Preço médio do imóvel usado em SP sobe menos em 2011

SÃO PAULO – A alta do preço do imóvel usado na capital paulista, no primeiro semestre de 2011, foi menos intensa do que a do mesmo período de 2010. Nos seis primeiros meses deste ano, o preço médio das casas e apartamentos em São Paulo subiu 30,26%, com o metro quadrado passando de R$ 3.088,36 para R$ 4.002,83.

Já em 2010, o preço do metro quadrado havia subido 44,46%, em comparação com o primeiro semestre de 2009, de R$ 2.137,93 para R$ 3.088,36, em média.

De acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira (26) pelo Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), nos seis primeiros meses de 2011, o preço do apartamento foi o que mais subiu, passando de R$ 3.485,68 para R$ 4.503,45, o que representou uma alta de 29,2%, se comparado com o mesmo período de 2010.

 O valor da casa subiu 22,95% no período, de R$ 2.289,06 para R$ 2.814,48. Em 2010, a alta havia sido de 50,87%, em comparação com o mesmo periodo do ano anterior.

Vendas
A venda de casas e apartamentos usados no primeiro semestre de 2011 foi 29,22% menor que a do primeiro semestre de 2010, ano em que houve crescimento 74,51%, na comparação com o mesmo período de 2009.

Considerando apenas os apartamentos, houve queda de 33,21% nas vendas, de 1.301 para 869 unidades. O número de casas comercializadas também apresentou queda, de 19,86%, de 554 para 444 unidades.

“A forte especulação e os aumentos de custos que inflacionaram os preços dos imóveis novos a partir de 2008 fizeram estragos também no segmento de imóveis usados e de locação, pois são mercados complementares”, explica o presidente do Creci-SP, José Viana Neto.

UOL Cursos Online

Todos os cursos