Chuveiro flex: senador comemora investimento do PAC 2 para projeto

SÃO PAULO – O anúncio de que o governo destinaria um investimento R$ 4,5 bilhões do PAC 2 (segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento) para o desenvolvimento do “chuveiro flex” foi comemorado pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ).

O chuveiro flex é um equipamento híbrido, que funciona conectado à rede elétrica e também por energia solar. A ideia é que as placas fotovoltaicas - capazes transformar a energia solar, por exemplo, em energia elétrica - sejam instaladas nos novos edifícios.

“O Brasil tem a virtude de intensa insolação. Assim, no momento que os brasileiros chegam para tomar banho, entre 18 e 21 horas, na hora do pico de energia, não acionariam os chuveiros elétricos, que seriam aquecidos pelas placas de energia solar”, declarou Crivella, segundo informações da Agência Senado.

O senador lembrou que é nesse horário que costumam ser ligadas as usinas termelétricas, movidas a combustíveis fósseis, como óleo diesel e gás, para evitar apagões.

Economia

Com o chuveiro flex haveria grande economia de energia elétrica, necessária ao crescimento de 6% da economia previsto ara 2011.

Ainda segundo Crivella, a proposta do chuveiro flex foi apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2009, mas havia sido considerada inviável. Outra proposta do senador (PLS 23/04), atualmente parada na Câmara dos Deputados (PL 5733/09), prevê tornar obrigatório o uso prioritário de energias alternativas nos sistemas de aquecimento de água em edifícios construídos com recursos do SFH (Sistema Financeiro da Habitação).

UOL Cursos Online

Todos os cursos