Lançamento de imóveis em SP sobe 18%, mas vendas estacionam

SÃO PAULO – Em 2010, foram lançados 37.304 imóveis na cidade de São Paulo, uma alta de 18% em comparação com 2009. Os dados são de levantamento feito pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Mas, com relação a vendas efetivas, o número ficou praticamente estabilizado. Em 2010, foram comercializados na capital paulista 35.869 imóveis residenciais novos, enquanto em 2009 foram 35.832, um leve aumento de apenas de 37 unidades.

O VSO (Vendas sobre Ofertas), que mede o desempenho entre o total de unidades vendidas e a oferta existente, ficou na média de 23,2% no ano passado, superior aos 17,6% de 2009, e alcançou o melhor resultado desde 2004, ano de mudança da metodologia da pesquisa.

Último mês do ano

Somente no mês de dezembro, foram comercializadas 4.960 unidades, volume 51,7% superior a novembro, porém 12,4% abaixo do registrado no mesmo período de 2009.

O indicador VSO atingiu 29,2% no último mês do ano, contra 24,1% de novembro e 30,8% de dezembro de 2009.

Os imóveis de dois dormitórios tiveram maior participação percentual no total comercializado. Essas unidades registraram 52% do total das vendas, seguidas pelos imóveis de três dormitórios, com 32,3% de participação.

Região Metropolitana

Considerando toda a Região Metropolitana do estado paulista, em dezembro de 2010, as vendas alcançaram um total de 7.108 imóveis novos.

O nicho de dois dormitórios também se destacou na Região, com 3.706 unidades vendidas em dezembro, participação de 52,1% no volume negociado, enquanto o segmento de três quartos representou 32,7% do total.

Quando analisado todo o ano de 2010, as vendas na capital somaram 35,9 mil, ante as 65,2 mil dos demais municípios, o maior total registrado em todos os tempos para a Região Metropolitana.

UOL Cursos Online

Todos os cursos