Quanto menor a renda, maior o percentual de casas como tipo de habitação

SÃO PAULO –  A casa é o tipo de habitação mais comum dos brasileiros. E, de acordo com pesquisa do instituto Data Popular, quanto menor a renda, maior o percentual de casas como tipo de habitação.

A pesquisa mostra que 95% das classes D e E, 87,5% dos brasileiros da classe C e 64,74% das famílias das classes A e B vivem em casas. Por outro lado, considerando o apartamento como tipo de habitação, o percentual é maior nos segmentos mais abastados, sendo que 35,26% das classes A e B moram em apartamentos, ao passo que o percentual alcança 12,36% na classe C e 4,51% nas classes D e E.

Preferências

Dos 9 milhões de consumidores que querem comprar um imóvel nos próximos 12 meses, 4,9 milhões querem uma casa. Desse total, 40% pertencem às classes D e E. Já 48% são de famílias da classe C. Apenas 12% são de famílias das classes A e B.

Já o apartamento é o preferido das classes A e B. Ao todo, 1,9 milhão de brasileiros pretendem comprar um apartamento neste ano. Desse total, a maior intenção é dos mais abastados: 31% querem esse tipo de imóvel.

Dos que pretendem comprar um apartamento, 20% pertencem às classes D e E. Já a classe C representa quase metade daqueles que têm intenção de comprar um apartamento: 49%.

A compra do terreno também está nos planos de 884 mil famílias nos próximos 12 meses. Desse total, 50% são da classe C, 36% das classes D e E e 14% são das classes A e B.

Do total de pessoas que querem comprar um imóvel neste ano, 1,1 milhão ainda não decidiram que tipo querem. Dentre os indecisos, 44% percentem à classe C, 42% às classes D e E e 14% à classe A.

Potencial

As famílias das classes D e E são potenciais compradores de imóveis, mostra a pesquisa. Isso porque 30% deles não possuem casa própria. Dentre desse segmento de renda, 17% vivem em imóveis alugados e 12,4% moram em unidades cedidas por empregadores ou familiares.

Na classe C, o percentual dos que não possuem imóvel próprio alcança 23,5%, sendo que 17,6% vivem em imóveis alugados e 5,6% em casas cedidas. Já entre os consumidores das classes A e B, o percentual registra 17,4%, sendo 15,4% morando de aluguel e 1,8% em imóveis cedidos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos