Salão Imobiliário em SP terá juros do financiamento reduzidos

SÃO PAULO - Quem adquirir a casa própria durante a quinta edição do SISP (Salão Imobiliário de São Paulo) encontrará taxas menores de financiamento das habitualmente praticadas pelos bancos.

Isso porque as instituições participantes reduziram os juros para o evento, sendo que as taxas vão variar entre 8,4% e 10,4% ao ano.

O Banco do Brasil, por exemplo, irá reduzir de 10% para 8,4% + TR (Taxa Referencial) a taxa pós fixada para imóveis avaliados em até R$ 500 mil. O benefício é válido para negócios fechados ou iniciados no evento e finalizados em até 180 dias.

Outros bancos

No HSBC, as taxas reduzidas irão variar de 8,9% a 10,4% ao ano mais TR, dependendo do valor do imóvel a ser financiado. No banco, a redução é de meio ponto percentual em relação às taxas praticadas normalmente, que variam de 9,4% a 10,9% ao ano mais TR. A instituição manterá as condições do SISP para os negócios efetivados no prazo máximo de 60 dias após o evento.

Já o Bradesco terá taxas menores para propostas fechadas durante o Salão e que forem contratadas em até 30 dias. Neste caso, os juros caem de 10,50% para 9,70% ao ano mais TR, para imóveis avaliados entre R$ 150 mil e R$ 500 mil, e de 11,50% para 10,20% ao ano mais TR para propriedades a partir de R$ 500 mil.

No que diz respeito à CEF (Caixa Econômica Federal), o banco emitirá cartás de crédito com validade de 60 dias para serem utilizadas na aquisição de imóveis ofertados no salão ou fora dele. Contudo, a instituição não informa se haverá alterações nas taxas de juros.

Salão

A quinta edição do SISP acontece de quinta-feira (23) a domingo (26), no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

O evento irá oferecer aos visitantes que buscam imóveis residenciais opções que vão de R$ 150 mil a R$ 30 milhões, sendo que, neste ano, a maior procura (65%) será por imóveis de até R$ 300 mil.

UOL Cursos Online

Todos os cursos