Como fazer o isolamento acústico de uma casa ou apartamento?

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz

É cada vez maior a quantidade de reclamações por causa de barulho. Nas casas ou nos prédios, onde os moradores sofrem com os ruídos causados por fontes externas ou por vizinhos. O que pode ser feito com relação a isso?

Primeiramente, é preciso identificar de onde vem o barulho. Se a fonte é externa -causada por casas noturnas, bares ou pelo movimento de carros na rua-, o problema recai unicamente sobre o morador. Portanto, você deverá cuidar sozinho da questão. Além de reclamar aos serviços municipais, que podem multar os estabelecimentos comerciais barulhentos, você pode melhorar o isolamento acústico da sua residência.

No caso das fontes externas, o barulho entra, basicamente, pelas fachadas que estão expostas ao ruído. Os caixilhos (as armações das janelas e portas) são os principais vilões do seu desconforto, nesse caso. No Brasil, os caixilhos, geralmente, são de péssima qualidade. É comum vê-los deixando a água passar durante uma chuva forte. E, se a água passa, o som passa com muito mais facilidade.

Há diversas empresas que produzem caixilhos acústicos, normalmente de alumínio e compostos por vidros duplos ou triplos, que vedam muito melhor a sua casa ou apartamento do ruído externo. Estas janelas costumam ter um custo muito mais alto, mas é notória a diferença de desempenho. Ao escolher uma empresa, é importante buscar referências, já que muitos desses caixilhos são de baixa qualidade e vão acabar não cumprindo sua função corretamente.

Além dos caixilhos, há isolamentos acústicos para o restante da fachada, pois muitas das construções atuais apresentam paredes pouco isolantes. Para isso, materiais como lãs de rocha e placas de gesso acartonado, aplicadas na parte interna das paredes, podem ajudar bastante, desde que o conjunto inteiro esteja isolado -ou seja, paredes e caixilhos. Não adianta ter uma parede com bom isolamento e um caixilho que deixa o som passar. Esse é um erro bastante frequente.

Quando o ruído que incomoda vem de outro apartamento do mesmo edifício, o problema se inverte. Basicamente, o som está vindo pelas lajes, seja a do piso ou a do teto. Nesse caso, são essas superfícies que devem ser isoladas.

O isolamento do piso deve ser feito quando o barulho vem de baixo ou se você é o causador dos ruídos -e não quer incomodar os seus vizinhos de baixo. Esse isolamento é o mais complicado, pois é necessário remover o seu piso, aplicar materiais isolantes sobre a laje e instalar novamente o piso. Se você não quiser gastar tanto dinheiro e energia, pode aplicar materiais como o carpete sobre o piso existente. Ele diminui o "toc-toc" que os sapatos fazem nos pisos de madeira, mas não melhora muito o barulho causado por aparelhos de som.

Se o barulho vem de cima ou se você incomoda os moradores do andar superior, você pode utilizar forros acústicos sob a laje. Isso melhora bastante o problema e é mais simples de ser executado. Há no mercado uma série de forros acústicos, com diferentes acabamentos. Escolha o que mais lhe agrada e contrate uma empresa especializada. Muitos deles são compostos por gesso e material isolante e são comuns nos prédios de escritórios.

Por fim, vale dizer que a vida em sociedade, na cidade ou em um prédio de apartamentos, exige respeito daqueles que produzem o barulho e uma dose de compreensão daqueles que o escutam. As construções residenciais não são como grandes estúdios de gravação totalmente isolados. A maioria dessas iniciativas melhora, mas não resolve totalmente o problema. É um erro achar que é possível morar em uma cidade densa ou em um edifício de apartamentos e nunca ouvir um ruído externo. O diálogo com os seus vizinhos ainda é a melhor saída.

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz são arquitetos formados pela FAU-USP e sócios do escritório Forte Gimenes Marcondes Ferraz (www.fgmf.com.br)

UOL Cursos Online

Todos os cursos