Preços da construção avançam em dezembro, mostra FGV

SÃO PAULO - Os custos da construção fecharam o ano com avanço nos preços, segundo dado divulgado nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice Nacional de Custo da Construção ao Mercado (INCC-M) registrou avanço de 0,59% em dezembro, superior à alta verificada no mês anterior, de 0,36%. Durante todo o ano, o indicador acumulou variação de 7,58%.

O índice correspondente a Materiais e Equipamentos registrou elevação de 0,09%, ante avanço de 0,07% na leitura anterior. Entre os subgrupos pesquisados, apenas materiais para estrutura apresentou crescimento, de menos 0,35% para menos 0,07%.

O avanço dos preços do grupo Serviços perdeu força, passando de uma alta de 0,48% em novembro, para incremento de 0,25%, em dezembro, com destaque para a desaceleração do subgrupo aluguéis e taxas, cuja taxa passou de 0,33% para 0,03% na mesma base de comparação.

No grupo Mão de Obra, reajustes salariais promovidos em algumas capitais levaram o indicador a uma alta de 1,08% em dezembro. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,59%. Em Belo Horizonte, este grupo registrou variação de 8,54% em função da data base.
Em Brasília, a taxa, que havia se elevado para 1,28% em novembro, em função de termo aditivo, recuou para 0,84% em dezembro. Com o fim do efeito do reajuste salarial, a taxa de variação em Recife passou de 9,13% para 1,06%.

Das sete capitais brasileiras analisadas pela FGV, quatro apresentaram aceleração dos preços da construção: Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo. Já em Brasília, Recife e Rio de Janeiro, a alta dos preços perdeu força no último mês do ano.

(Ana Luísa Westphalen | Valor)

UOL Cursos Online

Todos os cursos