Alta no crédito imobiliário fez edificações residenciais crescerem em 2008

SÃO PAULO – A expansão do crédito imobiliário impactou positivamente o grupo de edificações residenciais em 2008.

Segundo dados divulgados nesta sexta-feira (18) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na Paic (Pesquisa Anual da Indústria da Construção) de 2008, o valor emprestado para financiamento imobiliário naquele ano foi de R$ 29,1 bilhões, montante 65% superior ao registrado em 2007.

Deste total, 53,1% foram destinados para novas construções de imóveis. Além disso, foram alocados R$ 10,5 bilhões para o financiamento de habitações populares com recursos provenientes do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), valor 69,44% maior que os R$ 6,2 bilhões destinados em 2007.

Unidades

No que diz respeito ao número de unidades financiadas, houve alta de 52% em relação à pesquisa anterior, ficando em 294,2 mil imóveis.

No geral, o grupo edificações residenciais, que possui o maior peso individual no segmento da construção, cresceu 21,2% entre 2007 e 2008, sendo que o valor dos imóveis apresentou alta de 20,7% em termos nominais.

UOL Cursos Online

Todos os cursos