Venda de material de construção sobe 7% em setembro sobre 2010

São Paulo - As vendas de materiais de construção no Brasil cresceram 7 por cento em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou nesta quarta-feira a associação que representa o setor, Abramat.

Em relação a agosto, entretanto, o varejo de materiais registrou queda de 0,5 por cento. Já no acumulado do ano até setembro, o setor desacelerou, com as vendas aumentando 2,2 por cento, bem abaixo da meta traçada para o fechado de 2011, de alta de 5 por cento no faturamento do setor.

"A redução do ritmo das grandes obras e o aumento das importações de materiais de construção são os principais fatores associados ao resultado abaixo da expectativa", afirmou o presidente da Abramat, Walter Cover, em nota, citando ainda as reações do mercado às medidas de contenção da inflação adotadas pelo governo e a redução do ritmo das obras do programa "Minha Casa, Minha Vida".

No mês passado, o número de empregos gerados na indústria de materiais subiu 6,1 por cento sobre igual período em 2010 e 0,9 por cento ante agosto.

"As expectativas do setor para o próximo trimestre estão otimistas, apoiadas na continuidade da elevada disponibilidade de crédito, do elevado nível de emprego no mercado e na continuidade da desoneração do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) dos materiais até 2012", segundo a entidade.

Na semana passada, a Abramat divulgou estudo, realizado em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), em que indicava a desaceleração da indústria de materiais em 2011. As vendas reais de materiais caíram 2 por cento no segundo trimestre, enquanto nos seis primeiros meses do ano a queda acumulada foi de 1,2 por cento.

(Por Vivian Pereira)

UOL Cursos Online

Todos os cursos