Maior número de apartamentos em condomínios fará valor cair

SÃO PAULO – Os condomínios da cidade de São Paulo deverão ter quase o dobro de apartamentos em dez anos, revelou uma pesquisa realizada pela Lello Imóveis. Desta forma, os moradores pagarão menos por esta despesa.

De acordo com os dados, hoje, os condomínios da capital paulista possuem em média um bloco de 54 apartamentos, com seis funcionários e arrecadação mensal de R$ 28 mil.

Já em 2021, a perspectiva é de que cada condomínio terá 90 apartamentos, dois blocos, oito funcionários e arrecadação mensal de R$ 35 mil.

O gasto dos moradores
A gerente da Lello Condomínios, Angélica Arbex, explicou que a mudança de cenário se dá pela explosão de lançamentos de condomínios clubes, que aconteceu entre 2005 e 2008, modalidade que tem uma média de 150 apartamentos cada.

Além disso, há um aumento de oferta voltada para a classe C, com condomínios com uma média de 120 apartamentos e itens de lazer básicos, como piscina, churrasqueira, quadra e forno de pizza.

“Com esta nova tendência, teremos uma alteração profunda e significativa no padrão dos novos condomínios, com um número maior de pessoas convivendo no mesmo espaço e cotas de condomínio proporcionalmente menores”, afirmou.

UOL Cursos Online

Todos os cursos