Moradia encarece custo de vida em São Paulo

SÃO PAULO - De acordo com a Pesquisa de Custo de Vida divulgada pela Mercer nesta terça-feira (29), a cidade de São Paulo é a mais cara cidade das Américas para um estrangeiro viver. No ranking mundial, São Paulo ocupa a 21ª posição, ficando à frente de Nova York, em 27º lugar.

"Isso nunca havia acontecido antes. Acreditamos que o encarecimento de São Paulo se deve ao fato de que coletamos os preços em moeda local e convertemos para dólar, que é nossa moeda-base. Como o real se valorizou muito frente ao dólar no último ano, a cidade ficou mais cara para os expatriados", explica a consultora sênior da entidade, Renata Herrera.

Ainda segundo a consultora, considerando as categorias pesquisadas, entre elas, moradia, transporte, alimentação, vestuário, utensílios e diversão, São Paulo está mais cara que NY na maioria delas, com exceção de alimentação, serviços domésticos e utilidades.

São Paulo x Rio de Janeiro
O rankig revela ainda que São Paulo (21ª) é também mais cara que a cidade do Rio de Janeiro (29ª). O motivo: o alto custo da acomodação.

"Também é caro para o estrangeiro encontrar um lugar bom e seguro para morar no Rio de Janeiro, mas é mais barato do que em São Paulo. Em todos os outros itens pesquisados, os preços nas duas cidades são bastante parecidos, o que diferencia realmente as cidades é o preço pago para conseguir uma acomodação. Os aluguéis são bastante altos", diz Renata.

Cidades africanas
Uma novidade do ranking de custo de vida 2010 é a presença de três cidades africanas entre as 10 mais caras para se viver. A consultora diz que também por lá é a moradia o principal motivo desse alto custo.

"Cidades africanas têm escassez de moradia, então, é bem difícil e bastante caro encontrar lugar para se morar lá. Além disso, também há escassez de bens de consumo e a pouca oferta eleva os preços", finaliza Renata.

UOL Cursos Online

Todos os cursos