São Paulo tem participação nas vendas de imóveis maior que 39 cidades juntas

SÃO PAULO - Em março, 7.585 imóveis foram vendidos na Região metropolitana de São Paulo, o que representa crescimento de 38,9%, na comparação com fevereiro, quando foram vendidas 5.459 unidades, segundo pesquisa do Secovi (Sindicato da Habitação) lançada nesta terça-feira (1).

De acordo com o estudo, apenas a cidade de São Paulo representou 54% das vendas e as outras 39 cidades da região registraram 46% de participação.

O indicador VSO (Vendas sobre Oferta) aponta que o ritmo de comercialização atingiu 23,3% na Região Metropolitana, índice maior que o registrado em fevereiro (17,5%). Contudo, o desempenho foi inferior ao da capital paulista (28,2%).

Segmentação

Os imóveis de três dormitórios lideraram as vendas no terceiro mês do ano, com 3.353 unidades, número que representa 44,2% do total na Grande São Paulo. Em seguida, vêm os imóveis de dois quartos, que correspondem a 36,2% (2.747) das unidades vendidas na região. Já os imóveis de quatro dormitórios representam 11,8% das unidades comercializadas.

As unidades de três quartos representaram 42,6% das unidades vendidas em março na cidade de São Paulo. Já os imóveis de dois dormitórios corresponderam a 28%.

Lançamentos

De acordo com relatório divulgado pela Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos), em 2000, os municípios da Região Metropolitana, com exceção da cidade de São Paulo, representavam 21,9% do volume de lançamentos residenciais. No ano passado, esse índice foi para aproximadamente 41%, o que demonstra uma tendência de aumento na participação das demais cidades no mercado.

Em 2000, a capital paulista representava 78,1% das 38 mil unidades lançadas na Região Metropolitana, enquanto em 2009 esse número caiu para 59% do volume total dos 53,5 mil imóveis lançados.

UOL Cursos Online

Todos os cursos