Recorde: Caixa investiu R$ 77,8 bilhões no mercado habitacional em 2010

SÃO PAULO – A CEF (Caixa Econômica Federal) investiu no mercado habitacional, ao longo de 2010, um montante de R$ 77,8 bilhões, 70% de todo o crédito imobiliário do mercado no período.

O investimento, recorde, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (11) pela instituição, é 57,2% superior ao contabilizado em 2009 e 1.435% maior do que o montante registrado em 2003.

Da fatia total de financiamentos registrados, R$ 27,7 bilhões foram realizados com recursos da poupança, o que viabilizou a construção de 203.931 unidades habitacionais.

Outras 389.675 moradias foram originadas pelos R$ 31 bilhões com linhas que utilizam o FGTS. A CEF destinou ainda R$ 6,3 bilhões para subsídios e R$ 10,7 bilhões para arrendamentos residenciais. O restante do valor foi direcionado para consórcio imobiliário, Pró-Moradia e repasse.

A CEF, por meio da carteira habitacional, atingiu R$ 108,3 bilhões de saldo, uma evolução de 53,6% em relação aos R$ 70,5 bilhões registrados em dezembro de 2009.

Minha Casa, Minha Vida

Exatamente 1.005.028 unidades habitacionais foram financiadas pela Caixa e o Governo Federal valendo-se do programa Minha Casa, Minha Vida, lançado em 2009.

No período, 936.508 unidades contaram com a intervenção direta do banco, cujo investimento atingiu os R$ 51,31 bilhões. Só em 2010, foram R$ 37,4 bilhões destinados ao programa, beneficiando 639.983 famílias.

Das unidades financiadas em 2010, desconsiderados os consórcios, repasses e o programa Pró-Moradia, 59% foram destinadas a pessoas na faixa de renda de até seis salários mínimos, onde se encontra o maior deficit habitacional.

UOL Cursos Online

Todos os cursos