São Paulo: 30% dos imóveis alugados são para fins comerciais

São Paulo - Um levantamento realizado pela Lello revelou que mais de 30% dos imóveis alugados na cidade de São Paulo são comerciais. Para chegar a estes resultados, foram analisados os dados do segundo trimestre deste ano.

Na comparação com o primeiro trimestre deste ano, a pesquisa revela que os novos contratos de aluguel comercial registraram expansão de 16%. Em relação ao valor médio do aluguel, a pesquisa indicou R$ 3,5 mil nas novas locações.

Sobre as locações

Ao analisar as novas locações do período, nota-se que as salas e os conjuntos comerciais foram responsáveis por 41% dos contratos. Em seguida, aparecem as casas comerciais, com participação de 26%, e os salões, com 15%.

Já as lojas representaram 10%, enquanto os galpões e terrenos participaram com 6% e 2%, respectivamente.

Sobre a finalidade da locação, 35% dos imóveis comerciais foram destinados à instalação de clínicas médicas, odontológicas e de estética, 22% para escritórios de representação comercial, contabilidade e advocacia, outros 22% para lojas de rua, 8% para estabelecimentos de alimentação como lanchonetes e restaurantes, e 4% para instituições de ensino.

Localização

Entre as regiões da capital paulista, Moema e Mooca lideraram a procura para locação de consultórios médicos e escritórios, seguidas pelas áreas da Vila Mariana e de Santana.

“O setor de imóveis comerciais está em alta e a rentabilidade do aluguel, para quem compra unidades com este perfil para fins de locação, tende a ser maior proporcionalmente do que no caso dos imóveis residenciais”, finalizou a diretora da Lello Imóveis, Roseli Hernandes.

UOL Cursos Online

Todos os cursos