Guia de Etiqueta: saiba como evitar gafes e esbanjar estilo no fim de ano

HELOÍSA JUNQUEIRA
Colaboração para o UOL

  • Getty Images

    Algumas regrinhas de conduta são mais que bem-vindas nas festas e comemorações

Mesmo entre pessoas queridas, como familiares, amigos e colegas de trabalho, algumas regrinhas de conduta são mais que bem-vindas nas festas e comemorações de fim de ano. "Escorregões" em situações como amigo secreto, cartões, gorjetas, festa da empresa e ceia de Natal podem ficar na memória negativamente. E isso ninguém quer. Por isso, a reportagem do UOL ouviu especialistas em etiqueta, marketing pessoal, organização e moda e preparou um guia para você se sair bem - e esbanjar estilo - nessas ocasiões.

 

 

AMIGO SECRETO

1. É preciso tomar muito cuidado com a brincadeira do amigo da onça ou inimigo secreto, uma espécie de amigo secreto às avessas em que os participantes presenteiam uns aos outros com mimos irônicos, que satirizam características, manias e comportamentos. "Esse tipo de brincadeira não deve ser colocada em prática nas empresas, ambientes em que já se enfrenta uma acirrada competição entre pessoas com níveis muito semelhantes de preparo. Por que seria bem-vinda uma brincadeira que, podendo magoar e constranger alguém, ainda criaria uma grande possibilidade de fazer inimizades? Este inimigo poderá ser vital num momento futuro, eliminando por completo uma possibilidade de ascensão ou aumento salarial", destaca Maria Aparecida Araújo, consultora de etiqueta profissional e comportamento social, de São Paulo (SP).

 

2. Se a empresa insistir no amigo da onça, coloque em prática a dica da consultora em etiqueta e marketing pessoal Ligia Marques, de São Paulo (SP): é fundamental tomar bastante cuidado para saber o limite entre o engraçado e o que pode realmente magoar a outra pessoa. "Colocar-se no lugar dela é uma boa tática para fazer esta avaliação. Essa brincadeira é boa quando todos se divertem. Não se deve aproveitar este momento para vinganças conscientes ou inconscientes contra colegas", ressalta. Quanto ao presente, na opinião da consultora de imagem Maria Thereza Laudares, de Brasília (DF), o mimo deve ser engraçado e divertido, sem cair no mau gosto ou apelar para o humor negro. E na hora de revelar quem tirou, o cuidado deve ser o mesmo. "Devemos realçar os aspectos positivos com pitadas engraçadas. Imitar as pessoas por meio de mímicas poder atrair boas gargalhadas", sugere Maria Thereza.

 

3. Amigo secreto online ou virtual só é válido se os participantes forem parentes distantes, por exemplo. "Sempre que possível, será melhor adotar a troca de presentes real, pois o ambiente virtual anula a característica de socialização e torna inadequadamente distante o que, pela sua natureza, deve ser próximo", pondera a consultora Maria Aparecida Araújo. Mas realizar a brincadeira via internet não fere nenhum princípio de boa educação, não. É essencial, porém, que todos saibam como participar e acessar o site. "Um primeiro e-mail para todos explicando como funciona o esquema e o que é esperado que cada um faça pode ajudar bem", salienta a consultora Ligia Marques.

 

4. Tudo bem presentear o amigo secreto com roupa? "Sim, desde que seja uma peça neutra, como uma camisa branca ou uma polo", indica a consultora de estilo Milla Mathias, de São Paulo (SP). É necessário, entretanto, tomar cuidado com o tamanho da peça. "Evite comprar G, pois a pessoa, por mais gordinha que seja, pode se ofender. Um tamanho M sempre cai bem e ela pode trocar na loja se quiser."

 

5. Tirar o chefe pode ser uma questão delicada. No entanto, devemos sempre lembrar que ele estará na brincadeira vendo tudo! Porém, não é necessário gastar mais com o presente só por causa dele; afinal, hoje em dia estipula-se um valor e este é válido para todos. É melhor evitar presentes que não podem ser trocados. E, seja quem for a pessoa que você tirou, capriche no visual do pacote, pois muitas vezes um belo embrulho agrega valor ao presente.

 

CARTÕES

1. Em tempos de Twitter, Orkut e Facebook, o cartão de Natal convencional, de papel, é algo praticamente jurássico, principalmente entre os mais jovens e as empresas de estilo despojado (agências de publicidade, por exemplo). Mesmo assim, o envio de cartão de Natal virtual deve seguir algumas regrinhas, como a de que não seja um arquivo extremamente pesado, pois nem todos têm banda larga rápida para receber. Textos muito longos devem ser evitados, pois o destinatário poderá ficar impaciente ou até mesmo cansado de ler. E, principalmente, o emissor precisa conferir privacidade à sua mensagem, enviando a matriz para si mesmo e as demais como cópias ocultas. Assim quem receber não verá expostos os endereços eletrônicos das outras pessoas que também receberam o mesmo post.

 

2. Quem gosta de seguir as tradições ou simplesmente prefere escrever alguma mensagem de próprio punho e enviá-la pelo correio deve prestar bastante atenção para não escrever errado o nome do destinatário e assinar de modo legível o cartão, pois só uma rubrica tornará praticamente impossível ao receptor identificar o signatário. "Se estiver muito atrasado para mandar para o Natal, vale enviar desejando somente um bom Ano Novo. Até 6 de janeiro, Dia dos Reis Magos, pode-se postar", avisa a consultora Maria Aparecida Araújo. Ah, as regras de etiqueta indicam que, se a pessoa estiver retribuindo uma mensagem recebida, não deve mencionar o fato, mas simplesmente desejar seus votos. Assim não deixará claro que só enviou algo para aquela determinada pessoa porque recebeu antes.

 

CEIA DE NATAL

1. Muita gente fica em dúvida sobre a necessidade de levar comida ou bebida ao comparecer na ceia na casa de alguém, seja de amigos ou parentes. Isso não é necessário, a não ser que seja combinado previamente com os anfitriões. É de bom-tom, no entanto, levar um agrado para eles - um objeto de decoração, por exemplo, ou flores. Mesmo que a festa seja na casa de um parente, se você quiser levar um acompanhante deve pedir autorização aos donos da casa antes. Lembre-se: Natal é uma comemoração íntima.

 

2. Se em termos financeiros 2009 não foi, assim, “nenhuma Brastemp”, mas você quer oferecer uma ceia para a família, é possível propor uma divisão de despesas? "Se for um evento familiar, bem informal e íntimo, é possível fazer isso. Se os convidados não forem tão próximos, pega mal", afirma a consultora Ligia Marques. "Quem se propõe a receber pessoas tem de estar preparado para este gasto e receber bem. Senão, é melhor não fazer nada."

 

3. Muita gente, tentando evitar possíveis incômodos, reúne toda a criançada em uma única mesa na hora da refeição. Nada mais inviável. "O ideal é colocar as crianças junto com os adultos nessa data, ao menos. É praticando o bom comportamento que elas poderão aprender. De nada vale excluí-las em nome de uma menor bagunça ou coisa semelhante", acredita Ligia Marques. O pior é que há quem mande os solteiros e avulsos da família para junto da garotada. "Quem for parar na mesa das crianças deve fingir que está tudo bem e numa próxima oportunidade pensar duas vezes se aceitará o convite de um anfitrião tão mal educado", diz a especialista, coautora do livro Sem-Noção (Matrix Editora). Comentários sarcásticos do tipo "não se preocupe, realmente acho que estarei muito bem acompanhado com as crianças, pois elas sempre nos surpreendem positivamente" podem ser feitos para dar o troco num momento tão absurdo.

 

4. Peças confortáveis e comportadas são as ideais, mas com capricho. Nada de usar roupas de ficar em casa, como chinelos de dedo, regatas, camisetas de dormir e afins. O Natal é um ritual e merece ser homenageado. Para as mulheres, roupas do tipo "matadoras", para seduzir, devem ser evitadas. Já muitas crianças, coitadas, sofrem nas mãos das mães "pseudoestilistas" que as vestem com babados, botões, tecidos desconfortáveis ou, pior de tudo, peças com cara de adulto. Mamães do Brasil, por favor: uma bermudinha básica com camisa polo, para os meninos, e um vestidinho bem cortado, para as garotas, ficam lindos e permitem que os pequenos aproveitem a festa numa boa.

 

5. Mais algumas dicas que valem ouro, segundo a consultora de imagem Maria Thereza Laudares: leve seu celular carregado, pois é muito desagradável sair procurando tomadas para carregar telefones em plena festa; não seja o último a ir embora da festa; controle o teor das piadas e dos comentários; se fumar, ausente-se para isso; não interrompa a fala de ninguém e, é claro, ao partir, lembre-se de agradecer pelos agradáveis momentos que vivenciou.

 

FESTA DA EMPRESA

1 Atitudes que sempre pegam muito bem: ser simpático e aproveitar a oportunidade para se entrosar com colegas de outros setores e mostrar sempre o lado positivo no tom das conversas, cujos temas devem ser, de preferência, bem light. Cumprimentar todos, sem distinção, e fotografar o evento e depois enviar as fotos para os amigos por e-mail também são ações bem simpáticas. "Lembre-se de manter discrição em todos os sentidos, pois a festa é apenas um dia de trabalho diferente", pontua Juliana Faria, personal organize e proprietária da Organize.Yru, de São Paulo (SP).

 

2 A paquera é, na maioria dos casos, inevitável. Porém, ficar aos beijos na frente de todos é um comportamento pra lá de inadequado. "Se surgir algum envolvimento amoroso na festa, evite que seja percebido e dê o desdobramento fora da empresa, longe dos olhares alheios", sugere a consultora Maria Aparecida Araújo.

 

3 Atitudes que sempre pegam muito mal: levar acompanhante sem permissão, falar ou rir alto, extrapolar na comida ou na bebida, dançar de modo escandaloso ou sensual demais (já pensou se as imagens vão parar no You Tube?), tentar quebrar barreiras hierárquicas e forçar intimidade com superiores, pedir aumento (sim, acredite, há quem faça isso em plena festa de fim de ano da empresa), externar reclamações ou lamúrias e fazer brincadeiras de mau gosto com colegas. E, faltar na festa da empresa, só mesmo se tiver uma justificativa muito plausível.

 

4 Nas festas da empresa o funcionário está sendo observado por seus pares, superiores e subordinados. Sendo assim, o ideal é fugir de roupas com muito brilho, transparências, decotes e peças justas ou muito curtas. "Para os homens, uma calça jeans escura e uma camisa caem bem; no caso de churrasco, recomendo bermudas de algodão ou jeans e camisetas polo com mocassim esportivo ou sandália de couro nos pés", aconselha a consultora de estilo Milla Mathias. Para as mulheres, as melhores opções são tailleurs em ocasiões mais formais ou um top com saia ou calça. A maquiagem, o cabelo, as bijuterias e o perfume devem ser discretos.


GORJETAS

A gorjeta de fim de ano é obrigatória? Para quais pessoas devemos dá-la? E qual o valor? "A gorjeta de fim de ano não é obrigatória", responde a expert Maria Thereza Laudares. "No entanto, é muito delicado e polido presentear zeladores, porteiros, manicures e atendentes de escritório com presentes ou lembranças que os façam sentir que alguma parte do seu tempo foi dedicada a eles. Os presentes podem ser panetones, uma cesta feita por você, acessórios como brincos e colares. Este ano, para as mulheres, os esmaltes coloridos e os lencinhos são uma excelente pedida."

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos