China inicia construção de arranha-céu em formato de vaso

  • Divulgação

    O "China Zun" será um dos maiores prédios do país

    O "China Zun" será um dos maiores prédios do país

Pequim - A capital chinesa iniciou a construção de seu edifício mais alto, o China Zun, um arranha-céu com 510 metros de altura e 108 andares que será, quando pronto, uma das maiores construções do planeta.

O design do novo edifício é inspirado em um tradicional vaso chinês, chamado "zun" em mandarim, informou nesta terça-feira a construtora do projeto, Citic Group, em declarações publicadas pelo jornal "China Daily".

O China Zun ficará próximo da torre da "Televisão Central Chinesa" (CFTV), projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, e das ruínas do Hotel Mandarin Oriental, do mesmo arquiteto.

O prédio, cujas obras terminarão dentro de cinco anos, superará o edifício mais alto da capital chinesa, a Torre 3 do China World Trade Center, com 330 metros de altura e localizado em frente ao terreno onde será construído o China Zun, no centro financeiro de Pequim.

A Citic garantiu que o novo arranha-céu contará com tecnologia ecológica para economizar energia, e servirá tanto para abrigar escritórios quanto como destino turístico, já que terá uma plataforma com lanchonete em seu terraço para que as pessoas possam desfrutar da vista da área financeira da cidade.

Com a construção do edifício, Pequim passa a fazer parte da competição iniciada por Xangai para diminuir a distância em relação ao edifício mais alto do mundo, o Burj Khalifa, um gigante de 828 metros que fica em Dubai, nos Emirados Árabes. A China abriga o terceiro edifício mais alto do mundo, o Canton Tower, de 600 metros de altura.

UOL Cursos Online

Todos os cursos