Arrecadação do IPTU em SP aumenta quase 27% neste ano, frente a 2009

SÃO PAULO – Nos primeiros quatro meses deste ano, a arrecadação de IPTU (Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana) aumentou 26,8% na comparação com os primeiros quatro meses do ano passado.

De acordo com a Secretaria das Finanças, a elevação deve-se à mudança da PGV (Planta Genérica de Valores), base de cálculo para o imposto que foi atualizada no ano passado. A mudança reajustou os valores venais dos imóveis residenciais em 30% e dos comerciais em 45%.

O projeto que previa a atualização da planta também determinou que imóveis cujo valor venal seja igual ou inferior a R$ 92,5 mil ficam isentos do IPTU, exceto os não-residenciais. Imóveis com valor de R$ 92,5 mil a R$ 185 mil têm desconto sobre o valor venal, fazendo com que o imposto cobrado seja menor.

Arrecadação

Ao todo, no período, houve um aumento de 15% nas receitas, enquanto que as despesas aumentaram 16,8%. Segundo a Secretaria, a Prefeitura de São Paulo deve R$ 40 bilhões à União, sendo que, em maio, o saldo devedor era de R$ 11,2 bilhões.

 

 

 

“Todos os tributos basicamente tiveram uma elevação acima da inflação, tivemos um desempenho muito expressivo do nosso ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), que revela o dinamismo do setor imobiliário na cidade”, afirmou o secretário, de acordo com a Câmara Municipal.

Além disso, para o secretário municipal das finanças, Walter Aluisio de Morais Rodrigues, a economia está aquecida e os reflexos da crise nas contas da cidade já passou.
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos