Imóveis com dois e três dormitórios puxam as vendas em abril em SP

SÃO PAULO – Em abril, os imóveis de dois e três dormitórios puxaram as vendas na cidade de São Paulo. De acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), o segmento de dois quartos registrou a venda de 1.184 unidades (36,6%), enquanto no de três dormitórios foram comercializadas 1.053 moradias (32,5%).

As casas e apartamentos de quatro dormitórios responderam por 14% do total, com 454 unidades vendidas.

Quanto à participação no volume de unidades lançadas, a fatia de dois quartos cresceu para 50,9% (1.206 unidades) diante do lançamento total de 2.370 moradias em abril.

Área útil Com relação à área útil, 89,3% do total vendido em abril ficou na faixa de até 130 metros quadrados, distribuída em quatro faixas de segmentação. Dentre elas, destacam-se as unidades com área útil entre 46 m2 a 65 m2, com 1.219 unidades escoadas (37,7% do total).

A seguir, a faixa de 66 m2 a 85 m2 teve 746 moradias comercializadas (23,1%), e a de 86 m2 a 130 m2 foi responsável pelo terceiro lugar, com 537 unidades (16,6%).

Atrativos Bairros nas regiões Sul (Morumbi e Vila Olímpia) e Oeste (Vila Leopoldina, Vila Madalena e Lapa) chamaram a atenção no mês de abril, principalmente nos segmentos de dois e três dormitórios.

Bons resultados para unidades com valores entre R$ 130 mil e R$ 200 mil e na faixa com preços médios entre R$ 350 mil e R$ 470 mil movimentaram o segmento de dois dormitórios.

No mercado de três quartos, os valores médios praticados giraram em torno dos R$ 250 mil a R$ 370 mil, mas observou-se sucesso em imóveis com valores superiores a R$ 650 mil.

UOL Cursos Online

Todos os cursos