Estilista que vestiu Dilma na posse é especialista em noivas

Chico Felitti

Folha de S.Paulo

Para tomar posse como presidente do Brasil pela segunda vez em 1º de janeiro, Dilma Rousseff dispensou a tradicional roupa vermelha e optou por uma combinação de blusa com saia que comentaristas televisivos ora diziam ser rosa-chá e ora "off-white" (ainda não se chegou a um consenso quanto à cor).

A mudança da cartela de cor foi designada a alguém que entende de tons claros: Juliana Pereira, a estilista sediada em Porto Alegre que fez o conjunto usado pela presidente, é especializada em noivas, ainda que seja um nome forte no mercado de debutantes.

DilmaA presidente e a roupa escolhida para a posse (Foto Leo Correa/Associated Press)

Fernanda faz roupas desde 2001, quando começou a trabalhar com a mãe, também estilista. Hoje em dia, tem loja própria no bairro Moinhos de Vento, um dos mais ricos da capital gaúcha.

"Ela é a predileta da nova geração. De gurias que têm dinheiro e bom gosto, que buscam um look jovial", afirma a stylist gaúcha Mara Ullani. "A Dilma ter escolhido ela é um pouco surpreendente, mas acho bem positivo, sinal de que quer ficar moderna."

Além da cor pastel, a renda usada no figurino da presidente também figura entre os materiais prediletos da estilista para vestidos nupciais.

Em abril de 2013, ela foi encarregada de vestir de renda uma socialite gaúcha que realizaria dois casamentos: um à beira do rio Guaíba, em Porto Alegre, e outro num castelo de 500 anos de idade na Alemanha, de onde era o noivo.

Procurada, a estilista não respondeu a pedidos de entrevista. O ateliê de Juliana está em recesso para as festas e deve voltar a funcionar na segunda (5).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos