Investidor deve considerar imóveis de luxo em 2011, diz Secovi-RJ

SÃO PAULO – Um grupo de investidores estrangeiros colocou à venda um lote de apartamentos do empreendimento mais caro do Brasil, localizado na zona sul de São Paulo. 

De acordo com o vice-presidente do Secovi-RJ (Sindicado da Habitação do Rio de Janeiro), Leonardo Schneider, o mercado imobiliário de alto padrão está muito aquecido.

“O mercado de alto luxo em São Paulo não gira tanto, mas está cada vez mais se sofisticando. Ele não entra em crise, a volatilidade não é alta e está crescendo”, afirmou.

Ainda de acordo com ele, os investidores devem apostar em imóveis em 2011. No entanto, até quem tem condições não deve alocar tudo para as unidades de alto padrão. “Para diversificar, eu compraria também imóveis menores, que têm mais liquidez”.

Em São Paulo

Os 20 imóveis vendidos pelos investidores estão no Parque Cidade Jardim, empreendimento da JHSF, comercializado pela imobiliária Coelho da Fonseca.

As unidades vão a mercado com valorização de mais de 100% e os preços variam de R$ 2,4 milhões a R$ 3 milhões.

De acordo com o diretor da imobiliária Roberto Coelho da Fonseca, as unidades ainda sofrerão uma valorização de cerca de 40% para o próximo ano, acompanhando a forte apreciação do mercado e o término das obras, previsto para 2012.

O empreendimento tem três torres comerciais e nove residenciais, com metro quadrado a R$ 13,5 mil e R$ 12 mil, respectivamente.

UOL Cursos Online

Todos os cursos