Maurício Bonfim, a iluminação traduz a ousada mistura de estilos, que vai do clássico ao moderno. Um lustre em altura inusitada (à esq.) 'divide' a cabeceira e contrasta com a luminária preta (à dir.), de foco dirigido. Sobre a 'boiserie', a faixa de LEDs (á dir.) evidencia o aspecto descascado da parede. Estudio exOptico/Divulgação

Mais
Casa Cor MG 2016 - No Estar Integrado, criado por Isadora Capobiango, o projeto luminotécnico trabalha com luz indireta na borda do forro e na área recortada da sanca, dando destaque à madeira clara e aos revestimentos das paredes. Para fugir ao convencional e ampliar o interesse pela composição com a mesa de jantar e o sofá, o lustre escolhido é leve, mas marcante Divulgação

Mais
Casa Cor MG 2016 - No Quarto de Hotel, desenhado por Junior Piacesi, um recurso de iluminação que chama atenção é o ponto que incide sobre o boxe translúcido, uma caixa de vidro alta e que se transforma em uma espécie de grande luminária para o ambiente. Outro ponto de interesse é o pendente Gregg, da Foscarini, que marca presença sobre a bancada (à dir.) sem comprometer o conforto da meia-luz Jomar Bragança/Divulgação

Mais
Casa Cor MG 2016 - Estreia das designers Andreia Moura e Juliana Silva na Casa Cor MG, o Quarto do Jovem Urbano é essencialmente escuro, baseado em cores como grafite e cinza. Para minimizar a frieza da decoração, o pendente Melt, assinado por Tom Dixon, irradia reflexos bronzeados e proporciona o surpreendente efeito que lembra o vidro ainda incandescente Clarice Tolentino/Divulgação

Mais
Casa Cor MG 2016 - Para ressaltar as cores da Suíte Inverno Azul, Natália Botelho e Paola Corteletti optaram por diferentes soluções em iluminação. Para a cama, dois pontos de luz se cruzam: um vindo da luminária ao lado da cabeceira e outro, maior, emitido pelo spot preso a uma espécie de pérgola. Logo atrás, uma faixa de LEDs ressalta o verde da laca que reveste o nicho Jomar Bragança/Divulgação

Mais
Casa Cor MG - 2016: o Closet, projetado por Carico, não foi feito só para guardar roupas e acessórios, o ambiente foi pensado para divertir e aconchegar. Ao centro, as cores reinam em uma poltrona laranja e na cadeira com estofado roxo claro, inusitadas pernas curvas e encosto dourado, que imita asas. Quer 'tirar' a decoração do comum? Siga esta proposta e aposte em uma peça 'diferentona' Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Casa Cor MG - 2016: Junior Piacesi quebrou a impessoalidade no Quarto de Hotel com itens que promovem o conforto. Como a cama é a vedete do ambiente, eleja um modelo de impacto e condizente com o que você deseja expressar, se puder investir em apenas um item de decoração. O móvel escolhido neste caso, amplo e todo estofado em verde, é o maior símbolo da ideia do arquiteto: aumentar o aconchego Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Casa Cor MS - 2016: no Loft do Jornalista, ambiente pensado por Ana Paula Reiter, a cor cinza predomina em várias nuances. Nas paredes, a designer optou pela pintura em duas faixas: a maior em tom claro e outra, mais fina e acima do rodapé, escura. Os acabamentos se alinham ao teto de concreto aparente Denilson Machado/Divulgação

Mais
Casa Cor MS - 2016: um ambiente com paredes pretas é sempre pesado, certo? Errado. No Quarto do Casal, a arquiteta Karla Estrela investe em tons terrosos para dar mais leveza e elegância ao espaço. No teto, a madeira clara foi instalada em um padrão diagonal com ares de concreto, o material é incorporado também à cabeceira da cama, trabalhada e em tom mais claro Denilson Machado/Divulgação

Mais
Na suíte do casal, a cama (Ludipe Marcenaria) fica disposta na altura ideal para que a moradora cadeirante consiga se colocar no leito, sem precisar de ajuda. Na decoração, tons de cinza marcam a cabeceira (Regatta), a roupa de cama e a tapeçaria (S&S Rugs), que aqui, também é ampla para evitar problemas no deslocamento da cadeira de rodas Marco Antonio/ Divulgação

Mais
As paredes que delimitam os cômodos, como esta entre o living e o dormitório (foto), são feitas de eucalipto australiano ebanizado. A ideia é combinar o revestimento à marcenaria geral, que dá corpo às camas, sofás e outros móveis de grande porte, todos acabados em laminado melamínico preto. O projeto de arquitetura e interiores é do escritório Jackson Clements Burrows Jeremy Weihrauch - Gollings Studio/ Divulgação

Mais
O dormitório do casal, que fica atrás da parede de tijolos aparentes, tem uma composição básica. Mas são os detalhes que dão ao espaço um ar descontraído: o destaque fica por conta dos dois quadros apoiados sobre a cabeceira (Italínea) e da luminária em dourado (à esq.) que segue o estilo industrial adotado na área social. A reforma é do escritório Samaia Arquitetura + Design Edson Ferreira/ Divulgação

Mais
Os armários foram instalados nas laterais da cama, deixando áreas livres para a circulação e resolvendo a falta de espaço. Portas espelhadas ampliam o ambiente íntimo do apartamento Patch 01, na Cantareira, reformado pelo escritório IBD Arquitetura e Interiores Sidney Doll/ Divulgação

Mais
Cama baixa, escrivaninha e luminária resumem a ambientação dos quartos da Casa Arca, projetada pelo arquiteto Marko Brajovic. Para garantir a privacidade dos usuários, parte das paredes é de madeira, e para que a luz natural entre, um dos fechamentos é feito em vidro Divulgação

Mais
O piso da Waterlovt (www.waterlovt.com) é especial e mantém a temperatura agradável ao toque, arrefecendo ou aquecendo segundo a necessidade climática. Como os ambientes têm fechamento em vidro, o brise ripado ajuda a quebrar a incidência de luz solar direta. Na decoração, poucos e bons móveis em madeira Divulgação

Mais
Alexandre Ferro, do Quitanda Urbana (www.quitandaurbana.com), é o responsável pelo grafite do quarto assinado por Marí Aní Oglouyan e exibido na edição paulistana da Casa Cor 2008 Carlos Piratininga/Viva Decora/ Divulgação

Mais
O artista Rafael Highraff (www.facebook.com/highraff) assina a parede do quarto, em um apê desenvolvido pelo escritório CArq Arquitetos. Com cores vibrantes e linhas orgânicas, o trabalho mescla natureza com psicodelia. A imagem faz parte do acervo da plataforma Viva Decora (www.vivadecora.com.br) Demian Golovaty/Divulgação

Mais
O Quarto do Casal com Closet, de Marina Stockler e Carolina Posanske, visa o aconchego e a praticidade. O piso de taquinhos de madeira, pré-existente no espaço, foi apenas lixado e restaurado. Sob os pés da cama, um tapete da Originale (www.originalemaison.com.br) com duas texturas Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
Fernanda Distéfano assina o Quarto do Bebê, com 30 m². O piso do espaço na Casa Cor PR foi recuperado e, para decorá-lo, a arquiteta usou um tapete classudo sob o berço. Na ambientação, a cor pistache é combinada ao 'off-white' e ao bege. Ao fundo, um balanço cria um cantinho de descanso Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
A arquiteta Flávia Bonet criou o Studio do Jovem Casal com 45,45 m² e paredes parcialmente revestidas de painéis de madeira. O tapete com padrão 'patchwork' se alinha aos móveis contemporâneos e básicos. O piso é vinílico em tom roxo, da Casa Nova Seminário (casanova.com.br) Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
Os irmãos Christian e Richard Schönhofen assinam o Quarto de Hóspedes. Com 30 m², o ambiente é estruturado sobre tablados para o apoio de parte dos móveis, como a cama e a 'recamier' (ao fundo). O tapete de couro quadriculado dá textura ao espaço com decoração neutra pontuada pelo azul (como na 'boiserie') e o mostarda Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
O Quarto da Moça, com 35 m², é assinado pela arquiteta Yara Mendes e tem um tapete 'peludinho' no nível mais baixo do piso, sob a cadeira Butterfly, com concha de crochê. Sobre o patamar que sustenta a cama, mas uma tapeçaria, esta revestindo todo o piso e o degrau Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
A decoradora Yara Mendes é a responsável pelos 35 m² do Quarto da Moça. Os animais do ambiente são discretos, mas apesar disso, marcam presença a exemplo do cachorro usando fones de ouvido, posicionado logo à frente do armário espelhado. Nos pés da cama, mais bichos: uma dupla de gatinhos feitos de crochê dá charme e indica o 'hobby' da fictícia moradora Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
Na Villa Planchart, arquitetura, mobiliário e objetos dialogam entre si: nos dormitórios, as estruturas multifuncionais das camas abrigam iluminação, cinzeiro, porta-livros e prateleiras. O projeto foi realizado nos anos 1950 e é de autoria do arquiteto milanês Gio Ponti, um dos grandes nomes do design italiano Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Nos dormitórios da Villa Planchart, na Venezuela, os móveis foram planejados pelo arquiteto italiano Gio Ponti, que também assina a a arquitetura. Em madeira, as prateleiras, cabeceiras e estantes têm recortes geométricos e dialogam com o trabalho triangular, cinza, no forro Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O Quarto da Menina, assinado pelo escritório Très Arquitetura na Casa Cor SP, foi projetado para uma pré-adolescente antenada e sofisticada. A marcenaria é elaborada e tem um tablado para apoiar a cama e a estante. À direita, está a poltrona Tripod, de madeira, aço e couro, criada pelo designer polonês Jorge Zalszupin Katia Kuwabara/UOL

Mais
No Quarto da Menina, que mede 15 m², o destaque vai para a estante com linhas ortogonais (em ângulos retos) composta de nichos cheios e vazios, com diferentes texturas e materiais. O espaço desenvolvido pelo escritório Très Arquitetura tem como elementos principais de decoração a madeira com veios marcados e diferentes estampas de tecido Katia Kuwabara/UOL

Mais
Na casa de praia criada por Debora Aguiar, a suíte do casal tem cama com dossel e fica encostada à parede em pedras. No quarto, as cores neutras que vão do "off-white" ao marrom fazem referência aos tons das areias de Trancoso (BA) Marco Antonio/ Divulgação

Mais
O quarto de hóspedes do Apartamento em Floripa (SC) foi mobiliado de forma que servisse como uma pequena sala íntima. A marcenaria e o sofá-cama solucionaram o quesito flexibilidade. Assim como na área íntima, o piso é de porcelanato padrão madeira, transmitindo sensação de aconchego. Ideia Pimont Arquitetura Pedro Caetano/UOL

Mais
A suíte do casal do Apartamento em Floripa (SC) também foi resolvida com marcenaria. Em tom de cinza e laqueada, integra cama com cabeceira estofada, criado-mudo e escrivaninha. Aqui, o projeto do Pimont Arquitetura recorreu ao forro para acoplar a iluminação Pedro Caetano/UOL

Mais
No detalhe, o pendente que funciona como abajur, racionalizando o espaço do criado-mudo. Apartamento em Floripa (SC) com design do Pimont Arquitetura Pedro Caetano/UOL

Mais
Um closet com marcenaria Florense e cadeira em madeira com encosto de couro sintético (Marché Art de Vie) integra a suíte do casal de publicitários, donos do Apartamento Higienópolis, em São Paulo. Arquitetura e interiores da D2N Celia Marie Weiss/UOL

Mais
Já o dormitório do casal tem luminária com pintura cobreada (Luz Oculta), e roupa de cama Casa Almeida. A reforma do Apartamento Higienópolis, bem como seu projeto de interiores, são assinados pela D2N Celia Marie Weiss/UOL

Mais
O pé-direito duplo e a existência de uma claraboia espalham a luz do sol e dão mais frescor ao quarto. O ambiente fica separado de uma varanda interna por fechamentos fixos de vidro temperado (9 mm). Boa parte da luminosidade entra pela fachada dos fundos, em blocos vazados de concreto (Mitza). A casa Gabriela é um projeto do Taco Taller de Arquitectura Contextual e fica no México Leo Espinosa/ Divulgação

Mais
No dormitório é mantida a linguagem rústica do cimento queimado polido, só que ali, o tom é mais claro. A porta para o banheiro (à dir.) é de madeira maciça. No ambiente, a cama e a mesa de estudos são de concreto usinado e armado (Cemex) e foram desenhadas pelos arquitetos do escritório Taco - Taller de Arquitectura Contextual, responsável pela casa Gabriela, no México Leo Espinosa/ Divulgação

Mais
Definido pela estante, o quarto tem em uma das paredes um armário embutido com portas espelhadas que ajudam a ampliar visualmente o ambiente. No topo da divisória, os nichos sem fundo permitem que o ar refrigerado circule entre o living e o dormitório. Ao fundo, é possível ver a cozinha instalada junto à porta de entrada. O apê com 29 m² teve seus interiores assinados pelo escritório Notar Design Jhonatan Chicaroni/UOL

Mais
Casa Cor SP 2010: Na suíte criada em homenagem a Raí, capitão da seleção brasileira campeã na Copa de 1994, Consuelo Jorge criou um ambiente hi-tech, em que luz e som podem ser controlado remotamente Marco Pinto/UOL

Mais
Casa Cor SP 2016 - ambiente Shoji 04: Na bancada junto ao parapeito, o destaque vai para as esculturas em cerâmica desenvolvidas pelo artista Florian Raiss. O quarto também tem uma parede iluminada e conta com uma janela generosa, protegida pelas persianas de madeira. O projeto de decoração é do escritório Yamagata Arquitetura Denilson Machado/ Divulgação

Mais
Casa Cor SP 2016 - ambiente Shoji 04: Quando iluminado, o quarto se revela através dos vãos da treliça que faz a fluida divisória entre área íntima e social. O escritório Yamagata Arquitetura encaixotou três dos quatro ambientes da casa completa, com 84 m², por eles desenvolvida para a 30ª edição da Casa Cor SP Denilson Machado/ Divulgação

Mais
O closet e o banheiro assinados pelo arquiteto Pedro Ernesto e pela designer de interiores Leandra Casto é decorado com materiais nobres, como metais banhados em ouro rosa e revestimentos que misturam porcelanato, concreto aparente e mármore travertino, todos em tom de cinza. Para manter o cima, até as as toalhas e as roupas do morador expostas no espaço são pretas. Espaço da Casa Cor Goiás 2016 Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Um dos 5 quartos localizados na mansão de Britney Spears tem papel de parede floral com fundo escuro, que cria um contraste interessante com as duas camas com cabeceiras estofadas. À direita, uma poltrona Womb (desenhada por Eero Saarinen) com pufe convida ao descanso. A residência fica na Califórnia, Eua, e está à venda por US$ 8,9 milhões, oU R$ 32 milhões (cotação do dia 13.maio.2016) Beach City Brokers/ Reprodução

Mais
Uma das suítes da mansão de Britney Spears recebeu móveis de madeira robustos e cama confortável com cabeceira estofada em capitonê. As paredes são cinza e o tapete é macio e felpudo. A residência está à venda por R$ 32 milhões, na Califórnia, Estados Unidos Beach City Brokers/ Reprodução

Mais
O quarto principal é o maior da casa e conta com closet (foto 14) e banheiro (foto 15). O ambiente é decorado nas cores branco, cinza e marrom, tem cama confortável com cabeceira imponente e um lounge equipado com lareira. A cantora Britney Spears colocou à venda por US$ 8,9 milhões, cerca de R$ 32 milhões (de acordo com a cotação de 13.maio.2016), uma de suas mansões, nos Estados Unidos Beach City Brokers/ Reprodução

Mais
O closet do quarto principal tem móveis planejados equipados com nichso, prateleiras, armários e araras. O espaço faz parte da casa com 800 m² colocada à venda pela cantora Britney Spears, nos EUA Beach City Brokers/ Reprodução

Mais
O Art Institute of Chicago (www.artic.edu) foi convidado para desenvolver um quarto para o Airbnb inspirado na obra de Vincent Van Gogh (1853-1890), chamada Quarto em Arles. O dormitório disponível no site de hospedagem fica em Chicago, nos Estados Unidos Divulgação

Mais
A decoração do quarto, que pode ser alugado por R$ 36 (cada noite) no site de hospedagem Airbnb (www.airbnb.com), é assinado pelo museu Art Institute of Chicago. O quadro Quarto em Arles, de Van Gogh é a inspiração Divulgação

Mais
O quarto inspirado na obra do holandês Van Gogh está localizado em Chicago, nos Estados Unidos, e pode ser alugado via Airbnb (www.airbnb.com.br) por R$ 36, o pernoite. O Art Institute of Chicago foi convidado para desenvolver o aposento que leva as cores, bem como móveis e objetos semelhantes aos da pintura "Quarto em Arles" Divulgação

Mais
Van Gogh começou a pintar seu próprio aposento na cidade francesa de Arles em 1888, mas só terminou a obra um ano depois. Em fevereiro de 2016, o Airbnb convidou o museu Art Institute of Chicago para criar uma releitura da pintura em tamanho real (a de um dormitório) e plenamente usável em Chicago, nos Estados Unidos Divulgação

Mais
O quadro "Quarto em Arles", assinado por Van Gogh, ganhou uma "releitura" usável desenvolvida pelo museu Art Institute of Chicago. No ambiente, móveis e utensílios são muito parecidos com os da pintura do expressionista Divulgação

Mais
O quadro "Quarto em Arles", pintado por Van Gogh (entre 1888 e 1889), serviu de referência para um quarto alugado via Airbnb, nos Estados Unidos. Quem assina o projeto é o museu Art Institute of Chicago. Na foto, uma cadeira real, muito parecida com a da pintura Divulgação

Mais
O quadro "Quarto em Arles", assinado por Van Gogh, ganhou uma "releitura" usável desenvolvida pelo museu Art Institute of Chicago. No ambiente, móveis e utensílios são muito parecidos com os da pintura do expressionista. O aposento pode ser alugado via Airbnb (www.airbnb.com) por R$ 36 (a diária) Divulgação

Mais
O projeto realizado pelos arquitetos do escritório PKMN buscou atender as necessidades dos moradores por espaços para armazenamento. Na foto, o closet do casal, com face espelhada Javier de Paz García/ Divulgação

Mais
No quarto do casal, cama e criado-mudo ficam escondidos dentro de um módulo quando não estão em uso. "A grande mudança é que, agora, a nossa casa é capaz de se adaptar às nossas diversas necessidades e não o contrário", comenta a moradora, dona Maria José. A reforma do apartamento nas Astúrias foi idealizada pelos arquitetos do escritório PKMN, que trabalham com sistemas de divisórias móveis para criar espaços que maximizem o aproveitamento da área disponível Javier de Paz García/ Divulgação

Mais
Quando a família precisa, o segundo quarto aparece com o movimentar dos módulos giratórios. Uma porta de correr garante a privacidade para o ambiente com duas camas embutidas. A reforma no apartamento no norte da Espanha foi idealizada pelos arquitetos do escritório PKMN Javier de Paz García/ Divulgação

Mais
Normalmente, as áreas íntimas são bem delimitadas para que cada dormitório tenha sua privacidade. Na Casa Maria Borges, a ala dos quartos é um grande espaço aberto, segundo define o arquiteto João Favila Menezes, do Atelier Bugio Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Os dormitórios recebem luz natural por aberturas no telhado ou através de janelas de mansarda. O estilo é bastante minimalista e o branco serve, também, para refletir a luz natural e melhorar a iluminação dos ambientes desenvolvidos pelo Atelier Bugio Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O quarto de Adam Levine e Behati Prinsloo segue o estilo de decoração dos outros espaços do loft, colocado à venda por cerca de R$ 20 milhões, em Nova York. A parede é de tijolos aparentes, o ambiente tem janelões que trazem bastante luz ao interior e os tons escolhidos são os mais escuros, como marrom e cinza, que deixam o dormitório aconchegante Oxford Property Group/ Reprodução

Mais
No detalhe do quarto, destaque para a arandela instalada no prolongamento da cabeceira. O espaço faz parte do Refúgio Contemporâneo, criado por Eduardo Baldelomar, na Casa Cor Bolívia 2016 Alvaro Mier/ Divulgação

Mais
O dormitório do Refúgio Contemporâneo, desenhado por Eduardo Baldelomar e exposto na edição boliviana da Casa Cor 2016, é decorado com cores neutras, como "off-white" e cinza, contrastando com a riqueza do dourado. Em primeiro plano, uma cadeira Shell, desenhada pelo dinamarquês Hans Wegner (1914-2007) Alvaro Mier/ Divulgação

Mais
O arquiteto Giancarlo Rocco tira partido de nichos feitos com "drywall" para criar volumes e texturas no quarto do casal. Sobre a cama, um nicho acomoda duas obras da moradora e são iluminados pela fita LED embutida. Destaque ainda para as arandelas posicionadas junto à cama Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Despojado, o dormitório do casal conta com cama com dossel e uma nostálgica cadeira de família, no canto, à esquerda. Destaque para a janela de esquina que permite a entrada de luz natural neste ambiente da Casa do Bomba, assinada pelo escritório Sotero Arquitetos Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Em um dos dormitórios, a paleta é neutra e reservao aos detalhes as cores mais quentes, como em almofadas e quadros. A cobertura que pertence à atriz Uma Thurman, está à venda por R$ 22 milhões, em Nova York, nos EUA Corcoran.com/ Divulgação

Mais
Em um dos quarto de hóspedes da cobertura dúplex de Uma Thurman, colocada à venda por R$ 22 milhões, o piso é de madeira clara. O dormitório é amplo e conta com um banheiro e paredes revestidas pelo tecido escuro Corcoran.com/ Divulgação

Mais
Detalhe de um dos cinco quartos da cobertura que Uma Thurman está vendendo por R$ 22 milhões, em Nova York. A decoração desenvolvida pela designer Maeve Carr para o espaço tem detalhes em tons de roxo e verde Corcoran.com/ Divulgação

Mais
O dormitório do casal inspirado por Lisssy Moreno para criar o ambiente Oré Putujú Sabe, dentro da Casa Cor Bolívia, conta com cores quentes dexando o espaço mais aconchegante Alvaro Mier/ Divulgação

Mais
O quarto do casal tem cabeceira tipo almofadão e a decoração segue a ideia dos degradês em cinza e azul que rege os interiores do apê. As cortinas, em linho leve e claro, fica embutida na sanca, onde também foram inseridas fitas LED. O tapete cinza escuro é Clatt. O apartamento Alvorada tem projeto de interiores assinado pelo escritório Suite Arquitetos Ricardo Bassetti/ Divulgação

Mais
O dormitório principal, assim como outros ambientes do pavimento íntimo, tem piso em assoalho de madeira e portas de correr envidraçadas, que oferecem vista direta para o pátio verde interno. A casa Ibiray é um projeto dos arquitetos Lucho Oreggioni e Sonia Prieto Leonardo Finotti/ UOL

Mais
A arquiteta Fabiana Ortiz se inspirou na união da família para criar a suíte do bebê na Casa Bossa Nova, dentro da edição 2016 da Casa Cor Campinas. O espaço busca praticidade, funcionalidade e conforto para ajudar a mãe a cuidar da criança. A iluminação é suave e foi projetada considerando a sensibilidade dos olhos dos bebês João Ribeiro/ Divulgação

Mais
As arquitetas Magali Selingardi e Giovana Carvalho misturaram a sofisticação do carpete e da seda no closet com a simplicidade do cimento queimado nas parede na Suíte Bossa Nova, na Casa Cor Campinas 2016. Em algumas peças, as características artesanais e rústicas foram mantidas, como na porta de correr (à esq.) e nos aparadores ao lado da cama. Os tons neutros predominam no ambiente com poucos detalhes em amarelo e lilás João Ribeiro/ Divulgação

Mais
A arquiteta Denise Teixeira é a responsável pela suíte do filho caçula, inspirada no trabalho do Corpo de Bombeiros. O piso vinílico em tom neutro aumenta a claridade e permite que as cores fortes se destaquem em pontos estratégicos, como o painel atrás da cabeceira e a foto sobre a porta corrediça. O quarto faz parte da Casa Tropicália, exibida na Casa Cor Campinas 2016 João Ribeiro/ Divulgação

Mais
Mariana Oliva assina a Suíte da Matriarca, dentro da Casa Tropicália, na edição 2016 na Casa Cor Campinas. Cores suaves, mobiliário clássico e almofadas de seda fazem o espaço da avó mais elegante e convidativo João Ribeiro/ Divulgação

Mais
O quarto do bebê fica voltado para o jardim e tem piso revestido com assoalho. A janela de três folhas conta com diferentes fechamentos: vidro, painel e veneziana (ambos) de madeira. A casa LP é um projeto do escritório Metro Arquitetos e fica na capital paulista Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O dormitório do casal tem vista para o jardim e piso de madeira (assoalho), além da janela corrediça com caixilhos de chapa dobrada e tubos de aço carbono. A decoração é mínima e segue a linha despojada adotada no restante da casa LP, projetada pelo escritório Metro Arquitetos Leonardo Finotti/ UOL

Mais
No apê do edifício Gemini, os móveis têm design sofisticado e formas leves. No quarto, o criado-mudo desenhado por Flávio Borsato e Mauricio Lamosa é feito com madeira e conta com acabamento laqueado. O projeto de reforma e a decoração são assinados pelo arquiteto Takuji Nakashima Ana Mello/ UOL

Mais
No quarto o piso original de madeira foi mantido e as paredes brancas criam a base perfeita para as pitadas de cor que descontraem o espaço reformado pelo arquiteto Takuji Nakashima, em São Paulo Ana Mello/ UOL

Mais
Mais auteros e neutros, os quartos de hóspedes da casa Alphaville têm decoração em tons de bege. O detalhe delicado está nas cabeceiras, em tecido estofado. O cômodo maior (foto) tem vista ampla para o campo de golfe que circunda o terreno. Os projetos de arquitetura e interiores são assinado por Carla Kiss Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
Mais austeros e neutros, os quartos de hóspedes da casa Alphaville - desenhada pela arquiteta Carla Kiss - têm decoração em tons de bege. O detalhe delicado está nas cabeceiras, em tecido estofado. Nas acomodações para solteiros (foto), destaque para o painel de TV em couro Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
Os quartos das gêmeas são espelhados: têm o mesmo "layout", mas cores diferentes. Os dormitórios contam com sacadas românticas, área de estudos, camas com cabeceiras estofadas (Personale Colchões) e paredes adesivadas com trechos de poemas ou músicas. Pendentes de cristal, nas laterais das mesinhas de cabeceira, finalizam o sonho de princesa criado pela arquiteta Carla Kiss Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
A área de estudos, nos quartos das gêmeas, tem papel de parede e prateleiras de vidro emolduradas pela marcenaria branca laqueada. O móvel também é penteadeira, com espelhos bisotados e painel magnetizado para fotos, bilhetes e recordações. A decoração é assinada pela arquiteta Carla Kiss Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
Os quartos das gêmeas são espelhados: têm o mesmo "layout", mas cores diferentes. Os dormitórios contam com sacadas românticas, área de estudos, camas com cabeceiras estofadas (Personale Colchões) e paredes adesivadas com trechos de poemas ou músicas. Pendentes de cristal, nas laterais das mesinhas de cabeceira, finalizam o sonho de princesa criado pela arquiteta Carla Kiss Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
A suíte máster tem closet, cabeceira estofada com desenho exclusivo (Personale Colchões) e pufe em capitonê, além de mobiliário exclusivo que mistura acabamento em laca branca com couro (MK Móveis e Decorações). O pavimento superior da casa Alphaville, assinada por Carla Kiss, tem forro de gesso para iluminação embutida (LED) e pisos de madeira natural Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
O closet aberto para a suíte máster da casa Alphaville tem móveis planejados (Florence) com portas espelhadas. A decoração assinada pela arquiteta Carla Kiss leva papel de parede e tapetes em tons de palha Marcelo Stammer/ Divulgação

Mais
O fechamento em vidro dá transparência à suíte máster e permite a visualizaçãoo da paisagem. Prático, o armário baixo guarda a roupa de cama e banho e foi desenhado pela artista plástica Katharina Welper. A cama do casal e a cadeira Sol foram criadas pelo arquiteto Rodrigo Simão, que assina a casa Samambaia André Nazareth/ Divulgação

Mais
Este ângulo da suíte do casal mostra as portas de entrada do quarto (à esq.) e para o banheiro privativo. À direita, a cadeira Sol se destaca. O móvel foi desenhado pelo arquiteto Rodrigo Simão, autor da casa Samambaia André Nazareth/ Divulgação

Mais
Com muitos brinquedos e móveis em miniatura, a brinquedoteca foi totalmente construída com madeira de demolição. A casa em Samambaia é um projeto do arquiteto Rodrigo Simão André Nazareth/ Divulgação

Mais
No dormitório das crianças, o beliche criado pela artista plástica Katharina Welper tem formato de casinha de bonecas. A casa Samambaia é um projeto do arquiteto Rodrigo Simão André Nazareth/ Divulgação

Mais
Tudo é personalizado e decorado com motivos infantis no dormitório das duas meninas. Do móvel com prateleiras e gavetas aos brinquedos e balões coloridos, a atmosfera é de pura alegria. A Casa em Samambaia é um projeto do arquiteto Rodrigo Simão André Nazareth/ Divulgação

Mais
O quarto tem parede descascada que exibe a alvenaria original da construção. O criado-mudo e o espelho com ares "antiguinhos" formam um canto romântico no projeto de interiores idealizado por Nathália Favaro, do escritório Vitrô Arquitetura, para o apê 62 Ana Mello/ UOL

Mais
A suíte é aconchegante e tem um tom rústico, dado pela parede descascada e pelos móveis de madeira. O banco (à dir.) desenhado por George Nelson (1908-86) é usado para aparar livros e objetos pessoais. Na parede o cabideiro bicicleta também organiza com graça. O projeto de reforma é assinado por Nathália Favaro, do escritório Vitrô Arquitetura, para o apê 62 Ana Mello/ UOL

Mais
A suíte máster tem cama superking e seus lençóis foram desenhados pela arquiteta de interiores Bianka Mugnatto, que também assina a decoração. O móvel, ao pé da cama, é Armando Cerello e a marcenaria que apoia a TV foi laqueada para resistir à maresia. A casa Acapulco fica no litoral paulista Eduardo Euksuzian/ Divulgação

Mais
Na suíte, os móveis planejados criam uma espécie de saleta íntima (à esq.), de onde também é possível aproveitar a TV, uma vez que a parte central da marcenaria é pivotante. No geral, os ambientes da casa Acapulco - com projeto de interiores assinado por Bianka Mugnatto - têm ares clássicos e são bem clarinhos Eduardo Euksuzian/ Divulgação

Mais
O quarto do casal do apartamento de 160 m2, no Paraíso, zona sul de São Paulo, também recebeu piso de assoalho de cumaru. A cabeceira da cama é de mdf laqueado, completada por pintura cinza na parede. Os criados mudos foram desenhados no escritório de Renato Dalla Marta, arquiteto autor do projeto Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
A reforma do apartamento de 160 m2, no Paraíso, zona sul de São Paulo, possibilitou a criação de um closet no quarto do casal. A surpresa foi a descoberta de uma viga de concreto inclinada, que se manteve aparente seguindo a mesma linha adotada por Renato Dalla Marta, do AUM Arquitetos, para toda a estrutura do apartamento Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
Quarto da menina do apartamento reformado do Paraíso, zona sul de São Paulo. A parede foi pintada de um rosa bem claro, e o mobiliário comprado. Uma arandela complementa a iluminação dimerizada. O piso de assoalho de cumaru é novo, e o projeto é do arquiteto Renato Dalla Marta, do AUM Arquitetos Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
Quarto do menino do apartamento do Paraíso, zona sul de São Paulo. A parede foi pintada de azul bem claro, e o mobiliário comprado. Uma arandela complementa a iluminação dimerizada. O piso de assoalho de cumaru é novo, e o projeto é do arquiteto Renato Dalla Marta, do AUM Arquitetos Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
O dormitório principal também conta com planta irregular e foi ampliado pela supressão de uma parede, substituída pela divisória de vidro. Sobre a cama, a superfície foi revestida com madeira e tecido e um espaço para leituras foi criado ao lado do leito. O projeto de interiores é do designer Augusto Perez para a residência do piloto de Stock Car, na capital paulista Sérgio Israel/ Divulgação

Mais
Na casinha de hóspedes há um quarto com um banheiro e uma sala de TV com sofá-cama à disposição para as visitas. A decoração simples e rústica entra na sintonia da atmosfera do sítio Marigold, reformado pelo arquiteto André Luque André Nazareth/ Divulgação

Mais
O off-white "Alabaster", cor de 2016 eleita pelas tintas Sherwin-Williams, é discreto e versátil. Para deixar o quarto elegante e contemporâneo, combine a nova nuança com outros tons neutros como preto, grafite ou com materiais naturais Divulgação/ Arquiteta Ana Bartira Brancante

Mais
Inspirada nas águas do oceano Pacífico, a coleção Equilibrium do catálogo de tendências 2016 da Lukscolor é composta por verdes azulados ("Fresh Vert", "Talismã" e "Atlantis"). As três cores são versáteis e podem criar diferentes atmosferas. Por exemplo, espaços sofisticados quando os verdes são combinados aos tons de ouro ou cobre ou, relaxantes, quando utilizados junto ao marfim, como neste quarto com parede pintada com "Atlantis" Divulgação/ Lukscolor

Mais
O quarto de criança recebeu o amarelo vibrante "Pólen" na porta e no rodapé e o azul suave "Geleiras", nas paredes. A composição com as cores da Suvinil para 2016 mostra que é possível utilizar um tom forte no cômodo sem "carregar" a ambientação. A dica é aplicá-lo em superfícies menores e combiná-lo a um matiz mais suave Divulgação/ Suvinil

Mais
A tendência "Claro e Escuro", da Coral para 2016, remete a importância da escuridão para um sono repousante. Na parede da cabeceira do quarto, você pode mesclar as cores "Azul Marinho Vibrante" e "Juta Dourada", lembrando as nuanças do anoitecer e do amanhecer Divulgação/ Coral

Mais
A principal mudança na planta do Apartamento FT está na área íntima: dois dormitórios se transformaram em apenas um, mais espaçoso e com closet. Nele, os elementos estruturais também ficam expostos e, como na área social, não há iluminação direta central: a luz das arandelas são refletidas nas paredes brancas. A reforma foi projetada pelo escritório Pascali Semerdjian Arquitetos Leonardo Finotti/ UOL

Mais
No dormitório, a marcenaria do closet tem acabamento laqueado branco e as janelas receberam persianas rolo. A arquitetura de interiores, projetada pelo escritório Pascali Semerdjian, é complementada pelos móveis assinados por nomes como Christian Dell e Sergio Rodrigues Leonardo Finotti/ UOL

Mais
A cortina em linho branco traz refinamento à suíte máster, que conta com cama box e cabeceira em botonê. O projeto em Botafogo, Rio de Janeiro, é uma reforma do escritório Ravaglia & Philot Arquitetura Divulgação

Mais
Em comunhão com tons bem claros, os bordados criam um clima mais intimista. "Tira a cara de decoração por decoração e dá mais personalidade e originalidade, porque o material é exclusivo, feito à mão. É para quem quer ter uma casa de verdade", define a designer de interiores Daniela Cianciaruso Evelyn Muller/ Divulgação

Mais
No quarto de bebê, projetado por Joice Campos, Kamila Moura e João Cavina, diferentes texturas, tais como o tecido adamascado na parede e o tapete felpudo, "conversam entre si" por conta das cores neutras e terrosas. A Morar Mais por Menos Campo Grande (www.morarmais.com.br) fica em cartaz até 20 de dezembro de 2015, na Av. Afonso Pena, 4.179, na capital sul-mato-grossense Gilson Barbosa/ Divulgação

Mais
Na casa madrilenha, basta arrastar um dos módulos para a cozinha desaparecer e surgir um confortável quarto com 10 m². A cama embutida em um dos módulos ganha estabilidade, quando aberta, pelo uso de pés tubulares metálicos. O projeto faz parte da série Pequeñas Grandes Casas desenvolvida pelos arquitetos do escritório PKMN, na Espanha Javier de Paz García/ Divulgação

Mais
No dormitório, tudo é organizado pela marcenaria, mas o destaque vai para a cama que é estruturada pelos sanduíches de placas de fibrocimento com folhas de madeira e tem acabamento laqueado, que acompanha o chumbo da pintura epóxi e o tom do papel de parede lateral. O apartamento Perdizes, com projeto do SuperLimão Studio, fica em São Paulo Maira Acayaba/ Divulgação

Mais
A arquiteta Vanessa Martins criou um cantinho para leitura na suíte da Casa de Praia, na Casa Cor Pará. O espaço tem poltrona "off-white" com pufe para o descanso dos pés e luminária articulável dourada sobre uma mesa lateral de madeira | O projeto está exposto na mostra (www.casacor.com.br) até 29 de novembro de 2015 Marcus Mendonça/ Divulgação

Mais
Na suíte da Casa de Praia, a arquiteta Vanessa Martins colocou a TV em um pivô, numa posição que permite a visualização do aparelho por quem estiver no dormitório ou na banheira | O projeto está exposto na Casa Cor Pará (www.casacor.com.br) até 29 de novembro de 2015 Marcus Mendonça/ Divulgação

Mais
A arquiteta Vanessa Martins usou uma cama com dossel de madeira para compor a suíte da Casa de Praia. Os tons neutros e a textura "soft" dos acabamentos deixam o cômodo acolhedor | O projeto está exposto na Casa Cor Pará (www.casacor.com.br) até 29 de novembro de 2015 Marcus Mendonça/ Divulgação

Mais
Com espaços integrados, o apartamento projetado por Diogo Viana tem interiores que combinam o antigo e o moderno. No compacto quarto do casal, chama a atenção a cama barroca da década de 40, o biombo espelhado (ao fundo) e o uso do preto, atenuado pelo cinza e pelo rosa pastel Gleyson Ramos/Divulgação

Mais
Na suíte máster, as esquadrias de correr integram o ambiente com o terraço e ajudam na ventilação natural. Ainda no dormitório da casa projetada por Sidney Quintela, os criados-mudos laqueados ficam suspensos no painel de madeira Xico Diniz/ Divulgação

Mais
No quarto de hóspedes no piso inferior, a roupa de cama traz uma composição de listras e xadrez. Sidney Quintela do SQ+ Arquitetos Associados assina a casa em Salvador (BA) Xico Diniz/ Divulgação

Mais
A suíte máster foi pensada para integrar a bicicleta, uma das peças da coleção do proprietário. Para isso, Sidney Quintela planejou um nicho revestido de tecnocimento para que ela ficasse exposta. Ao fundo, fica a sala de banho fechada por vidro Xico Diniz/ Divulgação

Mais
O arquiteto Sidney Quintela idealizou a suíte máster na casa em Salvador (BA) com nichos para exposição do acervo de bicicletas do proprietário, dos objetos e de um frigobar. A TV fica embutida no forro e duas chaises propiciam momentos de relax. As cortinas vedam a luz quando necessário e no piso, um felpudo tapete traz conforto ao ambiente Xico Diniz/ Divulgação

Mais
Vale usar plantas também no quartinho do bebê! Faça como a arquiteta Fernanda Bezerra para a Casa Cor Rio Grande do Norte: quebre a predominância dos tons pastéis colocando pequeninos cachepôs sobre prateleiras | A mostra (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 29 de novembro de 2015 Ricardo Junqueira/ Divulgação

Mais
As plantas podem ganhar espaço inclusive em quartos como nesse ambiente projetado por Renata Santa Rosa para a Casa Cor Rio Grande do Norte. Presente em uma pequena palmeira e em mini vasos no criado-mudo, o verde cria um contraste bonito com os tons rosados | A mostra (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 29 de novembro de 2015 Ricardo Junqueira/ Divulgação

Mais
Os dormitórios da Casa Milan têm bancos-parapeito de concreto junto às janelas. O fechamento lateral envidraçado, voltado para a vegetação, é emoldurado em perfis de aço galvanizado. O mobiliário em madeira foi desenhado pela arquiteta Marlene Milan Acayaba, esposa do projetista Marcos Acayaba. O casal ainda vive na residência Nelson Kon/ UOL

Mais
No dormitório, a marcenaria também seguiu o conceito de neutralidade com acabamento em laminado branco. A poltrona Shell do designer dinamarquês Hans J. Wegner compõe com o tapete quadriculado em tons de vermelho, levando cor ao espaço. Quem assina o projeto de reforma para o apartamento em São Paulo (SP) é o escritório Grupo Garoa Arquitetos Rafaella Netto/ Divulgação

Mais
Um papel de parede pode transformar o visual do quarto. Márcia Andréa aplicou na Suíte da Filha para a Casa Cor Ceará um revestimento estampado em tons esverdeados e azuis que "conversam" com os matizes usados nas almofadas, cortinas e cabeceira | A mostra (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 17 de novembro de 2015 Esdras Guimarães/ Divulgação

Mais
Siga a ideia da Liana Santana para o Quarto do Casal com Home Office e use um painel estiloso que faz as vezes de cabeceira e preenche uma das paredes. A instalação pensada pela arquiteta "abraça" a cama e transmite a sensação de aconchego por seu formato boleado e pela madeira clara | A mostra Casa Cor Ceará (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 17 de novembro de 2015 Esdras Guimarães/ Divulgação

Mais
Dourado e alaranjados definem o Quarto de Emilia, de Natalia Zapata Talavera e Daniella Larrabure Terry. Além da paleta de cores pouco usual para um dormitório de bebê, outros elementos chamam a atenção, tais como o berço todo em bronze "protegido" sob uma espécie de pergolado, que simboliza uma árvore | A Casa Cor Peru (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 8 de novembro de 2015 Divulgação/ Casa Cor

Mais
A decoração do quarto no Estúdio da ONG, de Alan Viale Estremadoyro e Felipe Garcia Riesco, foge ao comum. Sobre as almofadas do tipo futon, as luminárias metalizadas se assemelham a bolhas e a cama (ao fundo) parece flutuar | A Casa Cor Peru (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 8 de novembro de 2015 Divulgação/ Casa Cor

Mais
A cama desarrumada é o centro das atenções no quarto Indústria do Descanso, de Cesar Becerra, Fernando Puente e Arnao Manuel de Rivero. O estilo industrial, o mix de texturas e a iluminação cênica, que valoriza o escuro, definem este dormitório incomum | A Casa Cor Peru (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 8 de novembro de 2015 Divulgação/ Casa Cor

Mais
No quarto Home-Ropa de Cama e Banho, de Pamela Remy e Carolina Rivera, a simplicidade das peças entra em equilibrio com o concreto aparente das paredes e do piso hidráulico, originais do edifício-sede da Casa Cor Peru. Entre os elementos, destaque para as estruturas vazadas e a cama suspensa em madeira | A mostra (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 8 de novembro de 2015 Divulgação/ Casa Cor

Mais
Na foto, é possível ver dois dos cinco dormitórios da casa Butantã, ambos contam com iluminação zenital e têm fechamento com portas-venezianas corrediças. A separação entre os ambientes é tênue e se dá por uma parede de concreto com apenas 3,5 cm de espessura. A residência foi projetada por Paulo Mendes da Rocha nos anos 1960 Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Na foto é possível ver mais uma dupla de dormitórios, um deles transformado em saleta íntima (à esq.) e o outro, ocupado pelo neto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, autor do projeto. O conceito de continuidade espacial aparece nos ambientes que apresentam fechamentos "fluidos" dados pelas portas-venezianas, cuja altura é delimitada pela viga. Essa determinação acaba por deixar um vazio na parte superior, "estreitando" a comunicação entre os espaços Leonardo Finotti/ UOL

Mais
A ambientação da suíte principal acompanha a atmosfera e o conceito dos demais espaços da casa Butantã, projetada por Paulo Mendes da Rocha: portas-venezianas fazem a limitação do cômodo, no teto o vigamento em concreto dá o ritmo da construção e a claraboia promove a iluminação natural Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Inspire-se na ideia da dupla Nilton Montarroyos e Estela Pinheiro, para o Apartamento do Arquiteto, e simplifique a decoração do quarto. No lugar de uma cama tradicional, coloque o colchão diretamente sobre uma base de gesso e madeira, e dê um ar despojado ao dormitório | O projeto está exposto na Morar Mais por Menos RJ (www.morarmais.com.br) até 2 de novembro de 2015 Denílson Machado/ MCA Estúdio/ Divulgação

Mais
Com a reforma projetada pela arquiteta Marcela Madureira, a parede convencional que separava o dormitório do casal da sala de estar foi substituída a uma outra, composta de elementos vazados brancos (cobogós). A solução define ao passo que interliga os espaços do apê com menos de 40 m² Ana Mello/ UOL

Mais
Todo branco, o dormitório do jovem casal se abre totalmente para a varanda, graças a substituição da porta de correr por uma persiana "blackout" retrátil. Na decoração, a luminária é da Reka, os quadros são assinados por Daniel Bennett e o criado-mudo é Fernando Jaeger. O projeto de reforma do apê Affinity foi desenvolvido pela arquiteta Marcela Madureira Ana Mello/ UOL

Mais
Na cama do quarto - Que tal uma marcenaria que recebe a cama, forma a cabeceira e se estende até o teto? A peça de grandes dimensões "aquece" o cômodo e ganha destaque na Suíte do Jovem do Apartamento Master, projetada por Fabio Pinho e Andrea de Pinho e Silva para a Casa Cor ES | A mostra (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 10 de novembro de 2015 Felipe Araújo/ Divulgação

Mais
Não jogue suas garrafas de uísque fora! Reaproveite-as para criar pendentes como fez Thiago Barrientos para o Quarto Ipanema, da Morar Mais por Menos RJ. Se você é fã de outra bebida, não se preocupe: vasilhames de vinho e outros destilados podem, também, ser transformados em luminárias estilosas | A mostra (www.morarmais.com.br) fica em cartaz até 2 de novembro de 2015 MCA Estúdio/ Divulgação

Mais
No Estúdio da Menina, Flávia Nasr e Laísa Carpaneda optaram por uma parede formada por cobogós de concreto para separar o quarto do corredor de acesso. A divisória retrô - que serve também como cabeceira - é uma boa saída para delimitar espaços de forma permanente e fluida | A Casa Cor Brasília (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 10 de novembro de 2015 Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Tem um apê com todos os ambientes divivindo um único espaço? Que tal criar um cubo para separar o quarto dos demais cômodos, a exemplo do Someone's Loft? A dupla Flávia Amorim e Renata Melendez, que assina o projeto, explica que a divisória ajuda a controlar a iluminação e dá mais privacidade ao morador | A Casa Cor Brasília (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 10 de novembro de 2015 Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Tem um apê com todos os ambientes divivindo um único espaço? Que tal criar um cubo para separar o quarto dos demais cômodos, a exemplo do Someone's Loft? A dupla Flávia Amorim e Renata Melendez, que assina o projeto, explica que a divisória ajuda a controlar a iluminação e dá mais privacidade ao morador | A Casa Cor Brasília (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 10 de novembro de 2015 Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
No quarto do casal do apê do Dr. Pet, em São Paulo (SP), há um escadinha para auxiliar os cães a subirem na cama, em especial, Estopinha (foto). Recentemente, a cachorrinha foi diagnosticada com um problema na coluna, por isso, o projeto de decoração incluiu rampas e escadas encostadas às camas e aos sofás Junior Lago/ UOL

Mais
No quarto da filha do arquiteto Marcos Bertoldi, chama a atenção a irreverente banqueta que tem como apoio um anão de jardim e leva a assinatura de Philippe Starck. Ela fica ao lado da cama desenhada pelo Estúdio Bola. Para a cabeceira, Marcos aproveitou tecidos aveludados e customizados pela Casa Rima, enquanto gorros de feltro, do tempo do Império Otomano, decoram o móvel lateral Romulo Fialdini/ Divulgação

Mais
No dormitório do arquiteto Marcos Bertoldi está um "remake" da cadeira Zig Zag, criada por Gerrit Rietveld (1888-1964), em madeira ebanizada. Para a cabeceira, Marcos aproveitou tecidos aveludados e customizados pela Casa Rima. Logo acima do leito está a pintura do artista Cassio Michalany Romulo Fialdini/ Divulgação

Mais
Com a aplicação do painel fotográfico, este dormitório ficou mais "cool". Colado entre as duas janelas, o painel dá a ideia de que o ambiente está inserido em uma torre de relógio. A proposta é da K&G Papel de Parede Divulgação

Mais
Este quarto de casal teve suas paredes personalizadas com uma "revoada de pássaros". Acima da cama eles são de porcelana. Na outra parede, que foi pintada na mesma cor da cabeceira, são adesivos. Ideia é do escritório Nassif & Felix Interiores Divulgação

Mais
No quarto - Quer mudar a cara do seu dormitório? No projeto da Casa Cor Minas, Eduardo e Rosângela Brandão dão ideias bacanas: a dupla embutiu luminárias com luz difusa em recortes no teto (rebaixo de gesso) e inovou ao colocar os pendentes em um único lado da cama de casal | A mostra (www.casacor.com.br) fica em cartaz até 6 de outubro de 2015 Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
A marcenaria de uma das paredes embute uma cama para hóspedes. O quarto, que parece vazio, conta com móveis embutidos intitulados "076 Susaloon", desenvolvidos pelo grupo espanhol Elii para o ambiente com 23 m² em um apartamento de Madri, Espanha Miguel de Guzmán/ Rocío Romero - Imagem Subliminal/ Divulgação

Mais
Para abrir espaço para os ambientes sociais, as funções íntimas (quarto, banheiro e armazenamento) são empilhadas em um único módulo no loft Zoku. Na parte superior, a área de dormir é acessada por uma escada retrátil (à esq.) e está encoberta por uma porta feita de ripas de madeira, que garante a privacidade. Abaixo da cama, ficam escondidos o guarda-roupa e as gavetas, além da TV embutida. O projeto de interiores é assinado pelo escritório de arquitetura holandês Concrete Ewout Huibers/ Divulgação Zoku/ Concrete

Mais
Embora o loft Zoku tenha apenas 24 m², o projeto de interiores desenhado pelo escritório de arquitetura holandês Concrete prioriza o conforto e a funcionalidade. No quarto, a cama tem padrão 'king size' Ewout Huibers/ Divulgação Zoku/ Concrete

Mais
O dormitório do casal é simples e sofisticado: as tonalidades neutras reforçam a elegância dada pelas texturas e materiais, como o linho e a madeira. O projeto original, de 1944, leva a assinatura de Vilanova Artigas e a reforma e a decoração atuais são de responsabilidade do arquiteto Arthur Casas Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Dentro da suíte, chama atenção o sobe e desce do forro, que ajuda a criar uma percepção visual ampliada do espaço reduzido. A janela fita (à dir.) é protegida por grades. A cabeceira está encostada em uma parede solteira revestida de madeira (freijó) e o piso é de concreto polido. A Slice House, em Porto Alegre (RS), tem projeto do escritório Procter-Rihl Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Integrado à sala de estar, o quarto possui um guarda-roupa cinza, com portas de correr (à esq.), um armário verdinho de vidro temperado e uma prateleira em madeira que segue sobre a cama até o limite do fechamento corrediço. Neste cantinho, os proprietários armazenam o varal de chão, já que o imóvel não dispõe de área de serviço. O projeto de reforma do apê com 35 m² é do arquiteto Leandro Matsuda Leandro Matsuda/ Divulgação

Mais
No quarto, o papel de parede linha Motion da BN (Orlean) leva ao ambiente a cor preferida de Fabiano Ravaglia, proprietário do imóvel e autor da reforma deste apê em Copacabana. As paredes ao lado da cama foram preenchidas com armários de freijó com portas laqueadas. O vão da janela recebeu uma bancada de trabalho Fabiano Ravaglia/ Divulgação

Mais
A proposta da arquiteta Renata Popolo para a casa Sumaré é a integração total, até nas suítes. A divisão entre dormitório, closet e banheiro se dá por cortinas (Le Decor). A cabeceira é em marcenaria laqueada brilhante (Martinelli) Mariana Orsi/ Divulgação

Mais
O móvel que organiza os sapatos, no dormitório principal da casa Sumaré, em São Paulo, foi projetado pela arquiteta Renata Popolo Mariana Orsi/ Divulgação

Mais
No closet da casa Sumaré, em São Paulo, a marcenaria preta em laca brilhante foi desenhada pela arquiteta Renata Popolo e executada pela Martinelli. Os gaveteiros e as prateleiras brancas são da Ornare e fazem parte de uma linha assinada por Marcelo Rosenbaum Mariana Orsi/ Divulgação

Mais
No quarto do adolescente, com dimensões enxutas (10 m²), as cores predominantes são o azul e o vermelho. A janela de alumínio do apê Jardim Marajoara foi pintada de verde, enquanto a persiana (Uniflex) azul acompanha a poltrona de couro. Até a roupa de cama e as almofadas (Entreposto) seguem o padrão de cores especificado pela arquiteta Ana Yoshida Sidney Doll/ Divulgação

Mais
Neste quarto de casal de uma casa de campo, a lareira (ao fundo) aquece o cômodo nos dias mais frios. E o forro de madeira aumenta a sensação de aconchego, no projeto do escritório Díptico Design de Interiores Divulgação

Mais
O arquiteto Ricardo Caminada e a designer de interiores Daniela Berland Cianciaruso, do escritório Díptico Design de Interiores, utilizaram papel de parede que imita madeira, logo acima da cabeceira, para aquecer o quarto. Para arrematar a decoração adaptada ao frio, sobre a cama há uma colcha matelassada e uma manta Divulgação

Mais
No quarto de casal, os lambris de madeira, a cabeceira estofada em couro, a parede pintada de marrom e a iluminação indireta aquecem o espaço. O projeto é do escritório KTA Celia Mari Weiss/ Divulgação

Mais
Preto, cinza e dourado decoram a Suíte New York, de Cíntia Aguiar. Entre os acabamentos, o papel de parede estampado se destaca no dormitório com estilo cosmopolita. O espaço é um dos quatro projetos da Casa Cor Rio Grande do Sul expostos até dia 9 de agosto de 2015 nas dependências do Hotel Laghetto Viverone Moinhos, na Rua Doutor Vale, 579, em Porto Alegre. Outras informações: www.casacor.com.br Eduardo Liotti/ Divulgação

Mais
As misturas de estilos (contemporâneo, clássico e rústico) e de tons neutros (preto, cinza e branco) dão um ar chique à Suíte Nupcial, de Larisse Squeff e Roberta Schneider Preis. Os espelhos e lustres de cristais, as listras no teto e o dossel lembram o luxo palaciano. O espaço é um dos quatro projetos da Casa Cor Rio Grande do Sul expostos até dia 9 de agosto de 2015 nas dependências do Hotel Laghetto Viverone Moinhos, na Rua Doutor Vale, 579, em Porto Alegre. Informações: www.casacor.com.br Eduardo Liotti/ Divulgação

Mais
Cores neutras e contrastantes dão o ar de sofisticação ao Apartamento Luxo Design, criado pela arquiteta Bibiana Vital Menegaz. No quarto, a cama conta com dossel metálico preto e cabeceira com rasgos de luz em fitas de LED. O espaço é um dos quatro projetos da Casa Cor Rio Grande do Sul expostos até dia 9 de agosto de 2015 nas dependências do Hotel Laghetto Viverone Moinhos, na Rua Doutor Vale, 579, em Porto Alegre. Outras informações: www.casacor.com.br Eduardo Liotti/ Divulgação

Mais
No piso subterrâneo está a suíte principal do apê em Tel Aviv, Israel. Um grande banheiro com um pequeno estar é o eixo de circulação que leva à cama (ao fundo). Atrás das portas de ferro (à dir.) estão os espaços para banho e o vaso sanitário. No projeto do escritório Pitsou Kedem Architects, toques de vermelho aquecem a ambientação e simbolizam a combinação entre a elegância clássica e a rusticidade do estilo industrial, composto de materiais crus Amit Geron/ Divulgação

Mais
Com sete metros quadrados, este quarto marca a passagem da infância para a adolescência de uma menina com 13 anos. Aqui, o preto, o cinza e o amarelo substituem o rosinha, no projeto do designer Ricardo Lopez. O armário com a escrivaninha fica ao lado da bi-cama e a parede foi revestida com papel inspirado nas ilustrações de Roy Lichtenstein Rogério Cajui/ Divulgação

Mais
Com sete metros quadrados, este quarto marca a passagem da infância para a adolescência de uma menina com 13 anos. Aqui, o preto, o cinza e o amarelo substituem o rosinha, no projeto do designer Ricardo Lopez. O armário com a escrivaninha fica ao lado da bi-cama e a parede foi revestida com papel inspirado nas ilustrações de Roy Lichtenstein Rogério Cajui/ Divulgação

Mais
Idealizado para um adolescente com 15 anos, pela designer Solange Guerra, este quarto com sete metros quadrados reúne espaço para estudar e descansar e reflete a personalidade do jovem. O azul foi aplicado no papel de parede texturizado intercalado com os lambris frisados feitos em MDF e a persiana branca dá homogeneidade ao ambiente Henry Lopes/ Divulgação

Mais
O projeto assinado pela designer Solange Guerra reflete a personalidade do garoto que adora andar de skate, jogar "games" e tocar violão. A marcenaria organiza o ambiente com bi-cama e baú, que aproveitam ao máximo o espaço disponível Henry Lopes/ Divulgação

Mais
Feito sob medida para uma adolescente de 17 anos, o espaço com 7,3 m² foi idealizado pela arquiteta Pammela Resende Menezes. O projeto contabilizou área para o armazenamento de produtos de beleza, maquiagem e enfeites, além de uma cama de viúva com baú encostada na parede. A cortina, junto à cabeceira, é do tipo rolô em tecido vazado Divulgação

Mais
O quarto deste adolescente foi decorado pela designer Audrea Castro e é inspirado no Reino Unido, onde o garoto fez intercâmbio. Com 7,57 m², o ambiente conta com detalhes em azul nos móveis, além dos vidros que fecham os armários (Todeschini) e a cabeceira jeans da Unique Mood. A persiana é do tipo romana, da Alamanda Rogério Cajui/ Divulgação

Mais
O quarto deste adolescente foi decorado pela designer Audrea Castro e é inspirado no Reino Unido, onde o garoto fez intercâmbio. Com 7,57 m², o ambiente conta com detalhes em azul nos móveis, além dos vidros que fecham os armários (Todeschini) e no felpudo tapete Rogério Cajui/ Divulgação

Mais
A arquiteta Pammela Resende Menezes desenvolveu este quarto com 8,5 m², para uma garota de 14 anos que precisava de espaço para livros e uma bancada grande de estudos. Entre a cama e a escrivaninha em L, foi planejada uma estante que é complementada pelas prateleiras apoiadas na parede. O papel de parede listrado destaca o painel de madeira pintado que delimita o espaço de dormir Divulgação

Mais
O dormitório com 9,55 m² foi pensado pela designer Adriana Fontana para a jovem moça, que precisava de espaço para os estudos e para guardar seus acessórios. Para dar aconchego, em uma das paredes foi aplicado o papel turquesa, que combina com a cama e o criado-mudo em MDF, brancos, da Casa Pronta. Na parede da janela está a ampla bancada, que aproveita a luz natural Adriana Barbosa/ Divulgação

Mais
Neste quarto de 10,57 m², criado por Ana Yoshida, a inspiração foi Londres. Para aproveitar a área bem enxuta, a arquiteta posicionou o mobiliário de forma racional: sobre a bi-cama com rack na 'peseira' (onde está instalada a TV), prateleiras e um armário ocupam a extensão da parede. Sob a janela está a bancada do computador, que aproveita - durante o dia - a incidência de luz natural Luis Simioni/ Divulgação

Mais
O garoto de 12 anos gosta de praia, sabe tudo sobre dinossauros e possui uma coleção de camisas de futebol. Assim, o projeto da designer Semara Brito, com 11,84 m², procurou agrupar os gostos e otimizar o espaço com móveis sob medida. Por exemplo, o armário, que tem sua parte central fechada com vidro Refleta e conta com LED interno, destaca e exibe as camisetas. No enxoval e nas prateleiras, "dinos" deixam o quarto bem jovial e juvenil Divulgação

Mais
Esta reforma foi realizada pela arquiteta Raquel Kabbani, para um adolescente que gosta de fotos, tecnologia e futebol. Com 14 m², o quarto conta com uma foto de um estádio, móveis laqueados e tapete que lembra o gramado Adriana Barbosa/ Divulgação

Mais
O papel de parede tipo grafite faz referência à cidade de Nova York e imprime o tom urbano ao dormitório do menino de 12 anos que ama tecnologia. Com 14,2 m², o espaço idealizado pela arquiteta Raquel Kabbani recebeu uma confortável cama e armários com portas de correr laqueadas Simone Corsi/ Divulgação

Mais
No projeto do dormitório do menino de 12 anos projetado por Raquel Kabbani, o mobiliado foi executado sob medida em marcenaria. Ao centro está o espaço para monitor e bancada de estudos em preto e distribuídos em duas torres, nichos e um frigobar, além prateleiras que acomodam os equipamentos de áudio e vídeo e a impressora Simone Corsi/ Divulgação

Mais
Projetado para a Mostra Quartos & Etc., pelo decorador Marco Aurélio Viterbo, este ambiente com 15 m² foi pensado para meninas românticas acima de 13 anos. O papel de parede florido e a cama com dossel compõem o clima que é amenizado pelos móveis em linhas mais retas. A proposta em tons de azul e verde rompe com o paradigma de que rosa é "a" cor feminina Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Para comportar o novo quarto com closet da garota com 17 anos, a arquiteta Pammela Resende Menezes uniu dois dormitório totalizando um ambiente com 15 m². Na parede, o papel de parede estampado com arabescos bem claros se alinha à cama de casal e à penteadeira, que também funciona como criado-mudo. No espelho, é possível ver o móvel do closet, que foi planejado com uma das faces contendo prateleiras voltadas para o dormitório Divulgação

Mais
As arquitetas Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli decoraram a suíte com 16 m² em tons de azul, bege e branco e segundo o tema "veleiros", uma vez que o garoto de 12 anos e sua família adoram o mar. A marcenaria sob medida embute a iluminação e foi pensada para abrigar objetos decorativos, o teclado do rapaz e recobrir o ar-condicionado Raphael Briest/ Divulgação

Mais
O diferencial na composição deste quarto, decorado pelas arquiteta Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli, está na temática náutica, enfatizada pelo papel de parede Ralph Lauren e pela roupa de cama. No piso, o carvalho americano combina com a persiana de madeira, que é complementada pela cortina de tecido azul marinho Raphael Briest/ Divulgação

Mais
Um quarto na casa de semana de fim de semana recebe com aconchego os dois irmãos, um jovem e um adolescente. A arquiteta Vivian Coser personalizou o espaço com 16 m² usando tons de cinza, que são destacados pela moldura da cabeceira de couro da Empório Beraldin, compartilhada pelas duas camas, e pelas listras da cortina Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Idealizado para a Mostra Quartos & Etc. por Paula Magnani, este quarto com 17 m² é um exemplo de que a cama de casal tem vez no mundo dos adolescentes. O ar romântico é conseguido pelo uso de tons de cinza como base, misturados ao azul marinho. Sobre a cabeceira, a parede foi revestida com espelhos e, no lado oposto, uma estante com nichos e a escrivaninha completam o ambiente Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
No quarto de 17 m² para um menino de dez anos, Adriana Di Garcia trabalhou tons de azul e verde e o tema "futebol". O mobiliário, desenvolvidos sob medida, foram idealizados de modo a se encaixar na "bay-window" e nas paredes livres. O acabamentos escolhido é o gofrato ("fórmica líquida", tipo de laqueação) aliado a vidros brancos Wagner Silveira/ Divulgação

Mais
Deste ângulo, o quarto idealizado por Adriana Di Garcia revela-se lúdico, pois conta com um painel em marcenaria que segue o desenho de um campo de futebol. Ali, prateleiras e nichos organizam os troféus do jovem jogador Wagner Silveira/ Divulgação

Mais
O escritório Messa Pena projetou este dormitório de 17,5 m² com cara de cabana para um casal de gêmeos, durante a Mostra Quartos & Etc.. Para dar o clima "selvagem", o escritório recorreu a materiais naturais como palha e madeira de demolição, além de tecidos com aspecto rústico e estampas animais. Apesar de rústico, o quarto foi mobiliado com camas e escrivaninha amplas, além de duas cadeiras do tipo diretor Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
"Peace and love" foi o tema escolhido pela adolescente para o trabalho da arquiteta Giselle Macedo e da artista plástica e designer Patricia Covolo para seu quarto com 17,5 m². A cabeceira feita de couro e a "boiserie" em madeira destacam a roupa de cama, as almofadas, a cortina e a parede com pintura personalizada Eduardo Pozella/ Divulgação

Mais
O quarto com 18 m² idealizado por Cristina Barbara para uma garota ganhou ar romântico e delicado, graças aos tecidos da Design Guild. A cama turca se alinha ao painel com prateleiras e ao criado-mudo (à esq.), além da cadeira Pantosh (à dir.) Marco Antonio/ Divulgação

Mais
Deste ângulo do dormitório planejado pela designer Cristina Barbara vê-se o canto de estudos que tem marcenaria versátil com nichos e prateleiras para os pertences, além de totem para TV. A cadeira Victoria Ghost Cristal é da Kartell Marco Antonio/ Divulgação

Mais
Com 18 m², este quarto foi pensado pela arquiteta Karina Korn para um adolescente de 17 anos, que desejava um espaço aconchegante e moderno. Pintado de preto e cinza, o ambiente recebeu cabeceira canelada branca e roupa de cama colorida. A poltrona de balanço cria um canto para o relaxamento ou para receber os amigos Celina Germer/ Divulgação

Mais
No projeto da arquiteta Karina Korn a cômoda bombê pintada de prateado foi combinada com o estofado da cadeira (na varanda) e da poltrona de balanço. O espelho amplia o espaço e reflete a luz natural que vem do exterior. Sob a TV, um rack com mais área para guardados Celina Germer/ Divulgação

Mais
Com 18,7 m² este quarto planejado pela arquiteta Raquel Kabbani foi atualizado para as novas necessidade da adolescente de 13 anos que ainda dormia em um espaço infantil. O projeto de reforma integrou a área com a varanda e adotou a cor azul. A marcenaria completa o ambiente com área de estudos, painel para fotos e armários com porta de correr Adriano Bu?hler/ Divulgação

Mais
O destaque do projeto com 19 m², da arquiteta Vivian Coser, está na disposição dos móveis com bancada em L que serve como escrivaninha e penteadeira. A cabeceira acolchoada em couro traz aconchego ao ambiente e enfatiza as cores adotadas nos detalhes e na marcenaria Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Pensado para um garoto em transição, o quarto de 20 m² foi criado pela arquiteta Débora Aguiar em tons masculinos e atemporais. O painel de madeira sustenta as prateleiras e aquece o ambiente e, na parede da janela, a bancada no mesmo material combina com a persiana. O listrado está no papel de parede e no tapete de fibra sintética, antialérgicom, e as almofadas de linho e algodão contam com detalhes em couro Rômulo Fialdini/ Divulgação

Mais
O dormitório com 20 m² foi personalizado pela aplicação de papel de parede com desenho do fundo do mar, impresso pela Tergoprint, no projeto da arquiteta Brunete Fraccaroli Tuca Reinés/ Divulgação

Mais
Na proposta da arquiteta Brunete Fraccaroli para o quarto com 20 m² de um rapaz, duas paredes do dormitório foram ocupadas com armários fechados por portas espelhadas de correr. Há também uma área de estudos formada por bancada, fixada por mãos francesas e instalada entre dois gaveteiros brancos com rodízios. As prateleiras de vidro estão acopladas às "boiseries" Tuca Reinés/ Divulgação

Mais
O designer de interiores Luíz Otávio Debeus e o arquiteto Thiago Seferian criaram um quarto para uma menina de dez anos na mostra Quartos & Etc.. O espaço com 20 m² foi revestido com papel de parede "pink" e desenhos geométricos combinado à laca e aos pontos de turquesa, amarelo ouro e lilás nos móveis e objetos Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Na proposta de Luíz Otávio Debeus e Thiago Seferian para a mostra Quartos & Etc., o espaço vai além de um quarto de dormir e é também um lugar para a menina receber as amigas e se embonecar. O destaque fica por conta da penteadeira lilás Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Criado para um menino que pratica "le parkour" e adora "games", pela arquiteta Eliane Mesquita, o quarto com 24 m² foi pintado em tom licor de chocolate. O fliperama antigo (da família) decora o espaço, que recebeu cama com cabeceira canelada da Casa Pronta. As almofadas e a colcha foram executadas com tecidos Donatelli, por Patricia Seguim Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
O espaço de 26 m² foi feito para uma adolescente que estuda design, pela arquiteta Eliane Mesquita. O cômodo teve uma das paredes pintada com tinta lousa, para que a menina pudesse fazer seus desenhos. "Como ela queria algo entre o romântico e o moderno, compramos a cabeceira em um antiquário e estofamos", conta Eliane. A colcha é importada e a luminária em estilo retrô é da Reka Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Para completar o quarto idealizado por Eliane Mesquita, uma das paredes foi preenchida com marcenaria executada sob medida em madeira aparente. A estante azul petróleo foi comprada na Marché Art de Vie Evelyn Müller/ Divulgação

Mais
Este quarto romântico com 26 m² foi idealizado pela arquiteta Débora Aguiar para que duas irmãs pudessem receber as amigas que costumam visitá-las constantemente. As beliches são feitas sob medida e foram dispostas de modo divertido. As cortinas e colchas são de linho e algodão com estampas florais para enfatizar o romantismo, já destacado pela cama com dossel Rômulo Fialdini/ Divulgação

Mais
Casa Cor SP 2015 - Na suíte do projeto Acqua que Te Quero Água, de Brunete Fraccaroli, os tons de azul e verde são aplicados com equilíbrio sobre uma base marcada pelo uso da madeira clara Katia Kuwabara/ UOL

Mais
Casa Cor SP 2015 - A cama com dossel em aço inox é umas das peças desenhadas pelo arquiteto Guilherme Torres e lançadas em seu espaço cosmopolita chamado Today Skin Katia Kuwabara/ UOL

Mais
Casa Cor SP 2015 - O arquiteto Léo Shehtman criou na Casa P&B ambientes fluidos e integrados através de grandes vãos e de nichos vazados em aço preto (que se transformam em estantes, como se vê no quarto) Katia Kuwabara/ UOL

Mais
Casa Cor SP 2015 - No banheiro da Casa P&B, de Léo Shehtman, a bancada inferior (Florense) do banheiro, na cor cinza, segue até o quarto e compõe a base e a cabeceira da cama, conectando os dois ambientes Katia Kuwabara/ UOL

Mais
Todos os dormitórios se comunicam com pátio interno através de portas de correr. O piso é de tábuas de madeira cumaru e os móveis foram quase todos projetados pelo escritório Drucker Arquitetos Associados, que também assina a arquitetura da casa Madrid, em Marília (SP) Ruben Otero/ Divulgação

Mais
Nos dormitórios, o piso é de tábuas de madeira cumaru, em tons próximos ao do acabamento de madeira tauari utilizado na marcenaria. A tela-mosquiteiro, aplicada às portas do armário, possibilitam a ventilação das roupas e objetos guardados. Para dar leveza ao cômodo, futons substituem os colchões sobre boxes ou camas (foto), que são como 'mesas de apoio'. Quase todos os móveis da casa Madrid, em Marília (SP), foram desenhados pela arquiteta Monica Drucker Ruben Otero/ Divulgação

Mais
Cama, cabeceira e guarda-roupa seguem o mesmo padrão da marcenaria (Roma Móveis), com laminado melamínico branco e apliques de acabamento em madeira tauari. "A linguagem é solta, informal", define a arquiteta e projetista Monica Drucker. As portas dos armários levam tela-mosquiteiro, que ajuda a arejar as peças armazenadas. A casa Madrid fica em Marília, interior de São Paulo Ruben Otero/ Divulgação

Mais
A cama de casal não fica mais centralizada, ela se alinha à TV e aos dois criados laterais, com comprimentos diferentes. A cortina chumbo é de linho e as luminárias auxiliares são suspensas. O segundo criado, junto à janela, é um repetidor para eletrônicos, controlados a partir da TV. O projeto de interiores para o apê em Moema é do escritório KTA Divulgação

Mais
A marcenaria (laca branca) do quarto de uma das filhas do proprietário do apê Moema já existia, foram feitas apenas intervenções para renovar as cores. Por exemplo, o armário sobre a cama perdeu o tecido que imitava jornal e ganhou laca branca. A cama ganhou caixa lateral com nicho. Projeto de reforma é do escritório KTA Divulgação

Mais
No dormitório da segunda gêmea, no apê Moema, a marcenaria também foi reaproveitada, mas ganhou novos detalhes em lilás. O perfil é mais arrojado, apesar de ter a mesma matriz de cores do primeiro quarto. Arquitetura de interiores é do escritório KTA, em São Paulo Divulgação

Mais
Um dos quartos para hóspedes é formado pela estrutura composta por contêineres emendados e reaproveitados, sobre a cobertura do edifício. "Os contêineres que usei no projeto são leves e fáceis de cortar. Serviam para depósito de materiais, não são daqueles mais pesados, usados no transporte de mercadorias", explica o artista Nico Puig Reinaldo Canato/ UOL

Mais
Um dos quartos de hóspede, com cama de solteiro, teve tratamento especial: a colcha foi feita por prostitutas idosas da Praça da Luz, em São Paulo, e o armário-caixão em madeira e o baú dos anos 1940 foram adquiridos em um lixão de Guarulhos por apenas R$ 22, sendo, na sequência, lixados e pintados. O gaveteiro, porém, custou nada: Nico Puig o pegou no lixo do próprio edifício, eram restos de um velho armário embutido Reinaldo Canato/ UOL

Mais
O quarto do ator e designer Nico Puig é baseado na dupla branco e azul e, por isso, a atmosfera é de paz. Sobre a cama, um extenso quadro e, junto à estante que serve como sapateira, uma coleção de chapéus serve como decoração Reinaldo Canato/ UOL

Mais
O dormitório do casal acompanha o conceito dos demais ambientes: simples e sem excessos. O nicho central abriga a cabeceira em capitonê da Artefacto com tecido Regatta, encimada por quadros da Benedixt. As mesinhas em freijó executadas pela Marcenaria Buriti, apoiam as luminárias assinadas por Philipe Stark. O projeto de reforma do apê Panamby é do arquiteto Diego Revollo Alain Brugier/ Divulgação

Mais
No dormitório do casal, o destaque fica para a cabeceira estofada que cria um ar moderno para a composição e ressalta a madeira utilizada para dar corpo à cama e ao piso. A casa de condomínio em Campinas (SP) teve seus interiores idealizados pela arquiteta Elaine Carvalho G. Oliveira/ Divulgação

Mais
[FINALISTA] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Mostras de Decoração": Guilherme Torres. No projeto da suíte, a mistura de diferentes materiais (couro, concreto, acrílico e madeira) é atenuada pelos tons neutros. O projeto esteve em exposição na Casa Cor SP 2014 Divulgação

Mais
[VENCEDOR] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Mostras de Decoração": Gisele Taranto. No teto, a estrutura de bambus entrelaçados distribui a luz que penetra pelas telhas translúcidas. O jardim vertical, ao fundo, se destaca na decoração em tons de cinza gelo. O projeto fez parte da Casa Cor Rio 2014 Divulgação

Mais
[FINALISTA E PREFERIDO DO PÚBLICO] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Mostras de Decoração": David Guerra Arquitetura e Interiores. No Apartamento do Executivo, apresentado na Casa Cor MG 2014, a mesa de jantar "separa" as áreas do quarto e do estar. Os tons amadeirados nos revestimentos e no mobiliário dão um ar elegante à composição Divulgação

Mais
[FINALISTA] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Decoração no Campo": Triplex Arquitetura. No quarto da casa de campo, em lugar de uma tradicional cabeceira, está o painel espinha de peixe em madeira. Diante do revestimento, os criados-mudos suspensos na cor branca e com acabamento laqueado se destacam Divulgação

Mais
[FINALISTA] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Decoração na Praia": Debora Aguiar. No projeto da casa de praia, o volume que abriga a suíte se integra à natureza por meio de uma varanda exclusiva. No dormitório, a cama com dossel dá um toque romântico ao espaço, mas não destoa da atmosfera rústica predominante Divulgação

Mais
[FINALISTA] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Decoração na Praia": Vida de Vila. Ligado à área da piscina, o quarto em estilo rústico tem cama com dossel e ares românticos Divulgação

Mais
[FINALISTA] Prêmio Casa Claudia Design de Interiores 2015 - categoria "Apartamentos": Sandra Picciotto. Na suíte, um tubo suspende o espelho do banheiro e a TV do dormitório e torna-se o delimitador desses ambientes amplamente integrados, inclusive, pela contunidade do piso Divulgação

Mais
No quarto da criança, madeira no piso, OSB nas paredes um fundo branco que separa dormitório do banheiro, onde a pia está levemente deslocada para fora (à dir.). A janela do piso ao teto (à esq.) pediu proteção por guarda-corpo na Casa Buceo, com projeto dos arquitetos Marcelo e Martín Gualano, em Montevidéu, Uruguai Leonardo Finotti/ UOL

Mais
No dormitório de casal da Casa Buceo, a peça branca vista no quarto infantil (foto 11) se repete na delimitação entre dormitório e banheiro. Tons de madeira também contrastam com a frieza do concreto no forro e a porta do piso ao teto, na lateral, faz a comunicação com a varanda suspensa. O projeto de Marcelo e Martín Gualano dá forma à residência em Montevidéu, Uruguai Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O mobiliário fixo - prateleiras, armários, bancadas e camas - têm design com assinatura do escritório Paratelier, que assina a arquitetura da Casa do Zé, em Portugal. O conceito é o mesmo empregado nas paredes, corredores e portas: a marcenaria reutiliza a madeira das fôrmas usadas para concretar a fachada. Resistentes, os painéis de pinus são compostos por três camadas cruzadas Leonardo Finotti/ UOL

Mais
No dormitório de casal da casa de campo em Itu, a cabeceira é em madeira bruta de demolição encerada (Monica Cintra Madeiras) e os criados-mudos são laqueados em branco. A parede atrás da cama retoma os tons neutros e naturais e é revestida pela palha de seda (Nani Chinellato). O projeto de decoração do escritório Díptico Design de Interiores manteve o 'layout' original da residência Lufe/ Divulgação

Mais
No dormitório de casal da casa de campo em Itu, a cabeceira é em madeira bruta de demolição encerada (Monica Cintra Madeiras) e os criados-mudos são laqueados em branco. Sobre uma das mesinhas de apoio, uma luminária Tolomeo oferece luz à leitura. A parede atrás da cama retoma os tons neutros e naturais e é revestida pela palha de seda (Nani Chinellato). O projeto de decoração é do escritório Díptico Design de Interiores Lufe/ Divulgação

Mais
Em um dos quartos da casa de campo em Itu, a cabeceira em madeira bruta de demolição foi combinada aos criados-mudos pretos. O papel de parede (Wall Covering) retoma a ideia dos tons neutros e é contraposto a almofada de veludo sobre a cama. O projeto de decoração é do escritório Díptico Design de Interiores Lufe/ Divulgação

Mais
Na Residência Península dos Pássaros, projetada pelos arquitetos Eduardo França e Letícia de Azevedo, os dormitórios ficam no ponto mais alto da construção. Deles, através das janelas do piso ao teto, é possível aproveitar a vista e a iluminação natural. À frente da cama está o guarda-roupa, com portas espelhadas que refletem a bela paisagem da Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima (MG) Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
A suíte do casal se abre para o terraço com estrutura metálica, deck de madeira e fechamento por brises de itaúba. Ali, a gostosa rede sugere o relaxamento tão oportuno em uma casa de praia. A Casa Xan foi projetada pelo escritório MAPA, no Rio Grande do Sul Leonardo Finotti/ UOL

Mais
As portas-venezianas possuem brises de madeira itaúba, que controlam a insolação na suíte do casal. O quarto conta com espaço generoso que acomoda um pequeno estar. A Casa Xan foi projetada pelo escritório MAPA, no Rio Grande do Sul Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Deise Maturana criou um móvel com espaços para livros, lembranças de viagens, fotos dos amigos, além de bijuterias e maquiagens. O "pulo do gato" foi reunir na marcenaria modulada da Romanzza uma escrivaninha (à esq.) e a penteadeira com bancada de vidro e gaveta. Neste ponto, também, o painel amadeirado é substituído pelo espelho no revestimento da parede Pablo Nicolas/ Divulgação

Mais
A designer Cibele Petrangelo aproveitou o espaço sob a janela para instalar a penteadeira planejada. Para que o espelho não atrapalhasse a passagem de luz e ventilação, o item foi posicionado sob o tampo, na porção central da bancada, que fecha os nichos para bijuterias e maquiagens. O espaço, multifuncional, também pode ser usado como escrivaninha Divulgação

Mais
Neste projeto, o espelho delimita a área da beleza e compõe uma penteadeira minimalista com o aparador baixo. Munido de dois gavetões para as bijuterias, acessórios e maquiagens, o móvel que também abrigada equipamentos de vídeo, reserva um nicho para embutir o banco quando fora de uso. A proposta é assinada por Lia Salales Divulgação

Mais
A arquiteta Ana Lúcia Salama também recorreu à marcenaria para criar um espaço para a penteadeira no móvel multiuso, seguindo a tendência do momento. Composto por uma bancada e pelo espelho emoldurado com iluminação embutida, para facilitar a maquiagem, está o pequeno toucador. Sob a peça, há um espaço para encaixar o pufe Divulgação

Mais
Situada ao lado da cama, a penteadeira foi idealizada pela arquiteta Ana Bartira Brancante. Com desenho leve e funcional, o móvel foi executado em marcenaria pela Bomtempo. Os nichos da generosa gaveta podem ser visualizados através do tampo de vidro. A iluminação, pensada para evitar ofuscamentos e sombras, mistura luz direta e localizada, usando duas lâmpadas mini-dicróicas, e indireta e difusa, na sanca Divulgação

Mais
A arquiteta Erica Salguero projetou a penteadeira (à esq.) que faz parte do móvel multiuso (JSA Marcenaria) que comporta TV e outros pertences. O posicionamento da penteadeira, ao lado da janela, busca o aproveitamento da luz natural. O tampo de vidro deixa a maquiagem à mostra, facilitando a localização dos itens de beleza Levi Mendes Jr./ Divulgação

Mais
Paola Ribeiro recorreu a penteadeira com traços antigos e cor vibrante para mobiliar este quarto. O móvel com três espelhos reguláveis e cinco gavetas é super prático e acomoda com folga produtos de beleza, além de possuir um nicho para o encaixe de um pufe ou banqueta Leonardo Costa/ Divulgação

Mais
No projeto de Iris Filomena e Marcus Vaz, bancada versátil tem gaveta com visor de vidro (à dir.). O papel de parede florido serve de moldura para o espelho e para o monitor de TV e quebra a monocromia dada pelo mobiliário da Arte Móbile. Sob si, a peça acomoda a cadeira giratória e o armário baixo Marcelo Scandaroli/ Divulgação

Mais
Inspirado nos anos de 1960, o móvel em pau ferro e palhinha ocupa um canto no quarto do jovem casal, criado por Victoria Enrica, e também funciona como penteadeira. A bancada com gavetas é unida a dois armários baixos e o espelho aparece quando o tampo escamoteável é aberto. O banco em couro completa a proposta criada para a Mostra Casapronta Valentino Fialdini/ Divulgação

Mais
A cama já ocupava boa parte da suíte máster, por isso, na hora de redecorar o ambiente, a arquiteta Duda Senna optou por adicionar poucas peças ao espaço. O destaque fica por conta da poltrona Charles e Ray Eames, disposta ao lado da cama. O móvel foi um pedido do morador do apê na Vila Olímpia, em São Paulo (SP) Mariana Orsi/ Divulgação

Mais
Na suíte máster do apartamento decorado por Duda Senna, uma das paredes (à dir.) recebeu o acabamento no padrão cimentício (Bricolagem Brasil). Como boa parte do espaço do cômodo é ocupada pela cama, a arquiteta instalou prateleiras (Marcenaria Arga) para que ali fossem acomodados os livros e objetos de decoração. Uma solução prática e de baixo custo, para quem tem pouco espaço Mariana Orsi/ Divulgação

Mais
A cama foi desenhada pela designer Adriana Fontana, que também assina o projeto de interiores do apê com 32 m². O móvel tem gavetas que ajudam a organizar objetos, documentos e sapatos. A persiana Uniflex sombreia a maior janela do imóvel e faz o controle térmico. Sobre a cama, uma prateleira suspensa e alta, que será ocupada por livros. "Não havia espaço para abajures", diz Fontana, assim, o forro tem três circuitos elétricos individuais para diferentes tipos de iluminação Divulgação

Mais
Era preciso dividir funcionalmente o maior cômodo do apartamento (com 32 m² de área total) em dormitório (foto) e sala de estar. A delimitação foi feita pela estante vazada com compartimento pivotante para TV (ao centro), de modo que ela possa ser aproveitada tanto na sala quanto no quarto. À esquerda, nicho maior serve para apoiar livros e como mesa de trabalho: sua altura tem o encaixe certo para a cadeira, também usada no jantar. O desenho dos espaços e da marcenaria é de por Adriana Fontana Divulgação

Mais
Nesse dormitório projetado pelo escritório Mattos Arqutietura, a cabeceira em laca na cor areia contrasta com o criado branco e conversa com o tom do papel de parede com delicadas flores. A iluminação indireta, instalada entre o móvel e o acabamento, destaca a composição neutra Divulgação

Mais
Para o quarto de uma jovem, a arquiteta Patricia Fiuza criou uma cabeceira sob medida em tiras almofadadas coladas diretamente na parede em toda a extensão horizontal, do chão até meia altura. Revestida em couro sintético, suas ondulações causam um efeito visual moderno Divulgação

Mais
No lugar de uma cabeceira tradicional, a arquiteta Renata Mueller usou um espelho para ampliar a área de dormir do loft de uma advogada. O rasgo no painel espelhado recebeu uma iluminação em fita de LED Marcelo Stammer/ Divugação

Mais
No projeto desse quarto, assinado por Bianca da Hora, a cama de casal recebeu uma cabeceira composta por placas retangulares almofadadas. No ambiente de tons neutros, a superfície acima do móvel foi revestida por papel de parede com listras Divulgação

Mais
Para o quarto de duas meninas, a arquiteta Karina Korn desenhou uma cabeceira em laca branca e que integra as camas. Por outro lado, uma espécie de aparador entre os leitos divide o espaço Divulgação

Mais
No quarto de menino, projetado por Claudia Pimenta e Patricia Franco, a cabeceira em madeira, integrada à cama, tem duas aberturas que auxiliam na organização dos livros e revistas. A cama foi desenhada pela dupla e executada em marcenaria, com encaixe para embutir o colchão Divulgação

Mais
Para o projeto de um quarto pequeno, os arquitetos Eliane Fiuza, Gustavo Prado e Bel Vasconcelos optaram em fazer a cama e a cabeceira executadas em folhas de madeira de aspecto leve e veios bem marcados Divulgação

Mais
A suíte do casal é a única com lareira, varanda e fechamento por portas de vidro, para melhor aproveitamento da vista sobre as montanhas de Campos do Jordão (SP). Os dormitórios da residência TCJ são pequenos e funcionais, apenas para o descanso. A casa é aproveitada com plenitude quando se trata da área social. Nos quartos, os revestimentos em concreto aparente (parede e forro) e madeira de demolição (piso) se repetem. O projeto é do arquiteto André Becker Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O projeto de Jorge Elmor para essa casa em Curitiba (PR) buscou criar espaços amplos e fluídos. Na suíte do casal não foi diferente: para aquecer a decoração, o arquiteto aproveitou-se da madeira, presente nas persianas (Jô Martins), no piso e no painel do home theater. Destaque para a cama Ligne Roset disposta na diagonal Daniel Katz/ Divulgação

Mais
Para o quarto das filhas a paleta de cores escolhida mescla branco e rosa pálido. A mesa com desenho de Eero Saarinen é combinada às cadeiras DAR fornecidas pela Inove. Este é um espaço extra para estudo e lazer. O projeto de iluminação busca explorar o aspecto lúdico, com pendente Mamamia e plafons Luna. Os projetos de arquitetura e interiores desta casa em Curitiba (PR) são assinados por Jorge Elmor Daniel Katz/ Divulgação

Mais
Como as filhas do casal têm idade próxima, a opção foi fazer um amplo quarto para a dupla, capaz de comportar as funções requeridas: estudo, lazer e descanso. Destacam-se nesse espaço, o papel de parede Goya e as camas Ligne Roset. A casa em Curitiba (PR) foi projetada pelo arquiteto Jorge Elmor Daniel Katz/ Divulgação

Mais
O quarto do filho tem todos os equipamentos e objetos guardados em uma estante com acabamentos coloridos: computador, TV, som, violão, brinquedos e livros compõem esse universo. O apê Barão do Tietê foi reformado pelos arquitetos Marcelo Barbosa e Ana Mello Ana Mello/ UOL

Mais
O quarto do filho tem todos os equipamentos e objetos guardados em uma estante com acabamentos coloridos: computador, TV, som, violão, brinquedos e livros compõem esse universo. O apê Barão do Tietê foi reformado pelos arquitetos Marcelo Barbosa e Ana Mello Ana Mello/ UOL

Mais
O mezanino, reservado ao dormitório do casal, recebe farta luz natural graças ao pé-direito duplo do estar, com 5,8 m. Em meio ao concreto e ao tecnocimento, três madeiras surgem para aquecer o espaço: cumaru no forro, tauari no piso e freijó no mobiliário. O Apê Cobre Blue foi reformado pelo escritório Casa 100 Arquitetura Quadra 2 Fotografia/ Divulgação

Mais
Com a cortina rolô Luxaflex recolhida, pode-se visualizar do mezanino todo o entorno do Apê Cobre Blue, reformado pelo escritório Casa 100 Arquitetura. No dormitório, há harmonia no contraste entre concreto e madeira. Sobre os criados-mudos, as luminárias são da La Lampe Quadra 2 Fotografia/ Divulgação

Mais
O painel vermelho na parede concede boas energias ao dormitório do casal e contrasta com a cama baixa e a cabeceira em preto. A LA House é um projeto do Studio Guilherme Torres Denilson Machado (MCA Estúdio)/ Divulgação

Mais
Na Suíte Master, desenhada por Renata Valeiro, os tons escuros dos revestimentos nas paredes contrastam com as cores claras e neutras do piso, mobiliário e objetos. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
Um mapa mundi em fibra ótica, que destaca as principais capitais do mundo, é a peça central na Suíte do Aviador, assinada por Lêda e Leonardo Nardella. A atmosfera masculina resulta da combinação de tons de cinza e preto no acabamento, mobiliário e na roupa de cama. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
Layla Ferreira e Lolla Abdouni assinam a Suíte do Bebê, onde os detalhes, como a luminária pendente, são sofisticados. Atrás do berço, entre os nichos iluminados por fitas de LED, o acabamento botonê se estende da parede ao teto. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
Carina Fontes investiu na combinação P&B e na mistura de inspirações clássicas e contemporâneas para criar a Suíte do Casal. No espaço, a poltrona vermelha se sobressai diante do duo preto e branco presente nas demais peças e revestimentos. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
Lucia Navajas propõe a decoração do Quarto da Jovem Top Model. No ambiente, os revestimentos chamam a atenção: a parede com acabamento acobreado e volumétrico e o teto com estampa animal. No lugar de uma tradicional cabeceira, a profissional empregou um biombo espelhado. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
No Quarto da Moça, projetado por Valéria Loureiro, a predominância do branco, "quebrado" por tons de azul, proporciona tranquilidade e requinte. Materiais como espelhos (que cobrem parte da parede e revestem a cômoda), vidro (na bancada) e acrílico (na cadeira) dão o ar de modernidade à composição. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
No detalhe do Quarto da Moça, uma criação de Valéria Loureiro, a luminária de mesa em formato de pássaro dá o toque lúdico ao ambiente íntimo. A 1º edição da Casa Cor Litoral SP fica em cartaz até dia 21 de dezembro de 2014, na Alameda Rotary Clube, 100, na Ilha Porchat, em São Vicente. Outras informações: www.casacor.com.br/litoralsp Jefferson Ataliba/ Divulgação

Mais
O dormitório do casal apresenta uma atmosfera sóbria e intimista graças à pintura escurecida das paredes e ao piso em cumaru. Destaque para o rasgo horizontal (à dir.) que permite a entrada de luz natural. A NSN House foi projetada pelo escritório Biselli Katchborian Arquitetos e fica localizada em Curitiba (PR) Nelson Kon/ UOL

Mais
O concreto, os cobogós rústicos e a madeira contrastam com a suavidade dos tons de rosa da Suíte da Moça, desenhada por Ana Carolina Albernaz. O revestimento amadeirado, que se estende do piso ao teto, demarca a área de dormir. Detalhes românticos como as molduras espelhadas na parede sobre a cama deixam o espaço ainda mais charmoso. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até 14 de dezembro de 2014, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ Divulgação

Mais
Kleyton Dayve assina a Suíte do Garoto, pensada para um jovem apaixonado por motos e viagens. No ambiente, a cabeceira da cama, revestida por um tecido estilizado, é combinada à imagem sexy na parede. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até 14 de dezembro de 2014, na Casa do Candango, na SGAS quadra 603, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ Divulgação

Mais
No Quarto do Casal, criado por Gilson Freire, o papel de parede em tons neutros segue o estilo provençal adotado para a ambientação romântica. A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até 14 de dezembro de 2014, na Casa do Candango, na SGAS quadra 603, na capital federal. Outras informações: www.morarmais.com.br Haruo Mikami/ Divulgação

Mais
O Loft Mulher Moderna, de Isabela Bethônico, foi pensado para uma mulher casada que vive em uma casa separada do marido. O biombo, produzido em tela metálica pelo artista Paulo Henrique Pessoa, divide com fluidez a área íntima do espaço social da casa. A Casa Cor Minas Gerais fica em cartaz até dia 16 de dezembro de 2014, na Estrada para São Sebastião das Águas Claras, 1.289, em Nova Lima. Outras informações: www.casacor.com.br/minasgerais Henrique Queiroga/ Divulgação

Mais
O Apartamento do Executivo é uma criação do arquiteto David Guerra. No projeto, a ausência de paredes une o quarto às áreas de jantar e estar. O perfil mais refinado do morador dita o emprego de peças de design contemporâneo e o predomínio de matizes sóbrios como marrom e bege. A Casa Cor Minas Gerais fica em cartaz até dia 16 de dezembro de 2014, na Estrada para São Sebastião das Águas Claras, 1.289, em Nova Lima. Outras informações: www.casacor.com.br/minasgerais Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Danilo de Pina e Fernando César assinam o Single Loft, onde o quarto e a sala são separados apenas por uma estante. A iluminação intimista realça o revestimento cimentício e o mobiliário em tons escuros (com exceção das cadeiras em madeira clara). A Casa Cor Minas Gerais fica em cartaz até dia 16 de dezembro de 2014, na Estrada para São Sebastião das Águas Claras, 1.289, em Nova Lima. Outras informações: www.casacor.com.br/minasgerais Jonas Grebler/ Divulgação

Mais
No Studio do Solteiro, da designer de interiores Cícera Gontijo, o banheiro (à esq.) é separado do quarto apenas pelas portas de vidro, que podem ser acompanhadas por persianas. A Casa Cor Minas Gerais fica em cartaz até dia 16 de dezembro de 2014, na Estrada para São Sebastião das Águas Claras, 1.289, em Nova Lima. Outras informações: www.casacor.com.br/minasgerais Jomar Bragança/ Divulgação

Mais
Localizada na fachada posterior da casa, uma antiga varanda foi incorporada à área íntima do dormitório. A cama suspensa por tablado desmontável (2,65 m x 1,4 m) é sustentada por espessos perfis metálicos chumbados nas paredes laterais. O leito está a 2,2 m do piso e ainda sobram 1,60 m dela até o ponto mais alto do forro - este acabado em cedro rosa. Para otimizar ainda mais o espaço, a marcenaria para guarda-roupa foi encaixada sob o tablado pelos profissionais do escritório SET Arquitetura Levi Mendes Jr./ Divulgação

Mais
A marcenaria para o quarto do casal acompanha toda a extensão da parede (3,38 m), com portas de correr sobre trilhos metálicos. O pé direito no pavimento superior chega aos três metros. Na Liberdade, em São Paulo, o sobrado foi inteiramente restaurado, com poucas intervenções estruturais. Projeto de arquitetura é da equipe de Flavio Cunha, do escritório SET Arquitetura Levi Mendes Jr./ Divulgação

Mais
O quarto da filha do casal também teve a parede de cabeceira descascada, para expor os tijolinhos originais. A cama clássica, de madeira e vestida com roupa de florais, contrasta com as mesas laterais Saarinen (Tok&Stok). As paredes levam a cor Castelo do Ar (Coral) e o ambiente se beneficia da entrada de luz natural pela janela, protegida por venezianas externas de madeira. A casa no bairro da Liberdade, São Paulo, foi construída nos anos de 1950 e reformada pelo escritório SET Arquitetura Levi Mendes Jr./ Divulgação

Mais
O cinza foi escolhido para este projeto de Iris Filomena e Marcos Vaz para criar um clima sóbrio para o dormitório. Repare que o matiz foi aplicado ao painel de marcenaria e no tapete. Esse padrão mais escuro foi combinado com a colcha e os armários mais claros, criando um contraste agradável. Para quebrar (um pouquinho) a seriedade da proposta, detalhes em azul foram usados nas almofadas, nos tecidos e em objetos decorativos Martan Neto/ Divulgação

Mais
Na proposta da arquiteta Camila Klein para um homem atual, os tons de cinza foram associados à madeira. "A versatilidade desse matiz dá personalidade ao espaço e oferece a possibilidade de uso tanto de móveis tradicionais, quanto ousados", afirma, citando duas regrinhas: "Pinte o teto de branco e escolha uma ou duas paredes para serem coloridas ou revestidas por um cinza mais escuro. Para quebrar a homogeneidade do tom, a dica é usar papéis de parede com texturas e padrões" Celina Germer/ Divulgação

Mais
Desenhada pela designer de interiores Nágila Andrade, a Suíte do Casal 1 é um ambiente íntimo sofisticado e de ar clássico. Entre os objetos, destaque para os grandes espelhos junto às duas cômodas também espelhadas. A Casa Cor Bahia fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, na Chácara Baluarte, 18, no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador. Outras informações: www.casacor.com.br/bahia Xico Diniz/Divulgação

Mais
Carolina Bittencourt e Carolina Quintela criaram a Suíte da Filha, inspirada em uma jovem bailarina. O toque clássico está no desenho do tapete, no acabamento capitonado do banco ao pé da cama. Por sua vez, as saias do jogo de cama e das cortinas dão um ar romântico ao ambiente. A Casa Cor Bahia fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, na Chácara Baluarte, 18, no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador. Outras informações: www.casacor.com.br/bahia Xico Diniz/Divulgação

Mais
Para a Suíte do Casal 2, a dupla Ana Paula Guimarães e Thiago Manarelli empregou acabamentos amadeirado e marmorizado nas paredes. Entre as peças usadas, destaque para o banco de palhinha e a poltrona com estampa floral. A Casa Cor Bahia fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, na Chácara Baluarte, 18, no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador. Outras informações: www.casacor.com.br/bahia Xico Diniz/Divulgação

Mais
A decoração minimalista da suíte principal inclui apenas a cama da Marcenaria São Paulo e os bancos do Estúdio Bola fazendo as vezes de mesinhas de cabeceira. À esquerda, destaque para a integração do espaço de descanso com o banheiro, separado dele apenas por painel de vidro. A Casa Ithayê foi projetada pelo escritório Apiacás Arquitetos Leonardo Finotti/ UOL

Mais
No Estúdio A, de Roberta Moura, Paula Faria e Luciana Mambrini, a cama suspensa, desenhada por Roberta Moura e executada pela Tear Marcenaria, está presa ao teto por correntes. Grandes cortinas de linho dividem o banheiro do restante da casa. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Av. Ayrton Senna, 2150, blocos O/P, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
No Loft Joá, Patrícia Fiúza emprega certos elementos para delimitar os espaços integrados. No quarto, por exemplo, a profissional adota um painel em madeira e trama natural. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Av. Ayrton Senna, 2150, blocos O/P, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
Duda Porto assina Grou, uma casa feita com módulos de estrutura metálica revestida por madeira, que chegam prontos da fábrica e são implantados no terreno. O projeto tem suíte com 24 m² (foto), living medindo 36 m², um spa com sauna de 18 m², uma área gourmet com 15 m² e um grande pátio integrando todas as "caixas". A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
No Loft do Casal Cosmopolita, criado por Izabela Lessa, o tom predominante é o amadeirado, que reveste todas as paredes e o teto. Destaque também para o marrom escuro do piso, que remete ao aço corten (liga de aço, nióbio e cromo). A estrutura espelhada, onde TVs foram embutidas nas duas faces, funciona como divisória entre as alas íntima e social. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
O Studio Out, projetado por Gabriela Eloy e Carolina Freitas, é marcado por tonalidades sóbrias, obras de arte e peças de design assinado. Entre os objetos, destaque para as cadeiras de jantar desenhadas por Joaquim Tenreiro, o balanço de Alander Especie no estar e o quadro iluminado criado por Guilherme Torres, junto à cama. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
Alexandre Gedeon e Hugo Schwartz tiraram proveito do pé direito duplo para criar o Loft do Solteiro. Um mezanino abriga o banheiro enquanto o nível inferior é destinado ao quarto, closet e ambientes sociais. Materiais como cimento queimado e aço dão o clima industrial ao projeto. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Av. Ayrton Senna, 2150, blocos O/P, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
No Estúdio do Jovem Executivo, de Alexandre Magno, o quarto e home office (foto) são integrados aos ambientes sociais. Destaque para o banheiro dentro de uma caixa de madeira e para o painel de vidro que projeta a TV e funciona como uma divisória entre o dormitório e a sala. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Av. Ayrton Senna, 2150, blocos O/P, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
O Loft no Rio é um projeto de Ana Lila Denton e Juarez Farias. Uma estante em aço corten (liga de aço, nióbio e cromo), pendente do teto e projetada pelos profissionais serve como suporte para TV e divisória entre as alas íntima e social. Parte das paredes foi revestida por tijolos de barro do tipo inglês. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping, na Av. Ayrton Senna, 2150, blocos O/P, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
O Loft no Rio, de Ana Lila Denton e Juarez Farias, tem quarto, sala, cozinha e banheiro integrados. Uma estante em aço corten (liga de aço, nióbio e cromo), pendente do teto e projetada pelos profissionais serve como suporte para TV e divisória entre as alas íntima e social. Parte das paredes foi revestida por tijolos de barro do tipo inglês. A Casa Cor Rio fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no CasaShopping. Outras informações: www.casacor.com.br/riodejaneiro André Nazareth/Divulgação

Mais
Com uma mesa de trabalho branca (Móveis Otto), um dos quartos do apartamento em Mogi Mirim (SP) se transformou em um escritório para atender ao pedido do locatário, um jovem empresário que trabalha em casa. Assim como o rack na sala de estar (foto 3), nesse cômodo, a estante é composta por prateleiras de aço (Método Móveis). Em suportes, os instrumentos musicais do morador decoram a parede e personalizam a decoração assinada por Leandro Matsuda Leandro Matsuda/Divulgação

Mais
No outro quarto do apartamento alugado em Mogi Mirim (SP), o colchão com uma capa listrada (Tok&Stok), usado quando o morador recebe hóspede, fica atrás da cama, fazendo às vezes de uma cabeceira. No projeto de decoração, assinado pelo arquiteto Leandro Matsuda, o piso do dormitório, escritório e ambientes sociais tem revestimento em laminado de madeira (Durafloor) Leandro Matsuda/Divulgação

Mais
No segundo andar há três dormitórios com acabamento alto brilho para marcenaria na cor magenta. Os painéis chegaram prontos à obra. A cama "playground" foi desenhada pelo arquiteto da casa Vertical, Marcos Bertoldi, com espaço para dormir e para almofadas, leitura e brincadeiras. Nesse ponto, a marcenaria estofada é revestida por tecido 100% algodão. A vista é para o campo do golfe, através da grande janela em fita que se estende por todos os dormitórios. A residência fica em Curitiba (PR) Alessandra Okazaki/ Divulgação

Mais
Rosângela Martins e Zelinda Gouvea assinam a Suíte do Casal da Casa de Praia, decorada em tons claros de azul e branco. Os quadros na cabeceira, as peças regionais sobre o criado-mudo (à dir.) e o crochê da roupa de cama e das almofadas dão o toque artesanal à ambientação. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, no Boulevard Shopping, na Av. Visconde de Souza Franco, 776, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dudu Maroja/Divulgação

Mais
Socorro Ribeiro desenvolveu a Suíte do Hóspede da Casa de Praia, inspirada nas praias de água doce, típicas do Pará. O ambiente tem uma atmosfera leve e relaxante, com a predominância do branco e de tons terrosos. Plantas naturais distribuídas pelo cômodo dão frescor à composição. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, no Boulevard Shopping, na Av. Visconde de Souza Franco, 776, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dudu Maroja/Divulgação

Mais
Socorro Ribeiro desenvolveu a Suíte do Hóspede da Casa de Praia, inspirada nas praias de rio, típicas do Pará. O painel da cabeceira, feito de madeira, traz um recorte decorado com libélulas e iluminado por LEDs azulados. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, no Boulevard Shopping, na Av. Visconde de Souza Franco, 776, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dudu Maroja/Divulgação

Mais
Rosângela Martins e Zelinda Gouvea priorizaram as texturas naturais e os tons de azul para proporcionar uma sensação de conforto e tranquilidade à Suíte do Casal, da Casa de Praia. Uma divisória feita de troncos, decorada com chapéus, delimita as áreas do quarto e de banho. A Casa Cor Pará fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, no Boulevard Shopping, na Av. Visconde de Souza Franco, 776, em Belém. Outras informações: www.casacor.com.br/para Dudu Maroja/Divulgação

Mais
No dormitório da suíte a intervenção foi pequena: foi removido o acabamento em grafiato azul da cabeceira, para a aplicação da mesma pintura por tinta com efeito de cimento queimado (Suvinil) que aparece no microambiente de leitura na sala de estar (foto 5). Foram instalados, ainda, pendentes para luz pontual indireta (Reka) e ar condicionado (Meloar) no apê Raul Pompéia, reformado pelo Hiperstudio Marcus Damon/ Estúdio Paralelo Fotográfico/ Divulgação

Mais
Com inspiração no rock'n'roll, a Suíte do Filho é uma criação de Fabiana Ortiz. Os tons de cinza prevalecem no ambiente, do papel de parede e dos móveis ao tapete e à cortina. Por sua vez, o toque retrô fica por conta dos detalhes como o frigobar com design "antiguinho" e as malas decorativas. A 6ª edição da Casa Cor Campinas fica em cartaz até dia 7 de dezembro de 2014, no Palácio do Bispo, na Av. Jesuíno Marcondes Machado, 799. Outras informações: www.casacor.com.br/campinas Jefferson Ataliba/Divulgação

Mais
Na Suíte Master, de Adriana Beluomini, Ines Scisci e Ivanilza de Alencar, os tecidos das cortinas e as fibras traçadas da cabeceira (que se estende até o teto) e do tapete (que cobre todo o piso) dão aconchego. Ao lado da poltrona de linhão (à esq.), a lareira elétrica acrescenta mais conforto ao ambiente íntimo Jefferson Ataliba/Divulgação

Mais
Para a Suíte da Filha, Maria Luiza Negreiros propõe uma combinação elegante de cores sóbrias tanto para os móveis quanto para os revestimentos. No ambiente contemporâneo, os espelhos na parede de madeira remetem ao estilo clássico. A segunda edição da Casa Cor RN fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, na Sede Social do América Futebol Clube, na Av. Rodrigues Alves, 950, em Natal. Outras informações: www.casacor.com.br/riograndedonorte Alberto Medeiros/Divulgação

Mais
A Suíte da Filha é uma criação de Maria Luiza Negreiros. Para a área de vestir, a profissional escolheu por uma marcenaria funcional, em tons mais claros. A segunda edição da Casa Cor RN fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, na Sede Social do América Futebol Clube, na Av. Rodrigues Alves, 950, em Natal. Outras informações: www.casacor.com.br/riograndedonorte Alberto Medeiros/Divulgação

Mais
Um mix de elementos contemporâneos e clássicos marca a Suíte do Casal, de Graça, Mariana e Ana Clara Madruga. No ambiente, por exemplo, as cômodas de madeira trabalhada foram combinadas a uma cabeceira moderna, de traços retilíneos. A segunda edição da Casa Cor RN fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, na Sede Social do América Futebol Clube, na Av. Rodrigues Alves, 950, em Natal. Outras informações: www.casacor.com.br/riograndedonorte Alberto Medeiros/Divulgação

Mais
Cores sóbrias criam uma atmosfera masculina na Suíte do Rapaz, de Magnus Amorim. No projeto, a iluminação dirigida é usada para destacar a cama e o piso amadeirado e a estampa do revestimento na parede. A segunda edição da Casa Cor RN fica em cartaz até dia 30 de novembro de 2014, na Sede Social do América Futebol Clube, na Av. Rodrigues Alves, 950, em Natal. Outras informações: www.casacor.com.br/riograndedonorte Alberto Medeiros/Divulgação

Mais
No mezanino, o dormitório do casal possui uma cama que se desloca sobre rodas e está posicionada em local estratégico para aproveitamento total da paisagem de Belo Horizonte. O móvel recobre a banheira na casa Mangabeiras, projetada pelo arquiteto Allen Roscoe Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O sofá de alvenaria coberto por futons amarelos não impede a integração dos ambientes, mas marca a separação da área do dormitório, que pode ser isolada do estar pela cortina branca (na foto, recolhida à esquerda). O projeto do Estúdio Option é assinado pelo escritório FGMF Fran Parente/ Divulgação

Mais
No apartamento decorado por Adriana Fontana, o quarto é delimitado pela estante vazada. O ambiente ganha privacidade, mas permanece integrado ao estar. Na porção central do móvel, o rack para a TV é pivotante e oferece acesso à tela tanto no dormitório (foto), quanto na ala social Adriana Barbosa/ Divulgação

Mais
A segunda grande mudança estrutural no apê Icaraí, com projeto do escritório Ravaglia & Philot, foi a integração do banheiro ao quarto. O sanitário fica reservado em um dente, atrás da bancada, enquanto a cuba e o boxe, este com portas de vidro temperado, voltam-se para o dormitório, diretamente. O piso vinílico, resistente e lavável, com textura de madeira substituiu os tacos originais. Na área molhada, o chão leva porcelanato branco piguês (90 cm x 90 cm) e as paredes têm pastilhas Cinthia Serrano/ Divulgação

Mais
Decorado em tons claros e quentes, o Quarto Menina, de Leticia Pires, Didácio Duailibe e Flávia Duailibe, tem iluminação indireta instalada em sancas. No teto também há pontos de luz próximos à cortina. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), quadra 01, lote 635, na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
No Quarto Menino, a arquiteta Lucivânia Castro acomodou o kart na parede entre os jardins verticais de samambaias. A iluminação dirigida destaca a composição. À frente, as poltronas Bubble Chair, desenhadas pelo finlandês Eero Arnio, também chamam a atenção. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), quadra 01, lote 635, na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
O Quarto Casal é um projeto de Cynthia Rondelli. Na ambientação, os lustres quando acesos têm sua luminosidade refletida pelo painel em laca azul atrás da cama. A arquiteta usa também a iluminação para colocar em destaque os objetos decorativos dispostos nos nichos azulados, à esquerda. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), lote 635, na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
No lugar dos tradicionais pendentes, Fabianna e Michelle Manzur usaram luminárias de tubo no Quarto do Bebê. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), quadra 01, lote 635, na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
A arquiteta Gislaine Garonce projetou para o quarto do Refúgio do Casal uma iluminação geral associada a duas luminárias suspensas, nas laterais da cama, que funcionam como abajures. Repare também que, entre os armários espelhados, o revestimento texturizado é realçado pelas fitas LED. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
A fim de criar um efeito intimista e colaborar para o aconchego do Lounge Resort, a arquiteta Renata Dutra empregou uma iluminação direcionada e pontual. A luz destaca as paredes de tijolos aparentes, os objetos no nicho (área do quarto, ao fundo) e o piso junto aos estofados. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), quadra 01, lote 635, na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
No Refúgio da Empresária, os arquitetos Marcio Corrêa e Cecilia Wenerburg distribuíram, no teto, pontos de luz embutidos. Um deles ilumina a cama suspensa (à dir.), posicionada acima de um espelho d'água. A Casa Cor Brasília fica em cartaz até dia 18 de novembro de 2014, em uma antiga construção no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), quadra 01, lote 635, na capital federal. Outras informações: www.casacor.com.br/brasilia Jomar Bragança/Divulgação

Mais
No segundo pavimento, o dormitório é igualmente repleto de luz natural, somente quebrada pela porta veneziana, feita de madeira. Destaque para a cabeceira da cama, "improvisada" com o uso de uma porta antiga de demolição. A decoração do apê da Vila Aspicuelta é dos arquitetos Rafael Loschiavo e Vera Molina Ana Mello/ UOL

Mais
A intensa luz natural aliada à ventilação cruzada torna o dormitório do casal um ambiente arejado e leve. A porta veneziana permite que a luminosidade seja dosada. Destaque para a cabeceira da cama: uma porta garimpada em demolição. A decoração do apê Vila Aspicuelta leva a assinatura dos arquitetos Rafael Loschiavo e Veronica Molina Ana Mello/ UOL

Mais
O Quarto do Bebê Carioca, de Bruna Maciel e Letícia Loureiro, tem um painel com iluminação posterior inspirado no Complexo do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro. O ambiente é colorido e tem como peças de destaque a poltrona que vira cama e as luminárias minimalistas, penduradas no teto. A mostra Morar Mais por Menos RJ fica em cartaz até 19 de outubro de 2014, na Rua Presciliano da Silva, 188, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.morarmais.com.br MCA Estúdio/Divulgação

Mais
Ana Ciconha assina o Quarto do Universitário, pensado para um jovem "descolado" e esportista. Detalhes como os baús, as almofadas e o quadro que estampa super-heróis, sobre a cabeceira, dão vivacidade ao ambiente. A mostra Morar Mais por Menos RJ fica em cartaz até 19 de outubro de 2014, na Rua Presciliano da Silva, 188, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.morarmais.com.br MCA Estúdio/Divulgação

Mais
O Quarto da Jogadora de Vôlei, de Ana Lúcia Danello e Vania Lúcia Guerreiro, é uma homenagem à bicampeã olímpica da seleção brasileira de vôlei, Fabiana Alvim. O ambiente tem cores que remetem à bandeira do Brasil. A mostra Morar Mais por Menos RJ fica em cartaz até 19 de outubro de 2014, na Rua Presciliano da Silva, 188, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.morarmais.com.br MCA Estúdio/Divulgação

Mais
O Quarto de Vestir do Esportista é um projeto de May Lee Chaves e Solange Barciela. O espaço despojado tem prateleiras feitas de pallets e nichos montado com caixotes de feira. A mostra Morar Mais por Menos RJ fica em cartaz até 19 de outubro de 2014, na Rua Presciliano da Silva, 188, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.morarmais.com.br MCA Estúdio/Divulgação

Mais
A Suíte da Carioca, projetada por Anna Plachta, Camila Dekache e Paula Groishman, tem decoração leve e descontraída. Combinado aos nichos com orquídeas, o painel de madeira filetado, que cobre parte da parede e do teto, abriga suportes metálicos para a prancha e as maletas. A mostra Morar Mais por Menos RJ fica em cartaz até 19 de outubro de 2014, na Rua Presciliano da Silva, 188, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.morarmais.com.br MCA Estúdio/Divulgação

Mais
Na Suíte do Fotógrafo, Deise Maturana e Tamires Ribas combinaram o duo branco-preto com os tons amadeirados para definir o ambiente masculino. A parede em tijolos aparentes recebeu a composição de fotografias, apoiadas em um painel. A mostra Morar Mais por Menos RJ fica em cartaz até 19 de outubro de 2014, na Rua Presciliano da Silva, 188, na Barra da Tijuca. Outras informações: www.morarmais.com.br MCA Estúdio/Divulgação

Mais
O Studio de um Solteiro, assinado por Cristiane Maciel e Sony Luczyszyn, tem apenas 30 m². O projeto foi pensado para um homem que admira a arte e valoriza as poucas peças que possui. Na decoração sóbria sobressai o revestimento volumétrico da parede atrás da cama. A 21ª edição da Casa Cor Paraná fica em cartaz até dia 5 de outubro de 2014, no Graciosa Country Club, na Av. Munhoz da Rocha, 1.504, em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana Manoel Guimarães e Gerson Lima/Divulgação

Mais
Viviane Tabalipa assina o Loft do Golfista, com 48 m². Inspirada pela Escócia, a arquiteta compôs um espaço aconchegante: nas paredes, as boiseries (molduras) foram combinadas ao papel para revestimento xadrez. A 21ª edição da Casa Cor Paraná fica em cartaz até dia 5 de outubro de 2014, no Graciosa Country Club, na Av. Munhoz da Rocha, 1.504, em Curitiba. Outras informações: www.casacor.com.br/parana Manoel Guimarães e Gerson Lima/Divulgação

Mais
Apesar de não terem passado por alterações estruturais - não houve demolição de paredes na área íntima do apê Palma -, aqui também vigas e colunas de concreto foram descascadas. Tal ato alinhou os dormitórios (como o da foto) à linguagem decorativa proposta para a área social, que enfatiza a rusticidade. Nele, os elementos estruturais aparentes exibem marcações feitas pelos pedreiros nos anos 1960. O projeto de reforma é do escritório Vila Segui Arquitectos, na Espanha Laura Molina/ Divulgação

Mais
No dormitório do casal a sensação de aconchego é dada pela madeira cumaru e pelo compensado OSB das portas. Nelas há perfurações redondas que permitem a ventilação a partir do deck de madeira. A "caixa maior" e externa possui abertura horizontal para visualização da paisagem (veja o aspecto externo na foto 1). A Casa RR foi projetada pelo escritório Andrade Morettin e fica no litoral paulista Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O dormitório das crianças apresenta, como o quarto do casal, a atmosfera acolhedora dada pela madeira cumaru da estrutura e pelas chapas OSB que compõem o forro e as portas. O espaço se volta para um deck de madeira onde é possível tomar sol. A caixa metálica externa recebeu abertura na altura desse pátio. A Casa RR tem projeto assinado pelo escritório Andrade Morettin Leonardo Finotti/ UOL

Mais
No Quarto do Casal, Marco Dias Reis usou madeira em abundância. O material recobre o forro e dá corpo aos móveis, em especial, à mesa acoplada à cama. Ali está um generoso arranjo de alstroemérias. Porém, as flores neste dormitório também pendem do teto, em um vasinho suspenso de ponta-cabeça. A mostra Morar Mais por Menos BH fica em cartaz até 05 de outubro de 2014, na Av. Celso Portírio Machado, 1481, na capital mineira. Outras informações: www.morarmais.com.br Gustavo Xavier/ Divulgação

Mais
Thais Fontenelle e Consuelo Fontenelle não abriram mão de uma bela orquídea para complementar a decoração do Quarto das Netas. O matiz da flor foi ressaltado pelo cachepô de papelão alveolado. A mostra Morar Mais por Menos BH fica em cartaz até 05 de outubro de 2014, na Av. Celso Portírio Machado, 1481, na capital mineira. Outras informações: www.morarmais.com.br Gustavo Xavier/ Divulgação

Mais
Os dormitórios da casa Joseph Strick, na Califórnia, têm tamanho reduzido e são pensados apenas para atender as necessidades privadas de seus usuários. Os revestimentos acompanham o padrão de toda a casa, com pintura branca e piso em madeira de palmeira tratada, e os móveis mantém a elegância sessentista do projeto arquitetônico original, de Oscar Niemeyer Leonardo Finotti/ UOL

Mais
Com piso em madeira de demolição, uma das suítes do apartamento em Campinas (SP) tem decoração clara. Destaque para os pendentes (Lumini) ao lado da cama. O projeto de interiores tem assinatura da arquiteta Elaine Carvalho Miro Martins/Divulgação

Mais
A madeira de demolição que cobre todo o piso da suíte aquece o ambiente decorado pelo branco quase absoluto dos acabamentos, armários planejados e da roupa de cama. O projeto de interiores do apartamento em Campinas (SP) é assinado pela arquiteta Elaine Carvalho Miro Martins/Divulgação

Mais
A porta de vidro duplo do dormitório dá acesso ao terraço posterior, privativo para o casal (face norte). Na "Pod House", portas, janelas e caixilhos são em alumínio pintado e tratado com gás argônio, anticorrosivo que aumenta a durabilidade frente à maresia. O guarda roupas é de MDF cinza e acompanha a cor da grelha de alumínio que embute o ar-condicionado. A cama está sobre um carpete e o restante do acabamento acinzentado é feito num cimento queimado espatulado. Em Lorne, Austrália Sharyn Cairns/ Divulgação

Mais
Pensado para uma jovem universitária, o Quarto da Moça, de Magda Beatris e Zilda Zompero, é alegre e despojado. Decorado com cores fortes como amarelo, azul e rosa, o ambiente conta com uma cabeceira moderna que se estende até o teto. A 10ª edição da Casa Cor MT fica em cartaz até dia 14 de setembro de 2014, no Goiabeiras Shopping, na Av. José Monteiro de Figueiredo, 500, em Cuiabá. Outras informações: www.casacor.com.br/matogrosso Levi Mendes Jr/Divulgação

Mais
Madeira e couro estão entre os principais materiais usados no projeto da Suíte do Quarentão, das designers de interiores Maridilza Aquino, Neila Curvo e Susana Furlanetto. Apoiada na parede com acabamento sóbrio, a obra de arte pontua com cores vivas o ambiente. A 10ª edição da Casa Cor MT fica em cartaz até dia 14 de setembro de 2014, no Goiabeiras Shopping, na Av. José Monteiro de Figueiredo, 500, em Cuiabá. Outras informações: www.casacor.com.br/matogrosso Levi Mendes Jr/Divulgação

Mais
Assinado pela arquiteta Roberta Bertazzo, o Studio do Piloto é inspirado no apresentador e piloto da Fórmula GT Brasil, Marcelo Sant'Anna. O ambiente traz um mix de texturas e cores vivas como o vermelho e o azul. A 10ª edição da Casa Cor MT fica em cartaz até dia 14 de setembro de 2014, no Goiabeiras Shopping, na Av. José Monteiro de Figueiredo, 500, em Cuiabá. Outras informações: www.casacor.com.br/matogrosso Levi Mendes Jr/Divulgação

Mais
Sobre uma base neutra, Roberto Gomes usou tons fortes de azul, criando uma atmosfera moderna para o Loft do Universitário. Na parede da sala de jantar (à esq.), o revestimento cerâmico, segundo o designer, remete ao desenho de pedras preciosas. A 10ª edição da Casa Cor MT fica em cartaz até dia 14 de setembro de 2014, no Goiabeiras Shopping, na Av. José Monteiro de Figueiredo, 500, em Cuiabá. Outras informações: www.casacor.com.br/matogrosso Levi Mendes Jr/Divulgação

Mais
O Quarto do Casal é uma criação da dupla Ana Cláudia Marcon e Laura Viana. Com quase 72 m², o confortável dormitório tem um extensa estante com adega embutida (à dir.). A terceira edição da Casa Cor MS fica em cartaz até dia 14 de setembro de 2014, em dois pavimentos do novo prédio do Hospital de Câncer, em Campo Grande. Outras informações: www.casacor.com.br/matogrossodosul Felipe Araújo/Divulgação

Mais
O Quarto do Bebê é um projeto de Thaline Queiroz, Luciano Dourado e Maria Fernanda Piccoli. O painel amarelo vivo e a iluminação embutida no gesso dão vivacidade ao espaço com base neutra. A terceira edição da Casa Cor MS fica em cartaz até dia 14 de setembro de 2014, em dois pavimentos do novo prédio do Hospital de Câncer, em Campo Grande. Outras informações: www.casacor.com.br/matogrossodosul Felipe Araújo/Divulgação

Mais
Inspirada no adolescente atual, a arquiteta Marta Calasans (www.martacalasans.com.br) projetou o espaço de 16,60 m² para a Mostra Quartos Evelyn Muller/Divulgação

Mais
Esta proposta assinada pelo escritório Sesso & Dalanezi (www.sessoedalanezi.com.br) atendeu a dois meninos de 13 e 15 anos que adoram skate, bicicleta e grafite em um espaço de 8 m². Por isso, o projeto aproveitou todos os cantos com a marcenaria sob medida. Aqui, a inspiração também veio do estilo urbano, onde o cinza destaca o branco, o amarelo dos nichos e o colorido do tecido que reproduz um grafite. A parede espelhada amplia o quarto Bruno Cocozza/Divulgação

Mais
Este quarto 15,72 m² tem com forro de gesso, assoalho e pintura neutra como base; o colorido aparece nos detalhes, acessórios e no quadro que lembra um grafite. Para dividir o quarto em duas áreas, o projeto desenvolvido por Eliana de Sousa (www.arquitetaelianadesousa.com.br) e executado pela marcenaria Blanco Design (www. blancodesign.com.br) especificou o frontão que funciona como divisória. O tapete listrado dá o toque de vanguarda ao local Rogério Cajui/Divulgação

Mais
Em tons neutros, este dormitório planejado pela designer de interiores Ana Cristina Moral (11 2669-2186) destaca-se pela marcenaria executada pela Florense ABC (www.florense.com) que racionalizou o espaço de 9 m². Veja que tons de preto e azul repetem-se não só nos móveis como na cabeceira, quebrados pelo amarelo da almofada da luminária e o colorido dos quadros, que mais uma vez exibe a tendência da arte urbana CAAD Fotografia/Divulgação

Mais
Papel com estampa de fitas cassetes e vinis presos na parede enfatizam o gosto de dois irmãos pela música. O quarto foi projetado pela designer Marcia Brunello (www.marciabrunello.com.br) que elegeu o cinza e o amarelo como os tons do ambiente para trazer descontração e modernidade Fabiana Stig/Divulgação

Mais
Elaborada em tons azul e cinza claro pela arquiteta Ana Bartira Brancante (www.anabartira.com.br) para um adolescente que precisava de seu espaço para estudos e sossego, a decoração do quarto de 16 m² é composta pelo painel de tecido estampado com manchetes de jornal, almofadas com estampas de bandeiras e ícones urbanos jovens, todos remetendo à tradição da música inglesa. O tapete listrado também combina com o design, com tons de laranja para aquecer o ambiente Raul Fonseca/Divulgação

Mais
Para aproveitar o espaço, a designer Bianka Mugnatto (www.biankamugnatto.com.br) recorreu à marcenaria em cada centímetro do quarto. Veja que a luminária de teto atende à cama sem ocupar o criado-mudo. O adesivo na parede com ícones urbanos, as almofadas e o estofamento da cadeira rompem com a monotonia do branco dos móveis Divulgação

Mais
Nesta outra proposta da designer Bianka Mugnatto (www.biankamugnatto.com.br), o quarto foi idealizado para um garoto que gosta de esportes. Com base branca, a ambientação destaca-se com o adesivo na parede e os tons de azul usados na roupa de cama e nas almofadas Divulgação

Mais
Um adolescente de 14 anos queria um quarto (8,80 m²) que mostrasse sua paixão pelo time de basquete Boston Celtics. Assim, Cinthia Garcia e Andréia Karalkovas (www.garciaekaralkovas.com.br) projetaram um espaço versátil que se transforma com o tempo. O ponto de partida foi painel e o logo do time. "Quando o rapaz decidir mudar o quarto, basta substituir o adesivo por um papel", diz Andréia Divulgação

Mais
Quarto de solteiro Edu Castelo/Divulgação

Mais
A arquiteta Ana Lúcia Jucá (www.alj.arq.br) inspirou-se em um adolescente que adora esportes para criar este quarto de 13 m² para a Mostra Quartos & Etc do Rio de Janeiro (www.qequartos.com.br). Em uma composição contemporânea, o amarelo destaca-se sobre a base preta e cinza, fugindo dos tons convencionais masculinos. Destaque para a parede espelhada que amplia o ambiente e o painel onde estão fixadas a bicicleta e TV Evelyn Muller/Divulgação

Mais
O quarto de 11,70 m², projetado pela arquiteta Maria Alice de Melo Aguiar, da Escala Arquitetura (www.escalaarquitetura.com.br), foi para um garoto de 12 anos com espírito descolado e que adora surf. O painel na cabeceira da cama evidencia o gosto pelo esporte. Em tons de branco e amadeirado, o cômodo ganhou pinceladas de azul na roupa de cama e em alguns detalhes J.Vilhora/Divulgação

Mais
Inspirado em temas londrinos, o projeto de 9,63 m² foi pensado pela arquiteta Izabela Lessa (www.izabelalessa.com.br) para um adolescente de 14 anos. O espelho tem a função de decorar, seguindo as últimas tendências, e também ampliar e iluminar o ambiente Denilson/MCA Estúdio/Divulgação

Mais
Outro dormitório (11 m²) onde o tema foi a bandeira da Inglaterra. Este é assinado pela arquiteta Cilene Monteiro Lupi (www.cilenemlupi.com.br) para um garoto de 14 anos. Em tons crus e madeiras, o projeto mescla azul escuro e o vermelho queimado imprimindo personalidade ao quarto. A escrivaninha é arredondada para permitir que a porta se abra completamente Denilson/ MCA Estúdio/Divulgação

Mais
O papel de parede listrado norteou o projeto desenvolvido pela arquiteta Patricia Duarte (www.patriciaduarte.com.br) para o dormitório de 8 m². A marcenaria foi aplicada compondo com o grafismo da parede. Por serem horizontais, as listras ajudaram a reforçar a sensação de amplitude do quarto. Ao lado da cama, a bancada e os nichos comportam a área de estudos e objetos pessoais do garoto. As almofadas pontuam o local com cor J.Vilhora/Divulgação

Mais
Um adolescente colecionador de bolas de futebol é o cliente do designer Fernando Piva (www.fernandopiva.com.br). Para fugir dos adesivos, o projeto (20 m²) recorreu ao papel de parede que serviu de referência para instalar as bases de acrílico para as bolas. O painel de couro sobrepõe o revestimento por onde se alinha a cabeceira da cama. Os tecidos clássicos nas almofadas traz nostalgia ao espaço, e criados-mudos de modelos diferentes enfatizam a assimetria Eduardo Pozella/Divulgação

Mais
Idealizado pelo escritório de arquitetura e interiores Prado, Zogbi e Tobar (www.pradozogbitobar.com.br) para um adolescente na mostra Apronta da Casa Pronta (www.casaprontaquartos.com.br), o espaço de 11 m² mistura as cores azul-marinho, verde e branco. A cama tem nichos internos que acomodam almofadões quadrados que podem virar outra cama, se necessário Valentino Fialdini /Divulgação

Mais
Com 14 m², este dormitório foi planejado pela arquiteta Ana Bartira Brancante (www.anabartira.com.br) para um garoto que acabara de entrar na adolescência. Com design assimétrico, o projeto explora cores alegres presentes nos móveis da Segatto (www.segatto.com.br), na parede laqueada e no adesivo Raul Fonseca/Divulgação

Mais
A parede da janela foi aproveitada no projeto de Ana Bartira Brancante (www.anabartira.com.br) com o mobiliário para os estudos devido a alta luminosidade. A cortina romana filtra a luz quando necessário Raul Fonseca/Divulgação

Mais
O espaço para o dormitório era enxuto, por isso a designer Marcia Brunello (www.marciabrunello.com.b) recorreu a marcenaria bem bolada e ao contemporâneo amarelo para clarear o ambiente. A cama é encaixada no móvel para ganhar espaço. Caixas ajudam acomodar os pertences do adolescente Fabiana Stig/Divulgação

Mais
O desafio da arquiteta Simone Tasca (www.simonetasca.com.br) foi idealizar um quarto para um adolescente de 15 anos fanático pelo Corinthians e que pela primeira vez teria seu próprio espaço. Como o cômodo tem apenas 10,5 m² o projeto teve que ser racional reunindo várias funções em uma mesma peça. A cama composta de gaveta inferior e um colchão para visitas recebeu roupa com as cores do time J.Vilhora/Divulgação

Mais
Até nos dormitórios o acabamento é rústico, com paredes e forros em concreto aparente. O concreto armado é o material utilizado para confeccionar a grande caixa flutuante que caracteriza o volume principal e dá nome à House in the Air. As divisões entre os ambientes (como a cabeceira da cama) são paredes de alvenaria cerâmica que não atingem o forro, integrando todos os cômodos e otimizando a ventilação entre eles. O projeto é do escritório TDA Arquitetura, para residência em Luque, no Paraguai Leonardo Finotti/ UOL

Mais
O pavimento térreo tem dois dormitórios infantis, com saídas diretas para o quintal. Os acabamentos são os mesmos da área social: piso em poliuretano autonivelante e estuque de madeira em paredes e forro, pintados de branco. A Casa Bierings fica em Utrecht, na Holanda, e seu projeto de arquitetura foi desenvolvido pela Rocha Tombal Christian Richters/ Divulgação

Mais
O dormitório do casal exibe uma atmosfera suave, com paredes pintadas de azul índigo que se alinham com a estampa do tecido da cabeceira (Donatelli) e das cortinas. A marcenaria em laca "off-white" unificou os criados-mudos e a cabeceira em um só bloco e permite a troca do tecido. Para finalizar, nas laterais da estrutura foram instaladas as luminárias "Let it be", da Lumini, equipadas com lâmpadas LED e hastes flexíveis. O apê FMS tem projeto de reforma do escritório KTA Arquitetura Célia Weiss/ Divulgação

Mais
O dormitório do menino de quatro anos é azul e a temática escolhida foi o futebol, que aparece nos adesivos colados na parede (à dir.). Apesar da área reduzida, foi possível projetar uma escrivaninha que o garoto aproveitará para estudos num futuro próximo. O apê FMS tem projeto de reforma do escritório KTA Arquitetura Célia Weiss/ Divulgação

Mais
A bicama desenhada pelas arquitetas para o quarto do menino permite que ele convide um amiguinho para passar a noite e ainda tem um baú para guardar os brinquedos. O apê FMS tem projeto de reforma do escritório KTA Arquitetura Célia Weiss/ Divulgação

Mais
No dormitório, a marcenaria em MDF (Contexto Oficina da Madeira) para cabeceira acompanha o material usado no armário que fica embutido e escondido na parede à esquerda. A mesa lateral, em madeira laqueada da Clami Design, e os bancos em cerâmica esmaltada, além de "aquecerem" a base cinza, servem como assentos-coringa em eventuais reuniões. A reforma do apartamento Jardins, em São Paulo, foi projetada por Ricardo Abreu Borges Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
Na Suíte do Casal, uma criação de Murilo Lomas, o papel de parede (Celina Dias) cinzento e com textura que imita couro de arraia recebeu aplicações de tachas prateadas que formam molduras. A 28ª edição da Casa Cor SP apresenta 79 ambientes até dia 20 de julho de 2014, no Jockey Club de São Paulo, na Av. Lineu de Paula Machado, 1173. Outras informações: www.casacor.com.br Katia Kuwabara/UOL

Mais
O quarto planejado pelas arquitetas Fernanda e Mariana Mattos tem a marcenaria em preto, enquanto a cadeira verde quebra a homogeneidade e dá um toque alegre e jovem ao espaço. O teto branco e o espelho refletem a claridade, sem deixar a decoração pesada, e se alinham à iluminação, fundamental para que o ambiente ficasse mais harmônico Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
Na suíte do casal, Stela Maris recorreu à cabeceira ampla e escura para criar um contraste em relação às roupas de cama sempre clarinhas, repetindo a composição claro-escuro utilizada na formatação das cortinas. A arquiteta diz: "As cores escuras são refinadas, mas não necessariamente formais" Rodrigo Sacramento/ Divulgação

Mais
O casal queria uma suíte aconchegante, mas que fugisse do convencional. Assim, as designers Giselle Macedo e Patrícia Covolo optaram por pintar as paredes em um tom escuro de marrom, valorizando a marcenaria e os detalhes em espelho. Para que o ambiente não fique muito pesado, a dupla recomenda que se adote iluminação adequada. Uma boa alternativa é utilizar peças espelhadas que ajudam a refletir a luz Mariana Gatti/ Divulgação

Mais
No quarto de um rapaz de 17 anos que gosta de viajar e de estudar a história do mundo, o papel de parede estampado com a ilustração de um mapa antigo foi usado para compor um painel, sobre a cama. Para valorizar a imagem, a arquiteta Camila Klein planejou a iluminação focada e embutida na marcenaria Bruno Netto/ Divulgação

Mais
Os mapas podem ser usados na decoração de quartos infantis e estimular, assim, os pequenos a se aproximarem e gostarem de geografia. O cuidado, nesse caso, é escolher um modelo com uma linguagem lúdica, como o que decora o dormitório projetado pela arquiteta Flávia Sá para um menino de cinco anos Divulgação

Mais
Um mapa grande foi usado para decorar a parede junto à cabeceira da cama, nesse quarto de solteiro projetado pelo arquiteto Maurício Arruda. Sem moldura, o gráfico combinou com a ambientação "clean" do espaço Lufe Gomes/ Divulgação

Mais
O dormitório infantil com varanda para brincadeira tem piso coberto com deck de madeira removível, para facilitar a limpeza. A cama foi feita em marcenaria, enquanto a mesa lateral azul e o revisteiro são da Tok Stok. O apartamento Alto de Pinheiros fica em São Paulo e teve projeto para reforma assinado pelos arquitetos Gabriel Magalhães e Luiz Cláudio Souza Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
A suíte de hóspedes foi decorada com papel de parede listrado (Celina Dias) e mesas laterais de acrílico: a incolor, da Kartell, e a vermelha, do Studio Nada Se Leva. O abajur Kartell também é incolor. A cama já existia, e foi incrementada com almofadas pelos arquitetos Gabriel Magalhães e Luiz Cláudio Souza. O apartamento Alto de Pinheiros fica em São Paulo Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
No quarto de uma das crianças, a cama e a mesinha de apoio lateral são da Tok&Stok. O projeto de interiores para o apartamento Alto de Pinheiros, em São Paulo, é de Gabriel Magalhães e Luiz Cláudio Souza Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
Na suíte máster, a parede atrás da cabeceira leva tratamento especial com papel de parede estampado. A marcenaria é composta por peças de madeira em tom vivo. Sobre as mesas laterais, as luminárias são da Clami. O projeto de interiores é assinado pelos arquitetos Gabriel Magalhães e Luiz Cláudio Souza Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
O piso parquet dos dormitórios, no apartamento Alto de Pinheiros, é anterior à reforma e foi tratado com ácido e raspado, adquirindo coloração mais clara. Na suíte, a poltrona de encosto baixo (Marché Art de Vie) acompanha a cor do papel de parede usado atrás da cabeceira (foto anterior). No canto da janela, o gaveteiro de madeira faz parte do acervo de móveis do morador, que contratou os arquitetos Gabriel Magalhães e Luiz Cláudio Souza para fazer o projeto de interiores do dúplex Marcelo Magnani/ Divulgação

Mais
Com uma decoração mais despojada, os quartos de hóspedes (como o da foto), que ficam no térreo, têm cabeceiras em madeira de demolição e cores pautadas no azul marinho e vermelho. O projeto de interiores da casa de praia é assinado por Marília Veiga Daniel Veiga/Divulgação

Mais
No quarto do casal, as persianas são da linha Silhouete (Hunter Douglas), com tecido que permite a entrada de luz filtrada e suave, de forma que a cama pudesse ser posicionada de frente para o vão de abertura (janelas em caixilhos de alumínio). As paredes em painéis de gesso acartonado estão isoladas térmica e acusticamente por uma camada interna de espuma de poliuretano, o que aumenta a privacidade do ambiente. Seu piso em carpete aquece o espaço íntimo Kai Nakamura/ Divulgação

Mais
A Casa Cor São Paulo, que acontece até 20 de julho, no Jockey Club da capital paulista, tem quatro ambientes dedicados às crianças, como o da foto acima, projetado pela arquiteta Denise Monteiro para meninos com idades entre quatro e sete anos. Para inspirar os pais, o UOL Gravidez e Filhos conversou com arquitetos e decoradores desses espaços para pegar dicas que podem sair da mostra de decoração para serem aplicadas em casa |Por Priscila Tieppo - Do UOL, em São Paulo Divulgação

Mais
Uma solução simples no quarto de menino projetado por Denise Monteiro são as redes para guardar as bolas. "Pensei em um material que não oferecesse risco para um ambiente de crianças e também de fácil manutenção, além de ser uma solução bacana de baixo custo", afirma Divulgação

Mais