Volume de financiamento imobiliário de junho cai 11% no Reino Unido

SÃO PAULO - A concessão bruta de financiamento imobiliário no Reino Unido somou 7,6 bilhões de libras em junho, informou a Associação dos Banqueiros Britânicos (BBA, na sigla em inglês). O montante é inferior à média recente em seis meses e 11% menor do que o de junho de 2010.

"Em meio à persistente debilidade, tanto da compra de casas quanto da aprovação de refinanciamentos, o crédito hipotecário bruto ficou em larga medida estável (em junho ante maio)", explicou a BBA.

As aprovações de financiamento imobiliário aumentaram de 68.026 em maio para 70.887 em junho, mas apenas 31.747 dessas aprovações eram para a compra de novas casas. A concessão líquida de financiamento cresceu em apenas 500 milhões de libras em junho ante maio, depois de ter expandido em 1,1 bilhão de libras em maio ante abril, segundo a BBA; o restante do volume total destinou-se ao abatimento de dívidas já existentes.

"Os bancos continuam emprestando para a compra de imóveis, mas o fraco mercado de crédito imobiliário é autoevidente",comentou a BBA em comunicado.

"Os depósitos pessoais estão crescendo apenas lentamente, já que algumas pessoas estariam usando suas economias para abater dívidas maiores. As empresas, como se vê em outros lugares, estão preocupadas com a perspectiva econômica e, em meio a condições difíceis de negócios, estão adiando planos de investimento ou expansão e limitando a tomada de empréstimos", acrescentou a associação.

(Marcílio Souza | Valor)

UOL Cursos Online

Todos os cursos