Financiamento imobiliário: cresce participação dos jovens abaixo de 30 anos

SÃO PAULO – Vem crescendo a participação dos jovens nos financiamentos imobiliários pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação). De acordo com os dados da CEF (Caixa Econômica Federal), em 2002, os mutuários com idade até 30 anos representavam 34,60% dos contratos. Em 2010 – dados referentes ao primeiro semestre – jovens com menos de 30 anos chegavam a 36,30% dos contratos. Crescimento de 1,7 ponto percentual.

O pico da participação dos jovens no financiamento imobiliário, no entanto, ocorreu em 2006, quando o percentual chegou a 37,50%.

Por outro lado, os mutuários com idade entre 31 e 45 anos diminuíram 2,1 p.p., saindo de 46,10% em 2002 para 44% neste ano.

Na próxima faixa etária, entre 46 e 59 anos, houve ligeiro acréscimo, de 0,9%. A participação deles nos contratos de financiamento imobiliário era de 14,90% em 2002 e passou a 15,80% em 2010.

Entre os mais velhos – mutuários a partir de 60 anos, a participação caiu de 4,40% em 2002 para 3,80% em 2010.

Mais mulheres

O balanço da CEF mostrou ainda que a participação das mulheres como titular dos contratos de financiamento imobiliário também está crescendo nos últimos anos. Em 2002, elas eram 33,50% dos mutuários e, em 2010, a participação subiu para 36,90% - crescimento de 3,4%.

O pico na participação das mulheres ocorreu em 2007, ano em que elas assinaram 39,70% dos contratos.

Os homens continuam sendo maioria, chegando a 63,10% dos contratos feitos até julho deste ano – frente a 66,50% em 2002.

UOL Cursos Online

Todos os cursos