SP: número de ações contra inadimplência em condomínios cai 33,2%

SÃO PAULO - O número de ações contra condôminos inadimplentes no Fórum da cidade de São Paulo registrou queda de 33,2% entre setembro e outubro deste ano, de acordo com levantamento realizado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Ao todo, foram 945 ações de cobrança na capital paulista contra 1.415 registradas no mês anterior. Entre janeiro e outubro, o número de ações por falta de pagamento de condomínio alcançou os 10.078 casos – um aumento de 4,7% na comparação com o mesmo período do ano passado (9.628 ações).

Para o vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, Hubert Gebara, os acordos extrajudiciais ajudaram a diminuir o número de ações. “Uma ação de cobrança dessa natureza pode levar, em média, de cinco a dez anos para ser resolvida”, afirmou, por meio de nota.

A Lei do Protesto também ajudou a diminuir o número de ações, na avaliação de Gebara. “Os inadimplentes preferem negociar e pagar parcelado do que ter seu nome inscrito nos serviços de proteção ao crédito”, afirmou Gebara.

Ações

Nos últimos 12 meses, o número de ações do tipo que ingressaram na Justiça de São Paulo aumentou 7,5%, uma vez que em novembro de 2009, eram 879 ações. Na tabela abaixo é possível conferir o número de ações registradas nos últimos 12 meses e a variação em relação ao mês anterior:

Inadimplência em condomínios
de novembro de 2009 a outubro de 2010
Mês Número de ações Variação em relação
ao mês anterior
Novembro 879 -3,41%
Dezembro 952 6,13%
Janeiro/10 542 -43,07%
Fevereiro 676 24,72%
Março 1.214 79,58%
Abril 891 -26,60%
Maio 1.199 34,56%
Junho 828 -30,94%
Julho 1.227 48,18%
Agosto 1.141 -7,01%
Setembro 1.415 24,01%
Novembro   945 -33,2%

Fonte: Secovi-SP

UOL Cursos Online

Todos os cursos