Aluguel e condomínio elevam gastos com habitação em janeiro

SÃO PAULO – Os gastos com aluguel residencial e condomínio estão entre as principais altas de habitação registradas no mês de janeiro.

Segundo dados do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15), divulgados nesta quarta-feira (26) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os preços dos aluguéis subiram 1,23% em janeiro na comparação com dezembro. Já os condomínios registraram aumento de 1,28% no mesmo período.

No mês anterior, os gastos com aluguel tinham apresentado variação de 0,73%, enquanto com condomínio a taxa tinha sido de 1,04%.

No mês, o grupo Habitação registrou taxa de 0,60%, o que representa alta de 0,09 ponto percentual (p.p.) ante a variação de dezembro (0,51%). Gastos com encargos e manutenção registraram alta de 0,92%. Nos últimos 12 meses, a elevação do grupo foi de 5,50%, sendo que os gastos com encargos e manutenção registraram alta de 6,82%.

Cidades

No mês, os consumidores das cidades de Goiânia e Belo Horizonte sentiram as maiores altas do aluguel, de 1,91% e 1,80%, nesta ordem. A menor alta foi verificada em Belém, onde o aluguel subiu 0,52%. No período, os consumidores de São Paulo e Distrito federal sentiram as maiores elevações dos condomínios, de 1,86% e 1,70%, respectivamente.

No acumulado dos últimos 12 meses, os consumidores que sentiram mais os aumentos foram os do Distrito Federal e Fortaleza, no caso do aluguel, com alta de 13,75% e 12,01%, respectivamente. Já os do Rio de Janeiro foram os que sentiram mais o aumento dos condomínios, de 11,22%.

UOL Cursos Online

Todos os cursos