Investimentos em imóveis comerciais no mundo superarão US$ 440 bi

SYDNEY (Reuters) - Os investimentos em imóveis comerciais no mundo devem superar US$ 40 bilhões neste ano, nível mais alto desde 2007, com as Américas crescendo 60 por cento em parte pela melhora na situação de dívida nos Estados Unidos, afirma a Jones Lang LaSalle.

No primeiro trimestre, os volumes cresceram 44 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, para 94 bilhões de dólares, segundo a empresa de serviços para o setor imobiliário.

O Brasil se tornou o quinto mercado de investimentos mais ativos no primeiro trimestre, o que fez com que o grupo Bric de países (Brasil, Rússia, Índia e China) se tornasse responsável por 13 por cento dos volumes globais no período, alta ante nível de 2 por cento em 2007.

"São Paulo é um dos mercados de escritórios mais dinâmicos do mundo, caracterizado pelo rápido crescimento nos aluguéis, forte demanda corporativa, baixa vacância e por um boom no desenvolvimento", disse a empresa em relatório.

A Jones Lang LaSalle espera que os investimentos totais nas Américas do Norte e do Sul somem 155 bilhões de dólares este ano, alta de 60 por cento ante 2010.

Os volumes de investimentos na região Ásia-Pacífico devem superar os 100 bilhões de dólares em 2011, aumento de 15 a 20 por cento sobre um ano antes. Apesar disso, a alta é contida pelos terremotos no Japão e pela contenção de crédito na China, afirma a Jones Long LaSalle.

Enquanto isso, a Europa deve ver um aumento no volume de investimento em até 30 por cento, com Reino Unido, Alemanha e França dominando as atividades, afirma a companhia.

(Por Eriko Amaha)

UOL Cursos Online

Todos os cursos