Eduardo Inagaki faz coleção com dureza militar mas formas femininas

Carolina Vasone
UOL Moda, de Belo Horizonte

  • Fernanda Calfat

    Desfile de Eduardo Inagaki no Amni Hot Spot

    Desfile de Eduardo Inagaki no Amni Hot Spot

A força do militarismo, incorporada a uma silhueta feminina, marcou o desfile do estilista Eduardo Inagaki, na última sexta (15), no Amni Hot Spot, em Belo Horizonte.

Elementos da vestimenta militar foram incorporados aos modelos que valorizavam a mulher de uma maneira mais forte, menos frágil. Talvez por isso o estilista tenha incluído na sua inspiração o feminismo. "Que náo é a mesma coisa que feminilidade", ressalta Inagaki.

No desfile, muito preto em vários looks, além do laranja, do verde (não o militar) e do púrpura. Botóes de pressão aparecem em vários momentos, tanto no vestido solto púrpura com laranja, de manga comprida, uma das principais peças da coleção, como em detalhes de camisas e barras de saias.

As calças são soltas, com cintura alta e bem marcada, em preto, acompanhadas de camisas também pretas. Nos pés, salto altíssimo, como na sandália amarrada no tornozelo.

Os volumes aparecem muito nas mangas e nas saias e vestidos balonês. O matelassê é usado, mais discretamente, no bojo do vestido, e de maneira bem marcante no casaco godê preto.

Formado na faculdade de moda Santa Marcelina, Eduardo Inagaki já tem sua marca há cinco anos, mas se concentrava mais nas encomendas feitas pelo Japão e pelos Estados Unidos, países onde mais vende. Agora, ele quer conquistar o mercado brasileiro.

UOL Cursos Online

Todos os cursos