Imóveis: investir via fundos pode ser mais vantajoso, afirmam gestores

SÃO PAULO - Investir em imóveis por meio de fundos imobiliários pode ser mais vantajoso do que comprar o próprio bem com o objetivo de obter rendimento.

De acordo com os principais gestores de fundos imobiliários do País, a diversificação e a diluição dos riscos intrínsecos ao investimento em imóveis são alguns dos pontos positivos dos fundos de investimentos imobiliários.

“Os fundos permitem uma exposição imobiliária de maneira diversificada, mitigando riscos de quando você faz um investimento comprando diretamente um imóvel”, disse o sócio-diretor da RB Capital, Marcelo Michaluá, durante encontro com gestores de fundos imobiliários na BM&FBovespa, nesta quarta-feira (20).

Além disso, por meio de um fundo é possível investir em grandes empreendimentos, com pequenos valores. É uma aplicação que permite o acesso de qualquer investidor, já que existem hoje, no mercado, oportunidades para todos os bolsos, ou seja, não é preciso ter muito dinheiro para começar a investir por meio de fundos imobiliários.

De acordo com Michaluá, no entanto, a taxa de vacância (período que o imóvel fica desocupado, sem garantir renda por meio do aluguel) e a desvalorização do bem por conta da deterioração de uma região, por exemplo, são alguns dos riscos deste tipo de investimento. “No fundo, essas variáveis ficam minimizadas”, disse.

Baixa participação
No Brasil, o mercado de fundos imobiliários ainda é bastante incipiente. De acordo com o sócio da Credit Suisse Hedging-Griffo e responsável pela área de fundos imobiliários da gestora, Alexandre Machado, o patrimônio líquido (PL) destes fundos representa pouco mais de 0,6% do PL total dos fundos de investimentos no país. “É um percentual muito pequeno. Então, existe um potencial de crescimento muito grande”, disse.

Segundo ele, um dos principais problemas dos fundos imobiliários ainda é a informação para os cotistas. “A indústria ainda não tem um padrão de comunicação, acho que este é um grande desafio. Existe a iniciativa de algumas casas de tentar aprimorar este processo e isto vem acontecendo, mas, de fato, discute-se muito um padrão até para que os fundos sejam mais comparáveis”, afirma.

O que são
Os fundos imobiliários são formados por grupos de investidores que têm o objetivo de aplicar recursos na base imobiliária, tanto no desenvolvimento de empreendimentos como em imóveis prontos.

A rentabilidade é originada dos aluguéis das unidades que fazem parte do portfólio do fundo e as cotas podem se valorizar de acordo com a própria valorização dos imóveis.

Uma vantagem dos fundos, e que afeta diretamente o retorno ao investidor, é a questão tributária. Enquanto sobre os rendimentos provenientes de aluguéis há a incidência do imposto de renda, por meio dos fundos imobiliários é possível, segundo a lei 11.196/05, isentar de IR os investidores pessoa física.

UOL Cursos Online

Todos os cursos