Novo presidente da CEF deve se concentrar no Minha Casa, Minha Vida, diz Mantega

SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o novo presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, deve manter concentração na ampliação do crédito à população de baixa renda e ao acompanhamento do Programa Minha Casa, Minha Vida.

"É um trabalho diuturno, para que a gente possa cumprir as metas e objetivos que o governo estabeleceu", afirmou Mantega, segundo a Agência Brasil.

De acordo com o ministro, os principais desafios do novo presidente serão a habitação popular, o fornecimento de crédito à população de baixa renda e o acompanhamento do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Continuidade
Mantega recomendou a Hereda que mantenha o trabalho da ex-presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho. "Você tem a nossa confiança e terá o nosso apoio para fazer com que a Caixa fique ainda melhor do que conseguiu ser em 2010 e, daqui quatro anos, teremos a Caixa Econômica brilhando e competindo em todos os mercados financeiros", afirmou o ministro.

Entre as realizações de Maria Fernanda, Mantega destacou o aumento de crédito para pessoas físicas e jurídicas e o papel do banco na rápida superação da crise financeira internacional.

Já na área imobiliária, o ministro destacou o avanço do financiamento, que passou de R$ 5 bilhões para R$ 75 bilhões ao ano.

UOL Cursos Online

Todos os cursos