Venda de materiais de construção cai 2,6% em janeiro na comparação com dezembro

 

SÃO PAULO (Reuters) - O varejo doméstico de materiais de construção iniciou 2011 com desaceleração em relação ao final do ano passado. Em janeiro, as vendas recuaram 2,64% na comparação com dezembro, informou nesta terça-feira a associação que representa o setor no país, Abramat.

Já em relação ao mesmo mês do ano passado, as vendas dos insumos aumentaram 1,45%.

A queda mensal, segundo a entidade, é resultado da formação de estoques em dezembro, quando o consumo de materiais tende a ser sazonalmente maior. "Em janeiro, as compras se reduziram em função da queda típica do consumo no período", afirma o presidente da Abramat, Melvyn Fox, em nota.

No mês passado, as vendas de itens de acabamento tiveram alta de 10,79%, enquanto as de materiais básicos caíram 3,24% ano a ano.

"É provável que o comportamento se equilibre entre os materiais de base e acabamento nos próximos meses. Esse crescimento maior da indústria de acabamento está associado ao avanço das obras iniciadas na fase de elevado crescimento do setor, antes da crise", explica Fox.

A Abramat informou também que, em janeiro, o número de postos de trabalho gerados na indústria de materiais aumentou 6,86% ante o mesmo mês em 2010 e subiu 0,26% sobre dezembro.

A entidade prevê que o faturamento do setor aumente 9 por cento no fechado deste ano, após encerrar 2010 com expansão de 12,1%. "A tendência de crescimento é acentuar-se nos próximos meses", acrescenta o presidente da Abramat.

(Por Vivian Pereira)

UOL Cursos Online

Todos os cursos