Descubra seis bons motivos para fazer sexo

Da Redação

Manter uma vida sexual regular não faz bem só à intimidade do casal ou à autoestima. Os benefícios vão além e englobam o bem-estar físico e mental. Além de melhorar a qualidade de vida e reduzir a depressão, estudos científicos comprovam que o ato sexual ajuda a rejuvenescer, aumenta a longevidade e ainda colabora com a perda de calorias. Enfim, sexo é gostoso e não engorda.

 

“Pessoas que fazem sexo regularmente são mais agradáveis no trato social e têm relacionamentos mais felizes do que aqueles que não mantêm relações”, diz a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello, de São Paulo. Mas é bom lembrar que estamos falando de sexo com qualidade, aquele em que há vínculo afetivo, satisfação e segurança. Conheça alguns motivos que vão além do puro prazer:

 

1. ACADEMIA ÍNTIMA
A perda calórica durante o ato sexual pode ir de 100 a 150 calorias, o que corresponde a uma caminhada de 20 minutos em ritmo moderado. É claro que tudo depende do esforço (no caso, posições mirabolantes) para aumentar ou diminuir o gasto calórico.

 

2. REDUZ A DEPRESSÃO
O orgasmo libera endorfina, produzindo uma sensação de bem-estar e euforia. Além disso, deixa homens e mulheres longe das preocupações por algumas horas. Eles se esquecem do prazo para entregar um trabalho ao chefe autoritário. E elas possuem um benefício extra: durante o orgasmo as áreas do cérebro que controlam medo, ansiedade e estresse são desligadas.

 

3. EVITA INFIDELIDADE
Os casais que fazem sexo regularmente se sentem menos inclinados a buscar casos extraconjugais, e a probabilidade de divórcio é menor. Quando se começa um relacionamento não é preciso prometer sexo uma, duas ou três vezes por semana, mas está subentendido que ele fará parte da vida do casal. Esperar fidelidade do outro significa ser companheiro também no sexo.

 

4. AUMENTA A LONGEVIDADE
Mulheres que mantêm uma vida sexual regular ao longo da vida vivem mais do que aquelas que não praticam sexo. Uma das explicações dos pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, é a de que sentir desejo é sinal de saúde; já a perda de libido pode indicar doenças como diabetes e hipertensão.

 

5. MELHORA A QUALIDADE DE VIDA
Desde 2000, a Organização Mundial da Saúde inclui o sexo como um dos pré-requisitos para a qualidade de vida. Ou seja, é tão importante quanto praticar exercícios e ter uma alimentação saudável.

6. AJUDA A REJUVENESCER
Um estudo feito no hospital Royal Edinburgh, na Escócia, mostrou que manter uma vida sexual regular pode rejuvenescer a aparência em até 12 anos. Foi constatado que quem aparenta de sete a 12 anos menos que a idade biológica costuma fazer sexo quatro vezes por semana em média.

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos